14.07.2010

O uso do gesso para tratamento ortopédico (para comentar cique aqui)

O gesso é um dos artifícios usados pelo médico para fazer um tratamento ortopédico.Ele pode ser usado tanto para os tratamentos sem cirurgia, quanto nos pós operados, e podem ser circulares ou parcial (tala).O principal efeito imediato do uso deste material é a redução da dor aguda nas fraturas, pois estima-se que uma fratura tem sua dor diminuida cerca de 70 a 80% se bem imobilizada.Além disso o gesso objetiva manter a posição ótima das fraturas, deixada pelo médico. Há algumas orientações a serem seguidas quando do uso do aparelho gessado:

1. Não se deve molhar o gesso
2. Evite introduzir objetos no gesso para coçar a parte interna, pois este ato pode produzir ferimentos
3.Não diminua o comprimento do gesso, eles são confeccionados sob medida e com o intuito de cumprir sua função
4. Não retire o aparelho gessado, exceto quando autorizado por seu médico, o que não necessariamente coincide com a data do seu retorno para revisão.
5. A extremidade do membro que contem o gesso deve se manter elevada, de forma que a mão fique posicionada num nível acima do cotovelo.O pé deve estar mais elevado que o nivel do joelho, nos gessos de membro inferior. Ao dormir posicione sua mão apontando para cima, principalmente nos primeiros dias do uso do gesso. Nunca durma apontando para o chão.


6.Deve-se sempre procurar exercitar as extremidades livres. (EX: movimentar os dedos da mão,quando estiverem livres nos gessos para membro superior)
7. Quando estiver usando o aparelho gessado de membro inferior, como a bota,não pise antes do tempo indicado pelo médico. Geralmente quando a bota não tem salto, é recomendado não pisar. Se a bota tem salto, o ideal é pisar após as 72Hs.
8.Quando observar inchaço importante nos dedos, dedos rôxos, ou dor intensa quando mover os dedos, deve-se procurar falar com seu médico o mais breve possível.

Ao contrário do que muita gente pensa, o gesso sintético não tem a finalidade de permitir banhos diários. Ele apenas permite que em casos incomuns de acidentes em que o gesso foi molhado, ele seque, sem prejuizo para o gesso ou o tratamento. O gesso sintético tem indicação melhor nos casos em que o tratameno já iniciou e o edema está controlado e bem diminuido. Ele deve ser evitado quando o inchaço é significativo. A vantagem é que ele é mais leve que o convencional trazendo um certo conforto como alternativa.
O aparelho gessado não modifica a posição da fratura (voltar para o lugar?), embora uma fratura possa perder a posição ótima deixada pelo médico mesmo estando imobilizada com o aparelho de gesso.
Nos primeiros dias após uma fratura é recomendado repouso absoluto. Lembre-se fratura é doença e possui complicações.

551 comentários

Comentário de: leandro onofre [Visitante] · http://lom_marielen@hotmail.com
eu colokei uma bota gessada na perna a fratura era na tibia esqerda mas o gesso pesava muito qando levantava da cama o gesso deçia predendo a circulacão tirei o gesso sem recomendação do medico e coloqei uma bota imobilizadora
qeria saber se tem o mesmo efeito....



Não é interessante retirar o gesso sem prévia autorização, salvo numa condição de emergência. Mas seu médico deve ser informado. As imobilizações removíveis via de regra não substituem o gesso à altura. mas podem funcionar em alguns casos, principalmente naqueles em que o tratamento já está em andamento há algum tempo.
18.09.09 @ 17:44
Comentário de: Cristiano Casagrande [Visitante]
Eu tive um entorse no tornozelo, após a utilização de uma tala para tirar o inchaço o médico me permitiu optar entre o gesso e a bota imobilizadora. No entanto não me recomendou mais nada em especial, gostaria de saber se posso tirar ela para dormir, como recomenda o fabricante? Outra dúvida, tenho sentido algumas cãimbras na perna, isso é normal?

O´Cristiano, As entorses podem ser de tipo 1, onde somente houve estiramento ligamentar. Neste caso a imobilização importa apenas para combater a dor. O tratamento segue com bons resultados independente do tipo de imobilização.
Porém, quando a entorse é do tipo 2 ou 3 o tratamento é com imobilização de gesso circular, pelo menos até três semanas (tempo mínimo para cicatrização de partes moles). Somente a partir daí pode se permitir a bota imobilizadora que a critério do médico pode ser necessário até completar-se 40 dias da lesão. A permissão para a retirada temporária depende da evolução. Se o tornozelo não possui mais instabilidade, o imobilizador pode ser retirado para dormir.
O risco de não seguir estas regras é a persistência de instabilidade e novas entorses fáceis.
24.10.09 @ 21:06
Comentário de: antonio [Visitante] Email
Tive m entorso grau 2, não ingessei e fiz 20 seções de fisioterapia, não resolvel total depois de 50 dias da lesão, o médico pedio colocar gesso durante 15 dias, pois deu também inflamação nos fobolares e tendão. queria sua opinião.

Então, Antônio. (Estou imaginando que seja no tornozelo)Para as entorses tipo II deve-se engessar nos primeiros dias, por três semanas no mínimo. Pois significa que houve lesão no ligamento fibular anterior.
O ligamento precisa deste tempo, estando inerte, para cicatrizar. Porém, se faz 50 dias da lesão, neste caso, não adianta mais fazer gesso, porque o ligamanto já cicatrizou de alguma qualquer forma. O ideal é analisar com ressonância e insistir com fisioterapia até esta análise.
01.12.09 @ 07:45
Comentário de: Isabel [Visitante] Email
É difícil opinar. teria de saber que tipo exato, as especificações da fratura. Porém, de um modo geral,o escurecimento é comum, pois indica alteração na circulação que na maioria das vezes é passageira.

Minha tia sofreu uma pequena fratura na tibia ,nao quebro so trinco um pequeno pedaçinho..fico com gesso 30 dias ...e agora quando ela retiro ,o pé dela incha c ela ficar andando ,e fica escurecio na região abaixo da fratura.Isso é normal?
19.12.09 @ 08:54
Comentário de: raquel [Visitante]
Em acidente doméstico... Me causou uma fratura linear no rádio (braço esquerdo). Estou com uma bebezinha em casa e gostaria de saber se, com tantos avanços científicos, existe alguma alternativa ao gesso?

Depende muito do tipo de fratura. Seu médico de confiança pode responder melhor. Mas quando a fratura é simples sem riscos, pode-se usar imobilizadores do tipo strap, velcro.
As fraturas do terço médio poderiam até ser operadas para se libertar do gesso, mas de qualquer forma é vedado o esforço físico. Mas o melhor é seguir o conselho de seu ortopedista, se ele for de confiança
01.02.10 @ 23:36
Comentário de: Alexandre Alves Batista [Visitante] · http://www.shopplanet.com.br
Cuidado. A cura de uma fratura de tíbia é de no mínimo (é o mínimo) seis semanas, sobretudo no tratamento conservador. Mesmo as incompletas, pois trata-se de um osso de carga.Além disso o tratamento de partes moles (estruturas adjacentes ao osso) deve ser feito em três a seis semanas. Por isso acho precoce a liberação de qualquer carga nestas fraturas com menos que 45 dias.Mas é verdade que o médico é quem analisa melhor o caso de seu paciente.
O edema (inchaço) é normal após fraturas ou mesmo imobilizações por algum tempo, pois a circulação se alterou. Vai acontecer de inchar à tarde e amanhecer sem edema pela manhã ou após descanso, isso até durante alguns meses. Para isso seu mádico recomendou bem. Movimentos para restaurar a circulação e movimentos articulares, e andar para favorecer a cura óssea.



Olá,tive uma fratura incompleta da tibia, fiquei com gesso dos pés até a coxa por 30 dias. Ontem retirei o gesso e o médico olhando o raio x disse que não precisa engessar mais, porém tenho q continuar com as muletas e só posso pisar com a perna fraturada no máximo com 20% de carga e que é para retornar daqui 15 dias para ele liberar para andar caso a calcificação esteja continunando normal. A fratura na verdade não dói, mas o pé hoje está muito inxado, estou preocupado. Gostaria de saber se é normal inxar, o que eu devo fazer pois não consigo mexer o calcanhar direito. Para desinchar o que seria bom ? Meu médico pediu para movimentar bem os tornozelos durante o dia e estou ficando no minimo 5h por dia com o pé abaixado pois trabalho sentado no escritório mas não sei se isso aumenta o inxaço e não é recomendável. Resumindo minhas dúvidas são sobre ficar com o pé abaixado, se é normal esse inxaço, e o que eu devo fazer. Desde já obrigado.
19.02.10 @ 00:23
Comentário de: andressa [Visitante]
Boa tarde, a 17 dias tive um fratura na base do 5º metatarso após uma torção. Meu medico explicou que essas fraturas são tipicas nesse caso. Fui atendida de emergencia e o médico optou por gesso 15 sem pisar e me pediu mais 10 dias de gesso com salto. Meu ortopedista disse que no meu caso preciso de 30 dias de imobilização e depois nova avaliação, minha perna estava muito dormente e as articulações dos dedos roxeadas, ele optou por tirar o gesso e colocar uma bota ortopedica . Gostaria de saber se além de repouso e andar so com muletas eu posso fazer mais alguma para acelerar a calcificação?

Eu não posso tirar a bota para nada e ainda sinto um pouco de dor!

Olá. Estas fraturas geralmente cicatrizam de 30 a 45 dias. O ideal é permanecer com gesso até os 30 dias, sem pisar com o pé doente, exceto se for impossível. Como em toda doença, não se pode acelerar cura. Quando não se segue regras básicas, assumem-se riscos.Dores podem ser sentidas durante algum tempo, mesmo após o tratamento, por vários motivos. Deve-se sempre lembrar que para uma energia atingir o osso, passa pelas partes moles, por exemplo. Há portanto traumatismo das estruturas adjacentes. Mas sempre lembrando: O médico de sua confiança deve dar a palavra final.
02.03.10 @ 14:15
Gostaria que o senhor me desse algumas orientações: fraturei a fíbula, engessei e em apenas 15 dias o osso foi calcificado, o médico viu pelo raio X e me orientou que eu devia ir para a fisioterapia,mas já tem 18 dias que tirei a tala engessada e minha perna fica inchada ao andar, quando eu acordo ela está totalmente desinchada. Meu pé que não tem nada a ver, ficou vermelho e dolorido, só agora que está começando a voltar ao normal. As vezes sinto o lugar que quebrou doer, é uma dor suportavel. Eu ando mas tenho medo de tornar a quebrar. Gostaria de saber se posso continuar andando e se tem perigo da fíbula calcificada descalcificar com o meu peso?

Como já dissemos no BLOG. Um osso não se apresenta curado em 15 dias.Veja que só o período de cicatrização de partes moles é de 03 a seis semanas. Provavelmente é por isso que o edema (inchaço) continua. Quanto a tornar a quebrar, não podemos tecer comentários, isso depende do tipo de fratura, sua localização e outros fatores. Procure um médico de sua confiança, ou tome mais informações com o seu médico assistente
08.03.10 @ 02:47
Comentário de: Francisco Elizeu Porto Nascimento [Visitante] Email
Fraturei a fíbula distal estendendo para a sindesmose com segmentos ósseos desalinhados. Fiz cirurgia com duas incisões de cada lado do tornozelo: uma para inserção de sete pinos e placa de titânio e outra relacionada aos ligamentos. Faz hoje (26/3) 45 dias da operação. Até então estava com tala. Em consulta nesta data, meu médico indicou a retirada da tala e utilização de bota gessada por mais 15 dias, sendo que, dentro de 72 h, (tempo de secamento para pisar) já posso pisar ao chão sem ajuda das muletas. Minhas dúvidas são: o tempo de cirurgia (48 dias) realmente me possibilita pisar ao chão com o gesso mesmo se eu sentir uma forte insegurança? Após os 15 dias inicio a fisioterapia. No meu caso, mesmo com boa evolução, o tempo mínimo para prática de musculação é de, no mínimo, 6 meses? Obrigado e aguardo breve retorno.

Muitos fatores podem influir no tempo de cicatrização de uma fratura. O tempo que seu médico está usando é o tempo máximo.Esta opção de pisar com a bota, apesar de antiga é válida. E voçê vai perder esta insegurança aos poucos quando estiver andando. Ele não confia na cicatriz para liberar a marcha sem um suporte. Isto é cautela.
Uma outra opção, é entrar na fisioterapia o quanto antes, sem pisar com o pé doente ainda, ou seja, usar somente uma imobilização de proteção e aguardar este tempo. Na fisioterapia voçê iintensificaria o tratamento da propriocepção (ela é perdida nas lesões das articulações ou próximas a elas a falta dela provoca a insegurança).
Não vejo restrições à musculação, desde que a fratura esteja curada. Mas voçê pode fazê-la com prioridade ao membro superior e tronco, evitando superação de limites.
26.03.10 @ 23:11
Comentário de: Nielson [Visitante]
Tive uma fratura do tálus pé direito, no qual só foi detectada por tomografia, fui a varios ortopedistas, um disse que era caso cirurgico, outro disse que não, pois estava alinhado. Gostaria de saber de o porque da dúvida dos ortopedistas nesses casos. E qual a diferença entre tala e gesso para o tratamento. POis foi optado pela tala. E quanto tempo médio ficarei c essa tala e poderei pisar no chão.
Grato

O tálus é um osso que está dentro da articulação. Ele é de difíicil cicatrização. As condutas médicas não são necessariamente iguais.Há sempre diferença no trabalho de seres humanos.Mas veja, na traumatologia muitas indicações de cirurgia são definidas com base na classificação das fraturas. Por exemplo: fraturas do tálus, tipo I tem tratamento sem cirurgia.Já as fraruas tipo II tem tratamento cirúrgico cogitado, e assim por diante. Voçê não deve se guiar por várias opiniões, por si só. Tenho falado aqui no blog. Trate com UM médico de sua confiança, que ele não vai lhe enganar. Ter vários médicos dando opiniões não vai acelerar e nem estabelecer a cura. Em vez disso, peça explicações científicas numa linguagem que você possa entender. Se preciso, peça a algum médico conhecido para traduzir o que está se passando.
Não podemos afirmar sem examinar, mas grosso modo uma fratura do tálus que só se viu na TC, é de provável tratamento conservador (sem operar). Tala é uma imobilização provisória, usada por alguns dias, uma preparação para um segundo tempo, que pode ser o Gesso circular ou mesmo a cirurgia.´
Cuidado, a pisada com o pé doente só deve ser feita quando este osso, que é especial,estiver curado e não houver risco de necrose.
28.03.10 @ 13:40
Comentário de: Erika Fonseca [Visitante]
Quebrei o tornoselo em fevereiro e o medico disse que vou tirar o gesso em abril para depois colocar abota imobilisadora e fazer fisioterapia, só que tem 36 dias de gesso e ainda encomoda , dói pouco e incha, quando poderei voltar a fazer meus exercicios, malhar, musculaçao???

Embora não haja tempo fiel de cura óssea, aceita-se que a cura nas fraturas de tornozelo se dê em cerca de 4 a seis semanas. Daí por diante fisioterapia e a seguir reabilitação são importantes. Porém muitos fatores influem, como o tipo de fratura, de tratamento, a idade, etc... Malhar, de preferência somente após um mês do tratamento, dependendo das respostas ao inchaço e amplitude de movimentos, se envolver a articulação afetada.
30.03.10 @ 08:57
Comentário de: ivone santos [Visitante]
Gosraria de saber qual é o melhor tratamento para diminuir o inchaço da mao de um braço que sofreu fratura. Obrigada.
R.
O edema veve ter sua causa investigada. Na maioria das vezes a imobilização está causando alguma interferência na circulação. Estes inchaços dependem da forma de tratamento, da idade e de muitos outros fatores.
Consulte seu médico o mais rápido possível. Mas recomenda-se sempre que se houver inchaço nas extremidades, intensificar os movimentos dos dedos e manter a mão mais elevada que o nivel do cotovelo. Observe as orientações neste título
02.04.10 @ 07:58
Comentário de: erck szezech [Visitante]
sofri fratura na tíbia nao precisou de cirurgia ja estou com o gesso ate a virilha 30 dias quando tiver com 40 dias e pra retorna ao medico sera q apos 40 dias de gesso ate a virilha poso ficar com o gesso ate o joelho no restante do tratamento ? e por quanto tempo sera ?????
isso depende d
R. É possível.Mas não existe um tempo padrão de tempo para uso do gesso, isso depende de vários fatores, como idade, tipo de fratura. Mas o tempo recomendado para uso nas fraturas de tíbia para adultos gira em torno de três meses, considerando o tratamento conservador para fraturas não deslocadas. O uso de gesso abaixo de joelho depende da conduta do médico que se baseará na instabilidade possivel existente.
19.07.10 @ 12:55
Comentário de: samira [Visitante]
Bom eu quebrei 2 dedos do pé na ligaçao deles fiquei 1 semana com a tala e depois engessei.O medico nao colocou saltinho porque nao posso pisar no chao mas depois de 1 semana com o gesso apoiei ele no chao por um bom depois isso pode danificar alguma coisa? irei ficar com gesso durante 1 mes.

R. Precisaríamos saber se esta fratura é realmente no dedo. Pois atualmente dificilmente se usa bota gessada ou mesmo tala para tratamento de dedos do pé. Talvez sua fratura tenha sido nos metatarsianos sendo justificado o uso da bota. O tratamento de fratura dos dedos dura no mínimo 15 dias. Nos metatarsianos o tempo mínimo é de 30 dias. Mas não há tempo standard. O risco de usar o osso quebrado antes do tempo mínimo de cura passa pelo deslocamento da fratura e possível necessidade cirúrgica principalmente.
21.07.10 @ 12:06
Comentário de: jeymisson [Visitante]
tive uma fratura incompleta na fibula 8cm abaixo do joelho estou usando uma bota ortopedica gostaria de saber se posso tira-la em 3 semanas,obs tive ja uma fratura comunitiva na clavicula a qual calcificou totalmente em 35 dias e foi bem mais grave...

R. De um modo geral, estas fraturas da fíbula,NESTE NÍVEL, tem boa evolução no que diz respeito à calcificação, pois são estáveis, pouco móveis e portanto, calcificam rápido. O tratamento e cura são controlados pela dor. Lembre-se, temos falado aqui no BLOG que o tratamento de partes moles, como músculos, tendões e outros dura de 03 a 06 semanas. Quando acontece uma fratura, o trauma também afetou de fora para dentro estas estruturas que também devem ser avaliadas com o seu médico. Mesmo as contusões merecem respeito. Mas a maioria destas fraturas com pouco ou nenhum deslocamento, e se não estiverem interferindo com a articulação próxima, deverá estar bem e sem dor com cerca de trinta dias
27.07.10 @ 17:19
Comentário de: melissa prata [Visitante]
quebrei o tornoselo, e estou com gesso muito pesado, existe algo a fazer??
R. É possível usar o gesso sintético, que é mais leve e de várias cores. Mas não é interesante usar no inicio do tratamento ou quando o edema é grande. para o uso voce deve consultar seu médico e pedir a opinião dele.
01.08.10 @ 14:36
Comentário de: Edson Matheus [Visitante]
Tive uma fratura no tornozelo direito, no qual trincou o osso, porém já estou com o pé imobilizado a 30 dias, mas quando foi retirar a bota, o tornozelo ainda estava muito inchado, mas o osso que esta tricado já estava calcificado, mas a minha duvida é o por que o tornozelo ainda esta muito inchado.

R. Considerando que seja uma fratura sem desvio, o tempo de cicatrização de partes moles que acompanha uma fratura é de três a seis semanas, então a cura ainda não sobreveio. Mas inchaçoes neste tempo geralmente é devido a circulação que se alterou devido o tempo que se passou com imobilizações. Fisioterapia pode ajudar e marcha com cautela.
02.08.10 @ 15:05
Comentário de: Alessandra [Visitante] Email
Quebrei a cabeça do dedo indicador,fiquei com o gesso 50 dias,e o médico o retirou.O problema é que estou sem o gesso há sete dias,mas minha mão não desinja e dor é insuportavel.Isso é normal?

R. Dificilmente poderia tecer comentários sem saber o diagnóstico correto.Imagino que foi uma fratura de falange (?). O tempo de imobilização parece ter sido maior do que o usual. A circulação deve estar alterada. Acreditamos que fisioterapia pode ajudar.Mas é preciso um acompanhamento rigoroso para verificar um diagnóstico.Consulte seu próprio médico e peça explicações, o diagnóstico e informações acerca do tempo. Se preciso procure um m´´edico de msua confiança e peça uma tradução daquilo que aconteceu. Mas o fato é que agora o mais importante parece ser a terapia física.
03.08.10 @ 01:10
Comentário de: cintia [Visitante]
ola! moro no japao e tive um tombinho bobo, andado de snow em janeiro de 2008. na hora senti muita dor. entaw fui levada a ermegencia e fui aconselhada procurar um medico no dia seguinte...fui no medico e foi tirado raio-x e ele falou que nw era nada... deu remedio pra dor e salompas( detalhe... os medicos daki sao uma porcaria). fikei com dor mais ou mennos 1 semana e deppois passou. ai depois de 2 semanas voltei a andar de snow com alguns incomodos.. mais ai nw liguei... ao longo do ano a dor voltava, ai eu tomava um remedinho...e passava.. quando foi em dezembro de 2008 voltei a andar de snow, e percebi que a dor voltava... e como eu sempre usei salto alto tambem percebi que quando usava saltos altiissimos eu tinha muita do no dia seguinte.... e assim foi,quando foi setembro de 2009 procurei um ortopedista aki e ele disse que nw era nada e que a dor era devido o tombo e que nunca ia passar... e sempre me dava remedio e + salompas... mudei de ortopedista, e o outro falou que era inflamacao no ligamento... ai mandou fazer secao de fizio... mais em vez de ajudar piorou...
fui em outro e esse falou que era inflamacao nos tendoes... aff, eu ja tava ficando estressada,,... ai acabei que nw fui mais em nenhum meddico.. parei de usar qualquer tipo de salto, e nw fazer nada que esforcasse muito o peh...ai foi quando fui ao primeiro ortopedista que eu fui e pedi os raio-x(aki eles prende os raio-x) pra eu mandar pro Brasil pra um medico avaliar...
Enviei e o medico disse que era uma lesao osteocondral do talus, mais ai pediu uma ressonancia pra ver melhor o tamanho da lesao....Fiz a ressonancia , e mesmo assim o medico daki disse que eu nw tinha nada, enviei pro Brasil e o medico disse que era uma lesao Grau 2,mandou eu imobilizar o peh,como aki eles nw encontraram nada, nw tinha como ingessar, o medico entaw me deu a opcao da bota imobilizadora + muletas por 60 dias sem pisar no chao, e depois + 30 dias soltando pouca carga no pe... ai mais 1 a 2 meses de fizio....
ainda tenho muita dor no peh eskerdo, e quando coloco a bota parece que a dor aumenta...isso eh normal???
eu keria saber se depois desse processo todo, meu peh vai mesmo melhorar??? e se vou poder voltar a usar sandalias de salto alto???
obrigada!


R. É difícil dar uma opinião sem ver as imagens e sem examinar seu pé. Porém é importante saber que a lesão osteocondral é uma injúria à cartilagem. Há uma lesão que conspira no sentido de destacar, e às vezes até acontece isso,um fragmento da cartilagem, como se tirasse uma pequena casca daquele revestimento, descobrindo uma parte do osso dentro da articulação.Lesões assim podem acontecer nas torções do tornozelo ou em qualquer articulação. Os sintomas são variáveis. Pode ser que uma pessoa com a lesão não sinta dor nem nada,sendo que é o sintoma de dor ou inchaço quem guia a necessidade de tratamento. Por isso que o ortopedista lhe disse que por ser tipo II, voçê deve imobilizar por alguns dias e evitar a pisada. Mas mesmo nestes casos, quando a dor persiste é possível a necessidade de tratamento cirúrgico, para o qual existem várias técnicas. Provavelmente vai ser este o seu caso, a considerar pelo tempo de evolução. Quando o fragmento de destaca do seu local,o diagnóstico se acompanha de "corpo livre" intrarticular, ou seja dentro da articulação.
05.08.10 @ 04:29
Comentário de: jessica [Visitante] · http://www.bol.com.br
Oi sou jessica tenho 16 anos e fraturei o tornozelo esquerdo estava usando uma bota imobilizadora mais tirei o raio e constatou que o osso ainda não tinha ido pro lugar devido,o ortopedista olhou ,toucou e doeu
ai mandou pro um geso estou usando mais eu estou andando normal com o geso com os dois pés no chão e não doe será que se eu continuar andando porque inpedir a melhora rapida ou não tem problema eu apoia o pé no chão já que não sinto dor alguma

R. V somente deve pisar se for autorizada pelo médico que lhe está assistindo. Ele vai analisar melhor sua fratura. GERALMENTE não se deve andar pelo menos até três semanas, sob pena de a fratura desmontar
06.08.10 @ 14:44
Comentário de: madalena [Visitante]
eu fraturei a tibia e fibola dia 4 de abril de 2010, usei a tala imobilizadora, da virilia até o pé, depois, coloquei a té o joelho, após 4 meses tirei o gesso, a fibola logo sarow mas a tibia demorow um pouco, na verdade quando o médico viu o raio X ele disse que não era mais preciso eu usar o gesso, me recomendow que fizesse compressa de agua morna com sal grosso e oleo de andiroba, e fiquezesse tam bem exercicio no pé, ando de moletas e não consigo andar sem elas, meu pé doi muito, ficow muito dolorido,...não sei se porque ficou muito fino a pele, apele do meu pé caiu tudo, e incha muito o meu pé.... e normal der o pé? eu será que é poque ficow só numa posição? majude.

R. É possível ter inchaço e dor no pé ao firmar, após o tratamento, ao mesmo tempo que os músculos atrofiam após estarem imobilizados por algum tempo. Mas v. deve pedir explicações a seu médico, deixar claro se não há nada no pé em decorrência de antes ou mesmo como problemas inerentes ao tratamento. Se for somente situações relacionadas ao pós-gesso a fisioterapia vai ajudar.Leia outros comentários aqui no Blog, pois temos abordado bastante este assunto. Boa sorte
11.08.10 @ 14:04
Comentário de: Adriana [Visitante]
Minha filha de 11 anos luxou o dedao da mao, o medico imobilizou c uma tala, e passou um atinflamatorio, agora mao esta totalmente inchada, isso é normal?


Obg

Adriana

R. È preciso saber o que de fato aconteceu. Pois luxação a articulação desloca causando bastante dor. É preciso recolocar no lugar o dedo luxado. Mas inflamações são comuns em qualquer traumatismo. Procure reavaliar o mais rápido possível
24.08.10 @ 14:03
Comentário de: Edênio [Visitante]
olá, boa noite.
tive uma fratura no tornozelo esquerdo dia 18/08, o médico aconselhou não apoiar o pé no chão durante o tratamento e tô andando só com muletas.mais desde o dia 22/08 quando eu me levanto o meu pé parece que vai explodir de tanta dor e inchaço.é normal? as vezes tenho algumas contrações involuntarias a cima do calcanhar tbm, o q tem a ver isto?será que o osso saiu fora do lugar? obrigado

R. Isso realmente pode acontecer. São reações involuntárias ou inflamatórias. Mas voçê deve ser realvaliado. Deve-se ter certeza se o aparelho de gesso está ou não apertado.
Como medida imediata recomenda-se elevar o pé e movimentar bastante os dedos. Estes devem estar rosados. Dedos muito azuis pode significar riscos. Estes acontecimentos dificilmente estão relacionados com a posição da fratura. Mas é bom que a fratura esteja numa boa posição.
25.08.10 @ 21:29
Comentário de: Willian [Visitante]
olá. fraturei meu tornozelo dia 21 de junho, tirei o gesso dia 23 de agosto e o médico disse que ja podia andar normalmente mais quando vo andar sem muletas doi muito o pé, não no lugar da fratura mais o pé mesmo. queria saber se isso é normal e se eu vo precisar fazer fisioterapia. foi uma fratura bimaleolar.

R. Fisioterapia não deve faltar. Mas reavalie com seu médico, pois fraturinhas podem passar desapercebido. Outras causas de edema pós gesso podem estar presentes, além de tempo de imobilização.
27.08.10 @ 23:04
Comentário de: Márcia Moura [Visitante] Email
Bom dia, em função de uma queda tive uma fratura completa do terço distal da fíbula. Felizmente a fratura está alinhada.
Estou com gesso há 7 dias e reavaliarei com o ortopedista em 5 dias. Gostaria de saber se há um tempo médio de utilização do gesso ou robot foot (que também pode ser usado em meu caso), pois ainda não pude voltar às atividades rotineiras: trabalhar, dirigir, ....
Muito obrigada

É preciso saber bem se se trata de uma fratura da fíbula-terço distal, e portanto fratura "na perna"; ou se é fratura considerada "do tornozelo". Também se fratura alinhada ou incompleta. Há diferenças de tratamento conforme estes conceitos, pois não é somente o fato de estar alinhada que define o tratamento: Sua articulação do tornozelodeve ser cuidadosamente avaliada. Existem fraturas neste nível que se completas, mesmo que alinhadas, podem significar fratura do tornozelo . A avaliação pode ser outra. Mas nos casos de fratura de fíbula, na perna, por traumatismo direto, na maioria das vezes sem lesão ligamentar,com a articulação em bom estado, o tratamento de imobilização deverá ser de cerca de 40 dias. Sempre lembrando que não existe tempo definido. Sempre deve-se reavaliar para encerrar o tempo de imobilização. Não se recomenda o trabalho neste período, deve-se considerar fratura como doença que exige inclusive um tempo de repouso absoluto, as primeiras 24 a 72 horas para uma observação de posssíveis complicações.
29.08.10 @ 11:30
Comentário de: Leandra [Visitante]
olá
sou fisioterapeuta e chegou na uma semana atrás um paciente com fratura da diafise distal da tibia e da fibula.A fratura da tibia é tipo um esmagamento contra o tornozelo e a da fibula é total e tem uma angulação de 10graus.Mas ocorre o seguinte:
-o paciente não consegue pisar devido a instabilidade do tornozelo
-só refere dor qdo pisa com o pé no chão
-não apresenta inchaço
-movimentos de flexão e extensão plantar preservadas com pouca dificuldade
-já tem 15 dias de fratura
-o paciente se recusa a operar para colocação de pinos devido a sua religião
A minha dúvida é a seguinte há a propabilidade da fibula formar um calo osseo mesmo mesmo com esta angulação?Se ele não operar o que pode acontecer?
Atenciosamente
-movimenta os dedos do pé



R. Parece que o tempo de lesão é muito pouco. Em 15 dias a fratura ainda não se encontra curada.Não deve ser liberado para deambular. Outro ponto importante é verificar que tipo de angulação em dez graus está presente, se é varo ou valgo, por exemplo. Nesta localização qualquer angulação que não seja corrigida vai trazer sérios problemas de alinhamento na marcha.A pinça maleolar deve estar alinhada a qualquer custo, mesmo que o tratamento eleito seja sem cirurgia. Mas este tipo de fratura pode grudar mesmo angulada.
30.08.10 @ 18:13
Comentário de: Leandra [Visitante]
olá doutor
quero agradecer a sua resposta,muito obrigada pela prontindão!Parabéns!
quero lhe dar parabéns também pelo seu site que é magnifíco!
Doutor então a fratura da fibula é varo e não está alinhada.
Quais procedimentos eu devo tomar?
-o paciente tem uma bota imobilizadoza até o joelho.
-ou eu devo encaminha-lo para imobilização com gesso até a virilha.
-o paciente está aconselhado a não pisar de forma alguma durante um período de 45 dias.

O senhor acha que esta lesão irá cicatrizar sem sério danos?
-pois o paciente não quer operar de maneira alguma.

-a articulação não está preservada mas realmente devido ao trauma.
-o tornozelo encontra-se preservado.

O que eu devo fazer com este paciente?
Atenciosamente agradeço!

R. Acho que v. não deve se responsabilizar e pedir a ele que procure uma segunda opinião médica, trazendo-a por escrito. O tempo de imobilização está de acordo (devendo sempre reavaliar antes da alta), a imobilização deve incluir o joelho nas fraturas de perna distal. Mas se houver desvio é bem provável que resulte em sequela. Não podemos afirmar com certeza
fisoterapia estará indicada somente após um bom calo ósseo.
Continue a visitar o blog. Obg pelas considerações
31.08.10 @ 11:14
Comentário de: Fátima Rosa Rocha [Visitante]
Tenho 55 anos, e numa queda fraturei o tornozelo ( fíbula ) direito no dia 30/06 ( Já tenho um problema de nascença e minha marcha é claudicante) , no primeiro atendimento não foi detectada fratura, e sim torção , fiquei 13 dias sem gesso e uma dor insuportável .Outro médico , falou que não tinha desvio e tb não precisava de cirurgia Coloquei o gesso e fiquei com ele por 5 semanas . A fratura já está consolidada e melhoro dia a dia , só não tenho ainda equilíbrio e ando com muletas .
É normal ?
Quero voltar ao trabalho

R. Isso muitas vezes acontece. Ocorre uma insegurança. E de regra está ligada a alterações da propriocepção. Se v. já foi liberada para pisar, consulte um fisioterapeuta sobre esta alteração
31.08.10 @ 13:11
Comentário de: Claudia [Visitante]
tive uma fissura no tornozelo esquerdo, tirei raiox que confirmou a necessidade de uso da bota robofoot por 21 dias.
Não sinto muita dor, estou dirigindo com ela mas me preocupo se isso dará algum problema na recuperação, Só tiro a bota para o banho, até durmo com ela, meu pé está bem inchado, mas os dedos estão normais, e sem dor.

R. Deve-se ter cuidado com este diagnóstico de fissura, pois ele é inadequado. Entendemos que se trata de fratura incompleta. Algumas vezes é possível tratar desta forma. Mas de regra a fratura nesta região tem cura óssea no mínimo em 04 semanas. O risco de pisar antes de um tempo seguro é o desvio da fratura durante o tratamento. Mas vejo que seu médico é a melhor pessoa para isso.
31.08.10 @ 17:21
Comentário de: Valdeci [Visitante]
Caro Amigo (Dr),
Sofri uma fartura no calcaneo do pé direito, meu médico falou que não é caso de cirurgia pois o osso não desalinhou,estou com bota imobilizadora a 4 semanas,porém o pé ainda esta bem inchado.Gostaria de saber qto tempo leva para o osso do calcaneo colar,é normal o pé ainda estar inchado.Desde já muito obrigado.

R.Como dissemos algumas vezes aqui no blog,não há um tempo padrão para cura óssea de qualquer osso. Mas podemos dar uma estimativa de 30 dias para cura óssea do calcâneo. Mas não se deve esquecer do tratamento de partes moles. Para iniciar a deambulação, por se tratar de osso de carga, é preciso considerar o tipo de fratura. Existem uns oito. Os inchaõs nesta fratura demoram muito.O que estamos falando é sobre uma fratura que tenha tratamento sem cirurgia.
04.09.10 @ 10:03
Comentário de: Adriana [Visitante]
Olá, primeiramente quero parabenizar pella iniciativa de ajudar as pessoas...Minha filha de 4 anos teve TRAÇO DE FRATURA INCOMPLETA NA METÁFISE DISTAL DA TÍBIA , DA PERNA DIREITA(isso é o que está no laudo do RX) foi engessada dos pés até uns 4 dedos +ou- da virilha,gostaria de saber se é esse msm o procedimento , como qualquer mãe estou preocupada,gostaria de saber neste caso, qto tempo minha filhinha terá q permanecer imobilizada?sem por os pé no chão? ela pode ficar sentada com os pés para baixo? como é a recuperação pós gesso?Por favor , preciso de resposta, desde jah fico grata...

R.As fraturas nesta idade costumam ter boa recuperação. A cura óssea nesta idade, também é rápida, cerca de trinta ou 40 dias.Mas o repouso é fundamental, e com pé elevado na primeira semana. Quanto ao procedimento varia de médico e também do tipo de fratura.A pisada, se for uma fratura estável benigna,pode ser iniciada co 30 dias, mas com gesso. Leva-se em conta o comportamento da criança o tipo de fratura, o grau e outros. Um cuidado especial é que a metáfise fica próximo do centro de crescimento. Deve-se acompanhá-lo de perto para saber se há perigo de variações.Consulte seu médico e peça explicações científicas de um modo que v. possa entender.
05.09.10 @ 23:13
Comentário de: Joel Lombardi [Visitante]
tive uma fratura do umero logo abaixo do ombro, com minimo desvio. Os medicos gostariam de fezer sirurgia para colocação de um pino, pois achavam que era melhor. Perguntei se pelo metodo convencional (imobilização atraves de uma tipoia) poderia curar esta fratura.Disseram que sim, mas que o tratamento demoraria mais tempo. Optei então pelo metodo convencional.Hoje ja fazem 9 dias que estou imobilizado, e existe periodo de melhoras, e outros dias de dores que incomodam.Sentimento de queimação, etc.. Toda extensão do braço está com hematoma. Mecho os dedos e ate consigo girar o ante braço sem dor. Gostaria de saber quais os sintomas que deverei ter durante o processo de cura desta fratura.

R. É comum o hematoma ou máculas (equimoses) descer, pela gravidade, para o cotovelo ou parte inferior do braço. Isto vai se recompor melhor quando voltarem os movimentos. A cura óssea ocorre praticamente no mesmo tempo seja qual for o método de tratamento. Mas a cirurgia libera o paciente para se utilizar de movimentos, fisioterapia precoce. Parece cedo demais iniciar movimentos passados apenas nove dias nos casos de tratamento conservador, exceto para as estruturas que não estão imobilizadas. O tempo mínimo, para condições especiais é quinze dias. Ou seja, para crianças, de cura mais rápida, ou pacientes da terceira idade cuja movimentação é urgente. Deve-se observar que desvio mínimo nestes casos refere-se a deslocamentos de no máximo 01cm (Imaginando que se trata de fratura de úmero NO OMBRO).Não parece ideal a escolha do método nestes casos ser do doente,apesar de o código de ética médica permitir, pois a indicação cirúrgica passa necessariamente por pequenos detalhes técnicos e médicos. Mas havendo esta decisão, deve-se acompanhar de perto, semanalmente, para saber se a fratura não trocou de posição e também os inchaços.
07.09.10 @ 10:18
Comentário de: Cristiano [Visitante] Email
Caro amigo, sofri um acidente de moto dia 19/06/2010, aonde acabei deslocando meu pé, fui levado a um hospital público, o médico que me atendeu, colocou no lugar e imobilizou, em seguida solicitou radiografia, a mesma não constou nada, o que levou a solicitar uma tomografia, então foi constatado uma fratura na cabeça do tálus, o médico agendou uma cirurgia para onze dias depois (30/06/2010), da qual foi informado por uma enfermeira, porém não fui consultado, nem sequer fui informado, qual seria o motivo da cirurgia, pois o médico não veio falar comigo, nesse meio tempo fiquei aguardando a cirurgia em casa, como trabalho de carteiro, fiquei meio preocupado então resolvi ir a um hospital particular do meu convênio, tornei a fazer novos exames(RX e TOMO), e o médico que me atendeu, falou que o meu caso não era cirúrgico, pois a fratura estava alinhada, e que o único motivo para cirurgia, era pelo fato de existir pequenos fragmentos no meio da articulação(acima da cabeça do tálus), e que de acordo com o mesmo, isso não iria me trazer nenhum problema, ainda não muito satisfeito com a resposta, resolvi procurar uma terceira opinião, então consultei o cirurgião e ortopedista do pé, da empresa em que trabalho(CORREIOS), o mesmo me recomendou fazer a cirurgia, pois caso contrario iria sentir muita dor após o tratamento, pois os pequenos fragmentos estavam presos na articulação, e não havia como sair de lá sozinhos, o médico me aconselhou a fazer a cirurgia que já estava agendada no hospital público, pois operar pelo convênio iria demorar um pouco, o que não seria nada bom já que estava a dez dias aguardando, então resolvi operar no hospital público, a cirurgia infelizmente foi cancelada por falta de material e reagendada para o dia 08/07/2010.
Fiz a cirurgia e graças a deus ocorreu tudo bem, foi colocado três parafusos de fixação na cabeça do tálus, e retirado os pequenos fragmentos. Ontem fez dois meses que eu operei, e o médico ainda não me autorizou a colocar o pé no chão, ando de muletas, e ganhei um robofoot porém não o uso, hoje voltei a dirigir já que não exige muito esforço, mas sem a conscientização do médico porém não sinto nenhuma dor.
Perante tudo que lhe informei, gostaria de saber se o senhor acha que eu tomei a decisão correta em operar?Pois fiquei com medo de ficar sentindo dores, se não tivesse operado, além do fato de ter que usar gesso por muito tempo, o que me fez ficar com medo de causar deformidades.
Com base no seus estudos quando será que voltarei + ou - a andar?
Quanto tempo terei que fazer + ou - de fisioterapia?
Será que estou prejudicando o tratamento com o fato de estar dirigindo?
Escutei e ouvi falar muito sobre necrose, tem algo que posso fazer para evitá-la?
Trabalho de carteiro, e tenho muito medo de ficar com algum problema, que me impeça de fazer a função.
Desde já agradeço pela atenção.
Gostaria de parabenizá-lo pela atitude em ajudar a população.
São atitudes como essa, que ajuda a construir um mundo melhor.

R.Fragmentos intrarticulares, se estiverem soltos, devem ser retirados. Eles podem, a longo prazo,causar artrites, artroses e inflamações, pois estimulam a articulação a fabricar líquido, inflamam a sinóvia (membrana que circunda a junta). Este osso é especial com pouca irrigação, cura por vezes demorada e tem risco de necrose. Voçê só deve pisar ou mesmo dirigir se for liberado pelo seu médico. Com relação a fratura em si,a indicação de cirurgia se baseia normalmente numa classificação própria.Aqui mesmo nestas respostas já abordamos um assunto parecido.Fisioterapia depende da melhora, mas pode durar de dois a seis meses.
09.09.10 @ 11:57
Comentário de: Adriana [Visitante]
Olá primeiramente quero agradecer pela resposta que prontamente nos foi dada e muito nos ajudou naquele momento de angústia.Como havia dito minha filha de 4 anos teve TRAÇO DE FRATURA INCOMPLETA NA METÁFISE DISTAL DA TÍBIA , DA PERNA DIREITA FICOU 34 dias engessada dós pés até a metade da coxa, tirou o gesso à 4 dias . Nossa dúvida é a seguinte: como será sua recuperação pós gesso? ela reclama de dor nas articulações(joelho e tornozelo), não quer andar de jeito nenhum e nem ficar em pé, quando fica um poquinho não consegue firmar o pé totalmente no chão e fica com o joelhinho para frente como se ainda estivesse engessada, dei por alguns dias diclofenaco resinato e ainda faço massagen com essas pomadas para dor muscular a qual criança pode usar; sua perna não está inchada,meche bem e consegue dobrar o joelho embora com um pouco de dificuldade, a única atividade que começopu a pedir para fazer é andar de bicicleta já consegue pedalar.Gostaríamos muito da opinião do Sr a respeito desse caso, pela sua experiência teria ela que fazer fisioterapia? já que por mais que incentivamos ela não quer andar de jeito nenhum e reclama de dor.Qual seria o tempo para nossa pequena voltar a andar?Por favor precisamos de sua ajuda mais uma vez, desde já agradecemos em nome de nossa filha....

R. É comum as crianças pequenas terem receio de andar após imobilizações do membro inferior, por alguns dias e até mes.Deve-se ter paciência e não forçar, pois naturalmente ela deambulará. Mas consulte seu médico nas revisões. Fisio na maioria das vezes é dispensável nestes casos. Mas diclofenaco deve ser evitado em crianças abaixo de 14 anos de idade (recomendações do próprio laboratório). Fonte bulas.med
14.09.10 @ 19:13
Comentário de: Delma [Visitante]
Quanto tempo usar bota ortopedica com pontas invertidas... Criança com 7 anos..


R. Crianças com sete anos tem sua arquitetura ou desenho do pé paraticamente definidos.Deve-se ver qual foi o motivo desta indicação. De qualquer forma não há um tempo definido para o uso de órteses apesar de existirem livros que procurem opinar.O menor deve ser acompanhado até o fim do tratamento para a alta.
20.09.10 @ 08:48
Comentário de: marcio d' avila [Visitante] Email
Dr., sofri um acidente na pratica do motocross e fraturei tibia, fibula e multifraguimentacao do talus tipo 4,
Na cirurgia foi colocado platina na tibia e 6 parafusos no tornozelo, para sustentacao do talus;
Pergunta: Depois de 18 dias pos-operatorio,com uma recuperacao normal e com movimentos de dedos e tornozelo limitado, a partir de quantas semanas poderei iniciar a fisioterapia e iniciar apoio no solo?
Agradeco Atenciosamente.

R.Quando a cirurgia foi considerada segura, a fisioterapia deve ser iniciada o quanto antes, cada caso é um caso, seu8 médico deve responder sobre isso e dá a palavra final. Nestas fraturas de calcaneo e tibia a pisada (carga)deve ser postergada para 3 a 4 meses. Depende também de qual material foi implantado na tíbia, tipo de fratura desta. Um tratamento antigo permitia que a pisada fosse liberada com suporte de gesso (bota ou sarmiento) um pouco mais cedo
20.09.10 @ 10:09
Comentário de: camila [Visitante] Email

R. Para casos de exceção,agitação psicomotora, além de educação e barganha, a solução pode ser a sedação. Existem sedativos menores que podem ser usados sem prejuizo para o infantil. Para isso consulte seu médico.
Para cuidados com o gesso recomendo ler as dicas deste post. Para o gesso pelvipédico deve-se forrar a genitália para evitar o xixi ao gesso; observar os locais de contato com a pele para prevenir formações de feridas. Não deixe que o xixi entre no interior da imobilização descendo pelas coxas; lenços umedecidos podem ser usados, mas não em excesso, e cremes para possiveis assaduras, também. As mudanças de posição de dormir são permitidas.
O doutor preciso muito de sua ajuda meu filho tem 5 anos e dessas crianças bem agitadas ele teve fratura e o medico colocou gesse pelvico podalico imobilizou elle da cintura pra baixo isso tem 5 dias q ele ta em casa só q nao sei como cuida dele como disse ele e agitado nao para isso faz algum mal?desde já agradeço
21.09.10 @ 17:16
Comentário de: ROSA [Visitante]
R. Considerando que esteja tudo bem, fratura alinhada, sem repercussão a articulação, a marcha normal, emgeral só restaura em aproximadamente 04 meses, não significando incapacidade laborativa.

No dia 30/06/2010 sofri uma fratura no maléolo lateral direito. Estou na 13ª fisioterapia eainda não consigo andar normal.
gostaria de saber sobre essa fratura?
OBS: Não operei , tenho 55 anos e já tenho um problema de nascença.
21.09.10 @ 17:33
Comentário de: kelven [Visitante] Email
R. Se a lseão é tipo II, o tratamento com imobilização é em três semanas no mínimo.

o medico mim passou 8 dias mais sor fiquei 4 meu pé desichou um pouco tomando remedios o acidente aconteceu quando eu jogando bola tocir o tornozelo qua sua reconmedação?
21.09.10 @ 18:58
Comentário de: Daniel Filho [Visitante]
Olá Dr. Bom, meu nome é Daniel, tenho 25 anos, sou praticante de musculção e profissional da área,... No dia 19/08 me acidentei de moto e fraturei o maléolo lateral esquerdo. A fratura foi pequena, porém completa, mas o afastamento não foi grande, apenas considerável, segundo o ortopedista. Dois médicos indicaram cirurgia, mas um cirurgião-ortopedista me aconselhou fazer o tratamento conservador, após ver os raio-x. Hoje completou 35 dias (5 semanas) que estou com o gesso, e desde a segunda semana que não sinto dores consideráveis, apenas incômodos quando coloco pé pra baixo e os dedos do pé logo ficam roxos, mas o ato de elevar a perna ja normaliza, Não apoio o pé no chão, mas quando me locomovo com as muletas não sinto dor alguma, só os dedos que ficam roxo. Nas duas primeiras semanas eu sentia uma moderada comprensão no no local da fratura, não conseguia fazer rotação medial de quadril, mas hoje não sinto mais a dor, nem ao executar esta ação. De hoje a 8 dias voltarei ao médico, diante disso o senhor acha que ele tirará o gesso? Se sim, depois de quantos dias mais ou menos posso apoiar o pé no chão. Agradeço sua ajuda!

R.O tempo está condizente com o tratamento conservador. 04 a seis semanas. Para pôr o pé no chão deve-se verificar a dor . Mas analise bem a sua fratura, já que houve divergência sobre a indicação cirúrgica. Fisioterapia é necessária nestas fraturas.
23.09.10 @ 21:08
Comentário de: Adriana [Visitante]
Olá mais uma vez preciso de ajuda, minha filha que havia fraturado a tìbia retirou o gesso após 34 dias engessada até perto da virilha.Após uma semana sem o gesso começou a andar sem ajuda , mas mancando muito e com o joelho um pouco para frente, minha pergunta é a seguinte: por quanto tempo provavelmente levará para que ela volte a ter uma marcha normal? é comum criança mancar por quanto tempo? agradecemos desde jah pela resposta, muito obrigada.

R. Se o tratamento andar bem, o tempo de claudicação nestes casos gira em torno de três a quatro meses. Muitas vezes associa a ansiedade e o receio da criança. Consulte o médico para ver se está tudo oK.
24.09.10 @ 20:33
Comentário de: edmen [Visitante]
Bom dia dr. sofri um acidente a 45 dias onde fracturei a tibia e a fibula, tenho 27 anos, qual e tempo de recuperação visto que ja tenho 55 dias com a perna engessada desde a virilia até o pé?
R. Quando anda bem, o tratamento conservador gira em torno de três a quatro meses. Mas é possível antes deste tempo a liberação de deambulação com o suporte de gesso. O médico deve avaliar sua fratura para decidir.
25.09.10 @ 04:59
Comentário de: Fabio Alexandre [Visitante]
Ola dotor eu sou Fabio tive uma fratura na mao direita no 4 metacarpo fiquei com gesso 1 mes e no dia 18 de setembro retornei ao medico ele tirou radiografia e retirou o gesso e disse que eu fizesse fisioterpia em casa na hora do banho
Bom passaran-se 8 dias e ainda sinto dores e nao consigo fechar a mao completamente isso e normal? Fico muito agredecido pela ajuda
R.É difícil opinar sem ver sua radiografia. Imaginando que esteja tudo bem com o andamento, é comum ter limitações logo após a retirada do gesso e, nem sempre a fratura da mão está curada com trinta dias. Mas às vezes é preciso liberar os movimentos, prá que não sobrevenham sequelas nestes.O ideal no seu caso é procurar realizar a fisioterapia. nos casos de mão e fundamental.
26.09.10 @ 11:52
Comentário de: Mirian Veloso M. de Andrade [Visitante]
Boa noite Doutor,
Estou com grande dúvida. Minha filha de 6 anos torceu levemente o tornozelo dia 23 de agosto. Foi colocado uma tala por apenas 5 dias. Agora no dia 24 de setembro torceu de novo. No entanto, foi mais leve. O médico apenas colocou faixa recomendando apenas dois dias. E ai? vou tirar e não vai estar cicatrizado e vai torcer de novo. Enfim, eu acho muito pouco tempo, tanto da primeira vez, bem como agora. Obviamente, criança não faz repouso, não pode faltar a aula e não deixa de correr no recreio. Aliás, as duas torções foram durante o recreio na escola. Não seria o caso de uma bota ortopédica? O médico não deveria ter engessado, principalmente, na primeira vez? Não deveria ser pelo 15 dias de imobilização? agradeço a sua orientação. Mirian

R.O ideal seria classificar a entorse. O tipo I que é mais leve, por exemplo, pode ficar bom até mesmo com compressas geladas e, a seguir, morna. Mas se a entorse for do tipo II, implica em lesão ligamentar que deve então ser avaliado caso a caso.Lesões ligamentares, nas entorses, em crianças de seis anos, são raras. Mas peça explicações científicas a seu médico, de modo que se possa entender.
27.09.10 @ 19:49
Comentário de: Luísa [Visitante]
Olá,

Há uma semana fraturei um osso no pé, próximo ao tornozelo, que acredito ser o tálus ou outro nesta mesma região. Digo "acredito" porque estou na China e fui atendida em mandarim pela equipe do hospital, que não fala inglês. A radiografia mostra uma fratura muito pequena.
Estou usando gesso apenas na planta do pé que sobe em direção ao tornozelo. Para mantê-lo fixado ao pé, foi utilizada uma faixa que circunda toda a região. Tão logo o gesso (ou tala) foi colocado, não sentia dor alguma. Entretanto, passada uma semana, tenho sentido um desconforto, mas que não é necessariamente dor. Sinto meu pé adormecido e com leves contratações involuntárias. Tenho passado os dias em repouso, com a perna bastante elevada, mas tão logo preciso levantar, meu pé começa a doer e os dedos ficam arroxeados rapidamente (minha família tem histórico de problemas circulatórios).
Graças à tradução de uma pessoa que falava inglês básico, entendi que deverei voltar ao hospital em trinta dias para avaliar a fratura através de nova radiografia. Assim que deixar a China (em sete semanas), tenho programada uma viagem de quinze dias.

Minhas dúvidas são:
- Os sintomas que referi acima são comuns?
- Em geral, trinta dias é um período razoável para calcificar os ossos da região mencionada?
- Posicionar meu pé "de lado" para dormir, por exemplo, pode ser prejudicial para a correta calcificação do osso? Ou o gesso já é suficiente para impedir qualquer desvio?
- Aumentar a ingestão de leite, por exemplo, acelera a cicatrização do osso?
- Qual a importância da fisioterapia em fraturas desta natureza? É imprescindível que eu a faça?
- Caso eu receba a "alta" e não fizer fisioterapia, a que riscos estou sujeita?

Antecipadamente, muito obrigada!

Obs.: Entendo que cada caso merece ser avaliado de maneira particular e nada substitui o atendimento clínico. Mas como estou na China, confesso estar me sentindo bastante insegura quanto à condução do tratamento, não no sentido de questionar a competência e a formação dos médicos, mas simplesmente porque não compreendo o idioma e me sinto alheia à tudo que diz respeito à "minha saúde".

R.São comuns estes sintomas.O gesso não impede o desvio, muito menos a tala. É correto manter a perna elevada,a fisio acelera a cura, a posição de se colocar o pé ao dormir não interfere com a cura óssea. Aumento de ingesta de leite não acelera a cura.E trinta dias é tempo quase certo de cura óssea (mas não há tempo certo para isso acontecer). É importante saber qual o osso quebrou e se há desvios.
28.09.10 @ 03:31
Comentário de: edson laves [Visitante] Email
Eu quebrei o dedo minguinho, e coloquei gesso no pé , e fica de fora o calcanhar, mais na na parte da tarde o meu pé incha, é normal isso dele inchar ou tenho que procuarr o medico de novo, ele ñ doi de forma alguma so que incha o que pode ser , ou é normal..

R. É comum inchaços nas fraturas e após o tratamento. Depende do tempo.Mas fraturas do dedo dificilmente se tratam com gesso circular.Antigamente além de imobilizar de forma adesiva o dedo,se adicionava uma bota gessada (mas o calcanhar está incluído). Isso se refere ao dedo, e não ao dorso do pé.
29.09.10 @ 19:02
Comentário de: Daniel Filho [Visitante] Email
Olá Dr.
Venho aqui novamente para ter uma valiosa opinião...
Há alguns dias atrás eu expliquei meu caso ao senhor (fratura de maléolo lateral), onde eu perguntei se haveria a possibilidade do meu médico estar tirando o gesso do meu pé de vez... Ontem, após 6 semanas, voltei pra ele, ele me pediu p tirar outro raio-x p ver a evolução da fratura, mas ele disse q não estava em tempo, precisaríamos de + 2 semanas p então eu estar liberado p a fisioterapia. Daí q eu perguntei a ele se eu poderia substiuir o gesso por uma robotfoot, pois o gesso é "desconfortável, e ele autorizou mas me advertiu em não pôr o pé no chão sob risco de prolongamento da cura... Visto isso minhas dúvidas são: Do ponto de vista clínico eu fiz certo em tirar o gesso e colocar a robotfoot? terei um prejuízo por nao ter optado pelo gesso? E pq eu ainda vejo uma fissura no local da fratura? O produto da consolidação é tecido osseo ou cartilaginoso? Obrigado por sua disposição em ajudar os outros.

R. V. tem razão. O fato de não ver a fenda preenchida indica que ali há um gap ou cartilagem. De um modo geral, neste lugar a cura óssea demora a ser visível. Seis semanas é tempo bom para liberar da imobilização nestas fraturas. mas cautela é imprescindível nos casos em que haja dúvidas sobre a consolidação. Porém, nada impede a recuperação de movimentos com a fisioterapia, se a cirurgia foi considerada segura.
01.10.10 @ 09:46
Comentário de: Andreia [Visitante]
Bom dia
Meu filho de 6 anos levou uma pancada muito forte na perna, na altura do tornozelo, e e teve uma pequena quebradura no osso. Ficou com o pé imobilizado por 35 dias, sem poder tocar o pé no chão. Tirou o gesso há 52 dias, nos primeiros dias fez 5 sessões de fisioterapia, demorou muito para andar, acho que tinha medo, mas agora ele não se queixa de dor, mas continua mancando um pouco. O que fazer? Será que fizemos pouca fisioterapia? Como reverter isso? Ele vai mancar pra sempre?
Desde já agradeço

R. É muito comum a claudicação após fratura quando se retira o aparelho gessado, às vezes prorrogando até 04 meses. Mas não podemos falar sem ter uma idéia do tipo de fratura que ocorreu.
04.10.10 @ 07:16
Comentário de: Daniel Filho [Visitante]
Olá Dr.
Eu sei q estou fazendo várias perguntas... Mas não tenho condiçoes de pagar um médico, logo não tenho plano de saúde, mas essa semana após eu tirar um raio-x do tronozelo saiu um laudo dizendo: controle pos imobilizacao gessada do tornozelo, existindo imagem linear negativa na projeção da fibula, em situação metaepifisária distal, devendo representar traço de fratura. Comparar com exames anteriores. Ressaltamos reducao da sensibilidade do metodo em virtude do aparelho gessado. O que isso quer dizer?
Só pra lembra-lo, meu caso é o da fratura do maleolo lateral ha 6 semanas no gesso e + 1 com a robotfoot atualmente.

R. Isto significa que o exame não é confiável.Observe também que o exame é complementar e não substitui o tratamento médico.Procure o médico que lhe atendeu, peça dele explicações científicas do que está acontecendo (ele tem compromisso ético) ou procure alguém médico que voçê conheça que possa traduzir. Mas Observe que se o tratamento escolhido foi o conservador e se passou dois meses deste tipo de fratura, ele deve estar no final no tocante a imobilização.
05.10.10 @ 21:20
Comentário de: liliano ventura [Visitante] Email · http://www.lilianopedro@hotmail.com
Boa noite, sou o Liliano tenho 18 anos e caí num jogo de handebol e tive o meu terceiro dedo da mão esquerda fraturado, tirei raio x e meteram-me logo uma tala engessada, passado 20 dias tirae a tala mas o dedo ainda estava enflamado e com muitas dores, passado 4 dias fui ao médico e meteram-me gesso na mão esquerda imobilizando o dedo ferido, passado 7 semanas com gesso fui ao médico denovo tirou e mandou logo ir a fisioterapia, posto lá não vejo melhoras, visto que o meu dedo ficou torto e com muitas dores nas juntas dos ossos-

R. Não parece muito comum imobilizar uma fratura de dedo da mão (quirodáctilo)por três meses, pois parece um tempo excessivo. No entanto, se o dedo está torto não é normal. Deve-se avaliar os possíveis desvios. Se o seu ortopedista é de confiança peça-lhe explicações científicas de modo que v. possa entender. Qualquer que seja o segmento neste momento a fisio parece importante.
06.10.10 @ 17:10
Comentário de: denia claudia [Visitante]
Bom dia, sou denia tenho 46 anos e caí no local de trabalho fraturando o umero no dia 23 de set,. no primeiro momento o médico sugeriu a cirurgia ao aguardar a placa de platina no tamanho de 20 cm durante uma semana, foi solicitado outo raio x, o que suspendeu a cirurgia estou no tratamento convencional. Gostaria de saber qual o tempo para retornar ao trabalho, minha atividade é praticamente sentada e a fratura foi no braço esquerdo.

R. A grande maioria dos tratamentos destas fraturas é realmente conservador, sem cirurgia. Tratamento cirurgico são reservados para casos de fraturas expostas, desvios significativos, incontroláveis ou com lesão de nervo. O tempo de cicatrização é que permita o retorno as tarefas do dia-a-dia gira em torno de três a quatro meses. Esportes ou atividades de impacto devem ser evitados até seis meses contados da alta da imobilização. sempre lembrando, não há tempo standard que antevemos para a cura da fratura.
11.10.10 @ 09:24
Comentário de: sheila [Visitante]
Ola boa tarde, vou contar minha historia
bom eu tive um acidente de trabalho e cai, na minha queda trincou meu tornozelo, fiquei 5 dias com a tala e 40 dias com o gesso, tirei o gesso faz trez semanas no começo inçhava bastante, mais ta começando a desisnchar...
Coloco gelo, lavo ele com agua quente e sal e ta dexinchando. Queria saber se isso e nomal?
R. Recomendo ler o post sobre compressas geladas ou quentes aqui mesmo no blog
12.10.10 @ 16:19
Comentário de: Richard Hang [Visitante] Email
Boa noite doutor, tive uma minúscula fratura no osso lateral do tornozelo e uma luxação no mesmo, fui atendido em um pronto socorro onde foi tirado um raio x e constou isso que disse, porém foi colocado uma tala e o médico de plantão disse que eu deveria ficar imobilizado de 4 à 6 semanas e me passou apenas um anti-inflamátorio e analgésico(tandrilax), e disse para eu ficar sem pisar no chão e deveria fazer acompanhamento em um ambulatório.
Minhas perguntas são, eu vou ficar com essa tala nesse período de 4 à semanas ou devo ir em um ambulatório e fazer outra consulta e colocar gesso completo? Esse período de 4 à 6 semanas se aplica mesmo sendo uma minuscula fratura, tenho 26 anos? Tem algum alimento ou rémedio que acelere a calcificação? Um abraço!

R. Este tempo parece ser o tempo total. O ideal é que voçê faça uma revisão de fratura no ambulatório, o que pode ser feito, se estiver tudo bem,com 07 a 10 dias. V. se submeterá a radiografias novas e ver se está tudo bem. É preciso saber um pouco sobre esta luxação. Na Luxação o osso desloca-se da articulação (ele realmente sai do lugar). Se o ortopedista mencionou luxação deve-se tirar a prova. Normalmente se imobiliza com tala provisoriamente e se vai seguir o tratamento sem cirurgia, Pode-se por o gesso circular assim que o inchaço se vir conrolado. às vezes a bota poderá ter um salto permitindo a pisada com 15 dias ou mais, dentro deste tempo que v. mencionou
13.10.10 @ 01:24
Comentário de: Sandra [Visitante] Email
Bom dia!
Meu nome é Sandra e o meu marido sofreu um acidente de moto, no qual fraturou o tornozelo direito!Fomos atendidos em um hospital em SP, porem moramos na baixada e nao temos como voltar para SP.
Ele fez uma cirurgia a 2 semanas e colocou um pino, esta com meia tala desde então, o medico q o atendeu disse q depois de 2 semanas ele poderia retirar os pontos!Minha pergunta é : Ao retirar os pontos ele ainda vai engessar o pé? ele pode permanecer com essa meia tala??E sei q a minha ultima pergunta nao é de sua ossada, mas qualquer hospital que atende pelo SUS pode retirar o pino futuramente??
Desde ja agradeço em qualquer informação!

R. De um modo geral o tempo mínimo de imobilização de tornozelo operado é de 03 semanas do tornozelo. Muitas vezes o médico espera até o fim do tratamento para liberar do gesso. Isso pode demorar uns 45 dias.Deve-se saber que tipo de pino é este, existem alguns que não precisam ser retirados. Tem médicos que não gostam de continuar o tratamento que se iniciou em outro estabelecimento. Cada local tem sua diretriz. Mas pelas regras do SUS, o paciente é do SUS. Qualquer estabelecimento que tiver ortopedia deve dar assistencia, desde que seja equipado para isto.
13.10.10 @ 08:32
Comentário de: Juliana [Visitante] Email
Me ajuda!!! Fiz uma RM e o laudo foi esse:
Pequena fratura osteocondral na porção póstero-medial do corpo do talus, observando-se edema na medular óssea adjacente.
Há também, discreta área de edema/hiperemia acometendo a medular óssea da porção anterior do corpo do talus, ao nível da articulação com o maléolo medial.
Restante das estruturas ósseas visibilizadas sem alterações apreciáveis.
Relações articulares preservadas.
Pequeno derrame articular peritalar.
Tendões individualizados com espessura e características de sinal normais.
Ligamentos talo-fibular anterior e calcâneo-fibular apresentando edema de permeio às suas fibras, devendo representar estiramento dos mesmos.
Fáscia plantar com aspecto preservado.
Seio e túnel do tarso anatômicos.
Gordura de Kager homogênea.
Edema no subcutâneo ao redor do tornozelo, mais evidente na região lateral.


- O médico disse que não é caso de cirurgia e é necessário de 45 dias para cicatrizar. Isso procede?
Muito obrigadaaa!!!

R. Não há tempo certo para a cura.Estas lesões são de demorada cicatrização
Mas um tratamento não deve ser guiado somente pelo exame complementar. Exame clínico é importante para se avaliar o impacto nestes casos.A possibilidade de cirurgias nestes casos são determinada muitas vezes pelo exame clínico
13.10.10 @ 11:32
Comentário de: Jose [Visitante]
Ola Dr.,

Tive uma fissura em fibula distal. Estou com uma tala gessada. Gostaria de saber qual o tempo que deverei ficar com a tala e se há necessidade de colocar uma bota gessada. Queria saber tambem daqui qto tempo poderei pisar no chao. obrigado

R. Não há um tempo standard para terminar um tratamento. Mas talas normalmente é tratamento provisório devendo ser trocada por gesso circular se o tempo vai se prolongar.
13.10.10 @ 22:57
Comentário de: Dirceu [Visitante]
Fraturei dois ossos do peito do pe jogando futebol. O Ortopedista orientou a utilização da Tala durante 1 mes devido ao inchaço do pe e assim, a impossibilidade de engessar. Apos 1 mes pude enfim engessar o pe. Segundo o Ortopedista, ja ha sinais de sicatrização nos ossos graturados. Vendo meu pe engessado, um colega me emprestou uma bota ortopedica. Gostaria de saber se posso estar tirando o gesso e colocando esta bota que a principio, tem a mesma funçao do gesso.

R. Já falamos aqui no blog. Bota ortopédica, não.E imobilizadores tipo Robofoot não imobilizam tão bem quanto o gesso. Mas no seu caso os trinta dias é bem provável que seja suficiente para consolidar as fraturas do pé quase que totalmente.
14.10.10 @ 11:54
Comentário de: Fátima [Visitante]
Fraturei meu tornozelo ( Maléolo direito ) há 3 meses , engessei ( Não precisou de cirurgia ) e faço fisioterapia 3 vezes por semana . Ainda incha e também sinto dores.
É normal essa lenta recuperação.

Pode acontecer. Mas deve voltar a controlar com RX e avaliar as partes moles (tendões, nervos...)
15.10.10 @ 14:10
Comentário de: Kássia Pereira Gomes [Visitante]
Olá meu nome é kássia,sou estudante de fisioterapia,bom meu caso é o seguinte,eu cai e torci o tornozelo,fui ao hospital,o médico me passou medicamento por 5 dias e imobilizou com gesso,me pedindo 15 dias,mas como eu não estava mais suportando o gesso retirei com 10 dias,então...minha professora de ortese e protese me falou que não tinha necessidade de ficar 15 dias,apenas 10 mesmo...eu tenho plena consciencia de que devo fazer fisio,mas assim eu gostaria que me desse alguma dica se errei em retirar o gesso e o que devo estar fazendo em casa pra me recuperar(além do que já sei mobilização ativa,gelo 15min,e elevação...
Obrigado,aguardo resposta!!

R. Ó Kassia. Já abordamos aqui mesmo no blog estas situações. O tempo de cicatrização de partes moles é de 3 a 6 semanas. Para as entorses do tornozelo com lesão ligamentar tipo II, onde o principal ligamento acometido é o Talofibular anterior, o mínimo de imobilização é 21 dias sob pena de se perpetuar instabilidade. Se sua entorse foi tipo I, isso significa que a lesão é mínima, no máximo um estiramento leve dos ligamentos. Neste último caso a imobilização seria importante para aliviar a dor e poderia ser até dispensada para tratamento local. A bem da verdade ninguem deveria retirar o gesso antes do tempo, pois assume-se riscos e responsabilidade. O médico vai ficar tranquilo para cobrar de um tratamento que não foi cumprido.
16.10.10 @ 14:28
Comentário de: Jose Carlos Ferreira [Visitante] Email
Em 11.09.2010, a escada caiu comigo e tive uma fratuta no rádio distal do braço esquerdo e após a redução tive o braço e atebraço imobilizado por gesso. Com 33 dias o gesso foi trocado por um funcional, só antebraço e mão. É recomendado movimentar os dedos, o que venho fazendo, mas sinto dores ao longo dos nervos da mão. A dor é pela falta de lubrificação das articulações, segundo o médico. Isso acontece principalmente mais no final do dia. Devo ficar com o gesso até dia 28 e gostaria de saber se a fisioterapia é de imediato e qual tipo. Outra coisa é assim mesmo que acontece? Devo continuar a forças as movimentações? Obrigado

R. Fisioterapia deve ser iniciada logo que se libere da imobilização,mesmo que parcialmente. Movimentos são importante,sim. O que estiver de fora da imobilização braquipalmar deve ser movido precocemente. É comum os tendões estarem desconfortáveis durante e logo após a imobilização com gesso.
16.10.10 @ 15:49
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
Olá,eu quebrei a tibia da perna esquerda,fi levado ao hospital,tiraram raio x,fraturei em 2 locais do oss,uma fratura bem em cima da outra,fiquei com tala por 5 dias,depois me internaram,e o médico puxou minha perna,e colocou ela no lugar,colocou gesso na minha perna,desdo pé,até a cocha....estou 1 mês com o gesso,tenho retorno no hospital quarta feira,ele indicou na minha fixa,que com este retorno ele irá retirar esse gesso que está na minha perna,e colocar outro abaixo do joelho,com salto para mim me locomover sem muletas,quanto tempo ficarei com esse gesso com salto?.a e detalhe eu não sinto dores nenhuma,quanto tempo leva para o osso calcificar? tenho 15 anos de idade..obrigado

R.Ó Tiago,uma regrinha básica é que se utilize o gesso até a coxa por cerca de 04 a 06 semanas e, a seguir usar um tipo de gesso abaixo do joelho, que controle a rotação (Gesso tipo sarmiento), por mais 30 dias. Seria um total de 10 a 12 semanas de tratamento com imobilização. Mas nós já falamos aqui que não há um tempo definido para o final de qualquer doença. Na sua idade o tempo costuma ser menor que em adultos.
16.10.10 @ 16:54
Comentário de: Luísa [Visitante]
Olá, Doutor
Em primeiro lugar, muito obrigada por se dispor a tirar minhas dúvidas anteriores. Fiquei mais tranquila em relação ao tratamento.
Como eu havia comentado, estou na China onde fui atendida por conta de uma fratura leve no pé. Esta semana, após trinta dias com o pé engessado, retornarei ao hospital para fazer uma nova radiografia.
Minhas dúvidas são:
- Que exercícios básicos eu posso fazer em casa para reforçar a musculatura?
- Logo que eu tirar o gesso, já posso fazer as atividades leves do cotidiano (caminhar, cuidar dos afazeres da casa, etc.)?
- Tenho uma viagem marcada para duas semanas após a previsão de retirada do gesso, o que significa que caminharei muito. O senhor acredita que terei condições de fazer a viagem sem prejudicar minha completa recuperação? Ou seria melhor adiá-la?

R. Isso realmente é muito relativo ao tipo de pessoa e organismo. Deve-se evitar camunhadas longas na convalescença de doenças.A cura óssea é um detalhe. Não significa cura do problema.

Mais uma vez, muito obrigada!
18.10.10 @ 00:18
Comentário de: Paula [Visitante]
Boa noite. Tive um traço de fratura incompleta no maleolo fibular direito e gostaria de sabre sua opinião sobre essa fratura e se é realmente necessario ficar 6 semanas com gesso sem poder pisar. J estou com gesso desde do dia 03/10 com retorno ao medico dia 23/10. Será que poderei trocar o gesso por bota com velcro e começar a por o pé no chão. Obrigada,

R. Se a fratura (neste caso) é incompleta e sem desvio, é provável que ela esteja grudada em 30 dias. Mas não se pode afirmar com certeza. É bom que o médico seja cauteloso. Botas imobilizadoras tipo robofoot só devem ser usadas quando não há risco de desvios de posição
18.10.10 @ 19:44
Comentário de: Adjair barbosa [Visitante]
ola tudo bem? a 15 dias sofri uma pequena fratura na clavicula esquerda,o medico imobilizou co um pouco de gesso,bem pouco,gostaria de saber,se poderia fazer a troca do gesso por uma tipoia de tecido,tipo daquelas que em hopitais particulares colocam,pois acho que seria mas confortavel? e tb quantas semanas sao pra uma fratura desse tipo cicatrizar?
agrdeço desde agora.
R. tipóia não substituirá gesso. O tratamento conservador de fratura de clavícula deverá ser com o "oito gessado" uma espécie de imobilização que dá a volta do ombro para as costas e se dirige para as axilas dos dois lados. Uma tipóia só deve ser usada se a fratura for completamente sem desvio. o tempo de tratamento é de cerca de 4o dias. Existe tb o "oito de velcro", mais higiênico. mas o ideal é iniciar com gesso
19.10.10 @ 11:41
Comentário de: Daniel [Visitante]
Olá Dr.
Bom Dr. depois de 9 semanas com o tornozelo imobilizado devido a uma fratura no maléolo lateral eu a retirei. Daí, vi que me pé está inchado e com a articulação "endurecida", então fui colocar uma meia e fiz uma leve dorsiflexão e meu tornozelo estalou, tive uma leve dor seguido de um susto pensando que tinha acontecido, mas o médico me disse que a fratura estava ligada... Mandou eu fazer fisioterapia, mas mal consigo fazer flexão plantar e dorsiflexão porque sinto um incomodo como se meu tornozelo estivesse travado. Enfim, gostaria de saber se estalo é normal devido o tempo que o pé ficou imobilizado e a não lubrificação sinovial da articulação? Quais os maiores cuidados que devo tomar a partir de agora? Devo fazer alguma compressa para atenuar o inchaço?
Agradeço muito por sua atenção!

R. Sim, com certeza.Nos adultos quanto mais tempo de imobilização, mais rigidez.As compressas mornas, não muito quentes, e por não mais que dez minutos em domicílo são benvindas. Apoiar o pé no chão sem carga tentando executar os movimentos finos também. Pode´se tentar tenis acolchoados ou com mais meias, para que a mobilização seja gradativa. Aos poucos a articulação vai devolvendo a lubrificação. O inchaço (edema) vai ser comum à noite e diminuir pela manhã durante algum tempo. Boa sorte
21.10.10 @ 21:31
Comentário de: Kleyton [Visitante]
Eu tive uma torsão no punho e o médico operou, colocou dois pinos e engessou, depois de 10 dias eu estava sentindo muita dor e com a mão e dedos inchados, procurei o medico e ele tirou o gesso e o lugar onde estava o pino encontrava todo inflamado, segundo ele deu rejeição, então ele arrancou o um pino com alicate, eu quase morri de tanta dor, depois colocou um tala e enfaixou e me dispensou. Fiquei sentindo dor uns 5 dias, depois voltei nele por estar marcado o retorno e ele tirou o pino da mesma forma, sem anestesia ou remedio, nem nada e disse que o pino não deu certo que vai ter que colocar novamente. Então estou procurando um outro medico... Mas gostaria de saber se esses procedimentos foram corretos? grato.

R. Veja. Eu não poderia ser um julgador do modo de conduta adotado por alguém. Pela sua história voçê adquiriu infecção, e o médico fez o que tinha de fazer:retirar o pino adjacente ao processo.No entanto se voçê quase morreu de tanta dor,há realmente algo para se entender aí.Outra é que não é comum se operar uma torção com dois pinos. É bem provável que voçê tenha tido alguma fratura. Peça explicações científicas ao seu médico, um ou outro, ou vá a algum médico de sua confiança que possa traduzir o que está acontecendo. Procure saber que tipo de fratura, que grau, quais as formas de tratamento (muitas vezes há mais de uma) e qual será a sequela se voçê não se operar. Mas não seja imtolerante.Isso é principalmente para colaborar com o médico que vai lhe tratar .
22.10.10 @ 16:48
Comentário de: valquiria [Visitante]
fraturei o calcaneo 4 de setembro usei 1 tala por 1 semana e 1 botaortopédica por quase 40 dias já está nos dias de tirar mais ainda sinto u pouco de dor ao andar já tento andar sem ela consigo mais me doi a sola dos pés e o tornozelo,em quanto tempo mais ou menos ficarei normal terei que fazer fisioterapia?


R. fisioterapia é importante. Mas nem sempre estas fraturas já estão curadas neste tempo. Mesmo que as radiografias indiquem isto. Deve-se lembrar que numa fratura as partes moles também sofreram trumatismo.Veja também comentário no post Estranho caso clínico, sobre a fratura de pé que o leitor perguntou.
26.10.10 @ 13:04
Comentário de: Maurício Mori [Visitante]
Dia 26/08 sofri um acidente de moto, fraturei a fíbula e o maléolo medial, fiz cirurgia dia 30/08, foi colocado uma placa e seis pinos na fíbula e dois pinos no maleolo, apos uma semana tirei os pontos, e comecei a usar a bota imobilizadora, andava com muletas, apos um tempo comecei a andar sem apoio nenhum, dia 5/10 comecei a fisioterapia, e no dia 9/10 deixei de usar a bota, estou tendo otimos resultados com a fisio, ando normalmente (sem mancar), poucos movimentos com o tornozelo estão limitados, dificilmente sinto dor, meu tornozelo desinchou muito, porem ainda ha um certo inchaço, gostaria de saber qual a media de tempo para o tornozelo desinchar completamente, e a media de tempo para eu voltar a jogar basquete, sei que é dificil responder essas perguntas com tão poucos detalhes, mas estou muito impaciente quanto a minha recuperação (não vejo a hora de jogar), vcs podem dar uma media de tempo, ou uma maxima?! Desde já obrigado!

R. O retorno as atividades anteriores de forma próxima do normal, considerando que o tratamento foi ótimo,gira em torno de seis meses.Mas atletas profissionais podem ter recuperação mais rápida. Voçê deve investigar se está bem alongado na musculatura posterior (isto é imprescindível), fazer musculação e reforçar os músculos do membro inferior.Massoterapia e comtrastes de compressas são úteis nesta fase. O calor local d
eve ser bem leve. Mas inchaço demora para desaparecer. Normalmente estão maiores à noite e menores ao acordar. Boa sorte
27.10.10 @ 03:31
Comentário de: Patricia [Visitante]
Bom dia. Tive uma fratura no segundo metatarso há três meses. O medico mandou ficar co a bota robocop 2 mês. Fiquei sem resultados. Então fui a outro q mandou ficar co gesso por um mês depois fazer outros exames para verse terá a necessidade de ficar, mas um mês. Acontece doutor q faz seis dias que estou com o gesso e estou sentindo muito desconforto, e câimbras será q isso é normal?

R. Se está com muito desconforto e câibras deve avaliar novamente com seu médico
27.10.10 @ 07:03
Comentário de: Cibele [Visitante]
Boa tarde. Sofri uma queda em 02/10, fui a clínica e conforme o médico plantonista tive uma fratura de avulsão no tornozelo. Fiquei 15 dias com a tala e agora estou de bota gessada com salto. Minhas dúvidas são: Quanto tempo terei que ficar com o gesso? Para andar preciso apoiar em muletas? O médico não fez mais nenhuma radiografia, apenas solicitou o gesse este procedimento é correto?
Desde já agradeço a atenção.

R. Realmente é difícil diagnosticar uma fratura por avulsão sem RX. Não tenho idéia. Tenho de saber qual o osso que fraturou e qual o local do osso. Tente novamente...
27.10.10 @ 15:35
Comentário de: Regina Helena Moreira Campelo [Visitante]
Tive uma fratura no 5º metacarpo do dedo mindinho. Estou de bota e colo co compressa de gelo 3 vezes ao dia e faço massagem com calminex não sinto mais dor e no meu não há inchaço, já estou há 20 dias com a bota. Será que posso tirar e calçar sapato comum quando for a algum evento?por poucas horas?

R. O tratamento ideal nestas fraturas (do pé) é de no mínimo 30 dias. Voçê deve antes reavaliar com o médico que lhe atendeu. Certifique-se o nome correto do osso para considerar estas informação.
29.10.10 @ 11:02
Comentário de: Wilson Martin [Visitante]
Dr. tive uma fratura no 4 metatarso direito so que pasei mais de um mes sem saber que tira essa fratura eu sentia um pouco de dor mais não dava muita importancia depois começou a doer d+ ai procurei um medico e tirando um raio x foi constatado que estava fraturado o medico me mandou ficar com uma tala por 15 dias pois a fratura estava praticamente fechada so que fiquei esse 15 dias e tirei outro raio x mais foi contatado a perda de calcificaçao isso e normal?
agora ele mandou ficar com uma bota imobilizadora por mais 45 dias sera que isso ira resolver o problema pois eu fiquei em divuda porque não colocou a bota antes da tala. muito obrigado desde então um forte abraço.

R. Wilson, se voçê já tem mais de 45 dias de fratura, e o tratamento escolhido foi sem cirurgia, é bem provável que a imobilização não surta mais efeito (já deve ter havido cura óssea). O ideal é partir para fisioterapia e reabilitação. Para alguns casos é bom ir retirando a imobilização aos poucos.
03.11.10 @ 18:09
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
Boa tarde Dr.! então,eu tinha quebrado minha tibia em 2 locais,o médico falou que não precisaria de cirurgia,mandou colocar gesso até a minha virilha,após passar 1 mes,eu teria retorno no hospital..passou esse 1 mes voltei ao hospital,ele mandou tirar raio x e viu que está criando o famoso calo ósseo..' e me falou que precisaria engessar novamente,só que de um modo diferente,um gesso abaixo do joelho,e com um salto para que eu começe a pisar no chão...ele colocou,e eu começei a andar..ai eu perguntei quanto tempo mais de gesso eu iria ficar,e se eu ja estava melhorando,ele mandou eu voltar para casa com esse gesso e ficar mais 1 mês,ai eu perguntei...mais depois desse gesso vai ter que colocar outro? ai ele..provavelmente não,dependendo de como estiver eu te dou alta...Dr ! voçê sabe me informar,se até o final desse mes qe ele me indicou...será que eu estarei bom? e se eu tirar o gesso..em quanto tempo eu voltara a andar normalmente...pois não sinto mais dores ?Obrigado espero sua resposta !

R. Como havia te dito. O tempo deste tratamento com gesso é em torno de três meses. Mas como voçê é jovem poderá ter cura mais cedo. O médico agiu corretamente. A pisada acelera o "famoso" calo ósseo. Mas para andar normalmente (sem claudicar, sem ginga)voçê deverá ter a paciência de uns três meses após a retirada do gesso
03.11.10 @ 18:21
Comentário de: clezia [Visitante] Email
Boa Tarde, dia 12 de setembro, tive uma fratura no metatarso do 5º dedo do pé esquerdo, fiquei com o gesso até o dia 3 de outubro, tirei o gesso por minha conta, voltei ao médico dia 13 de outubro, voltei a colocar o gesso e fiquei até o dia 3 de novembro, fiz uma nova radiografia, está a mesma coisa, o que eu devo fazer agora? devo colocar a bota robocop, ou ingessar novamente, afinal já são quase dois meses e não tive nenhum resultado, não coloco o pé no chão, estou andando de muletas, por favor me ajuda o que eu devo fazer para melhorar

R.O calo ósseo nem sempre é parâmetro de radiografia para se avaliar a cura das fraturas do metatarsiano. São realmente importantes os dados clínicos. Normalmente este tempo já é suficiente. Mas avalie com seu médico, peça explicações científicas de modo que v. possa entender.











04.11.10 @ 15:42
Comentário de: janny araujo [Visitante]
cai da laje em pé fraturei calcaneo direito, fratura cominutiva , a lesão atingiu apenas calcaneo , uns dizem que devia ter operado, o estou de gesso e gostaria de saber quanto tempo esse osso leva para calcificar não vejo a hora de poder andar
R. No geral, trinta a qurenta dias é o tempo de cicatrização óssea, nestes casos.
04.11.10 @ 17:19
Comentário de: Cleber Figueiredo de Souza [Visitante] Email
Tive um fratura no escafoide mas não sinto dor nenhuma o médico deixou para eu escolher em cirurgia ou imobilização estou na duvida o que faço porque não sinto nada. Será q tenho q fazer uma das duas opção.

R. O seu médico eve dizer pelo menos qual é a melhor opção. Ele deverá julgar o caso com base no tipo de fratura, de localização e outros critérios. Esta decisão apesar de o paciente ter o direito de escolher o rumo do tratamento, não cabe a voçê,não srá o ideal.
05.11.10 @ 14:33
Comentário de: Deninha Fernades [Visitante]
Dr. há 30 dias fraturei o 5° metatasso do pé direito e usei o aparelho gessado por uma semana depois o meu médico recomendou a bota ortopedica robofoot e já estou usando a 30 dias. não sinto dor nem inchassos mas, gostaria de saber se o endurecimento das articulaçoes é normal. só tiro a bota para tomar banho, porém logo apos calço a meia e o imobilizo. meu procedimento está correto?

R. Após imobilizar uma juntura ela normalmente adquire uma rigidez, neste caso deverá ser passageira. Acreditamos que a fisioterapia lhe ajudará.
06.11.10 @ 19:10
Comentário de: Rômulo de Castro Carvalho [Visitante] Email · http://romuloagape@hotmail.com
É porque eu quebrei meu pé tipo o medico primeiro havia falado que era na base do quinto, depois ele veio e falou que ia tinha quebrado o pé. No ultimo raio x ele disse que meu dedo já havia se alinhado mas o osso do pé não tinha voltado ao normal ainda.Já tenho 38 dias que estou de gesso. Eu gostaria de saber mais quanto tempo terei que continuar com o gesso e tipo eu sinto meu pé queimando no local quebrado será que é pq estar voltando ao normal? E qual é o risco de tirar o gesso sem autorização medica?

R. riscos de tirar sem autorização estão relacionadas a uma possível não cicatrzação de fratura. Queimações não são benvindas. Este tempo já é um tempo bom de cicatrização. Pssivelmente já há cura óssea.
08.11.10 @ 14:09
Comentário de: Rômulo de Castro Carvalho [Visitante] Email · http://romuloagape@hotmail.com
E outra duvida meu pé estar roxo qual seria o motivo??será se é porque estar na hora de tirar o gesso??

R. A circulação deve estar alterada, isto é comum. Mas deve reavaliar com seu médico.
09.11.10 @ 10:41
Comentário de: José Pedro [Visitante]
Boa tarde Dr. Por gentileza, gostaria de esclarecer uma dúvida. Tive uma fratura incompleta de tornozelo, no último dia 17. Fui atendido pelo médico que colocou bota gessada abaixo do joelho. Na semana seguinte, dia 25, fui reavaliado e a radiografia estava semelhante a anterior, do primeiro atendimento. Neste último atendimento, a previsão foi de que eu permanecesse com a boa gessada por mais 45 dias, aproximadamente 10 de dezembro, quando possivelmente poderei voltar a pisar. Ocorre que tenho viagem marcada para o dia 07 de janeiro. Quais minhas dúvidas:
1 - em sendo mantida a previsão de "começar a pisar" em 10 de dezembro, em quanto tempo estarei pisando com todo o peso do corpo na perna fraturada?

2 - após começar a pisar, em quanto tempo, aproximadamente, poderei retirar a bota gessada ou o robo foot?

3 - Ainda que já na próxima semana haja indicação para substituição da bota gessada pelo Robo foot, caso permaneça com a bota gessada, há alguma vantagem na recuperação? Pode ser mais rápida?

4 - Será que consigo viajar na data mencionada sem nenhum tipo de imobilização?

Dr., desde já agradeço a atenção dispensada e a forma com que esclarece não só a minha, mas todas as dúvidas pertinentes postadas aqui. Muito obrigado!

R. É difícil responder com muitos detalhes pois cada organismo responde de forma diferente. Mas Uma regrinha básica:
1.Imobilização firme por 30 a 45 dias.(sempre reavaliar com RX)
Botas imobilizadoras como as de velcro são boas quando já tem um bom calo ósseo, porque mesmo os minimos movimentos atrasam a cicatrização formando mais calo imaturo.
2.Iniciar fisioterapia a seguir, iniciando marcha gradativamente.
3.fisioterapia e reabilitação intensiva.(todos os dias, inclusive em casa, sob programa do fisioterapeuta)
Seguindo disciplinadamente elas é provavel o sucesso nesse tempo.
09.11.10 @ 13:06
Comentário de: Luanna sant anna ferreira [Visitante]
Oi Boa Tarde eu rompi ULigamento do tornozelo esquerdo rompi Poco naum preisiza fazer operação siim Fisioterapia quero ir ao um show posso tira a bota robocop e coloca uma tala de pano junto com o tenis?

R. O tempo de cicatrização de ligamentos é mais ou menos 40 dias. É bom não vacilar, prá não ganhar instabilidades.
09.11.10 @ 13:08
Comentário de: Valquiria [Visitante]
Oi, eu apenas trinquei o osso do ante braço, perto do punho. 30 dias de tala, mas estou fazendo tudo normalmente, sinto dor qndo movo o braço engessado, isso pode causar algum dano na recuperação?
obrigada.
Sim. Quando se optar por imobilização, isto deve ser efetivo, não se permite movimentos na articulação envolvida,e no início, nas adjacentes. Lembre que tala é uma imobilização provisória, um passo para um segundo tempo, embora às vezes seja suficiente para tratamento de uma fratura. Revise a fratura com seu médico
10.11.10 @ 15:45
Comentário de: Cintia [Visitante]
Ola Doutor...
Me chamo Cintia. nw sei se esta lembra, ja estive aki no blog antes.... Moro no japao. e tive uma lesao Osteocondral do talus.Como o medico do brasil havia me indicado, comprei akelas botas imobilizadoras e muletas canadences. comecei a usar a bota no dia 2 de agosto.,e com o uso de muletas sem colocar o pe no chao...
eu tirava a bota para tomar banho e dormir.
Com 60 dias com a bota. entrei em contato com o mesmo medico que olhou meus exames. e ele indicou que eu ja poderia comecar a fazer fizioterapia, mais ainda continuar com a bota + 30 dias. e comecar a apoiar o pe parcialmete. Entaw fui em um outro hospital aki no japao.( ja q anteriormente eu tinha ido a 2 especialista, e eles disseram que eu nao tinha nda). Fui nesse hospital grande, levando os raio-X com um circulo bem onde se dava pra ver a lesao, e o diagnostigo traduzido pro ingles.
O medico de la foi atencioso ao me caso e me encaminhou pra fizio.... ate ai, eu nw tinha mexido o meu pe ainda, com medo de fazer algo errado.... o fizioterapeuta, puxou, esticou,e massageou o meu peh, e perna...e disse que eu nw estava com os nervos muito otrofiados nw... (fikei ate contente).. continuei com a sessao de fizio 1 vez por semana. quando foi ontem dia 10/11/2010 fiz um novo raio-x , e disse o medico japones(nw confio muito neles). que ja estava bom... e que eu ja poderia tirar a bota.
eu perguntei por mais quanto tempo eu deveria fazer a fizio, ele me disse que eu nw precisava fazer mais, que minhas articulacoes ja estao otimas...Mais eu me sinto insegura pra pisar no chao. da impressao que estou sem a perna, e que se eu forcar vou cair... nao estou sentindo dor. mais ainda estou mancando.
tbm sinto que minha batata da perna esta bem mole, e mais fina que a outra perna... sinto que meu peh tbm esta magrinho....acho que ate minha coxa esta mais fina.
Eu gostaria de saber se tem algum exercicio que eu possa fazer em casa pra ajudar a fortalecer??? e se caminhadas na piscina ajuda? ou alguma outra coisa que eu possa fazer????
Muito obrigada pela ajuda!!!
Parabens pelo Blog!

R. Uma sigestão como próximo passo é a musculação-não esquecer o alongamento. Mas a fisioterapia pode ajudar na insegurança. O fisioterapeuta deve trabalhar a propriocepção, que deve estar alterada. Mas entenda que muitas vezes os sintomas e sinais são quem indica ou não a necessidade de cirurgia nas lesões osteocondrais tipo II ou I
10.11.10 @ 22:39
Comentário de: Luiza Back [Visitante]
Bom dia tive uma fratura na base do 5 metatrso do pé esquerdo, no dia 31/10- estou usando a bota imobilizadora, tiro pra tonar banho, já me sinto bem , nçao doi qdo tiro para tomar banho, consigo andar bem com a bota, quero saber se posso voltar a trabalhar? e dirigir um carro automático, posso?

Grata

R. Não deve trabalhar e nem dirigir. Fratura é doença com CID e tudo, repouso é recomendado, pelo menos até a retirada da imobilização. O código de trânsito tb não permite que v. dirija usando adaptações ou imobilizações
11.11.10 @ 09:19
Comentário de: Rômulo de Castro Carvalho [Visitante] Email · http://romuloagape@hotmail.com
Eu tirei o gesso só que tipo minha perna estar dura quando vou andar. não sinto dor apenas tipo como se a perna estvesse pessada isso é normal?
o que devo fazer? Obrigado.
R. isso é comum. Avalie com a fisio.
11.11.10 @ 11:30
Comentário de: Natália Nour Obeid [Visitante]
Prezado Dr. Boa tarde!

Gostaria de um auxílio. Tive uma fratura diagnosticada simples no pé esquerdo.

Fui engessada (com salto) dia 03/11, o médico me permitiu colocar o pé no chão depois de 3 dias e solicitou o retorno depois de 35 dias. Passado o tempo orientado comecei a pisar, porém o salto afundou incomodando a pisada.
O mais intrigante foi que ao ir ao PS Ortopédico para saber se podia trocar o gesso pela robofoot. O médico ficou preocupado com a forma que meu pé foi engessado ( o salto estava no meio do pé não próximo ao calcanhar), e me orientou de forma distinta do primeio:
- 2 semanas sem colocar o pé no chão por conta do calo fibroso;
- 2 semanas apoiando o pé no chão com muletas para formação do calo ósseo;
- 2 semanas sem muleta para fortalecimento e consolidação.
O segundo médico deixou claro que era a metodologia dele de tratamento, também enfatizou que para uma calcificação completa é nescessário 42 dias de tratamento sendo que terceira na semana o ideal é retirar uma radiografia para ver o andamento do tratamento.

Estou com robofoot, e fiquei muito confusa, pois não sinto dores no local porém de acordo com que li acima e pesquisei o segundo médico me orientou da maneira mais correta. Além do que, a maneira de atendimento do segundo médico passou muito mais confiança do que o primeiro.

Desde já agradeço a atenção!

R. O tempo proximado de tratamento com gesso das fraturas do pé é de 40 dias. O salto da bota é mesmo colocado no nivel do centro do pé na região plantar.

Att.

Natália Obeid

11.11.10 @ 16:54
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
Doutor ! lembra de mim? então..' já fui ao médico e retirei o gesso da perna..' então..eu tirei faz 2 dias..' e pra mim andar..eu consigo andar ..mais não normalmente..eu consigo só pisar com o pé reto..e meio manco..quando eu tento fazer força com meu pé..tipo fazer um movimento para cima e para baixo..ele não sobe muito e dói um poucoo.' isso é normal?' pareçe que um nervo esta segurando e não deixa mover muito..' estou com um pouco de medo..e preciso andar porque trabalho..esse precesso demora muito?' quantos dias ,meses ou semanas eu consiguira andar sem qe meu pé fique travado..' aliás..a fratura foi na perna .e não no pe rs.'
R. Para o andar voltar inteiramente ao normal muitas vezes o tempo é de até seis meses. Fisioterapia pode ajudar
12.11.10 @ 14:23
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
Doutoor ! poderia me mencionar alguns exercicios que eu possa fazer em casa...para qe eu consiga ter um pouco de movimentos sem dores?

obriigado.'

De forma caseira, água morna, não muito quente pode ajudar. Movimentos do pé e tornozelo e joelho devem ser feitos, além de alongamentos. O ideal é que voçê procure um fisioterapeuta. As clínicas são aparelhadas para a terapia. um abraço
14.11.10 @ 04:01
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
O problema é que eu não tenho dinheiro para pagar fisioterapia...e esses hospitais publicos eles agendam uma fisioterapia pra depois de 2 a 3 meses...e tipo..eu preciso muito voltar a andar normal..eu to conseguindo andar..mais quando eu vou mecher o pé para andar..pareçe qe da uma travadinha..e quando eu vou andar..meu pé fica desalinhado..tipo fica meio que pro lado..' e da umas dores não muito forte..mais é uma dor em um local só..pareçe qe é em algum nervo ..no lado do pé..' no ligamento do osso da perna qe junto com o pé...e doutor fiquei sabendo que tem algumas faculdades ,que eles fazem fisioterapia gratuitamente..voçê sabe alguma assim?

obriigado

R. Tiago, Faça bastante movimento com o pé e tornozelo(sem forçar), incrementando a flexão e a extensão, utilize agua morna. Voce pode tb utilizar uma bengala por uma semana, por exemplo, lhe dará segurança e diminuirá as dores. Pode usar tb um tensor elástico(tipo tornozeleira) para andar.
Exercícios do pé, estando ele no chão, sem sustentar peso tb ajuda. Normalmente faculdades particulares que possuem cursos de fisioterapia promovem fisioterapia pelo SUS, através de parcerias, no período das aulas. Mas realmente v. tem de pesquisar na sua cidade, não sei de onde v. é e se tem faculdades pagas. V não deve deixar de reavaliar com seu médico e tirar suas dúvidas


15.11.10 @ 01:23
Comentário de: Joseane Pereira [Visitante] Email
Olá Doutor no dia 09/10 sofri um acidente de moto onde fui atingida por uma porta de um carro onde o impacto ocasionou a fratura incompleta do osso hálux do pé direito, sendo imobilizado com o gesso estilo sapatilha e a imobolização durou cerca de 30 dias e sendo orientada pelo ortopedista a usar órteses, agora apos retirada do gesso ele me disse que eu poderia colocar o ´pe no chão e voltar a andar devagar, por conta própria comecei a colocar agua morna todos os dias o inchaço esta cedendo mas ainda não consigo andar direito pois sinto dores pontiagudas no local da lesão e por conta disso no calcanhar e joelho que também foi atingido no acidente.Estou preocupada pois terei que passar por uma perícia no inss e tenho receio de ficar com alguma incacidade locomotora,pois sou balconista e trabalho 8 horas de pé e estava só ha tres meses neste emprego.Por favor o que devo fazer para me recuperar o mais rápido possível tenho 32 eo médico falou que meus ossos são muito bons e sou jovem , mas mesmo assim estou apreensiva.
R. Fisioterapia é ótima opção. mas dores assim podem persistir, diminuindo, por até tres meses
17.11.10 @ 17:50
Comentário de: Valéria Menezes [Visitante]
Dr. , Parabéns pela iniciativa de auxílio aos que necessitam de informação.
Tive uma fratura no dedo do pé (vizinho ao dedão) no dia 14/11 . O médico da urgência fez o Rx e confirmou a fratura leve. Como meu dedo estava deslocado (para o outro lado), o médico resolveu colocá-lo no lugar e fez isto. Após este procedimento, ele imobilizou o dedo com esparadrapo e compressa juntando o mesmo com o dedão do pé. Estou há 4 dias com esta imobilização e muito preocupada com o tempo de recuperação, pois danço jazz e tenho uma apresentação prevista para o dia 03/12. Estou tomando celebra 200mg 12/12h e arnica comp. Qual a sua opinião sobre o que eu posso fazer para acelerar o tto e se eu posso ter esparança de me apresentar neste dia? Por favor, conto com a sua ajuda, pois estou treinando há 1 ano para esta apresentação. Obrigada.

R.Normalmente este tipo de imobilização tem a função de manter o que o médico fez ou impedir novos desvios.Ela deve ser mantida pelo menos até 15 dias (às vezes com troca aos sete dias). Mas de um modo geral a cura da fratura se dá nos trinta dias, sendo que até três meses pode-se sentir dores mínimas. Aos meus pacientes recomendo que se o evento for indispensável por qualquer motivo , se voçê vai dançar com Barishnikov, por exemplo:D, vá a luta. mas deve-se lembrar duas coisas: Não há tempo padrão ou garantia para a cura de doenças e que Fratura é doença.Evite antinflamatórios por mais de sete dias,salvo necessidade. os antinflamatórios tb não ajudama cicatrização óssea
18.11.10 @ 17:12
Comentário de: André Luís [Visitante]
Olá Doutor, dia 04/10 quebrei o tornozelo maleolo lateral, fiz cirurgia e coloquei 4 pinos, tirei o gesso hoje 18/11 e semana que vem vou tirar 2 pinos (dos 4 que coloquei são os 2 maiores). o médico falou que eu já posso caminhar, e que a Fisio só vou poder fazer após tirar os pinos, só que eu não consigo caminhar, tenho muitas dores, só consigo mexer os dedos do pé, e não consigo encosta o calcanhar na parte posterior da coxa pois dói muito o joelho, fora que quando piso no chão por estar tudo inchado eu consigo colocar o pé no chão mas o calcanhar ainda não encosta. é normal isso? estou com muito medo de ter uma sequela, nunca machuquei nada dessa forma, estou com muito medo, o que o senhor pode dizer do meu caso?

R.Tudo isso pode ser amenizado pela fisio. Acredita-se que uma fraura do tornozelo, tratada, com mais de 40 dias já tenha cura óssea, o que resta são problemas residuais. Fraturas do maléolo lateral necessitam frequentemente que se retire o parafuso sindesmal (se o mesmo foi posto), havendo controvérsias se a libaração da marcha estará ou não condicionada a esta retirada. mas nada impede que a fisioterapia tenha início, maesmo que não se permita ainda a pisada. V. deve tomar informações científicas (sde um modo que v. possa entender) a seu médico. pergunte que tipo de pino é esse, qual a função dele, se o osso já está grudado e inclusive se haverá sequela. Sequelas mínimas normalmente permanecem. O joelho pode ser trabalhado até o seu normal se ele não foi afetado na lesão.
18.11.10 @ 18:22
Comentário de: Paula [Visitante]
Boa noite Dr. tive uma fratura no tornozelo e foi dito como fratura incompleta no maleolo fibular e fiquei imobilizada por 40 dias. Tirei o gesso faz 7 dias, ja estou conseguindo andar de muletas mas o pé continua mto inchado e sem o apoio não consigo caminhar. Meu medico disse que não precisava de fisioterapia.Essa recuperaçaõ é lenta?? Qual o tempo previsto para voltar a caminhar?
É verdade que depois de quebrar o tornozelo uma vez, terei facilidade para outras fraturas de tornozelo??
É aconselhavel depois de quanto tempo usar sapatos com salto alto??
Obrigada Doutor e desde ja agradeço sua atenção.

R. Fisioterapia ajuda, sim. O tempo de voltar a caminhar é praticamente este de 4o dias. recupaeração depende do organismo, é pessoal. Não deverá ter facilidade de fraturar outras vezes exceto se houve danos a ligamentos. Salto alto de preferência após três meses do acidente
18.11.10 @ 21:00
Comentário de: michelle [Visitante] Email · http://michelzinha2@hotmail.com
tenho 24 anos tive um acidente de moto estava de tenis quando o meu pé teve uma pancada foi estraida minha unlhas do pé direito o 2,3,4 dedos e tive fratura na falange dos dedos isso e grave ? fui pra o hospital o medico engesou meu pé e estou com meus dedinhos ainda enchado agora q tenho 13 dias com pé engessado o tratamento e de quanto tempo e isso e grve? como tenho que deixar meu pé ?

R. Lesão grave (perda de unha e fraturas em vários ossos). Para combater o inchaço mantenha o pé elevado num nível acim do joelho. o tempo nestes casos para imobilização é de quatro semanas. Mas hoje não é muito comum gessar dedos dos pés.
20.11.10 @ 12:33
Comentário de: clarice [Visitante]
após ficar com a perna imobilizada durante 1 mes com uma meia tala de gesso a perna fica mais fina que a outra?

R. sim, temporariamente
21.11.10 @ 16:26
Comentário de: Wilson Martin [Visitante]
Dr. No segundo raio x foi contatado que ainda não tinha calo ossio formado no local da fratura ai o medico mandou eu colocar a bota imobilizadora ja estou com ela faz 2 semana ai quando eu tiro ela na hora do banho meu pé está inchado por esse motivo estou meio preocupado isso e normal? no outro dia quando acordo ele está normal e não sinto dor alguma para caminhar com a bota já que ele falou para eu caminhar dentro de casa. Obs eu tiro ela para dormir.
Eu gostaria de saber se deste jeito o osso vai calcificar a fratura foi na base de 4 metatarso direito.

R. Sinais de Rx muitas vezes estão ausentes nas fraturas do pé no que se refere à consolidação. Deve-se avaliar clinicamente. A idéia é que o tempo máximo de imobilização seja de dois meses. A partir daí é fisioterapia e deambulação.Estas são regras básicas ressalvadas situações especiais.
21.11.10 @ 20:36
Comentário de: Tiago Bonotto [Visitante]
Doutor tive a fratura na tibia,mais já retirei o gesso e tudo,não sinto dores no local onde fraturei,mais sinto dores no tornozelo,pareçe que tem um nervo que machuca,isso é normal?

R. pequenas dores, já te falei, podem persistir até seis meses do trauma, inchaços também, mas cheque se está tudo bem com seu tornozelo
22.11.10 @ 00:41
Comentário de: carmen [Visitante]
Fraturei o tornozelo dia 10/09 (maléolo).tenho 70 anos. Fiz tratamento conservador.Fiquei com perna engessada por 60 dias. Agora estou usando tornozeleira. Meu pé incha muito. Dores sinto, mas não muita. O que devo fazer para diminuir o inchaço? Obrigada

R. fisioterapia é a melhor coisa. Mas em casa uma compressa de água morna, massagens leves e creme antinflamatório. dambular é permitido se j´houve cura óssea e bom alinhamento
22.11.10 @ 13:35
Comentário de: Marie [Visitante]
Torci o tornozelo em grau 2 e o médico mandou ficar 7 dias com a tala gessada ! naum poderia colocar o pé no chão mais como sou estudante me vi obrigada a ir a escola e um dia muito importante e tive que voltar para casa andando ! depois disso passado os 7 dias tirei a tala em casa ! mais passado um mês da retirada da tala continuo com muita dor e inchaço no tornozelo ! isso eh normal ?

R. Normal, não. Não podemos falar de normalidade.Primeiro, Não deveria ter tirado a imobilização e nem pisado, isto retardou o tratamento. Poderia usar muletas, p. ex. Já abordamos este assunto aqui. Os ligamentos curam em 4 a seis semanas. Uma regrinha básica é: Bota gessada por 30 dias. outros 15 dias é bota com salto, para pisar,ou fisioterapia sem pisar. prá só depois liberar. Os riscos de não seguir as recomendações são retardar o tratamento e ganhar instabilidade com facilidade para novas torções.
22.11.10 @ 18:29
Comentário de: Marcelo Araújo [Visitante] Email
Doutor,

Sofri tombo de moto e fraturei a diafisária de tíbia e fíbula acoxucial, acho que é assim que se escreve, o médico que me avaliou disse que não houve desalinhamento dos ossos o que seria melhor no tratamento, e que existia uma pequena possibilidade de eu ter que operar, pois minha perna esquerda foi toda engessada e que pode existir alguns fragmentos (pedaços) que podem comprometer na minha recuperação óssea, temo que isto possa ocorrer, pois sinto pequenas dores e alguns estalos no local fraturado depois de duas semana com a perna engessada e tomando Profenid indicado pelo médico. Estes estalos são normais devo me preocupar com isto Doutor ??? Obrigado

R. É comum sentirmos os ossos fraturados mexerem dentro do gesso. isto não significa mau sinal. Mas o ideal é radiografar com 07 dias e a seguir, dependendo, para se ter certeza de que o alinhamento está mantido. O fato de existir fragmentos ósseos não significa comprometimento de cura. A cirurgia muitas vezes é feita quano o tratamento conservador falhar. Duas semanas de antinflamatório já começa a passar do tempo, pode afetar seu estômago.Se a dor está persistindo, procure o médico para reavaliar
23.11.10 @ 20:02
Comentário de: ALESSANDRO [Visitante]
BOA NOITE DOUTOR!!!! Preciso de sua ajuda , trinquei o 4 metacarpo da mae esquerda , fiquei com gesso 3 semanas voltei ao medico e ele tirou o gesso e pedio para eu ficar 2 semanas sem forcar a mao , so que passaram 1 semana e sinto dores e inchaco . nao sei se isso e normal , quando fecho a mao ela doe e nao consigo mexer o punho direito que doe , por favor oque devo fazer ???? isso e normal ????vou ficar com minha mao normal???? muito obrigado e fica com deus


R. A cicatrização óssea nestas fraturas é de no mínimo quatro semanas. Nos dedos tempo pode ser menor. mas lembre-se da cicatrização de partes moles (3 a 6 semanas). Pode ser que o tempo de imobilização tenha alterado o funcionamento da mão. Ninguem pode garantir a cura (só ELE).O papel do médico é tratar. neste caso a fisioterapia ajudará.
23.11.10 @ 23:43
Comentário de: Marie [Visitante]
Você comentou qe eu naum poderia ter tirado a imobilização! mas eu a tirei até depois do prazo mandado ! dois dias depois ! o medico só ficar 5 dias com ela e eu fiquei 7! sobre as muletas ! mais mãe naum quis conseguir para mim pois me disse que eu só ficaria muito pouco tempo com a tala! então fui forçada a pisar, sei que naum deveria mais fui obrigada! pois era um dia importante de aula e naum pude faltar ! agora essa dor me atrapalha muito! há dias que naum consigo nem pisar direito! jah comentei com a minha mãe mais ela diz que isso eh normal e logo ira passar! ele esta inchado tbm!

R. As dores tendem a passar a medida que inflamação vai embora. Mas há o risco de instabilidade.O tempo de tratamento das entorses grau II é 4 a 6 semanas.O ideal é seguir a regrinha básica
24.11.10 @ 14:07
Comentário de: Paula [Visitante]
Oi Dr voltei para tirar mais uma duvida, depois de ter ficado com gesso por 5 semanas apos fraturar o tonozelo fui liberada para tirar o gesso e caminhar. Hoje faz 15 dias que estou andando de muletas mas o pé está muito inchado, é normal esse inchaço?? por quanto tempo ele pode ficar assim?? quando faço banho morno noto que ele fica mais inchado, seria melhor por gelo ou banho de contraste?? estou passando cataflam pomada, isso ajuda?? por favor o que faço para melhorar esse inchaço??
Obrigada

R. é comum inchaços após tratamento ou gesso, pois a circulação se altera. o calor é mais apropriado nestes casos. Veja o post compressas geladas ou quentes
25.11.10 @ 00:09
Comentário de: michelle [Visitante] · http://michelzinha2@hotmail.com
dotor
fui ao medico terça feira
chegando la o medico bateu outro rai x pra ver como estava os dedos ele disse q ja estava melhor e dissi q nao presisava mais usar a tala no meu pé entao ele retirou e agora estou sem
e meu pé esta um pouco enchado devido o gesso estou com 2 dias sem o gessor no meu pé .
o medico mandou eu fazer compresa toda noite o senho sabe de outra coisa pra desichar mais rapido ?

R. fisioterapia pode ajudar
25.11.10 @ 11:02
Comentário de: lander jorge [Visitante]
Olá, minha filha quebrou o Fêmur, ela tem dois aninhos. Ficou com o gesso por 45 dias. O médico mandou tirar o gesso e tirar o Raios-X. Na volta, disse que ela estava curada. E agora? Ela vai demorar a andar normalmente? Ela mexe a perna normalmente, só tem medo de andar.

R. De um modo geral o resultado é bom. Há realmente demora para andar após esta fratura, devido o receio. Mas deve-se agir naturalmente, sem forçar.Ela deve perder o medo. Nesta idade a criança ainda está aprendendo a andar. Com este evendo ela retrocede um pouco neste aprendizado
25.11.10 @ 21:59
Comentário de: Marcelo [Visitante]
Olá Doutor! Parabéns pelo trabalho.
Hoje fazem 22 dias que em jogo de futebol ocorreu o acidente. Raio X diagnosticou: Fratura helicoidal na diafise da fíbula e fraturas no maleolo posterior e medial. Meu médico colocou tala com gesso somente abaixo no calcanhar, disse não necessitar cirurgia, as fraturas no tornozelo são mínimas, tipo fissuras. Me pediu para ficar 30 dias com a tala sem colocar o pé no chão, então devo voltar para retirar a tala e ficar mais 15 dias sem tala e sem colocar o pé no chão. Acredita estar sendo correto o tratamento? Obrigado.

R. Não poderia julgar o tratamento de ninguém. Mas não parece usual prosseguir com tratamento de fratura no tornozelo, utilizando imobilização provisória,ate o final. Parece-me mais seguro pôr uma imobilização rígida.
Fraturas do maléolo posterior normalmente indicam lesões ligamentares que aconteceram imediatamente antes de se completar a torção. Peça explicações a seu médico de forma que sua fratura seja convincentemente estável.
29.11.10 @ 11:45
Comentário de: Maria Claraa [Visitante]
levei uma pancada forte no braço esquedo por causa de uma brincadeira estupida de uma colega de escola ! agora estou com mta dor no braço ! consigo mexe-lo maisa sinto dor ! sera que foi apenas um mal jeito ?

R. pode ser qualquer coisa. Voçê deve ter seu braço examinado para ver pessoalmente a função.
30.11.10 @ 20:00
Comentário de: Ivani Borato [Visitante]
Olá doutor,torci meu tornozelo faz um tempinho já,' e quando eu ando sinto dores perto daquele osso que fica do lado do pé,um redondinho,não consigo quase nem andar de tanta dor,' voçê poderia me falar algum tipo de remédio que eu possa tomar só para amenizar a dor,' ou algumas dicas pra que pare as dores,obriigado'

R. V. realmente deve avaliar com o médico, no consultório, fazer radiografias ou um possível exame que possa avaliar as partes moles, antes de qualquer conduta. Pois a queixa é muito ampla e subjetiva.
01.12.10 @ 17:18
Comentário de: Leandro Pereira [Visitante]
Tive uma fratura no terço distal da fibula, dia 21 de Outubro de 2010. O médico afirmou que não precisaria de cirugia e estou no modo conservador com gesso.. Noto que meus dedos apresentam inchaço. Médico disse que dia 09/11 já irei retirar o gesso e iniciar fisioterapia, gostaria de saber uma opinião sobre, Agradeço!

R. Se o inchaço for de pequena monta com discreto escurecimento da cor, issso pode acontecer , mas inchaços grandes sem possibilidade de mover os dedos não é normal. recomenda-se elevar o pé por mais ou menos uma hora para evitar o inchaço que normalmente é culpa da lei dagravidade. Ponha o pé em cima de uma cadeira para que ele fique num nível mais elevado que o joelho. se as dores forem intensas, tb não é normal. quanto a tirar gesso depende da avaliação com RX. Este tempo (18 dias) parece ser menor que o mínimo. leia o post.
02.12.10 @ 19:00
Comentário de: Ana [Visitante]
Bom dia Doutor...fraturei o dedinho do pé e o medico pediu para fazer esparadrapagem com atadura ... vai fazer uma semana e ainda dói principalmente se tento andar... queria saber quanto tempo demora para eu voltar a andar e se ador é normal? Obrigado

R. o tratamento girA EM TORNO DE 30 DIAS, sendo que o ideal é que pelo menois 15 dias esteja imobilizado
03.12.10 @ 10:16
Comentário de: sandra [Visitante]
gostaria de saber se pode retirar o robofoot para tomar banho e se nao atrapalha no tratamento

Sim. O Robofoott não substitui o gesso, sua função é mais branda. Uma vez optado por ele, que é removível, é porque permite-se a retirada para higiene e às vezes fisioterapia. Porém se paira esta dúvida, ´´e bom conversar com seu médico antes
05.12.10 @ 21:35
Comentário de: Ana Paula de Souza [Visitante]
Bom dia, tenho 19 anos e trinquei dois ossos do pé no dia 18/11/2010, fiquei com a tala durante uma semana, depois coloquei a bota de gesso com salto, o médico disse que após as 48 horas podia andar. Fui fazer as provas na faculdade na semana passada, porém estou sentindo que o gesso ficoufolgado e o lugar onde eu trinquei sinto um pouco de dor, será que não está totalmente imobilizado? Após este tratamento quanto tempo posso voltar a fazer atividade fisica?

V. deve revisar este gesso, possivelmente trocá-lo. Atividades físicas se exigem choques e impactos no pé, três meses. Se é só corrida, 40 dias no mínimo
06.12.10 @ 10:23
Comentário de: Marcelo Araújo [Visitante]
Doutor

Boa Noite


Hoje completam-se 19 dias que fraturei a tíbia e a fíbula, fui ao ortopedista e o mesmo disse que continuarei com o tratamento conservador por cerca de 4 a 5 meses, achei muito tempo, o ortopedista disse para que eu durante este período apoiasse a perna no chão para que acelere no processo de calcificação. Doutor lhe pergunto é correto levar todo este tempo para uma recuperação plena ?

Obrigado

É possível, por que existem alguns tipos de fraturas cuja recuperação é lenta. Porém estima-se que o tempo de recuperação óssea nestes casos seja de 3 a 4 meses, até mesmo com tratamento conservador. Nos dias de hoje existem métodos cirúrgicos que tentam abreviar este tempo. Procure uma segunda opinião, mas almeje um denominador comum entre elas, não confrontando as duas.
06.12.10 @ 21:47
Comentário de: Letícia Monteiro [Visitante]
Boa tarde,
Fraturei o quinto metatarso, há 21 dias estava com gesso, e depois de uma semana coloquei a bota imoblizadora, o médico na ultima consulta falou que eu não posso clocar o pé no chçao ainda, o meu pé já está desinchado, já não está tão roxo e gostaria de saber se já posso tomar banho de piscina, só coloca-lo na água ou se é perigoso por causa da cicatrização!

obrigada desde já

R. Se não houver ferida de pele, pode fazer seu banho de piscina. Não há perigo algum para cicatrização óssea























08.12.10 @ 15:22
Comentário de: Wanessa Freire [Visitante]
Bom Dia Dr.

Tive fratura bimaleolar de tornozelo; no dia 27/11/2010; fui operada dia 30/11/2010 colocaram 8 parafusos e 1 placa, com incisões dos dois lados; vou tirar os pontos dia 15/12/2010; após a retirada dos pontos, vou ter que colocar gesso?? por quanto tempo, e depois fisioterapia, qual o tempo médio de recuperação, hj estou utilizando bota imobilizadora por conta dos curativos dos pontos que devem ser trocados diariamente e de compressas de gelo que também coloco diariamente pois ainda está inchado. e o trabalho poderei voltar quando? trabalho em escritório sentada o dia todo, poderia voltar antes da retirada dos pontos?

R. As condutas dos médicos podem variar. Mas o tempo de cicatrização das fraturas bimaleolares do tornozelo tem seu tratamento previsto para 45 dias sem pisar. Quando estáveis após a cirurgia, a imobilização pode ser diminuida com 7 a 15 dias. Não é aconselhado o trabalho na vigência de doença, converse com seu méico acerca do afastamento
09.12.10 @ 11:05
Comentário de: Clarissa [Visitante] Email · http://www.nobre.med.br
Olá. Eu tive uma torção no tornozelo, e como no dia não tive muitas dores, so as normais pensei que não fosse nada grave, no outro dia já conseguia pisar com um pouco de dificuldade, com isso passaram-se 30 dias e ainda continuava uma dor nos movimentos e inversão e ainda inchado, fui ao médico ele pediu para engessar, estou com o gesso a quatro dias, e tenhos algumas dores, até mais antes de coloca-lo, estou querendo tirar. E outra, gostaria de saber se vou ter problemas com o meu tornozelo. O médico me disse que tive entorse de 2 grau, mas no raio-x estva normal.

R. Obrigado por comentar aqui no BLOG.Veja,entorses não se vêem nas radiografias.Mas é possível saber se os ligamentos sofreram (graus II e III) com radiografias especiais que chamamos de estresse. Acreditamos que a imobilização após trinta dias do acontecido não surtirá efeito na cicatrização pois esta já está quase completa, errada ou não. Nestes casos em que a inflamação está tendo dificuldades de ser sanada, mesmo sem tratamento,costumamos examinar as partes moles com exames especiais para isto.
09.12.10 @ 17:32
Comentário de: Mônica Gomes [Visitante]
Olá, Dr. Minha filha de 7 anos caiu na escola e começou a reclamar de dor no pulso. No dia seguinte levei-a a um ortopedista. Foi constatado, após o raio X, "galho verde". Ela foi engessada e ficará 3 semanas com o gesso. Como não tenho referências do ortopedista (fui numa clícina de atendimento 24 horas), gostaria de saber se o procedimento é esse mesmo. Ele disse que se não imobilizar a fratura não volta ao normal.
Obrigada pela atenção.
Mônica

R. Toda fratura deve ser tratada e imobilizada pelo menos no seu início. ASs fraturas em galho verde tem tratamento em torno de 30 a 40 dias de imobilização. De um modo geral a fratura é benigna
09.12.10 @ 21:06
Comentário de: Jaqueline [Visitante]
Olá doutor! Minha mãe caiu um tombo e segundo o médico que a atendeu ela sofreu uma entorse de II grau. Usou uma tala de gesso por 15 dias e agora faz uma semana que retirou. O médico disse que ela está pronta para andar porém ela não consegue, refere não sentir firmeza no pé para afirmar o peso do corpo. É importante citar que ela tem um problema hereditário em que essa perna é mais curta que a outra, por isso ela sempre caminhou com somente a ponta desse pé encostando no chão. Minha dúvida é de quanto tempo levará para ela voltar a andar normalmente e se essa demora é normal após a retirada da tala ou devemos procurar outro médico?

R. As entorses tipo II tem tratamento entre 4 a seis semanas, como já abordamos. Mas voçê não especificou qual a articulação afetada. Porém há casos e casos diferentes
09.12.10 @ 22:32
Comentário de: Paula [Visitante]
Boa noite Dr.
Faz 1 mês que tirei o gesso depois de ter ficado imbilizado por 4 semanas apos fraturar o tornozelo, ñ fiz cirurgia. Meu pé continua inchado e ando mancando sem conseguir caminhar por distancia maior, é normal ainda tá inchado??? qual é o prazo normal para ficar totalmente normal??? obrigada

R. Olá Paula. Obrigado por comentar. Recomendo que leia o post e os comentários com respostas. O tempode cicatrização das artes moles é de 3 a 6 semanas. Fisioterapia vai ajudar no seu caso. As fraturas podem não estar totalmente firmes neste tempo, certifique-se com seu médico

















10.12.10 @ 00:53
Comentário de: RICARDO FERNANDES [Visitante]
Boa tarde doutor. Tive fratura e fiz uma cirurgia nos maleolos do pé direito há 26 dias e queria saber se é normal o pé ficar bem vermelho quando o abaixo, pois quando estou deitado na cama o mesmo não fica. Também queria saber se tem alguma restrição alimentar. Desde já agradeço.
R. É comum. Procure exercitar os dedos e, os pés se ele estiver livre. Fisioterapia pode ajudar, se permitido a bota removível
10.12.10 @ 14:58
Comentário de: roberto [Visitante]
Olá amigos,

O meu problema e com a patela.

No meu caso, sofri um acidente de trânsito que tirou a patela do lugar( ela está mais na frente do seu devido lugar),ocorre que estive me três médicos o primeiro disse que com o tempo ele poderia voltar ao lugar, caso não voltasse deveria operar, e mandou colocou uma tala , o segundo, falou que deveria operar com urgência e me internou e 7 dias depois nada de operação, decidi procurar outro médico, médico esse falou que não precisaria operar e falou que o tratamento e longo e demorado e determinou a imobilização com gesso, ocorre que 7 dias depois do início deste tratamento, a patela saiu do lugar, ou seja, foi mais para fora (se distancio do lugar correto ,“osso” do joelho).
A dúvida que tenho é; a possibilidade de recuperação é grande utilizando esse tratamento, nos casos de patela? Vc tiveram essa dúvida/opção de operar ou tentar a recuperação no gesso?se alguém sabe me informar qual é a diferença em relação ao tempo e as seqüelas de cada tratamento.
Desde já agradeço todo a ajuda!


R. Sua história não soa muito clara. Mas consideremos que a rótula saiu do lugar-isto se chama luxação- Para luxações de rótula, é possível começar com o tratamento sem cirurgia e reavaliar com uns três meses, a critério médico.Quando o tratamento falha, ou seja, se permanece a instabilidade (a rótula passa a sair do lugar habitualmente), a cirurgia está indicada. Procure saber qual o diagnóstico correto, pois só assim pode-se definir o ratamento
10.12.10 @ 20:43
Comentário de: wilson martin [Visitante]
Ola! Dr. estou na reta final do meu problema no 4 metatarso direito só qua agora meu pe começou a ter uma reaçao estranha parece que está queimando isso dura algumas horas mais na parte da noite pois fico todo o dia com a bota imobilizadora so tiro para tomar banho e dormir meu raio x e dia 13/12 e a consulta e dia 15/12. Um abraço.

R. Pode acontecer. Procure exercitar levemente o pé quando estiver sem imobilização, algum creme pode ser usado, mas não mantido junto com a imobilização. Evite apertar muito a imobilização
11.12.10 @ 22:58
Comentário de: Joana [Visitante]
Boa tarde,
Dia 15/10 sofri um entorse vindo a fraturar 0 5º metatarso do pé esquerdo.
No PS do hospital constatada a fratura o médico mandou colocar uma tala. Voltei ao médico dia 08/11 e após Rx sem tala, foi recomendado colocá-la novamente por mais 14 dias. Retornei para novo RX em 22/11 e o médico resolveu colocar gesso por mais 03 semanas. Portanto já faz 59 dias que estou com o pé imobilizado.
Tenho consulta, amanhã, 13/12. Vou fazer novo RX e levá-lo ao médico. Espero poder retirar o gesso.
Minha pergunta é a seguinte: É normal demorar tanto para sarar? Tenho 59 anos e faço tratamento de osteoporese (densitometria realizada em 04/2010-fêmur normal; coluna vertebral -osteopenia). Estes fatores interferem no tratamento?
R. Osteoporose não impede consolidação óssea deste osso e a interferencia é minima. O tempo de 60 dias é um tempo máximo. peça informações científicas a seu médico e leia outros comentários aqui no BLOG, pois já abordamos muito este assunto Obrigado por comentar neste BLOG
Aguardo resposta o mais breve possível.
Muito obrigada pela sua atenção.
12.12.10 @ 14:21
Comentário de: Flávia [Visitante]
Olá! Dr. quebrei o dedinho do pé há uma semana,o médico imobilizou com esparadrapo .Tenho uma bota imobilizadora do mesmo pé, posso usar para proteger o dedo e pisar no chão já que senti um conforto maior?

R. Não tem relação com o tratamento atual. basta a bandagem
13.12.10 @ 12:08
Comentário de: Wilson Martin [Visitante]
Ola! Dr. Segunda feira tirei um raio x do meu pé direito hoje fui buscar o resultado do laudo do raio x, diz assim: Fratura do 4 metatarsiano com bom alinhamento e formaçao de calo osseo.
amanha e minha consulta com o meu medico traumatologista mais estou esquevendo para o Sr. por estar um pouco ancioso pois ja se passarao quase tres meses desde minha fratura foi ocasionada Dr. esse resultado já e final ou ainda falta alguma coisa? muito obrigado por tudo pois acho seu trabalho muito importatente ja que o Sr. ajuda um monte de pessoa, muita paz e muita felicidade, fica com Deus.

R. De um modo geral, agora é só reabilitar. Três meses é suficiente
14.12.10 @ 19:36
Comentário de: Paulo Jr [Visitante]
Ola!Dr. Sou jogador de futebol e em um jogo dia 02/12 eu cai com o pe esquerdo meio que dobrado e tive uma fissura na base do 5 mt (osso do menor dedo do pe) nao inchou quase nada so no dia mas estava com muita dor quando pisava no chao,no outro dia colocou tala,mas com 2 dias o pessoal do clube tirou para fazer um tratamento caseiro querendo q eu voltasse logo.Passei uma semana pois diziam q 5 dias ficaria bom,novo raio x e nao tinha melhorado nada.Entao engessei dia 12/12,o pe nao doi e nao esta nada inchado,gostaria de saber qual tempo ideal para calcificar pois preciso voltar o mais rapido possivel.Abracos e obrigado
R. 30 dias é um tempo mínimo de tratamento, de preferencia com imobilização. O retorno idal nestes casos é em seis semanas, sem riscos
15.12.10 @ 13:47
Comentário de: Marcelo Luis Martins [Visitante]
Boa noite doutor, tive uma fratura no 5º metatarso a 30 dias, engessei o pé e com 25 dias fui no hospital para reavaliar a fratura, o meu medio disse que não colou o osso e vou terque ficar mais 30 dias com o gesso.
Estou tomando todos os cuidados necessários para "ajudar" na recuperação, gostaria de saber se tem algo a mais que posso fazer para ajudar na recuperação desse osso. É bom tambem o senhor saber, tenho 22 anos de idade e a 6 anos sou diabetico, faço o controle regularmente e tenho indices glicemicos otimos, queria saber se isso tem alguma influência.
Obrigado pelo espaço!
R. Grosso modo,diabetis melitus não influi na cicatrização óssea, mesmos nos casos de difícil controle de glicemia. Receio que 30 a 40 dias sejam suficientes para a imobilização. As radiografias não costumam mostrar a cicatrização fiel das fraturas dos metatarsianos, pois muitas vezes mesmo curada, o calo ósseo não é revelado no exame deste osso. Ou seja o tempo de cura óssea não é compatível com as imagens dos raios X. O médico deve seguir preferencialmente a clinica neste caso e com este tempo.
16.12.10 @ 00:51
Comentário de: Priscilla [Visitante]
Dr eu quebrei meu pé dia 10 de novembro
e fiquei uns 10 dias com a tala depois tirei e fiquei sem nada e fui na minha consulta dia 29 de novembro ai engessei e usei gesso 14 dias dai o medico mandou tirar o gesso so q ainda estou sentindo dor quando movimento devo procurar uma emergencia?

R. Emergência somente nos casos de emergência. Com o tempo de 30 a 45 dias respeitado e estando tudo bem, fisioterapia pode ajudar
16.12.10 @ 01:25
Comentário de: TIAGO [Visitante]
OLA. TIVE UMA TORÇAO COM FRATURA, NO RAIO X DA PRA VER UM RISCO DE UNS 3CM NA PARTE DE FORA DO TORNOZELO ACHO Q É A FIBULA, ESTOU COM TALA À 15 DIAS MAS NÃO COLOCO O PÉ NO CHÃO PRA NADA. MEU MEDICO DISSE PRA VOLTAR DAQUI UMA SEMANA. SERÁ QUE É POSSIVEL Q A FRATURA JÁ TENHA CALCIFICADO E JA VOU PODER PISAR NO CHAO. OBRIGADO...

R. Obrigado por comentar o prazo mínimo é trinta dias para a fratura. Para as partes moles 3 a 6 semanas. indico ler outros posts e comentários do BLOG
17.12.10 @ 15:31
Comentário de: Joana [Visitante]
Boa noite Doutor. Obrigada por responder tão prontamente as minhas perguntas.
19.12.10 @ 02:49
Comentário de: Joana [Visitante]
Boa noite Doutor.
Obrigada por responder tão prontamente as minhas perguntas.
Como havia informado, voltei ao médico em 13/12 após ter realizado o RX. O mesmo informou que ainda não estou curada e mandou continuar com o gesso até 14/01/2011 quando vou fazer novo RX e passar por consulta.
No texto anterior, esqueci de informá-lo que as duas primeiras vezes que estive com a tala, fiz repouso mas também caminhei com a mesma. Só depois quando coloquei o gesso (22/11) é que fiz repouso não colocando o pé no chão e utilizando muletas para me locomover.
Isto pode ter interferido na demora de minha recuperação?
Obrigada pela sua atenção.
R. Nem sempre as radiografias traduzem fielmente a cura óssea nos metatarsianos. a avalição também deve ser clínica. O risco de pisar antes é haver deslocament de sua fratura
19.12.10 @ 03:03
Comentário de: marcos [Visitante] Email
Doutor,
Tive uma queda e diagnóstico em 02-12-10 de traço de fratura incompleta na base do quinto metatarso do pé direito e usei tala imobilizadora + muletas com afastamento do trabalho e no retorno ao médico no dia 18-12-10 foi permitido o uso de bota ortopédica.
Pergunto :
1) Tiro a bota somente para tomar banho e a coloco novamente, porém na hora de dormir estou tirando-a, está correto?
2) Vou voltar a trabalhar somente em 03-01-11 com ainda o uso da bota ortopédica com serviços restritos. Após esta data posso deixar de usar as muletas e usar somente a bota ortopédica?
Tenho retorno médico somente em 12-01-11 para radiografia final.

R. O tempo de imobilização nestes casos é de cerca de 45 dias. A partir daí vai ser ´´util afisioterapia e reabilitação. Quando autorizadas ao uso, as botas imobilizadoras podem ser retiradas apenas para higienização e por vezes fisio
19.12.10 @ 06:26
Comentário de: cristiano arajara da rosa [Visitante]
olá Dr. sofri um acidente de transito e tive fraturas da tibia e fibula, queria saber quanto tempo estarei em condições de pisar com o pé no chao e se ficam sequelas. obs. não foi fratura exposta, estou com tala gessada até um pouco abaixo do joelho. obrigado

R. As informações são poucas e não há um tempo standard de cicatrização. Fraturas nestes ossos podem estar curadas de 60 a 120 dias dependendo da localização e tipo
19.12.10 @ 14:09
Comentário de: veronica santos [Visitante]
boa tarde no dia 24 de novembro de 20010 sofri um acidente de trabalho eu cai e sofri uma fratura de radio distal no meu punho esquerdo foi horrivel fiquei internada 7 dias e no 8 fui operada nao sei o que aconteceu com a minha mao pois sinto dor nela e dormencia o cirugiao me disse por cima que eu levei pino porque eu ouvi o barulho da furadeira e acabei perguntando a ele no final mais nao me deu mais informaçao porque fui mobilizada com gesso e vou ainda fazer a primeira consulta dia 21 gostaria de saber se vou ter sequela pois a minha profissao depende muito do uso das minhas 2 maos e tambem os produtos que eu trabalho e um pouco pesado sou promotora de vendas de mercado e consumidor e qual sera o meu tempo de afastamento ok muito obrigado veronica marques tenho 44 anos.

R. de regra toda cirurgia ortopédica tem comumente imobilização após. Voçê deve pedir explicações científicas de um modo que v. possa entender, ao seu médico. Grosso modo pode-se retornar ao trabalho após 90 dias se ocorrer tudo bem no tratamento de fraturas comuns neste local
19.12.10 @ 15:49
Comentário de: WANESSA FREIRE [Visitante]
Tive fratura bimaleolar de tornozelo fui operada dia 30/11/2010 colocaram 8 parafusos e 1 placa, com incisões dos dois lados retirei os pontos dia 15/12/2010, porém o lado que pegou uma placa e 6 parafusos ainda não cicatrizou completamente, ao contrário do que pegou só dois parafusos, 5 pontos que cicatrizou completamente; o médico pediu que eu continuasse fazendo curativos diariamente e não forçasse o pé para o corte não abrir, mas que estava normal; Dr. existe risco de rejeição à placa??? quais os sintomas???

R. Obrigado por comentar.Voçê deve avaliar melhor a ferida e talvez realizar uma cultura. Observe tambem se há alguma reação a produtos utilizados no curativo.
19.12.10 @ 18:53
Comentário de: Flávia [Visitante]
Dr. obrigada pela boa vontade em responder! Oro pra que Deus continue abençoando o dr. por essa iniciativa.Abraços e boas festas!!!
21.12.10 @ 12:28
Comentário de: Érika [Visitante] Email
Boa Tarde Dr. Tive uma fratura do 5º metatarso no dia 11/12, fiquei com tala até o dia 17/12, quando coloquei gesso, e o medido marcou o retorno para dia 15/01. Esse tempo é sufuciente para a recuperação, ou terei que ficar mais tempo com o gesso? OBS. não sinto nenhuma dor no pé, nem no local da fratura. Obrigada, Érika
R. grosso modo ´[e um tempo bom. Mas é necessário exame clínico. obrigado por comentar
22.12.10 @ 11:52
Comentário de: GILVAN [Visitante]
OLÁ! DOUTOR, QUEBREI MEU PÉ, USEI UMA BOTA DE GESSO DURANTE 20 DIAS, QUANDO FUI AO MÉDICO FOI TROCADA A BOTA PASSEI MAS 30 DIAS FOI TIRADO RAIO X, QUE APARECIA AINDA QUEBRADO
O MÉDICO MIM DISSE QUE ESTAVA NA HORA DE FAZER FISIOTERAPIA, JÁ FOI MARCADO A FISIO. EU ACHEI MUITO ESTRANHO FAZER A FISIO COM O PÉ AINDA QUEBRADO. AI EU TE PERGUNTO PODE FAZER A FISIOTERAPIA COM O PÉ AINDA QUEBRADO

R. Comentamos aqui mesmo no BLOG sobre o fato de a radiografia não ser fiel com relação a consolidação óssea. Recomendo ler os outros comentários sobre fraturas do pe ou metatarsos
23.12.10 @ 19:13
Comentário de: Rosangela [Visitante] Email
Fraturei meu tornozelo esquerdo no final de outubro de 2010, caindo da escada na escola, mais precisamente a fíbula que fraturou 1/3 mas não saiu do lugar, usei gesso por 45dias e depois mais 10 dias com bota ortopédica, e agora não uso mais nada por recomendação médica mandou que eu caminhasse mas não consigo, pois doi muito meu pé parece que tem espinha. Estou fazendo fisioterapia, mas ainda não consigo caminhar. O que devo fazer???

R. Se voçê já foi liberada para a marcha, deve usar calçados acolchoados e estáveis num primeiro momento. intensificar o tratamento local em casa, podendo usar antinflamatórios ou analgésicos. mas cheque o problema da dor com seu médico. peça explicações científicas de forma que v. possa entender. Obrigado por comentar. Boa sorte
26.12.10 @ 16:06
Comentário de: Lair [Visitante]
Boa noite. Gostaria de informações, pois tive uma fratura no 5º metatarso, no dia 29/11 e fiquei imobilizada com gesso até dia 24/12, e o médico me recomendou + duas semanas de bota roobfoot. Gostaria de saber se posso caminhar (levemente) ou mesmo dirigir. Sei que a pressa é inimiga da perfeição, mas moro sozinha e tenho que me virar sozinha. Agradeço a atenção.

R. Vai existir sempre um risco. O perigo de haver deslocamento da fratura. Porém tendo passado este tempo o risco é menor que no início do tratamento. O tempo estimado para cura óssea neste caso é de 30 a 4o dias aproximadamente,considerando uma fratura dentro dos´padrões comuns
26.12.10 @ 20:45
Comentário de: Rodrigo [Visitante]
Sofri uma lesão no ante-pé, um pouco a baixo dos dedos, fiquei 21 dias com o gesso, tirei ele quinta feira (23-12-10), e desde então sinto dores no calcanhar quando o apoio no chão, é comum sentir isso ? e com a fisioterapia pode melhorar?

OBS: O calcanhar não foi o local da fratura. Obrigado

R. Isto pode acontecer..A fascia plantar que se dirige do calcanhar aos dedos, ou mesmo musculatura pode estar afetada de algum modo.Mas v deve avaliar com RX.O tempo de tratamento de imobilização dos metatarsianos é de 30 a 40 dias.
26.12.10 @ 22:25
Comentário de: Luisa Borges [Visitante]
Doutor, boa noite.
No dia 23/12 caí na escada de um prédio e quebrei o segundo dedo do pé (ao lado do dedão). Acredito que tenha sido na falânge.

Fui ao Pronto Socorro e o Ortopedista de plantão disse que o dedo seria imobilizado apenas com esparadapro e gaze entre os dedos. Li nos seus comentários que isso é normal, contudo, venho refazendo diariamente o "curativo" (se é que pode-se denominar assim).

A minha maior preocupação é que viajarei para o exterior em 13 dias (16 dias após a fratura) e terei muito o que caminhar.

Portanto, tenho três dúvidas:

- Gostaria de saber os cuidados que devo tomar para que a calcificação ocorra rapidamente.

- Também gostaria de saber se há algum problema em apoiar a lateral do pé no chão. (Ainda sinto muita dor quando o faço)

- O dedo segue inchado, bem como a região que faz a sua ligação com os demais ossos do pé (esta área ainda está um pouco roxa). Isso é normal? Receio estar realizando a imobilização de maneira incorreta.

Obrigada pela atenção e aguardo ansiosamente a sua resposta.

OBRIGADO POR COMENTAR EM MEU BLOG!!!!!!
R. A imobilização adesiva, bem cuidada, deve ficar o máximo tempo possível, sem troca ou remoção, até 15 dias no mínimo. Este prazo poderá ser prorrogado seguindo os RX. Não há problema em apoiar o pé, desde que não sinta dor.Para esta viagem, o tratamento local será imprescindível, pois a cura óssea só se dá nos trinta dias aproximadamente. Caminhadas longas provocarão dor. leve analgésicos/ antinflamatórios (no exterior não se compra remádios sem receita médica local, exceto analgésicos comuns que são diferentes) e pequenas compressas que se põe na geladeira (3cm X 1,0cm). Muitas vezes a rouxidão é normal. São equimoses provocadas por hematomas locais. Toda fratura sangra,pois é uma ruptura tecidual.
27.12.10 @ 03:55
Comentário de: amanda [Visitante]
tive uma fratura a 4 meses no terceiro dedo do pe fiquei 15 dias de gesso .apos 4 messes ainda sinto meu pe doendo,incha e lateja e tenho a impressao que o meu dedo esta com o osso para cima ,meu tornozelo doi tambem,.so que depois que tirei o gesso nao fiz mas raio x porque a medica disse que se tirasse ia ver que nao tinha melhorado ,por favor me ajude.

R. Um pouco estranho o seu relato. Hoje os tratamentos das fraturas dos DEDOS do pé são feitos com bandagens adesivas.15 dias é apenas o tempo de imobilização. Mas parece excessivo o tempo que mantém a inflamação (4 meses).Procure reavaliar com radiografias, e também as partes moles (tendões, músculos ou nervos), faça fisioterapia e principalmente procure saber qual exatamente o osso que quebrou. Deve-se também investigar outras patologias quando estas fratura demora a sarar, ex: excesso de ácido úrico, dependendo da idade. A radiografia deve ser feita, não para se definir, mas para reavaliar, fazer planejamentos e programações.
Obrigado por comentar no BLOG
28.12.10 @ 11:54
Comentário de: José Pedro [Visitante]
Boa tarde Dr. Após 5 semanas usando bota gessada, afim de tratar fratura maleolar incompleta, iniciei a exatos 36 dias a fisio. Tudo sob controle: a amplitude do movimento do pé e a "força" estão voltando gradativamente. Porém, quando passo o dia dia de pé, ou andando, o pé incha muito e não só sobre a fratura. Estamos falando de aproximadamente 70 dias após o acidente, e 35 ou 36 sem a bota. Há uma previsão de por quanto tempo mais, aproximadamente, continuará inchando? Mais uma vez, agraceço-lhe pela prestreza e boa vontade em sanar todas as nossas dúvidas. Desejo-lhe, e a toda família, boas festas. Grato.

R. Estes inchaços podem durar até 6 meses. Mas v. deve continuar reavaliando.
28.12.10 @ 14:22
Comentário de: Marcelo Araújo [Visitante]
Doutor boa noite !

Tive fratura da tíbia e fíbula imcompleta, hoje com quase 2 meses e com a perna gessada sinto que obtive melhoras significativas, sinto algumas fisgadas na fíbula e como se estivessem enfiando agulhas em minha perna, pergunto-lhe. É normal sentir essas dores e tenho outra dúvida, depois de recuperado, o esforço, os movimentos, os pesos que levanto. (exemplo na academia) isso pode compremeter minhas atividades diárias ou não, isso com o tempo é normalizado ??

Obrigado

R. não poderíamos opinar sem ver a fratura, classificá-la, etc... Porém uma fratura incompleta de tíbia e fíbula em geral são benignas, com recuperação total. o retorno a todas as atvidades, próximo do normal, se dá em torno de seis meses após a retirada da imobilização ou liberação para marcha pós-cirurgica.
Boa sorte
28.12.10 @ 20:51
Comentário de: Marcelo Araújo [Visitante]
Obrigado por responder prontamente a minha pergunta Doutor, desejo ao senhor e sua família uma Feliz Ano Novo repleto de bênçãos e realizações.


Abraços
29.12.10 @ 20:36
Comentário de: Elza Lucia [Visitante] Email
Olá. Dia 6/12/10 sofri um acidente de moto em que ao cair, torci o tornozelo e como a moto caiu por cima, fraturou. No pronto socorro, o médico me passou 7 dias d tala. Ao retirá-la, tava muito inchado e n pisava. Procurei outro médico q disse q precisava operar. N satisfeita, procurei um outro q tbm disse q eu precisava operar. No dia16/12, operei,e, desde então to com a tala de gesso, mas o pior d tudo é a dependência, a falta d locomoção...ele disse o nome do ocorrido, algo com mose no meio, n recordo. Mas o q me interessa é saber qdo vou tirar a tala, como faz 15 dias, e irei ve-lo semana q vem, acho q se el n retira´-la, deverá deixar por mais uns dias, mas fev volto a trab e n qria mais dá tanto trab. Será q até lá estarei pelo menos podendo colocar o pé no chão? Me avisem por email se houver resposta. Obg e Feliz Ano Novo.

R. Provavelmente o que foi afetado é uma estrutura chamada sindesmose.
Isto é um tipo de ligamento que precisa ser reconstruido. Ou ter condições para tal. Quando a fratura foi fixada com material de implante, de forma estável, firme,Um tempo bom para tretirada da tala é em torno de três semanas da cirurgia e, sem carga iniciar a fisioterapia. mas uma fisioterapia pode começar até antes, usando uma imobilização removível, tipo Robofoot. isto tudo depende do exame local e da estabilidade que a cirurgia conferiu.
30.12.10 @ 21:15
Comentário de: Wilson Martin [Visitante]
Ola! Dr. Gostaria de saber se posso usar qualquer calçado tipo chinelos de dedo e sapatos sociais eu tive uma fratura no 4 metatarso direito mais ja esta consolidada tempo total de tratamento com fisiterapia incluida 2 meses ainda não tenho total movimento ando meio nanco e ainda incha um pouco. felicidades e um feliz ano novo.

R. Se a dor permitir... Deve-se procurar a vida normal após o tratamento
31.12.10 @ 19:01
Comentário de: Isabel [Visitante]
Olá! Dr. fraturei a tíbia e a fíbula da perna diretira e o 5 metatarso do pé esquerdo no dia 13/12. Dia 19/12 fui submetida a cirurgia e foi colocado placa e oito parafusos na tíbia e quanto a fratura da fíbula foi realizada a redução e o tratamento conservador. Estou com tala até dia 10/01 quando serao retirados os pontos e segundo informação do médico, será colocado gesso até a metade da coxa por aproximadamente 3 meses. Desde de 19/12 estou com gesso no pé esquerdo. Gostaria de saber se posso utilizar tala imobilizadora na perna direita em substituição ao gesso e a bota imobilizadora no pé esquerdo. Grata.

R. Alguns aspectos básicos precisam ser considerados.-Botas imobilizadoras não substituem gesso,as funções são diferentes. Uma das diferenças é que a imobilização removível permite sua remoção para adotar a fisioterapia, por exemplo; - o tempo de imobilização de uma fratura de metatarsiano é de no minimo 30 dias; - após uma cirurgia de osso longo onde a fratura foi fixada com parafusos, de um modo geral, não se imobilizaria o segmento operado com gesso circular, pois a idéia é liberação para fisioterapia precoce,salvo se há motivos especiais.- Procure orientações com seu médico, de forma científica, mas que voçê entenda tudo que está se passando e o porque das condutas .Suspeito que se a sra. não estiver deambulando, não necessitará imobilização rígida, com gesso, para fratura do 5º meta, pois o objetivo seria evitar grandes movimentações que implicassem no desvio da fratura.
02.01.11 @ 17:30
Comentário de: ISABEL [Visitante]
Dr. muito grata, sua resposta foi muito escllrecedora.
03.01.11 @ 11:49
Comentário de: Rosane [Visitante]
Boa tarde Doutor, em primeiro lugar gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa. Após sofrer uma queda ao descer do ônibus, foi constatado uma fratura no seio do tarso (pé), o médico disse que foi um trincadinho, e disse que tinha fragmento ósseo, fiquei 14 dias com uma tala e ontem coloquei uma bota com salto, vou ficar com ela por mais 14 dias, gostaria de saber se essa fratura pode ser consolidada nesse período, ou existe algum risco de demorar mais? outra dúvida, meu pé está muito roxo, principalmente encima dos dedos, no tendão de aquiles, alem do local da fratura é normal após 14 dias está tudo roxo assim mesmo? muito obrigada

R. Obrigado por participar do blog.Uma fratura no seio do tarso pode ser considerada intrarticular e pode por isso demorar a grudar. certifique-se se este fragmento não está desgarrado. isto pode significar dolorimento, artrite futura se não for corrigido.O pé ou tornozelo traumatizado pode estar equimótico por até dois meses, mas nas reavaliações devem continuar a ser investigadas presença de outras lesões. As manchas vão saindo gradativamente.
04.01.11 @ 18:10
Comentário de: PauloJr [Visitante]
Oi Dr, Sofri uma fissura no 5 metatarso e a alguns dias te perguntei qual era o tempo ideal para tratamento, pois sou jogador e preciso voltar o mais rapido possivel... Voce falou que que o tratamento era de no minimo 30 dias de preferencia com imobilizacao.
Tenho algumas duvidas:
Hoje fazem 38 dias da pancada, sendo que nos 9 primeiros dias o pe nao estava imobilizado, Que coloquei o gesso tem 4 semanas. Os 9 primeiros dias valerao de alguma coisa? Eu ja posso iniciar a fisioterapia?
Estou batendo um raiox a cada semanae no ultimo a 1 semana atras ao meu ver ja estava quase fechado.
Obrigado pela ajuda Dr

R. Este tempo é suficiente pra que se possa voltar as funções do dia-a- dia. As radiografias neste tipo de osso não refletem a veracidade da cura óssea, importando principalmente o exame clínico feito pelo seu médico, pois neste tipo de fratura não se pode analisar fielmente as partes moles.Atente pra o fato que o traumatismo, para chegar ao osso,atravessa a pele, tendões e outros tecidos. É possível que voçê já possa inclusive voltar a sua atividade, se voçê for um atleta bem preparado fisicamente.Analise o contexto integra com o ortopedist e o médico do seu clube.
05.01.11 @ 18:30
Comentário de: maria de fatima frazao dos santos [Visitante]
machuquei o tornezelo e temdão coloquei gesso e o medico mandou passar 10 dias,tirei antes de completar,so passei 8 dias tou usando um tensor sera que vai melhora porque ainda esta inchando. obrigado.

R. A tendencia é que a inflamação vá embora. Porém, há que se avaliar vem o diagnóstico, que tipo de lesão, o grau e se é possível o tratamento andar bem, a partir do diagnóstico
08.01.11 @ 19:15
Comentário de: Analu Coelho [Visitante]
Olá Dr. tive uma fratura completa de tíbia e fíbula não exposta em alturas diferentes cada uma. No dia do acidente o RX mostrava as fraturas completas e bem alinhadas, 2 dias depois já com gesso até a virília outro RX demonstrou a mesma coisa, 7 dias depois, somando 9 dias do acidente, um novo RX mostrou a fratura desangulada com umas pontas pra fora, já não estavacertiha coladinha como antes. O médico disse que está tudo bem, mas não é possivel que isso seja bom, estou paranóica, tenho medo de calcificar torto e as ponntas parecem que estão me machucando, já tem 13 dias e a fratura doi muito como pontadad, tenho medo de estar ferindo a carne, fora que acho q o gesso está largo. O médico diz qe esta tudo bem e me pediu pra voltar em 2 semanas, mas vou voltar em uma semana. Tenho medo de contrariar o médico e ele acabar apertando esse gesso e me machucando. Será que ele está de má vontade. Será que ele esta omitindo um tratamento melhor, sei que não é necessária a cirurgia mas será que seria melhor para não correr o risco de ocorrer a calcificação de forma errada e demorada.
Obrigada.

R.Bem. obrigado por comentar no BLOG. Olha, Analu,Existem alguns graus pequenos de angulação e encurtamento que são toleráveis neste tratamento. Agulações de 5 graus, por exemplo, são permitidos. Com treze dias não há qualqer sinal de cura óssea, não estando nada colado nos RX. O médico não deve examinar apertando ou manipulando sua fratura na vigência de dor intolerável, pois isso é antiétco e não conheço particularmente nenhum que assim o faça. porém V. deve pedir-lhe que mensure e relate qual o grau e o tipo atual de desvio. E se isso é aceitável ou não. Não é normal doer muito, deve-se verificar o que está acontecendo e o repouso absoluto deve ser respeitado. O tratamento cirúrgico pode ser eservado para os casos em que o tratamento conservador falhou.O caminho parece correto, não acredito em má vontade.Deve-se ter paciência com o tempo,mas se o tratamento com gesso falhar o médico deve indicar a cirurgia. Leia os outros comentários sobre este tipo de fratura neste mesmo post
10.01.11 @ 13:36
Comentário de: Sanderson [Visitante]
Ola Doutor, muito obrigado por nos ajudar e tirar duvidas.
Dr dia 11/12/10 sofri uma fratura no quinto met que chama fratura de Jones, ela nao foi o osso todo foi da metade do osso ate a ponta, passei 1mes usando uma bota de Gesso e no ultimo raiox ja se ver o calo osseo bem formado no meio, mas a ponta continua bem aberta, o medico sugeriu q eu trocasse o gesso por uma bota Aircast e estou com essa boa a 2 dias. Dr estou achando muito demorado, queria saber se eh normal tanto tempo? o pe esta um pouco inchado. eu posso mover o pe sem a bota?

R. É preciso entender algumas coisas. O tempo de cicatrização desta doença está em torno de trinta até 60 dias. Nem toda fratura de 5º meta corresponde a descrição de "Jones" (elas tem mais dificuldade de cicatrização, pois a localização tem menor irrigação, sendo que o tempo pode ser maior). Parece-me que este não é o seu caso caso.As radiografias nas fraturas do meta nem sempre indicam o valor da consolidação óssea, obrigando o médico a decidir conforme a avaliação clínica. O seu tempo de tratamento parece condizente. Para o inchaço, parece ser possível iniciar a fisioterapia sem carga, mas v deve consultar seu médico para isso. Teoricamente as imobilizações removíveis permitem sua retirada para tratamentos adjuvantes, tratamento de pele e higienização Obrigado por comentar em noso BLOG e boa sorte.
10.01.11 @ 18:29
Comentário de: fernanda [Visitante] Email
Boa Tarde DR.!! Em 25/12 cai torci o tornozelo e fraturei o osso do 5º metatarso, fiquei com uma tala até 27/12 retirei a tala no PA e não deixei engessar , pois meu pé estava muito inchado no dia 28/12 fui no meu ortopedista com uma bota robofoot e expliquei que não gostaria de engessar, pois tenho um filho de apenas um ano e ficaria dificil para mim um gesso, o mesmo entendeu e me autorizou a ficar com a bota porém sem apoiar meu pé no chão e é o que estou fazendo andando de muletas. gostaria de saber qto tempo demora para consolidar uma fratura do 5º metatarso pelo raio X foi uma fratura Y.e depois de qto tempo vou poder caminhar novamente.
aguardo um retorno e desde já agradeço a atenção

R. O tempo de imobilizaçao e de 30 a 60 dias, conferindo com RX. A partir dai a marcha pode ser incentivada gradativamente.
13.01.11 @ 14:10
Comentário de: Jefferson [Visitante]
Olá Doutor, fico feliz em ver que tira um tempinho para ajudar-nos. Meu caso é o seguinte, a alguns dias atrás vim a sofrer uma pequena trinca no metacarpal (osso da mão), engessei e passado apenas exatos 20 dias o médico recomendou que eu tirasse o gesso, mais minha mão ainda está muito inchada, estou tomando anti-inflamatório, (sem recomendação) gostaria de saber se é normal e se eu posso fazer tudo normalmente, como pegar objetos, andar de moto... pois tenho medo de complicar ainda mais, e meu médico disse que após 15 dias poderei voltar a academia e malhar normalmente, sera que posso mesmo? Muito obrigado, agradeço desde já. Abraços

R. O tempo de cura e em torno de 45 dias. A fisioterapia e importante para o adulto, e as atividades esportivas devem ser paulatinamente liberadas conforme avaliaçoes. Parece precoce retirar imobilizaçao com 20 dias. Mas isso depende de qual osso foi fraturado (na mao temos 5 metacarpos), o tipo de fratura e outros fatores importantes
13.01.11 @ 14:30
Comentário de: leandro ferreira da silva [Visitante]
doutor sofri uma lessao fiz uma ultrasson foi constatado uma rotura subtotal do tendao do calcaneo,ha uma pequena parteainda integra, ha espessamento e heterogeneidade difusa nas outras partes. gostaria de saber se e preciso fazer uma cirurgia.

R. Nestes casos em geral o ideal e´ o tratamento cirurgico. Geralmente na cirurgia nao percebemos esta parte integra. Ou senao trata-se do tendao do plantar delgado que permanece integro e muitas vezes pode se misturar as imagens do TA.
13.01.11 @ 20:06
Comentário de: Paula [Visitante]
Boa noite Dr. há 2 meses tirei o gesso depois de ter fraturado o tornozelo e meu pé continua doendo e inchado, continuo mancando. Já fiz 10 sessões de fisioterapia e tive pouca melhora, gostaria de saber se é normal e se deveria fazer uma ressonancia. Agradeço sua atenção.

R. Bem . é claro que sempre o problema deve ser avaliado e reavaliado. porém dez sesões é pouco. E a claudicação só zera nos seis meses aproximadamente.
16.01.11 @ 00:02
Comentário de: Fernanda [Visitante]
OLÁ DOUTOR
Me chamo Fernanda tenho 22 anos.No dia 23\12\2010 sofri um acidente de carro e fraturei a TIBIA eles colocaram gesso até perto da minha virilha o médico disse para eu retornar depois de 3 semanas que depois trocaria por um gesso menor. Só que ao completar essas 3 semanas fui ao médico e pra minha surpresa quando tirou um novo Rx meu osso havia intortado mais, ou seja tinha piorado a fratura não sei o porque, pois fiquei de repouso absoluto durante 3 semanas so levantava pra ir ao banheiro e vim um pouco na sala, sempre com cadeira de rodas, fui a outro médico um me disse que o osso vai colar ja um outro médico aconselha uma cirurgia pois meu osso pode colar torto.Agora realmente não sei o que fazer!!!! Você aconselharia o que?
Muuito obrigada!
R. Realmente, se houve desvio e eles podem ocorrer mesmo com toda cautela, deve-se quantificá-lo.Existem várias variáveis aí.Quando ocorre desvio intolerável isto pode trazer consequencias para o tornozelo, joelho e inclusive atrapalhar a cura óssea. Voçê deve pedir ao médico para medir o desvio e perguntar quais as repercussões. De um modo geral pode se permitir desvios de 5º, sem prejuizo. desvios pequenos e médios podem até ser corrigidos em até quatro semanas, sem prejuizo do tratamento com gesso, existindo técnicas para isso. Quando o desvio é acima de dez graus e não se consegue eliminá-lo, a cirurgia poderá ser indicada. Desvios entre e 10 graus devem ser analisados com outros aspectos pelo próprio médico.
Sugiro dar um crédito ao médico inicial, pois a culpa do desvio não é dele. mas insista em entender o que realmente está acontecendo e o que vai acontecer na medida do possível. Obrigado por comentar e boa sorte
16.01.11 @ 15:29
Boa noite,doutor!
Já enviei uma consulta ao Sr.Ocorre que não recebi resposta.Como vejo que suas orientações são muito boas, resolvi insistir. Desculpe-me!!
Ocorre que sofri uma fratura incompleta no tornozelo: maleolo lateral esquerdo. Foi uma fratura incompleta, sem desvio.Caí no dia 4 de janeiro.Procurei um ortopedista num PS. Ele colocou uma tala com gesso na panturrilha e orientou usar a bota.Disse que eu podia andar.Mas, eu não andei e nem coloquei o pé no chão. Aluguei uma cadeira de rodas e muletas e procurei outro médico.Este me indicou gesso até o joelho,
e repouso sem colocar o pé no chão. Estou de repouso.Ocorre que preciso viajar pra Fortaleza no dia 06 de fevereiro. Em 31 de janeiro,devo tirar outro Rx e conforme o resultado o médico vai me liberar pra usar uma bota. Minhas dúvidas são:
1) O senhor vê possibilidade dele me liberar pra viajar?
2) Com a bota eu posso pisar?
3) existe risco de, caso eu use a bota, fique com sequela?
Desde já, agradeço imensamente caso possa me ajudar.Grande abraço.


R. Não é razoável memo numa fratura incompleta andar com menos de trinta dias. isso é o mínimo, no adulto. Atente para o fato de que para se traumatizar o osso, este mesmo traumatismo atravessou barreiras como pele, músculos ou tendões.Estes também estão doentes e só cicatrizarão em 3 a seis semanas. Para fratura do tornozelo, se a opção foi pelo tratamento sem cirurgia,o tratamento deverá seguir os 45 dias recomendados que podem ser divididos entre Bota gessada por 30 dias e mais 15 dias onde a bota, gessada, será adaptada com salto, permitindo-se a marcha. Isso é uma regra básica, onde não se expõe a riscos. Porém existem casos que melhor estudados podem ter uso das botas imobilizadoras, de velcro, tipo "Aircast" ou "Robofoot". Estes tipos devem ser usados quando a fratura não requer uma imobilização rígida ou o caso necessita a remoção da imobilização para a fisioterapia e higienização é importante. Incluir o joelho nas imobilizações das fraturas do tornozelo é um tratamento antigo que tem sido abandonado. Atualmente pensa-se em que se é necessário imobilização do joelho, é preferível a cirurgia.
17.01.11 @ 00:32
Comentário de: gustavo [Visitante]
boa tarde DR. dia 23/12 sofri fratura do 5 metatarso pe direito, coloquei tala e depois d uma semana por recomendação médica coloquei a bota robocop, estou seguindo todas recomendações, devo ficar 8 semanas imobilizado. Gostaria de saber quanto tempo vou poder praticar educação fisica, correr etc.

R. 90 dias a contar do trauma é um tempo bom
17.01.11 @ 16:05
Muito obrigada por sua atenção e resposta. Que Deus te proteja.
17.01.11 @ 21:05
Comentário de: Analu Coelho [Visitante]
Olá Dr, estou com mais uma dúvida, estou indo toda semana no médico tiro radigrafia e continua na mesma angulação, aceitável! Foi uma Fratura completa de tíbia e fibula não exposta, e tem 19 dias. Mas o Problema é que o gesso está apertado apenas na área do tornozelo, daí pra cima está muito largo, nenhuma das partes da minha perna encosta no gesso, dependendo da posição é a parte da frente da canela em outras oportunidades é a panturrílha, ou seja a perna está completamente solta e eu sinto a fratura ranger ou deslocar em cada pequeno movimento que eu faço. Fico ansiosa pensando que não vai haver cicatrização se ficar todo o tempo a fratura se deslocando. Isso é normal? a fratura ficar rangendo sempre que ocorre um movimento? o meu médico diz sempre que está tudo bem mas não confio nele, ele nunca chegou perto da minha perna pra ver se está largo ou não. A pergunta é vai cicatrizar estando rangendo assim? Obrigada.
R. Muitas vezes isto acontece sem prejuizo algum para o tratamento. Mas avise o seu médico tudo que v. suspeita que anda errado. O paciente tb contribui para o tratamento
17.01.11 @ 22:22
Comentário de: Analu Coelho [Visitante]
Obrigada Dr. por responder tão prontamente Tudo de bom pra você!
17.01.11 @ 22:31
Comentário de: Rose [Visitante]
Olá Doutor,
Parabéns pelo Blog!
Preciso de uam ajudinha do senhor. No dia 20/12 sofri uma fratura incompleta no cubóide em uma torção ao pisar em falso. Fiquei 27 dias com imobilização (primeiro com tala e depois bota de gesso c/ salto), tirei o gesso ontem e estou sentindo muita dor ao andar, sinto dores dentro do tornozelo e atrás no calcanhar até a panturrilha. Assim que retirei o gesso o médico examinou apenas o local da fratura, que por sinal não sinto mais dores) portanto pediu para fazer 10 sessões de fisioterapia. O que me assustou foi ele não ter pedido nenhum RX para avaliar como ficou a fratura. Será que devo procurar outro médico pelo menos para constatar que não tenho mais fratura e verificar os meus ligamentos, pois não consigo andar, dói bastante. Isso é normal?

Desde já agradeço.

R. Se foi uma fratura somente do osso cubóide, e idéia é que ela realmente já tenha grudado. Mas é preciso o controle radiográfico sim, para se ver COMO foi que houve a cura. Muitas vezes esta fratura acompanha artrites locais e demora um pouco para tudo normalizar.

Rose

18.01.11 @ 08:14
Comentário de: Newton [Visitante]
Olá Dr. Tive uma fratura no úmero sem que houvese deslocamento, no dia 09/01/11, ele rachou, o médico disse que não havia necessidade de cirurgia estou com uma tala,quanto tempo leva para aparecer os calos e se há medicamento para acelerar o aparecimento, obrigado.

E. É controvertido o fato de vit. A e C poderem ajudar, exceto em desnutridos. As fraturas de úmero (na metade: terço médio) em geral tem tratamento sem cirurgia, ressalvados casos especiais. O tempo de tratamento gira em torno dos tres meses.
18.01.11 @ 20:57
Comentário de: ylhete [Visitante]
Boa tarde
Tive fratura de Tibia e Fibula a 15 centimestros do tornozello, fiz cirurgia onde foi colocado platina e 6 parafusos, fiquei com uma tala e perna erguida por 70dias, retirei a tala e a perna deve permanecer sem encostar no chão por mais 30 dias, posso a partir da retirada da tala fazer uso de muletas, recomendou apenas a fazer compressas quentes para recuperar o movimento, meu pé esta bastante inchado e o tornozelo também, consigo apenas movimentar os dedos, tem alguma coisa que eu possa fazer para melhorar esta situação???/

R.Importante fisioterapia no seu caso.Muletas desde que não pise com aperna doente,podem ser susadas.
19.01.11 @ 16:10
Comentário de: Paulo [Visitante]
Ola Doutor, seu site eh muito bom, Parabens!
Ha 49 dias sofri uma pequena fratura no 5º metatarso fiquei com gesso 5 semanas e 1 de bota, na ultima consulta o Dr liberou para andar, mexer um pouco do pe e fazer alguns movimentos na fisio... Dr minha duvida eh a seguinte o raio X ainda mostra a fratura um pouco aberta na ponta(no meio ja se ver bem o calo osseo), vi aqui no seu site que o Sr sempre fala q ja pode ter havido cura ossea e nao estar mostrando...+ aqui consultei 3 ortopedistas e nenhum deles falou sobre isso... Sou atleta profissional de futebol e preciso voltar o mais rapido possivel, eh seguro comecar a fisio mesmo o raio x aparecendo a fratura ainda um pouco aberta? E se no metatarso que sao ossos especiais nao se ver a cura ossea como no meu esta aparecendo calo osseo no meio?
E depois de uma fisio e reforco bem feito posso voltar seguro a jogar?
Desde ja agradeco!!

R.Muito bem. Quisemos dizer que as imagens de RX não refletem fielmente a cura óssea nos metatarsianos. Pode haver um caso que tenha calo ósseo bom mas que a fratura não esteja curada. E o contrário é verdadeiro. Uma fratura com pouco calo (No RX) pode já estar curada e ser submetida a atividades normais do cotidiano. mas para seu caso há algumas coisas a ser consideradas: Qual a localização exata da fratura. Embora seja controvertido o tratamento das fraturas do 5º meta enfrenta problemas na zona II. Neste local há pouca irrigação e, às vezes, a fratura aconteceu dias antes de partir (fratura de estresse). Muitos autores indicam o tratamento cirúrgico com indicações variáveis para atletas. Os espanhóis procuram insistir com bota gessada até oito semanas. Mas a mensagem mais importante que quisemos passar é que para dar alta o médico não pode prescindir de examinar clinicamente o pé. Visitamos o seu site. Se puder indicar o BLOG...
19.01.11 @ 18:03
Comentário de: Leandro [Visitante]
olà,Dr. Fraturei a perna esquerda(só a tibia ) e tive que colocar 2 pinos.,De imediato fui internado,e no 3° dia do ocorrido fiz a cirurgia,ocorreu tudo bem, após 1° semana fui pra consulta, eo o Dr. disse que estava perfeita,desde então estou com gesso um palmo pra cima do joelho só com os dedos de fora., Já faz 52 dias, desde então só repouso. minha consulta e no dia 24/01/2011. Não estou ingerindo nenhum tipo de remedio,pois não sinto mais dor, minha perna desinchou por completo, faço uso do cetrium (complemento alimentar ) A algo de errado nisso?, o acidente foi causado por uma forte pancada.carro e moto(sou praticante de atividade fisica e devido a isso já fazia uso de varias suplementações contendo bastante cálcio dentre outras) será que isto efluencia a meu favor? , E por quanto tempo ainda terei que ficar com o gesso. Desde já agradeço a compreenção.

R. teria de saber a localização exata da fratura. Mas em geral se a fixação foi rígida, estável (sem riscos de deslocar a fratura), o tempo de imobilização deveria ser um mínimo. parece-me que não é o caso. Acredito que a fisioterapia sem carga deve ser iniciada com pelo menos dois meses, pois quando se opera o objetivo é liberar o paciente para terapia física e reabilitação o mais rápido possível.Mas seu médico deve ser consultado para qualquer decisão. quanto as suplementações de cálcio, elas não tem valor científico algum exceto para desnutridos, recém nascidos ou pessoas que estão privadas de uma alimentação comum, por doença ou internações... Há consenso na Saúde baseada em Evidências que a alimentação normal e padrão já contém cálcio e outros minerais suficientes. Atletas que exigem muito de seus organismos, profissionais, às vezes precisam complementação com hidratação
21.01.11 @ 11:08
Comentário de: gabriel [Visitante]
Olá dr. torci meu tornozelo dia 2/01 engessei ele no dia seguinte, o medico me disse que era para eu ficar 15 dias com o gesso, mais eu retirei ele dia 16/01 e meu pé continua doendo quando eu tento pisar, hoje (21/01) meu pé continua com a mesma dor somente quando eu piso, sera que vou ter que usar novamente gesso ? que exercicios devo fazer para melhorar, que remedios tomar? estou colocando folhas de arnica compressadas e comecei a usar gel suavizante hoje. sera que o senhor poderia me ajudar ?

R. entorses são comprometimentos os ligamentos. Quando leves (tipo I),podem ser tratadas até com compressas e outros tratamentos locais. A imobilização por três a seis semanas é boa para cicatrizar as roturas ligamentares do tipo II, dentro deste período pode-se iniciar fisio.remédios são os antinflamatórios não hormonais por cerca de 5 a 7 dias, com cuidados no estômago e na pressão
21.01.11 @ 18:21
Comentário de: Joyce [Visitante] Email
Fraturei o maleolo lateral direito, no dia 30 de dezembro, fiquei com tala por 5 dias sem pisar, após os 5 dias, precisamente no dia 04 de janeiro estou c gesso também sem pisar, desde a fratura tenho feito acompanhamento médico semanalmente, com raio x, quando se deu a fratura o médico disse que seria mais garantida para a recuperaçao operar, que caso nao operasse contaria com a "sorte", porém após consultar outro médico que me afirmou ser desnecessaria a cirurgia já que nao teve grandes desvios, decidi por nao operar, os acompanhamentos semanais são feitos c o 1° médico(o que queria operar).Hoje após pouco mais d 15 dias c o gesso, além dos outros 5 com a tala, sem pisar, tirei raio x, o médico disse que está na mesma o raio x, é normal não ter melhorado ainda?Tenho retorno daqui a 20 dias, não mais semanais, o que totalizará 35 dias sem pisar e imobilizado, será que até lá poderei tirar o gesso?Qual o procedimento após a retirada do gesso?Posso pisar assim que retira-lo?As vezes sinto o gesso meio solto, é normal?Aguardo resposta, obrigada!

R. Apesar de o código de ética m´dica atual permitir e incentivar os pacientes decidirem sobre o seu tratamento, o médico continua a ser o melhor julgador. Não há tratamento, que não seja estético, que o paciente deva decidir entre operar ou não. Pois assim todos iriam optar pela não cirurgia, não é mesmo? As fraturas de tornozelo tem tratamento com imobilização por cerca d 40 a 60 dias. A partir daí segue a fisio e a reabilitação. A fisioterapia pode até ser iniciada antes nos casos operados (duas a tres semanas em geral).Deve-se saber o tipo de fratura. uma regrinha básica: nas fraturas tipo III o tratamento é cirúrgico. Tipo I pode receber tratamento sem cirurgia. Aquelas tipo II, é preciso examinar a situação ligamentar e a posição sem desvio ou não.
21.01.11 @ 19:13
Comentário de: Marcelo Araújo [Visitante]
Olá Doutor

Gostaria de saber do senhor se existe algum suplemento a base de cálcio para acelerar no processo de calcificação óssea ? Se existir, gostaria que o senhor citasse alguns nomes.

Obrigado !

R. Não conhecemos suplemento que acelere calcificaçao óssea. esta afirmação é endossada pela Saúde Baseada em Evidências. As suplementações podem ter algum vaor para recém nascidos,desnutridos, doentes que estiveram privados de alimentação.Não tendo valor em pessoas que se alimentam dentro dos padrões
21.01.11 @ 20:55
Comentário de: luciano [Visitante]
Oi tudo bom.

Tive uma torçao no tornozelo esquerdo o doutor me recomendou perna engessada por 15 dias. retirei o gesso em casa, mais ainda sinto dores quando tento firmar o pé no chao, o que devo fazer ? procurar o medico novamente, repouzar, algum remedio ?

R. Após o tratamento com gesso, o tornozelo deve ser examinado. Quando se combina a retirada do gesso com determinado tempo, isto quer dizer que seu tornozelo será avaliado novamente para retirada definitiva ou não. Recomendo que leia outras respostas neste mesmo post, pois já abordamos bastante este assunto
21.01.11 @ 22:10
Comentário de: ANGELA [Visitante]
no dia 08/05/10 sofri queda da própria altura, meu joelho se deslocou e cai, quebrando tíbia e fibula, fui operada e depois de uns 3 meses o médico mandou pisar, porém um dos ossos ñ havia consolidado, comecei a sentir muitas dores, depois teve que ser retirada a platina pq o osso havia trincado arrancado um pedaço. mais ñ tinha nem 1 mês de cirurgia e o médico mandou começar a pisar, disse q o osso q já estava consolidado suportaria o meu peso, porém estava sem a platina. quando foi agora dia 10/01 estava pisando c a bota robofoot e c o auxilío das muletas, quando ouvi um crack, meu osso havia se quebrado novamente, agora passei por outra cirurgia p colocar novamente a platina e foi retirado um osso da bacia para ser enxertado na perna ja estou nesse sofrimento 8 meses e te confesso q ainda ñ encontrei um médico q dê a solução para o meu problema, tenho dúvidas a respeito da bota robofoot, será q ela retarda a consolidação do osso? pq o médico falou q posso usa-lá substituindo o gesso, será q é por isso q ñ melhorei ainda? por favor se for possível esclareça minhas dúvidas desde já agradeço sua atenção.

R. Não, o robofoot não retarda nem acelera consolidação, nem substitui gesso . Em geral quando a tíbia é operada, se o material de implante (placa ou haste) é seguro, a perna poderia até ficar sem imobilização desde que não pise até um calo de consolidação razoável. Se voçê precisou de enxerto, provavelmente há problemas de irrigação no próprio local ou não formou calo ósseo copmpetente. Pergunte ao seu médico de forma científica, mas que v. entenda, o que está acontecendo. Por que o osso não grudou, quais as reais possibilidades, quais próximos tratamentos poderão ser executados. Mas as respostas podem ficar devendo, pois o médico muitas vezes não tem resposta para tudo, ficando dependendo da imprevisibilidade da doença e da reação do organismo.
,
22.01.11 @ 14:38
Comentário de: Paulo [Visitante]
Doutor, mto obrigado pela prontidao em tirar nossas duvidas!! Fico um pouco receoso de confiar nos medicos aqui e senti muita seguranca nas suas opnioes.
Vlw e sobre o site vou colocar la...
22.01.11 @ 18:18
Comentário de: Luiz [Visitante]
Olá, em final de dezembro sofri entorse no joelho tentando subir em uma rocha, sofri um tombo e luxou a patela lateralmente. fiz RX e nao sofri fratura alguma, nem na patela (Joelho direito), foi colocado tala engessada. Isso ocorreu em outra cidade, chegando na minha cidade passei ortopedista q me orientou para utilizar imobilizador joelho total, onde estou com ele até hoje(entrando na 4 semana). Logo após irei começar a fisio. Minha duvida é a seguinte, posso ter novas luxações patela? e outra coisa, notei em meu pé ontem q estava bem vermelho, parecia alguns pontinhos vermelhos, sem dor alguma e um pouco quente, o que pode ser isso? hoje está melhor, estou com o pé pra cima e movimentando bastante, pode ser início de inflamação ou infecção? desde já agradeço a sua atenção. obrigado.

R. Grosso modo quando ocorre luxação de patela, é porque já se tem predisposição e, o primeiro episódios enseja outros novos. O segredo é a fisioterapia e a reabilitação.De acordo com os resultados pode ser indicado o reparo cirúrgico ou não. Seu médico testará a instabilidade para decidir. Quanto ao pé vermelho, se houver dormências,febre ou dor intensa, voçê deve consultar o médico logo que possível. Sua atitude de manter elevado e movimentos é correta
25.01.11 @ 09:03
Comentário de: Marco Antonio [Visitante]
Boa tarde;
No dia 18/01, sofri uma queda de moto e obtive uma fissura no pulso. Meu braço foi engessado até a altura do bissepis, mais não suportei as coceiras e retirei o gesso no dia 23/01 e continuo sentindo algumas dores com determinados movimentos. Isso me causará problemas futuros? Devo retornar com o gesso?

Sim. O risco é ter sua fratura deslocada, arrastar o tratamento e outras lesões. Retorne ao médico e siga as orientações
25.01.11 @ 14:02
no dia 24/11/10 eu quebrei meu pé jogando vôlei, e no dia seguinte coloquei o gesso(que por sinal foi mal feito).ai fiquei ate o dia 20/12/10 de gesso, e nesse dia tirei e fiquei uma semana andando de mulheta.mais no dia 28/12/10 fui ao medico da minha cidade vizinha e tirei outro raio x e ele indico que meu pé ainda estava quebrado.então coloquei outro gesso e tirei hoje dia 25/01/11.
por isso queria saber, se é normal o meu pé doer um pouco e eu naun conseguir andar direito, pois estou com medo de andar

R. Bem, seu pé já estava quebrado desde 24/11, não é mesmo? Os tempos parecem condizentes. Mas para maiores detalhes terias de saber qual o osso e qual tipo de fratura do pé, que podem ser muitas
25.01.11 @ 20:41
Boa noite, doutor,

escrevi para o Sr. recentemente e como obtive uma excelente acolhida, tomei a liberdade de escrever novamente.
Sofri uma fratura no tornozelo e estou imobilizada com gesso desde o dia 04 de janeiro.
No dia 19 deste, fiz um Rx que mostrou: "fissura transversa interessando a extremidade distal da fíbula esquerda demonstrando boa evolução com sinais de consolidação em processo, dado por esclerose óssea em formação nas extremidades( superfície) qdo comparada com o estudo anterior." Meu médico disse que provavelmente no dia 31 de janeiro, eu vá tirar o gesso, colocar uma bota robot foot e vou poder colocar o pé no chão, com o apoio de uma muleta. Ocorre que meu médico está viajando e vou ser atendida por outro.
Tenho muito medo.Minhas dúvidas:
1) Considerando o Rx do dia 19 deste, as coisas estão correndo bem?
2) Pode-se liberar com a bota , apoiando com uma muleta?
3) Devo fazer fisioterapia imediatamente?

R. parece-me bem resolvido. fisio só quendo tiver a bota removível

R. Parece-me bem conduzido. Fisio iniciando quando tiver a bota removível.
Desde já,
Agradeço muito se o Sr. puder me orientar.
Abraços
25.01.11 @ 20:52
Comentário de: ecilda jeronimo ribeiro [Visitante] · http://nobre.med.br
Boa Noite Doutor e parabéns por ajudar a tantas pessoas cheias de dúvidas.Estou escrevendo porque não tive a sorte de passar com um médico bom e humano, estive com dois ortopedistas e o atendimento classifico como péssimo.Não entendo porque algumas pessoas assumem tal profissão sem ter vocação para tal.Espero que possa me ajudar, me esclarendo algumas coisas.Numa queda na rua torci o tornozelo, fui ao ponto socorro fiz um raio x e foi constatado que não havia fraturas porém o pé estava bastante inchado e não conseguia andar, foi colocado então uma tala e o médico disse para retornar depois de seis dias.Voltei no dia indicado para retirar a tala mas ao mexer os dedos ainda sentia um pouco de dor e eles estavam um pouco azulados ou aroxeados.Retirei a tala e o peito do pé ainda estava inchado e tb a sola do pé estava bem inchado, parecia inflado quando eu o apoiava no chão, enfim não consegui andar.O médico então resolveu engessar e disse para voltar após 10 dias e não me deu muitos esclarecimentos.Nos primeiros seis dias em que estava com a tala estava me movimentando de uma maneira diferente, como tinha dificuldade em andar com muletas peguei uma cadeira que tem rodas(não é uma cadeira de rodas), ajoelhei a perna direita que estava com a tala e com a esquerda empurrava assim conseguia me deslocar com rapidez e facilidade daí dava pra fazer comida pra mim pois estava sozinha nesses dias, lavar os pratos, limpar o fogão, recolher o lixo da casa.Minhas dúvidas são várias:
1º O fato de me deslocar dessa forma pode ter comprometido a cura?2º Por que o médico optou por engessar em vez de colocar novamente a tala? qual a diferença entre as duas formas?3ºÉ normal numa situação dessa o solado do pé inchar a ponto de parecer um pouco inflado?4ºFicarei 10 dias com o gesso, esse tempo é suficiente para voltar tudo ao normal ou quando eu tirar esse gesso pode ser que o pé ainda esteja inchado e tenha dificuldade para andar?5ºEstou com o gesso abaixo do joelho os dedos ficam livres.Devo mexer com eles ou é melhor deixá-los parados?6ºComo devo proceder para conseguir ter ótimos resultados de cura quando chegar o momento de tirar o gesso.A única coisa que sei é que devo manter sempre que possível a perna na posição horizontal.Desde já agradeço a atenção e que Deus o abençoe por ser tão paciente e responder a todos.Obrigada!

R. Sim perna elevada e movimentos noas partes que estiverem livres,esta é uma regra básica. Este inchaços maiores são resultados de traumatismos muito grandes, hematomas.Existe uma classificação na ortopedia para partes moles (Tcherne).Há sim uma outra opção quando as partes moles foram muito avariadas, às vezes necessária mas podendo comprometer a cicatrização final ligamentar (Imobilizar com removíveis e iniciar tratamento local-fisioterapia. O gesso é imobilização rígida, própria para o tratamento. A tala é imobilização não rígida provisória que pode ser utilizada antes de cirurgia ou esperando a diminuição de inflamação e edemas ou outros, pra pôr o gesso circular. Algumas coisas estão mesmo esclarecidas no texto deste post. Boa sorte
25.01.11 @ 21:53
Comentário de: Luiz [Visitante]
Dr. Obrigado pela resposta a cima. só o tempo dirá. Queria saber de mais algumas coisas, se o Sr. puder me dizer. vou relatar algumas impressões radiológicas da RM. O que significa ligamento patelar com aumento de sinal em T2, no seu terço distal? rompeu ou é inflamação?
Impressões radiográficas: sinais de extrusão parcial menisco lateral, displasia troclear leve, sinais de subluxação lateral patelar, sinais de ruptura intersticial do retináculo medial, associada a contusão ossea na face antero-lateral do condilo femural lateral, e com edema do plano adiposo adjacente. Estes achados indicam luxação patelar lateral recente, com redução. , aspecto sequelar da doença de Osgood Schlatter, edema do plano adiposo de hoffa e peri-articular, oq isto significa? tive rompimento de algum ligamento, necessitando cirurgia?
Obrigado
Luiz

R. Tudo isso são sinais de traumatismo importante. O menisco está lesado,não necessariamente cirurgico.A contusão óssea frequentemente vem associada a lesão ligamentar. Uma cirurgia para correção do retináculo medial pode sim ser cogitada, pelo fato de ser traumática, mas fica a critério do seu médico assistente.Mas a doença de Osgood Schlatter ocorre na adolescência e geralmente se resolve na idade adulta
26.01.11 @ 11:42
Obrigada. mais uma vez, por sua atenção.
Que Deus te Proteja
26.01.11 @ 12:10
Comentário de: cleidineide [Visitante] · http://nobre.med.br
Boa noite, estou pedidndo sua preciosa orientação.Caí e machuquei o braço o médico passou um spray e compressa com gelo 3x ao dia.Eu coloquei então uma bolsa no congelador e depois fiz a compressa gelada na cama quando fui dormir,mas o inesperado aconteceu eu acabei adormecendo e o gelo queimou meu braço, ficou uma mancha muito feia, não dói, mas fiquei com uma mancha muito escura e feia no braço.O que fazer?Sugestão para algum remédio? minha pele voltará ao normal ou ficarei com essa marca pra sempre?Peço socorro.Agradeço pela orientação.

R. Bem.É interessante consultar um dermatologista ou esmo um cirurgião plástico. As primeiras providências são água corrente e pomadas para pele.nada de gelo enem mesmo quente. Para possíveis novos epesódios consulte o nosso post compressasgeladas ou quentes deste BLOG
26.01.11 @ 21:57
Comentário de: Rose Maria [Visitante]
Dr, parabéns pelo blog. Fraturei o maléolo lateral da perna esquerda há 11 dias, em 18/01.Estou com gesso (bota com saltinho) até o joelho, com previsão de retirada após 21 dias da fratura, e colocação de bota imobilizadora com velcro por mais 3 a 5 semanas. No 8º dia, fiz Raio-X para verificar se poderia ter havido deslocamento da fratura, o que não ocorreu. Dúvidas:

1)Fui informada que poderia colocar o pé no chão após 3 ou 4 dias do engessamento, porém não consigo distinguir entre colocar o pé no chão e pisar. Posso pisar, ou somente encostar o pé sem o peso do corpo?

2) fiquei muito assustada com o risco de abrir a fratura e ter que fazer cirurgia. Se eu apoiar o pé no chão não corre o risco de abrir a fratura?

3) Li em seu blog vários comentários de que o gesso deveria ficar no mínimo de 30 a 40 dias, então estou preocupada em substituir o gesso pela bota com 21 dias após a fratura. A fratura não correria o risco de se abrir com a bota? Seria preciso ficar mais tempo com o gesso por segurança?
Desde já agradeço!



R.V tem razão. Pisar é dar carga ao membro inferior. Pôr o pé no chão é apenas encostar o pé ao solo. Realmente 30 dias é o mínimo, devendo estar pesente a imobilização. Se é gesso ou não, e se é imobilizações removíveis, isso pode variar, pois o que nós colocamos aqui, são regras básicas. Mas é claro que, se está tudo bem, se a fratura é de tratamento conservador, é mais seguro seguir as regras básicas. Mas uma opção pode ser pôr a bota imobilizadora após os 21 dias, sem pisar e liberando para a fisioterapia e tratamento local
28.01.11 @ 14:59
Comentário de: Felipe [Visitante]
Olá Doutor, de Antemão Parabenizo a iniciativa de nos ajudar em questões das quais não somos muito conhecedores.

Trabalho com manutenção e Sou Jogador de Rugby. Em um treino, inexplicadamente, não me lembro o que ocorreu, minha mão direita inchou muito e ficou muito dolorida, devido ao esporte ser de contato e por inumeras vezes machucarmas mãos e dedos, improvisei uma imobilzação em posicao de descanso com esparadrapo para q eu limitasse os movimentos e apliquei um aerosol. anestesico antinflamatório para gelar o local e apliquei agua fria, pois nao tinha gelo em maos, no primeiro momento oportuno fui ao hospital, para a minha surpresa tive uma fratura no segundo metacarpo da mão direita. O médico me encaminhou para um especialista para a verificação mais completa, o especialista disse q não iria precisar fazer uma cirurgia, pq por sorte não tive nenhum tipo de rotação, e o tratamento está sendo conservador, com gesso.
Foi marcado para q eu voltasse em 15 dias, isso ocorrerá amanhã, gostaria de saber qual é o tempo médio de imobilização para uma fratura dessas? após tirar a imobilização qual o tempo médio para a recuperação total dos movimentos? e para voltar a trabalhar e voltar a praticar esportes de contato? após a liberação o osso tem a mesma resistencia?

desde já grato

R.O tempo médio de tratamento com imobilização é trinta dias, acompanhando com radiografias. Os movimentos totais tendem a voltar em três meses, podendo aí voltar a esportes de impacto e contato. O osso ganha praticamente a mesma resistência quando toda a sua estrutura está reformada, com inclusive feitura do canal medular, o que se dá mais ou menos num preriodo de seis meses a um ano neste caso. Todos estes tempos são variáveis, pois depende da reação de cada paessoa , organismo, idade, tipo de fratura,etc. Isto torna falho fazer previsões.
30.01.11 @ 20:55
Comentário de: Jessica [Visitante]
Há uns 12 dias ao descer do ônibus coloqueio os pés no chão e não sei como cai. O ortopedista me deu 15 dias com o pé engessado pois fraturei o 5º metatarso do pé esquerdo, olhando este site vejo que o prazo minimo é de 30 dias é verdade?

R. É bem provável que o médico, após os 15 dias irá lhe reavaliar Este tempo deve ter sio estipulado para o retorno a consulta, para acompanhamento.
31.01.11 @ 13:05
Comentário de: ecilda jeronimo ribeiro [Visitante]
Bom dia Dr. já lhe escrevi antes e gostei muito dos seus comentários e agora venho lhe incomodar com mais um pedido de orientação.Tive uma torçao grande no pé( segundo o médico não houve fratura) coloquei a tala e depois o gesso que deverei tirar no dia 04/01/11.O médico falou para eu tirar no ambulatório mas estou encontrando dificuldade para agendamento. Minha pergunta é: Estaria agindo de maneira errada se eu mesma resolvesse tirar esse gesso em casa.Quais riscos correria?Posso tirá-lo com água?Ficar mais que o tempo recomendado com o gesso não é prejudicial? Tenho quase certeza que não conseguirei agendamento para o dia 04/01/11 e por isso não sei o que fazer.Mais uma vez agradeço a gentileza em me responder e espero que não tenha mais que incomodá-lo com esse assunto.De coração meu muito obrigada por tudo.Abs!

R. O ideal é seguir a recomendação do médico, até mesmo para poder cobrar algo da expectativa. A data de retorno à consulta é super imprtante para que se faça nova avaliação e rever o inchaço, movimentos, possíveis novas lesões qe só se evidenciam após o nício do tratamento.. O risco é lesionar novamente,retardar a cura se não tiver as orientações novas de seu médico
02.02.11 @ 11:45
Comentário de: layany [Visitante]
o osso do meu pe trincou estou usando um gesso mas o saltinho quebrou esta meio dificil de andar estou sentindo dor na perna o que eu faço??

R. Nestes casos é muito comum necessitar corrigir o gesso na consulta ao médico
02.02.11 @ 21:03
Comentário de: darlene [Visitante]
minha mae caiu e fraturou o pé em dois lugares eo medico passou uma bota pra ela usar e ate´agora depois de duas semanas o pé dela ainda ta inchado ,rocho e doi muito.o que devemos fazer.

R. se stiver doendo MUITO, não cedendo a analgésicos, ou se houver dormências incomodativas ou diferentes do habitual, deve-se consultar o médico logo. Rouxidão e inchaços podem ser comuns
02.02.11 @ 22:55
Comentário de: Jessica [Visitante]
Bom dia, é normal quando fraturamos o 5º metatarso esquerdo ou qualquer tipo de fratura que seje necessário a utilização do gesso, perder massa muscular no local imobilizado e adjacente

R. O comum é diminuir a massa muscular temporariamente até que as atividades de movimento retornem. Ocorre então recuperação condizente com o caso
03.02.11 @ 10:36
Comentário de: Marília [Visitante]
Dr., há 19 dias fraturei o 2º, 3º e 4º metatarsos do pé esquerdo (no corpo, mas bem próximo à cabeça). A pior fratura foi a do 4º. Engessei o pé por 15 dias, troquei o gesso (o RX nao mostrou nenhuma mudança). Estou preocupada porque o gesso que estou atualmente deixou meus dedos do pé totalmente livres. Pode ser assim mesmo? Além disso, desde o início o médico me recomendou andar com o gesso para que o osso volte para o lugar e cicatrize mais rápido, isso é coerente?
Grata.

R. sim. isto pode acontecer, necessidade de alinhamento ósseo pode exigisr marcha precoce, nestas fraturas. Mas a bota deve ter o apoio para os dedos. ou seja a parte de baixo (planta) dos dedos deve estar apoiada num piso de gesso, no prolongamento da bota.
06.02.11 @ 22:34
Comentário de: Ines [Visitante] Email
Quebrei o meu osso radio D ,dentreo do cotovelo fiquei engessada 60 dias , e tirei o gesso faz 30 dias e estou sentido muita dor nao consigo pegar um d dois kl , isso e normal ? quanto tempo leva para nao doer mais ,estou fazendo fisiteorapia.


R. Dores nesta fase não é comum. pode ser que a fisoterapia esteja além da conta. mas investigue outras lesões antiga ou coadjuvantes atuais. Quanto a diminuição fde força, ela será tanto quanto durar a limitação de movimentos (flexão do cotovelo, por exemplo).
06.02.11 @ 23:04
Comentário de: Elza Lucia [Visitante]
Vcs são otimos e agradeço a atenção de sempre e obg por tbm avaliarem meu raio x. Essa é 8 semana depois de operada, se tudo der certo semana q vem opero p retirada do parafuso, ja estou fazendo fisio p movimentar o pé mesmo sem pisar, mas sinto dores no tendão de aquiles, qdo voltar a andar vai doer muito? E meu pé vai fazer a rotação inteira? Hj ele p cima é quase o outro pe, mas p baixo qdo forço um pouco doi o tendão, entao ele faz metade do q o outro faz. Estou ansiosa voltar a andar...em breve darei notícias, vlw a força e o apoio...um abraço a todos!

R. siga também asrecomendações do fisioterapeuta
07.02.11 @ 14:23
Comentário de: andreia [Visitante]
ssss.


R. ZZZZZ
07.02.11 @ 16:20
Comentário de: janete [Visitante]
EM AGOSTO DE 2010 SOFRI UM ACIDENTE QUEBREI TIBIA E FIBÚLA FIZ UMA CIRURGIA TENHO UMA PLATINA NA TIBIA E NA FIBULA ESTOU USANDO PINUS ISSO JA TEM QUASE 6 MESES TIVE RETORNO NO ORTOPEDISTA E ELE ME DESONIMOU FALOU QUE TENHO QUE FAZER OUTRA CIRURGIA NO MES DE MARÇO E QUE VOU COLOCAR OUTRO TIPO DE APARELHO[PSEUDOARTROSE TIBIA] GOSTARIA DE SABER COMO É ESSE TIPO DE APARELHO E POR QUANTO TEMPO MAIS OU MENOS VOU TER QUE USAR.OBRIGADO ESPERO SUA RESPOSTA EM BREVE.

R. Quando se falou em pseudoartrose significa que o osso quebrado não grudou num tempo aceit´vel e provavelmente não colar´sem uma intervenção do médico O aparelho, é provável que seja um fixador externo (existem outros métodods). Ele á posto de forma a promover compressão no local da fratura e induzir a formação de osso e calo. Quanto ao tempo isso realmente varia de caso a caso e da reação à cirurgia
09.02.11 @ 20:12
Comentário de: joao eraldson fausto [Visitante]
em 14 de janeiro em um acidente de caminhao, tive uma fratura do quinto metatarso, e ja usei 27 dias uma tala de gesso com faixas no pe, e queria saber se a bota imobilizadora robocop, substitui esta tala de gesso, pois nao é uma bota de gesso é apenas uma tala,.

R. Não se trata de substituição, mas complementar o tratamento. Grosso modo, 27 dias já é tempo bom de se ter um bom rendimento de tratamento.É provával, portanto que o robofoot seja suficiente a partir de agora. A revisão com seu médico é importante para dar sequencia.
11.02.11 @ 11:14
Comentário de: Claudio Rodrigues [Visitante] Email
Prezado amigo saudações quebrei o osso do pé o 5 metatáso,jogando bola,depois do expediente com os amigos do trabalho,o medico meu deu um atestado de 15 dias e me disse que eu teria que ficar no minimo seis semanas parado,ou seja ficar encostado no inss.Já passaram 30 dias,tirei radiografia e o osso do pé ainda não está colocado.Trabalho o dia inteiro na rua.Pergunto:- Será que se eu voltar a trabalhar agora a situação possa se agravar?eu subo e desço escadas o dia inteiro,ando boas distancias á pé .Deste já agradeço por sua informação.Meu cordial abraço.

R. Grosso modo não é necessário a radiogafia mostrar o osso totalmente unido para se verificar a cura. O risco de voltar as atividades antes do tempo é na maioria das vezes, retardar a cura.
15.02.11 @ 17:39
Comentário de: Maris [Visitante]
Bom,dia! Fraturei a fibula em 06/01/11 e coloquei bota gessada.Após rx em 26/01 e novamente em 16/02 mostrou calcificação considerável.Aindicação médica foi retirar a bota gessada, usar meia media compressão. Minha preocupação é se poderei firmar o pé, pois estou com auxilio de muletas desde então.Não seria melhor usar bota com salto antes? E o gesso sintético ?

R. É uma boa opçãp iniciar a marcha com alguma imobilização, de repente até mesmo o robofoot. provavelmente já está próximo o tempo de início de apoio. É importante saber o nivel da fratura, se próximo do tornozelo (exige mais cautela) dse na metade do osso pode ser antecipada a marcha, e assim por diante. Estes detalhes responderiam melhor sua dúvida
18.02.11 @ 09:22
Comentário de: FABRICIO [Visitante] Email
BOA NOITE DR. E PARABENS PELO TRABALHO, BEM, FRATUREI A TIBIA E FIBULA EM UM ACIDENTE DE MOTO,DIA 23/12/2010 BEM NO MEIO DA CANELA, DIA 11/01/2011 COLOQUEI HASTE E 3 PARAFUSOS, JA ESTOU ME LOCOMOVENDO COM MULETAS E ENCOSTANDO O PÉ NO CHAO SEM COLOCAR PESO, SOMENTE PARA ESTICAR E ALONGAR A PERNA MESMO E ACOSTUMAR COM OS PES NO CHÃO, QUERIA SABER ENTÃO SE COM QUASE 42 DIAS JÁ POSSO DIRIGIR, JÁ QUE NÃO É UM EXERCÍCIO DE CARGA, FOI A PERNA DIREITA, ACELERADOR E FREIOS, E COM QUANTOS DIAS É CALCIFICADO O OSSO? ESCUTO DIZER QUE É DE + - 6 A 8 SEMANAS. OBS, MOVIMENTO ESTA NORMAL NA PERNA JOELHOS E TORNOZELOS. AGRADEÇO DEMAIS PELA AJUDA, JA QUE O HOSPITAL PUBLICO QUE CONSULTO A CONSULTA É REALIZADA COM VARIOS PACIENTES DE UMA VEZ E NÃO DEMORA NEM 3 MIN PARA A CONSULTA TERMINAR...

R. Bem, parece que v tem uma haste bloqueada. Quanto a andar isto vai realmente depender do que foi programado para voçê, pelo seu médico. De um modo geral nos 45 dias já se fazer atividades que não seja carga. A cura óssea se dará em torno dos 03 a 4 meses, mas algumas cirurgias já liberam o paciente para andar antes mesmo que a cura óssea se complete. E, algumas vezes o médico planeja a retirada de um dos parafusos de bloqueio antes que se libere a carga. Anote as perguntas para fazer na consulta e, insista em ter as respostas antes que a consulta cara-crachá termine. Pergunte qual a programação, se vai ser necessário mexer no parafuso, se o osso já consolidou. Lembre-se que ao ser liberado para andar não significa cura da doença.
18.02.11 @ 22:50
Comentário de: fabricio [Visitante]
Bom dia Dr, primeiramente parabens pelo trabalho realizado...
Meu caso é o seguinte, dia 23/12/2010 sofri acidente de moto onde fraturei a tíbia e a fíbula no meio da canela, fui para o hospital e coloquei meia tala até o joelho, mas devido a uma "frictema" foi o que acho que o medico disse e a ferida do trauma (não foi fratura exposta) e falta de médicos, só pude operar dia 11/01/2011.
coloquei platina na tibia, 2 parafusos na parte do tornozelo e 1 na parte do joelho. Tive alta dia 12/01.
hoje já me locomovo com muletas, minha articulação do joelho, tornozelo estão normais e nãop sinto mais dores, queria saber se após 42 dias posso voltar a dirigir e quanto tempo demora para calcificar a ponto de poder "tentar" andar sem muletas. e é verdade que a pisada sem força total no chão pode ajudar na calcificação da fratura? e a recuperação é mais rápida do que em casos de colocação de gesso? desde já obrigado.

R. Quando operada, a fratura não se recupera mais rápido. Mas há uma recuperação geral mais rápida, pois voçê vai exercitar os músculos e articulações, se locomover com mais facilidade, o que não é possivel com a imobilização com gesso. Mas cada fratura tem seu tratamento específico, sua indicação cirúrgica ou não. A pisada pode ajudar sim a cura óssea (consolidação óssea), mas voçê deve se certificar se seu médico programou a sua pisada condicionando-a a um próximo passo no tratamento, como a retirada do parafuso de bloqueio, por exemplo. Ps. Flictenas são bolhas na pele, que se formam devido a contusão ou edema. É uma conduta cautelosa esperar a recuperação, pois há risco de contaminação na cirurgia, pela baixa imunidade no local contundido e consequente proliferação bacteriana.
19.02.11 @ 12:40
Comentário de: Rhuan Thalles [Visitante]
Oi, sou o Rhuan e quebrei meu dedo mindinho,na verdade é o osso do pé direito que liga com o meu dedinho.O médico engessou meu pé e pediu que depois de 3 dias colocasse uma bota ortopédica.
Minhas perguntas são:
*É necessário usar faixa com a bota?
*devo apertar muito?
*posso tira-lá para tomar banho?
*quanto tempo mais ou menos usarei ela?

Obrigado !

R. Bem, obrigado por comentar no nosso BLOG. Grosso modo uma vez imobilizado o pé ou qualquer fratura, deve-se mexer (retirar a imobilização) o mínimo possível, o ideal é que nem remova antes que se faça a revisão.Porém quando se usa bota removível, a finalidade é a remoção para higienização e às vezes tratamento local principalmente quando a área de tratamento não está permitindo o uso do gesso circular. Voçe deve proteger sua pele se usar bota imobilizadora, pode usar uma meia soquet, por exemplo. O tempo de cura óssea do metatarso no adulto é de mais ou menos 40 dias
19.02.11 @ 20:33
Comentário de: Elza Lucia [Visitante]
Oiii, quinta retirei um parafuso e um "fio" o outro parafuso ficou, o médico disse q sexta dia 25, serão 8 dias d operada, ele vai dizer se poderei pisar, mas to bem melhor, movimentando super bem o pé,minha real preocupação é se nunca mais poderei usar salto, to tao apavorada q n tive coragem de perguntar ao medico com medo da resposta dele...é tão grave assim q mesmo depois d tudo n usarei salto alto? Um abraço

R. em geral não há motivos para não usa-los. mas necessitará novos períodos de treino. Abraços
20.02.11 @ 19:56
Comentário de: Rafaelle Sena [Visitante] Email
Olá! Tenho 25 anos e no dia 30/01/11 torci o tornozelo e tive uma fratura incompleta na base do quinto metatarso do pé esquerdo. Fiquei 12 dias com tala e estou há 11 dias com bota de gesso. Dificilmente coloco o pé no chão e passo a maior parte do tempo com o pé pra cima. O ortopedista disse que precisarei ficar pelo menos 30 dias com gesso. Estou muito angustiada em esperar esse tempo e gostaria de saber se é necessário mesmo 30 dias de gesso, já que meu pé foi imobilizado antes 12 dias com tala. enfim, qual o tempo médio para uso do gesso. E também, gostaria de saber o que mais faz parte da recuperação depois do gesso. Bota robofoot, fisioterapia... O que? Obrigada!

R. Observe os vários comentários sobre esta fratura aqui no Blog. O tempo de tratamento é de 30 a 40 dias com imobilização sendo o ideal 30 dias de gesso. A seguir fisio e reabilitação. É que não podemos acelerar cura. Normalmente é possível deambular com a imobilização após os trinta dias. Mas o tempo de cura da doença está estimado em 60 a 90 dias
21.02.11 @ 22:11
Comentário de: Analu Coelho [Visitante]
Olá Dr. te pesso ajuda novamente, tive uma fratura completa de tíbia e fíbula não exposta em alturas diferentes cada uma. estou com gesso até o meio da coxa a 50 dias e não há mudança alguma no RX (formação de calo ósseo). Com esse tempo já se pode ter suspeita de pseudo-artrose? E os tratamentos alternativos como a litotripsia, ela é indicada ou funciona? Eu já poderia estar fazendo, já que apresento uma cicatrização tardia? Acha aconselhável eu pedir pela cirurgia já que com 50 dias nada mudou? Obrigada

R. OBRIGADO POR COMENTAR NO NOSSO BLOG. O tempo para diagnóstico de pseudoartrose, verificado em literatura, é de oito meses (mas se refere a livros antigos). Onda de shoque (shockwave)tem sido relatado em trabalhos com sendo uma boa opção coadjuvante (não é alternativo e nem exclui os métodos tradicionais) nos retardos de consolidação. A cirurgia deve partir da indicação do médico, pois é responsabilidade dele.Cabe ao paciente anuir ou não, pelo novo código de ética da classe médica.Mas 50 dias é cedo para se tirar conclusões quando se optou pelo tratamento conservador, exceto quando há desvios que não se pode corrigir
22.02.11 @ 00:43
Comentário de: Aline Roque [Visitante] · http://www.nobre.med.br
Olá Dr,cai de moto faz 15 dias e nao quebrei nada mas estou com a tala pois torci o pé.no raio x deu apenas aumento de partes moles.é normal com 15 dias eu ainda nao consiguir caminhar?

R. Observe os vários comentários neste post sobre as partes moles. As entorses podem existir em graus variados, inclusive com cuura lenta.
22.02.11 @ 13:08
Comentário de: bianca [Visitante]
Bom, eu tive uma torção no joelho a cinco dias,o medico imobilizou com uma tala e receitou um anti inflamatório, tirei faz um dia, porem nao consigo andar direito, muito menos dobrar o joelho. Quanto tempo ainda irei ficar assim??
e tenho a sensação de que uma perna esta maior do que a outra ou que minha perna esta torta! isso é normal??

R. a sensação pode existir. Mas toda entorse deve ser reavaliada entre 5 a 7 dias no máximo para pesquisas de outras possíveis lesões. obrigado por comentar no BLOG
22.02.11 @ 15:20
Comentário de: raquel [Visitante]
gostaria de saber se fratura e a mesma coisa de quebrar? bom fraturei meu pé em 3 lugares num acidente ,e gostaria de saber qt tempo vou levar para me recuperar? estou com uma bota ja faz ums 40 dias.

R. Fratura é sinônimo de "quebrar um osso"
22.02.11 @ 18:06
Comentário de: Danielly [Visitante]
Olá Doutor. Sou mãe de um rapaizinho lindo de 3 aninhos que quebrou o osso da canela( não sei como se chama esse osso).. Amanhã faz 1 mês da queda, dia 28/02 faz 1 mês que colocou o gesso. Nas primeiras consultas o médico disse que teve um pequeno desvio.. A última consulta q foi semana passada ele disse que o desvio aumentou, mas que o calo ósseo está formando e disse que não precisa de intervir com cirurgia.. eles disseram que no caso dele ele está muito bom.. Dia 04/03 retorno com ele , e possivelmente eles vão tirar o gesso e colocar uma botinha ortopédica. Essa botinha doutor, ele poderá andar normal com ela? E mesmo depois que tirar a botinha, existe a possiblidade de ele nao andar direitinho? Como antes?! Obrigada

R. Grosso modo, considerando a idade, a fratura muitas vezes est´grudada com este tempo. É válido a deambulação com bota para finalizar o tratamento. Pequenos desvios podem se corrigir nesta idade, com o tempo. E manquejar po um tempo, muitas vezes seis meses faz parte do quadro. Obg por comentar no BLOG
22.02.11 @ 18:34
Comentário de: Tadeu amorim [Visitante]
oi doutor : fratura cominutiva do calcaneo, onde esmigalhou o lateral processo osso debaixo do calcanhar e rachou em cima da fratura, sendo que foi um perfuraçao por PAF por baixo do calcanhar atrevassando do lado direito para o esquerdo do tornozelo direito, o médico não imobilizou , 11 semanas sem carga total,cicatrização o.k,ao sentir segurança e pisando normalmente, após dores na fascia plantar e no calcaneo que encontra-se alargado,hÁ sensibilidade em baixo da cicatriz como se fosse uma pressao mais sem dor,quando ao toque na cicatriz uma sensibilidade parecida com arranhões em baixo na planta,ao acordar não há dor dor forte,mas quando desenvolvendo ás vezes sensibilidade normal e ás vezes uma sensibilidade no calcanhar próximo ao tendao de aquiles,ao começar a andar andando por algum tempo com marcha normal e depois de em pé durante alguma tempo começa a mancar, dostaria de saber como vc avalia esse caso diaki ha uma semana completa tres meses, gante destas informações e saber se rompeu parte da fascia,se cloreto de magnésio pode ser usado para tentar inibir alguma inflamaçao da fascia,se corre o risco de ficar manco ou vou voltar a atividade marcha normal,se influiu no tendao de aquiles,e se pode adiantar algum exercício fisioterápico ?obrigado pela atenção um forte abraço !

R. Fraturas graves do calcâneo de u modo geral causam sequelas como alargamento do calcaneo, encurtamento de altura, claudicação artrites e dores esparsas que vão diminuindo com o tempo. Fisioterapia para alongamento dos músculos do membro afetado é válida.
22.02.11 @ 21:00
Comentário de: Moisés Mariano [Visitante]
Boa tarde! Preciso de ajuda. Fraturei a tibia (espiral, segundo meu médico) próximo ao tornozelo dia 18/12/10 e estou com gesso a 2 meses indo para o 3ºmês e agora com com a robofoot criando somente agora um pequeno calo osseo essa demora é normal? Pois o médico disse que pode ser pseudo-artrose. Eu optei por não cirurgia e pretendo não operar mesmo demorando. A retirada da robofoot de vez em quando ajuda a circulação e a calcificação? isso sentando. O que tem a dizer sobre meu caso? Me ajude.

R. Robofoot não é considerada imobilização rígida, por isso não é melhor que o gesso que é confeccionado sob medida. A retirada periodica de qualquer imobilização durante o tratamento prejudica o calo ósseo e a consolidação durante o tratamento de uma fratura, quanto menor for o intervalo. Ou seja, uma vez imobilizada, a fratura só deve ser avaliada sem imobilização com um tempo mínnimo, definido pelo médico, necessário para avaliar o calo ósseo nas radiografias. Nas fraturas de perna, dificilmente este tempo é menor que 30 dias. Outro ponto importante que se deve ter cuidado é que embora hoje se admita que as decisões sobre o procedimento sejam resultado de um consenso entre médico e paciente, numa fratura de indicação cirúrgica a adoção do tratamento conservador poderá resultar em sequelas. Por isso certifique-se com seu médico, se sua fratura é digna de cirurgia ou não, mesmo optando por não operar. Obrigado por comentar no BLOG, e boa sorte.
23.02.11 @ 16:51
Comentário de: MÁrcia [Visitante]
olá doutor já faz4 meses que o 4 dedo da mão direita esta machucado a ortopedista falou que deu luxação eu estou fazendo fisioterapia só que o meu dedo esta muito inchado na junta e esta torto o que eu faço pra ele parar de inchar e voltar ao normal?

R. Será que foi luxação mesmo? A luxação acontece quando houve deslocamento na juntura.Portanto tem de colocar no lugar, se isso não foi feito.
23.02.11 @ 18:51
Comentário de: Dario Moutinho Romero [Visitante]
Bom dia Dr. tive uma fratura na tibia e na fibula, só fui atendido depois de 08Hs, do acontecido, chegando ao pronto socorro, o medico ao ver o raio X achou melhor imobilizar com uma tala, na qual passei 30 dias, depois outro ortopedista do meu convenio tirou outro raio X e a fratura estava do mesmo jeito do inicio, foi recomendado o gesso do meio da coxa até a ponta do pé, quero saber se, por ter demorado muito tempo no primeiro atendimento, poderá demorar mais a calcificação do osso, ou isso não vai influenciar no tratamento conservador optado pelo médico?
R. Normalmente a consolidação deverá acontecer sem prejuizo deste procedimento de espera de trinta dias.
24.02.11 @ 12:40
Comentário de: Dario Moutinho Romero [Visitante]
Bom dia Dr. tive uma fratura na tibia e na fibula, só fui atendido depois de 08Hs, do acontecido, chegando ao pronto socorro, o medico ao ver o raio X achou melhor imobilizar com uma tala, na qual passei 30 dias, depois outro ortopedista do meu convenio tirou outro raio X e a fratura estava do mesmo jeito do inicio, foi recomendado o gesso do meio da coxa até a ponta do pé, quero saber se, por ter demorado muito tempo no primeiro atendimento, poderá demorar mais a calcificação do osso, ou isso não vai influenciar no tratamento conservador optado pelo médico?

R. Não há relação entre este tempo de atendimento e a consolidação óssea
24.02.11 @ 12:42
Comentário de: Anderson do Nascimento Queirozt [Visitante]
Olá gostaria de tirar uma dúvida. Jogando bola a oito dias atras tive uma lesão no tornozelo e o médico mandou colocar gesso, sendo que 3 dias depois retornei a ele com uma bota ortopédica e pergutei se poderia colocar, ele me autorizou sedo que faz 8 dias que estou com a bota e mesmo assim ainda sinto muitas dores, isso é resultado por não estar com gesso ou é questão de tempo para melhorar ? lembrando que a lesão foi tipo 2

R. Embora estes tratamentos estejam controvertidos, a ciência básica consagrada e antiga diz que nas entorses tipo II onde houve lesão ligamentar de um componente do complexo, geralmente o ligamento talo fibular anterior, o tratamento deve ser com imobilização rígida por três semanas mínimo (pois a cicatrização de partes moles ocorre de tres a seis semanas). Sendo que a bota imobilizadora removível não é considerada rígida. O risco de não seguir esta regra é a instabilidade residual que pode resultar. As dores são resultado provavel de inflamação, podem continuar (mas não muitas dores ) quando não estiver bem imobilizado. Com relação as escolhas, hoje o conselho de classe médica avisa que o tratamento deve ser discutido com o paciente. Portanto não é propriamente uma autorização, mas um consenso existente na consulta médica quando da consulta resultou um procedimento (assesoria jurídica)
24.02.11 @ 23:17
Comentário de: Anibal [Visitante]
Olá, fraturei o quarto metacarpo da mão esquerda e a fratura foi reduzida cirurgicamente com colocação de placa e parafusos. Fiquei com a tala 11 dias e a retirei há 1 semana podendo já começar a mobilizar as articulações. A minha dúvida é que o quarto dedo ainda continua muito desviado em direção ao quinto dedo, inclusive quando dobro ele fica com uma parte em cima do dedinho. E o terceiro desviado em direção ao segundo formando um espaço em forma de V com os terceiro e quarto dedos. Isso é normal nesse tipo de pós-operatório? É devido ao inchaço que existe na mão na base dos dedos? Desde já agradeço, Anibal.

R. Pode ser mesmo. O edema digital pode desviar o dedo enquanto existente. Porém dificilmente um dedo vai montar o outro no cerramento da mão, É bom radiografar novamente, pois a fratura não deve ainda estar grudada, dado que faz menos de um mês, tempo mínimo, embora nestes tipos e fixação, se rígida ou firme, é possível liberar a fisioterapia antes da consolidação
26.02.11 @ 01:28
Comentário de: Analu Coelho [Visitante]
Olá Dr. te pesso ajuda novamente, tive uma fratura completa de tíbia e fíbula não exposta em alturas diferentes cada uma. estou com gesso até o meio da coxa a 59 dias e não há mudança alguma no RX (formação de calo ósseo).
Mas o médico decidiu trocar o gesso por uma bota abaixo do joelho, mas com uma joelheira na frente do joelho. O que importa é que agora eu posso mexer a articulação do joelho, mas está doendo, muito muito mesmo. Gostaria de saber: É pra ficar forçando mexer o joelho? Pq chego a um angulo de 90º com muita dificuldade e dor! Quanto devo mexer por dia? a dor está me atrapalhando a dormir!!! É pra mexer ou não, e quanto??
Obrigada Dr.

R. Não é comum dores intensas na fisioterapia ou reabilitação, ou pelo menos elas não devem acontecer. Tenho a impressão que ele quis liberar seu joelho para evitar a rigidez de imobilizações prolongadas. A saída é uma nova avaliação com a decisão e resposta do seu médico.procure saber também sobre métodos alternativos (vantagens e desvantagens). Boa sorte
26.02.11 @ 19:56
Comentário de: Maria [Visitante]
Oi! tive uma fissura mínima, vertical, incompleta (na verdade quase não se vê no RX). Dói muito e estou imobilizada com atadura de velcro que vai do pé até a virilha e o médico recomendou que fique sem por o pé no chão por 20 dias e que use muletas por 2meses.O tamanho aproximado da fissura é 10cm.
Pergunto:
1- qual o tempo médio para a calcificação completa de uma pessoa com 50 anos?
2 - Quando a dor passar é sinal que já está calcificado?
3- o acidente aconteceu a 3 dias é normal ainda precisar de altas doses de anlgésico e anti-inflamatórios?
4- posso voltar a trabalhar em 15 dias?


R. Não há tempo standard. 2. Quando a dor passar é sinal que passou a inflamação; 3) Dificilmente é necessário ALTAS doses de analgésicos, mesmo no início do tratamento. A dose deve ser a recomendada. 4. Qualquer fratura tem o mínimo de trinta dias de tratamento de doença para o adulto. Obrigado por comentar em nosso blog
02.03.11 @ 13:50
Comentário de: fernando luiz [Visitante]
quebrei a ulna treinando karate, fiz cirurgia coloquei placa e 6 parafusos fiquei com uma tala de gesso 15 dias gostaria de saber o tempo medio para consolidação?

Não existe tempo certo, mas estimativa de 60 a 90 dias
05.03.11 @ 17:07
Comentário de: Edson [Visitante] Email
fraturei meu 2 metatarso do pe direito..fiquei com a tala por seis semanas, agora que retirei o medico falo q eu ja podia apoiar o pe no chao..mas quando apoia ele fica meio avermelhado e doi um pouco isso e normal doutor?

R. Pode acntecer. Muitas vezes a circulação pode estar alterada e após ficar muito tempo sem apoiar o pé ele pode responder com inchaço e mudança de cor.Procure proteger o pé com calçado acolchoado.
05.03.11 @ 23:43
Comentário de: GISLAINE SILVA [Visitante]
BOA NOITE.TIVE UM ACIDENTE DE MOTO E FRATUREI O DEDO INDICADOR E TIVE UM CORTE E LEVEI 5 PONTOS FOI FRATURA EXPOSTA,ISSO FAZ 1 MES E 10 DIAS,MEU DEDO NÃO TEM MOVIMENTO E A CABEÇA DO DEDO ESTA TORTA,GOSTARIA DE SABER SE É NORMAL E SE DEPOIS DA FISIOTERAPIA VOLTA OS MOVIMENTOS?

R. Isto é difícil dizer,depende do tipo de fratura, que estrutura foi atingida, tendões, vincos, cápsula articular, localizaçãom no dedo. Mas fisioterapia deve ser precoce nos casos de dedos e mão, e é necessário
08.03.11 @ 23:55
Comentário de: Edson [Visitante]
boa noite..como tinha dito sofri uma fratura do segundo metartarso estou voltando a andar agora tem uma semana que tirei a tala, e normal o pe ficar inchado e eu sentir dores no tornozelo ao pisar? desde ja agardeço

Pode acontecer. verifique com seu médico sobre a posição da fratura
09.03.11 @ 19:22
Comentário de: vanessa santana [Visitante]
Boa tarde! no dia 24 de fevereiro cai da escada e fraturei a fibola na verdade ela rompeu um pouco de cada lado mas nao quebro toda,queria saber o tempo de recuperação +ou- ,e a tala que colocaram me machuca muito e normal

R. Não é normal a tala machucar. Deve verificar o que está acontecendo. Não há tempo correto, mas fraturas de fíbula está em torno de 40 dias. Mas quando próximo do tornozelo envolve outras variáveis
10.03.11 @ 16:54
Comentário de: Cristiane [Visitante]
Quebrei o tornozelo (maleolo direito) junto ao ligamento. Fiquei duas semanas com tala de gesso e ficarei + cinco semanas com gesso sintético. A fratura foi no dia 4/02 e hoje é 10/03 e ainda incha bastante à noite. Estou na 5 semana de imobilização e a minha pergunta é: é normal eu estar sentindo hoje o pé bastante inchado desde às 12:00hs. Tenho ficado o tempo todo na cama, ando pela casa as vezes. Será que o pé incomoda mais hoje porque andei mais pela casa pela manhã, do que de costume? Faz uma semana que o médico disse que posso colocar o pé no chão.
Segunda pergunta: na ultima semana de gesso devo sentir mais conforto com o gesso ou vai ser assim chato até o final?
Agradeço antecipadamente a resposta.

R. Bem diante dos casos de edema, voce deve pôr o pé para e o fara cima por cerca de uma hora. Diminuir o andar. O gesso sintético tem alguns inconvenientes, ele não se ajusta 100% as curvas da perna,quando está totalmente seco, isso pode desorganizar a circulação. A fratura eo fato de não estar pisando também provoca alterações na circulação do membro inferior. Coloque o pé no chão para pequenos percursos após descansar com o pé elevado.mesmo após a retirada do gesso, não significa que o tratamento acabou, a marcha deve ser lenta e envolver a fisioterapia.
10.03.11 @ 19:21
Comentário de: Aline [Visitante] Email
Boa noite, trinquei o dedão do pé no dia 5 desde mês, sinceramente não estava sentido muita dor, só incomodo. Fui ao médico no dia 9, quando o raio x apontou o dedão do pé trincado, o médico recomendou o uso da bota com salto sendo que eu n posso pisar no chão durante 72 hora, o problema e que o gesso folgou, meu pé dependendo da posição esta se movendo para cima e para baixo, n chego a mover o dedos. Devo trocar a bota de gesso? Ainda nem secou, eu só poderei pisar no chão amanhã, retorno para a troca?

R. sim Deve rever o estado do seu gesso para uma possível troca
11.03.11 @ 19:46
Comentário de: Jane [Visitante]
Boa noite!
Fraturei três dedos do pé, e estou usando gesso até a joelho, o médico disse pra eu voltar com 40 dias para retirar o gesso, e que eu tive sorte, por muito pouco não tinha que fazer cirurgia, minha pergunta é: Será que com 40 dias já estará calcificado? e será que ainda corro risco de ter que fazer cirurgia?

R. será que foram mesmo os dedos?. E quais ossos estão fraturados (em todos os dedos existem 13 ossos)?. Grosso modo a calcificação geral dos ossos dos dedos do pé se dá em 30 dias.
12.03.11 @ 18:36
Comentário de: Maria Carvalho [Visitante] Email
Olá, gostaria que me desse um esclarecimento sobre se estou fazendo o tratamento correto, pois já passei por 3 médicos. É o seguinte:num acidente doméstico machuquei o pé e fui a um médico de emergência que mandou eu fazer um raio-x e disse que eu tinha apenas torcido o pé e mandou eu usar a bota robocop e tomar nimesulida por 1 semana. Passado esse tempo, meu pé não melhorou, aí consultei outro médico que me disse que era pra eu continuar com o mesmo tratamento e tomar cataflan por 1 semana. Ambos os médicos não mandaram eu usar muletas, ou seja, continuei pisando com o pé doente, mas usando a tal bota. Com 21 dias sem sentir melhora, consultei um especialista em pé que mandou eu fazer uma ressonância cujo laudo resumido acusou "... traços de fratura, circundados por edema, acometendo a medular óssea do colo e da cabeça do tálus, da porção ântero-lateral do calcâneo e da porção medial do cubóide, alguns extensivos à superfície articular, não se observando deslocamento ósseo significativo." Teve outras coisas também, mas de fratura mesmo foi isso aí. O médico então disse que o caso seria de cirurgia, mas como já tinha passado vários dias, era pra eu continuar usando a bota, colocando gelo 2 vezes ao dia e usar muletas canadenses. O que você acha? Estou com medo de o fato de eu não ter feito cirurgia ou colocado gesso provocar alguma sequela. Por favor, me dê sua opinião.

R. Obrigado por acessar nosso BLOG. Veja, nestas fraturas o tempo de tratamento com imoblização rígida deve prevalecer cerca de 04 a 06 semanas no tratamento conservador. A seguir fisioterapia.Por ser intrarticular estas fraturas costumam evoluir com artrite e demorar na recuperação. Quanto a voltar a deambular, isso realmente vai depender das radiografias, pois é muito importante avaliar a possibilidade de necrose neste osso que é especial (talus). Uma oservação é que, grosso modo, uma fratura que não se vê no RX, mas se vê na RM,dificilmente é de tratamento cirúrgico. Mas imagine que a fratura deveria ser tratado com cirurgia, a esta altura já houve cicatrizes cuja intervenção seria mais danoso do que esperar e corrigir eventual sequela no futuro. A conduta inicial do médico não necessariamente foi errada. O exame de eleição para se exminar fratura na emergencia é mesmo a radiografia,e existe fraturas que não se vê no primeiro momento, sendo importante portanto o acompanhamento. Discordamos de se pedir várias opiniões. Concordamos em fazer a consulta àquele médico de sua confiança,às vezes até mesmo um não especialista confi´vel pois ele vai te guiar ao caminho certo. Voçê deve perguntar ao médico qual o tipo da fratura(classificação), pois é baseado nisso que se faz a indicação cirúrgica. Voçê tb tem direito a consulta de retorno ao primeiro médico (sem animosidade) pode se questionar o porque do primeiro atendimento ter sido insuficiente. Com certeza ele terá mais cuidado
13.03.11 @ 19:08
Comentário de: Maria Carvalho [Visitante] Email
Olá, estou muito agradecida por você ter respondido minha dúvida. Só tem uma coisa que não entendi: quando você disse que " nestas fraturas o tempo de tratamento com imoblização rígida deve prevalecer cerca de 04 a 06 semanas no tratamento conservador", o que significa "imobilização rígida"? O uso da bota robocop se classifica nesse tipo de imobilização?
Mais uma vez, obrigada pela atenção. Grande abraço

R. Ainda hj as imobilizações rígidas são o gesso circular (com exceções) e fixaão da fratura com algum material de implante como fixador externo ou placa e parausos. (não necessariamente se aplicando ao seu caso).
14.03.11 @ 12:22
Comentário de: ALINe [Visitante]
Boa noite Doutor,
Fazem 1 mes e 5 dias que fraturei minha mao. Fiquei imobilizada por 30 dias com gesso, nisso fiz uma avaliacao essa semana e retirei. Só que ainda dói muito, fiz uma rvisao logo em seguida e ainda mostra no raio-x uma fratura, so que o medico disse que consolidou. Isso é normal?
Após a fratura, mostra no raio-x algo assim mesmo estando consolidado?
Obigada.

É possivel. mas algumas vezes, na mão o melhor é voltar a mobilização para evitar rigidez, mesmo que a consolidação não esteja cem por cento
18.03.11 @ 01:27
Comentário de: douglas [Visitante]
boa noite drº primeiramente parabens pelo blog.Olha eu so fri um acidente de moto e sofri uma fratura exposta incompleta no segundo metatarso, ai o medico colocou uma tala no meu pe cujo eu a usei por 6 semanas, entao ele falou que eu podia voltar a andar, eu usei as muletas por duas semanas e agora ja estou andando sem elas, mas o meu pe continua inchado, e na hora que eu piso ele fica avermelhado, gostaria de saber ce foi precipitada minha decisao de retirar as muletas com duas semanas, e ce e normal o pe ainda estar inchado e ficar vermelho quando apoio ele no chao. Desde ja agradeço e Boa noite..

R. Pode ser comum estes acontecimentos. Mas fisioterapa ajuda
18.03.11 @ 20:06
Comentário de: Mrcos Cesar [Visitante] · http://www.amavideo.com.br
Olá Dr.
Cai de uma altura de 2mts em cima do meu braço esquerdo aberto , tive uma fratura no umero esquerdo . Daí fui para um hospital da região , para minha surpresa me colocarm gesso e fiquei somente com a minha mão esquerda para fóra , quase na frente do peito e barriga . Tive algumas informações que o gesso pendente não está mais sendo usado. Porque? Ele faz um peso no úmero e acarreta uma deslocação do foco de fratura aí eu vou ter um não contato ósseo. Pode evoluir para uma pseudo-artrose, por ausência de contato ósseo, isso é Beller.
Que eu faço Doutor ? volto no médico e mostro esta matéria? ou faço uma visita em outro médico?

Att;
Marcos Cesar
São Gonçalo - Rio de Janeiro.

Os livros continuam dizendo que o tratamento de eleição para as fraturas do terço médio do úmero é o conservador, com a imobilização resguardados os casos especiais. A imobilização depende da experiência do cirurgião e as vezes do tipo de fratura. O gesso pendente ainda é usado,sim. É mesmo um tratamento antigo, e o ortopedista qe souber tratar com ele, saberá evitar a pseudoartrose. O objetivo del não é deslocar, mas tracionar o suficiete para coaptar os fragmentos.Mas é claro qe outros métodos devem ser explicado ao paciente. Procure saber do seu medico, se tudo anda bem. todo médico tem responsabilidade sobre o tratamento qu escolheu para seu paciente
20.03.11 @ 10:46
Comentário de: DENISE SANDES [Visitante]
Boa noite!
Há quatro dias torci o pé efraturei o quarto dedo mais o mindinho,o médico colocou tala e disse para não colocar o pé no chão o que é um pouco difícil para mim,hoje em cima do pé na lateral começou a doer um pouco e noto um pouco arroxeado,provavelmente levantei de mal jeito.será que o fato de andar um pouco em casa vai atrapalhar a recuperação??comprei a bota robocop,mas não sei se devo colocar sozinha.o médico só fez olhar para o pé e o assistente foi que colocou a tala de gesso.
caso possa me orienta,agradeço.
Denise

R. V deve segir a recomendação de seu médico, pois assim a respnsabilidade é dele. Adar antes do tempo nestes casos pode deformar a fratura ,inflamar ou dificultar em alguns casos a consolidação óssea.
22.03.11 @ 03:01
Comentário de: Cristiane Holstein [Visitante] Email
Olá, quebrei a Fíbula em 31/01/2011 e tirei o gesso ontem 22/30/2011, mas vou falar, tá muito mais inchado, meio escuri e dolorido, embora eu consiga apoiar meu pé esquerdo (o lesionado) no chão, não consigo firmá-lo de jeito nenhum, dói muito, o especialista que está acompanhando o problema disse para mim andar uns dez dias de moletas depois andar somente com uma e depois de quinze dias aí sim começar a tentar andar aos poucos, quantas sessões de Físio serão necessárias para eu perder esse medo de dar um passo, sinceramente, acho que não conseguirei mais andar, será que procuro outro especialista, fico pensando que talvez ele possa ter errado em não operar, os raio-x mostram o osso curado, mas ainda acho que se tivesse curado mesmo já poderia ter melhorado...

R. Em vez de procurar outro medico, procure saber o que está acontecendo. peça explicaões científicas de forma que v possa entender. Para podermos opinar teriamos de saber qual a localização da fratura. mas se o osso está curado, provavelmente fisioterapia vai ajudar
23.03.11 @ 14:33
Comentário de: Simone [Visitante]
Oi doutor, Parabéns pelo trabalho.
Fraturei o segundo metatarso do pé esquerdo, passei uma semana com uma tala e agora mais quatro semanas com gesso, não sinto dor, apenas o incomodo do gesso, tem horas q cossa, que aperta, esquenta. é normal, e qdo retirar o gesso daqui a quatro semanas sserá que já poderei pelo menos andar? e voltar a trabalhar pois trabalho sentada.

Sim, este é um tempo razoável para a alta
23.03.11 @ 20:02
Comentário de: Alexandro Martins [Visitante]
Boa Noite Dr,

Fui jogar basquete e bati o dedo em outro colega, na primeira semana ficou bem inchado, pensei ser apenas uma torção...na segunda semana estava apenas dolorido, mas sem inchaço, mas percebi que na junta, no meio do dedo estava com um pequeno desvio, parece meio torto, muito pouco mais parece, as vezes parece um caroço...não doi, nem está inchado. O que acha ?

R. radiografar, e em seguida talvez testar a instabilidade, logo.
23.03.11 @ 21:24
Comentário de: Gabriela [Visitante] Email
Ola eu tenho algumas duvidas e agradecia se me pudessem ajudar. Eu fraturei o 5 metatarso do pe esquerdo. No mesmo dia foi-me colocada uma bota imobilizadora e 3 dias depois fui operada. Foi-me colocado um ou dois parafusos que não serão mais retirados. Já estou em casa à um mês mas já tenho baixa para mais um mês. No meu caso eu gostaria de saber qual o tempo de recuperacao e se terei que fazer fisioterapia já que os músculos estão a ficar completamente atrofiados. Obrigado

R. o tempo é o mesmo que temos comentado aqui no Blog frequentemente nas várias respostas. às vezes com a cirurgia o tempo pode se estender, se a cirurgia foi d incisão aberta (Não foi percutânea
26.03.11 @ 19:21
Comentário de: Sabrina Lopes [Visitante]
Gostaria de saber sua opinião sobre meu problema. tenho um instabilidade congênita de patela, e vivo me lesionando por conta disso. Pela segunda vez em um ano e meio, fraturo meu tornozelo esquerdo por conta de um "falseio" do meu joelho, Dia 04 de março, estava descendo um degrau de uns 40 cm de altura e quando apoiei o pé esquerdo, meu joelho desestabilizou e fez uma torção no pé. Fui a uma emergência e diagnosticaram uma fissura no maleolo lateral somente com uma radiografia de tornozelo. Colocaram uma calha gessada com atadura. A dor era insuportável, o q me preocupava. Fiquei a base de 02 comprimidos de tilex de 30mg de 06 em 06 horas + 01 comp de arcoxia 90mg 01 vez ao dia. 03 dias depois, o pé no auge do edema, foi preciso desfazer a imobilização pra afrouxar a calha gessada. No sexto dia, procurei meu médico particular q se espantou ao ver o tamanho do edema e dos hematomas pelo pé q seguiam da sola ao meio da canela. Fiz nova radiografia q detectou fratura completa do 5° metatarso e continuava mantendo a suspeita de fratura do maleolo lateral. A calha gessada foi removida e instalada uma bota removivel do tipo "robocop", já q pelo edema e por ter escoriações feitas pela calha e no momento da torção, o médico achou conveniente não engessar. No dia seguinte, deu inicio a um quadro de vermelhão e quentura na região da fratura, como um flebite, e alem do arcoxia, dei inicio a amoxicilina 875mg 12/12h 10 dias. Foi solicitada uma tomografia tridimensional q foi feita com 18 dias de imobilização contendo o seguinte diagnostico: "fratura completa com pequeno desalinhamento dos fragmentos no terço proximal do 5° metatarso. Notam-se diminutos fragmentos ósseos de permeio a fratura. Fratura completa bem coaptada no maléolo lateral, notando-se pequeno fragmento na borda lateral. Fratura das bordas medial e lateral do terço médio do talus, com destacamento de fragmentos ósseos, sugerindo fratura por avulsão." Persistem o edema e o verelhão quente. Aguardo sua opinião sobre o assunto. Desde já muito obrigada.

Voçê deve investigar infecção via exames de laboratório. Se descartada a infecção no pé ou tornozelo, o melhor é seguir com o tratamento conservador, mas os ligamentos devem ser cuidadosamente examinados ao longo do tratamento.Se houver fragmentos intrarticulares, é possivel que se precise retirá-los com base na programação de seu médico. para a instabilidade da rótula, v deve após este fato, programar tratamento eficaz
29.03.11 @ 15:22
Comentário de: Edimara Wolff [Visitante]
Olá,estava viajando para outro estado e fraturei a fibula do pé esquerdo dia 10/12/10 e fiquei 27 dias com tala e 30 dias com gesso,só que voltei para minha cidade e tive que ir em outro medico ele olhou meu raiox e retirou meu gesso e não pediu outro raio x pra ver se estava curado e mandou eu fazer movimentos de fisioterapia em casa,mas faz 2 meses que retirei o gesso e meu pe doi muito na região da fratura e fica muito inchado e caminho limitado,mancando ainda.Quero saber se é normal isso,se demora muito para voltar ao normal o pé?
Desde ja obrigado.

. R. A localização da fíbula é na perna.Acreditamos que v deve se submeter a novo exame clínico e com RX
02.04.11 @ 12:30
Comentário de: Rhuan Thalles [Visitante]
Eu quebrei a cabeça do metatarseno , usei a bota 1 mês e três semanas , nas duas primeiras semanas não fiquei com muletas , depois comecei a andar forcando a lado que não estava quebrado , tem uma semana que tirei a bota e estou andando normalmente , fui no médico a 2 dias e ele falou que o osso já esta colado. Gostaria de saber se já posso correr , jogar bola , e se beber leite ajuda recuperar o cálcio mais rapidamente.

R. O ideal é correr somente ao completar três meses, considerando que tudo andou bem. Mas não sabemos qual o metatarso. Beber leite não acrescenta cálcio a fratura, exceto em casos de desnutrição, alcoolismo crônico ou similares

Muito obrigado!
02.04.11 @ 15:05
Comentário de: Éverton Rocha [Visitante]
Olá, me chamo Éverton Rocha, tenho 14 anos, recentemente, na quinta feira (30/03/11) em aproximadamente 9:00 horas da manhã eu caí e quebrei o braço jogando futebol. Foi apenas uma parte do osso, e foi somente 1 osso que fica próximo ao pulso. Não sei o nome. Mas a fratura não foi grave como o médico disse, por que a mesma não afastou-se muito. Eu tenho algumas perguntas, quanto tempo aproximadamente eu tenho de ficar com o gesso no braço? Meu braço foi engeçado da metade do braço perto do ombro até os dedos da mão esquerda, isso está certo? Bem, o médico dsse que tenho de ficar 20 dias com o gesso, também está certo? A parte interna do gesso está coçando muito, mas muito mesmo, isso é normal? Quando eu mexo os dedos da mão esquerda a parte onde quebrou dói. Mas não muito, isso também é normal? É só isso por enquanto. :)

R. Geralmente nas fraturas do antebraço segue-se uma regrinha básica. Gesso da axila a palma por 30 dias. A seguir, gesso partindo do cotovelo (luva) até a palma por mais 15 a 30 dias.Mas toda regra tem exceção, pois a regra é básica
02.04.11 @ 22:19
Comentário de: Débora Klippel [Visitante]
Olá, fraturei a 20 dias o tornozelo direito, maleolo lateral, o médico disse que a fratura tava entre fazer cirurgia ou tratamento com gesso, o mesmo optou pelo tratamento com gesso, porém depois de 20 dias molhei o gesso e tirei a metade da bota, fui ao medico e colocaram outro gesso, mas dessa vez com saltinho, agora tenho muitas dúvidas se devo mesmo pisar, e se abrir mais o osso e tiver que fazer cirurgia, tenho medo de piorar, devo aguardar mais um tempo sem pisar para n correr esse risco? o que me aconselharia?me ajude, agradeço muito.

R. Quando se pôs a bota com salto, a ideia é que se inicie a deambulação, respeitando o tempo de secagem do gesso.Exceto se o médico programou a data junto com v.
04.04.11 @ 20:32
Comentário de: Andrezza [Visitante]
Tive uma torção de tornozelo sem complicações. Estou tomando arcoxia e com tala de gesso por 7 dias. Acontece que tenho tido cãimbras horríveis durante o dia e de madrugada (3 eventos/dia). Começa no maléolo e sobe para a perna. É normal??

R. Provavelmente voçê já tem predisposição para câibras. Não é comum. procure investigar o que realmente está acontecendo no local da torção
05.04.11 @ 07:29
Comentário de: Denise [Visitante]
Bom dia ! meu marido quebrou a tibia aperna esquerda proxima ao tornozelo foi a do tipo espiral , faz 60 dias .gostaria de saber se é recomendável trocar o gesso convencional pelo mobilizador,sendo que o médico ja liberou que ele colocasse o pé no chão obrigada

R. Não. recomenda-se até três meses o uso do gesso, com tudo andando bem
06.04.11 @ 09:44
Comentário de: harley [Visitante]
ola dr torci meu tornozelo sabado dia 2 de abril de 2011.ficou muito inchado.fui ao médico e ele tirou o raio x nao quebrou e nao fez exame de ultason e nem ressonancia pq disse q esta muito incgado.sou atelta estou preocupado pq ele colocou uma tala e pediu pra fique uns 15 dias com ela.o q vc me recomenda.devo realmente ficar com a tala esses 15 dias,estoi com medo de atrofiar oanturilha ou etc.posso ficar com a tala ou seria melhor eu usar o robocop ou robofut e e ir tirando e ja fazendo fisio gelo etc;sinto tbem q logo dois dias depois q coloquei a tala ela nao esta mais tao apertada quando foi colocada.espero sua resposta.

R. Independentemente de ser atleta a recuperação das partes moles é de 3 a seis semanas. Noas primeiras tres semanas recomenda-se a imobilização rígida (gesso circular). A partir daí o tratamento pode variar. Nos atletas, recomendamos a Ressonância para um diagnóstico mais preciso, mas o tratamento não muda para entorses. Robofoot, somente depois que a cicatrização estiver bem e em andamento. É possível diagnosticar a lesão ligamentar nestes casos com RX (fazendo as radiografias de estresse). Na maioria das vezes isto é suficiente. O risco de não seguir os prazos é a perpetuação da instabilidade.Os atletas costumam ter pressa e terminam com uma instabilidade residual. A atrofia pode ser combatida em seguida com reforço muscular.
07.04.11 @ 17:08
Comentário de: leandro [Visitante]
ola faz 42 dias que sofri um acidente de trabalho e fraturei o 4 e o 5 dedo do pé esquerdo fiquei com ferros enfiados nos dedos para segurar os dedos no lugar aí fui ao médico para tirar os ferros do dedos e fazer um raio x aí o ortopedista me disse que o osso não tinha colado ainda e me mandou ficar com uma tala por mais 2 semanas e os meus dedos estão inchados.eu queria saber se é normal tudo isso.há eu fumo isso pode influênciar em tudo isso.

R. Alguns estudos consideram o fumo prejudicial. Mas muitas vezes opta-se por retirar a imobilização antes mesmo da consolidação, para que se intensifique os movimentos. No pé a pisada é importante para a circulação, por isso procura-se acompanhar com RX a consolidação, mas libera-se os movimentos.
08.04.11 @ 02:45
Comentário de: Benedito Junior - Manaus [Visitante]
BOA TARDE DR., ESTOU COM UMA DUVIDA, NO DIA 06 DE ABRIL, REALIZEI UMA CIRURGIA AONDE MEU MÉDICO COLOCOU UMA PLACA COM SETE PINOS PARA RESTRUTURAR MEU OSSO DA FIBULA AONDE QUEBREI E TAMBEM RESTRUTUROU OS LIGAMENTOS DEVIDO A LUXAÇÃO DO MEU TORNOZELO ESQUERDO,NO FIM DA OPERACÃO, MEU MÉDICO RECOMENDOU QUE EU UTILIZASSE A BOTA IMOBILIZADORA POIS EU TENHO QUE FAZER CURATIVOS DIARIOS NAS AREAS QUE ESTAO PONTEADAS DEVIDO O FECHAMENTO DA CIRURGICA COM PONTOS E DEPOIS DE 10 DIAS EU TENHO QUE VOLTAR PARA RETIRAR ESSES PONTOS, ESTOU COM MEDO POIS O MESMO NEM SEQUER COGITOU COLOCAR GESSO NO MEU TRATAMENTO E JA COLOCOU A BOTA IMOBILIZADORA, O QUE O SR. ME DIZ DO PROCEDIMENTO DO MEU MÉDICO?

R. Opção válida. Considera-se que seu tornozelo já tem uma imobilização interna.
08.04.11 @ 12:32
Comentário de: Denise Campos [Visitante]

Boa noite, obrigada pela resposta ,tenho mais uma duvida, espero que voces possam me ajudar. retornamos ao médico e após 64 dias o medico sugeriu que fizesse cirurgia pois não havia colado nada.Sendo que na duvida procuramos outro médico que nos respondeu que estava colando é possivel não ter colado após 65 dias?será necessário cirurgia.O que devo fazer por favor me de uma luz estou confusa. lembrando que ele sofreu acidente de moto e fraturou a tíbia próximaao ao tornozelo foi espiral .

obrigada

R. De um modo geral, as fraturas epiraladas tendem a grudar em relação a outros tipos. E quanto mais perto do tornozelo, melhor. Mas é possível que a consolidação esteja retardada. acreditamos que se o problema é grudar, este tempo ainda é pouco.



08.04.11 @ 20:02
Comentário de: Teresa Lima [Visitante] Email
Tenho 58 anos e sou func publ federal. Fraturei o pé (cid 92.3). Fui atendida em Clinica particular e o médico me deu um atestado de 60 dias p o trabalho. Vou permanecer com bota de gesso por 6 semanas.. O médico do meu trabalho não aceitou o atestado alegando q é uma fratura de dedinho e q não necessito deste tempo todo e me encaminhou p a Junta Médica d meu trabalho. Estou preocupada em não homologarem minha Licença. Por favor, qual a sua opinião?

Este CID corresponde a fratura de metatarso e não do dedinho. Estou com o seu médico
10.04.11 @ 08:27
Comentário de: vitaliano nardi [Visitante]
bom dia eu quebrei 5 metotarso do pe direito,ja faz um mes nem calcificação teve,obs eu estou usando uma bota de crepe,gostaria de saber o que tenho que fazer,obrigado pela atenção

R. como temos falado aqui, nem sempre a imagem dos raios X estão de acordo com a consolidação óssea nas fraturas do meta. A consolidação real, normalmente se faz mais presente que nos raios X.
10.04.11 @ 09:57
Comentário de: JUlia [Visitante]
Oii doutor, fraturei o tornozelo, foi uma fratura linear, o médio me de a opção da bota robocop ou gesso na primeira semana optei pela a bota agora ja na segunda semaanha resolvei engessar pois me senti mas segura, ja faz 15 dias que traturei o senhor acha que pelo menos em 26 dias ja posso tiar o gesso e ver o rx para saber da cicratização e caso nao aconteça possa optar para afisioteraoia , nao sinto dor e no dia que engesso ja havia dimunuido o edema.
R. o tempo mínimo é quarenta dias e o máximo 60. a recuperaão total e em torno de 90. deambulação próxima do normal é em 180 dias. Prazos básicos que podem variar conformeo caso
10.04.11 @ 14:07
Comentário de: Benedito Junior - Manaus [Visitante]
OBRIGADO DR. PELA MINHA DUVÍDA TIRADA, BOM, AGORA TENHO OUTRA PERGUNTA, JÁ ESTOU COM UMA SEMANA QUE O MEU MÉDICO OPEROU MEU TORNOZELO, COLOCANDO PINOS E PLACA E RESTRUTUROU A LUXAÇÃO QUE TIVE TAMBEM DO TORNOZELO C/ O PÉ ESQUERDO, PERGUNTO, SE JÁ POSSO ME MOVIMENTAR COM MULETAS OU CADEIRA DE RODA OU TENHO QUE CONTINUAR NA CAMA COM O TORNOZELO ERGUIDO, JÁ QUE NÃO SINTO MAIS DORES E O ENCHASSO DIMÍNUIU BASTANTE , OBRIGADO.

O recomendado é 05 dias de repouso absoluto. A seguir pode usar muletas utilizando a perna boa. Pisar com o pé doente só com liberação de seu médico
11.04.11 @ 18:14
Comentário de: Maria Izabel [Visitante] · http://nobre.med.br/blog1.php/2010/07/14
Prezado doutor,

No dia 02/04/2011 sofri um entorse grau III no pé esquerdo que foi imobilizado. Daí à 5 dias não suportando mais as dores, retornei ao hospital. O médico retirou o gesso, o pé estava extremamente inchado e com a base roxa. A panturrilha também bastante roxa e inchada. O médco colocou uma calha gessada e me proibiu de pisar. Acontece que continuo sentindo muitas dores e noto inchaço nos dedos e próximo à eles. Quando me levanto, sinto um grande "peso" no pé e os dedos ficam muito vermelhos. A pergunta é: isso é normal ou será que tem algo errado que possa estar comprimindo minha circulação?

Grata, Maria Izabel.
R. Voçê deve pesquisar outras lesões e descartar possivel infecção. Se tudo estiver bem, o muitas vezes o tratamento local pode ser prioritário em relação a cicatrização com imobilização rígida
12.04.11 @ 14:04
Comentário de: Daniela [Visitante] Email
Dr. Boa Tarde, no momento estou muito anciosa, meu filho é portador de Osteogense Inperfecta tipo3 , tem 5 anos mas ja teve mais de 26 farturas, a mais recenta foi de fêmur, bem perto do joelho, ele não estira muito bem as pernas por contas das fraturas que resultou em menbros inferiores bem arqueados e musculatura frouxas, so que depois q ele tirou o gesso, ele não movimenta bem as pernas, perdeu as forças totalmente, isso é normal? ele disse que não doi mais, o calo ósseo ta bem formado, aqui onde moro não tem nenhum especialsita, gostaria de uma ajuda por favor, uma orientação.. estou desesperada, não consigo dormir, muito preoculpada, preciso de uma aajuda. Obrigada,

R. pode haver sim diminuição de força, pois os músculos são afetados. fisioterapia é uma boa medida (com bem cuidado) Hoje pode-se tentar o uso de medicações que aumentam o conteúdo ósseo. Procure a secretaria municipal de sua cidade, ou mesmo o inistério público se tiver dificuldades. Se não houver trtamento em sua cidade peça o tratamento fora do domicílio, previsto pelo SUS, e se não tiver respaldo fianceiro. origado por comentar aqui
14.04.11 @ 15:10
Comentário de: Fatima [Visitante] Email
Dr, parabéns pelo seu trabalho e pelo seu desprendimento em ajudar as pessoas.
Tive uma fratura bimaleolar com adução e rotação. Coloquei de um lado uma placa com parafusos(6) e do outro lado um parafuso e fios. Não coloquei gesso, mas não posso colocar o pé no chão até 26/04 (operei em 21/03) e em 26/04 vou usar bota robot foot. A parte de trás do tornozelo parece que está rígida, presa, embora eu possa movimentar o pé para cima e para baixo. Sinto dores todos os dias (não tomo analgégico, já que a dor é fraca), principalmente no lado onde está somente um parafuso e fios.
Tenho 52 anos e gostaria de saber quando vou poder andar normalmente e voltar ao trabalho (não tenho osteoporose).
Grata pela gentileza da informação

R. Antes de mais nada use os analgésicos, pois a dor pode se tornar crônica e ficar de difícil tratamento. Nestes cos a estimativa da marcha ficar o mais próximo do normal é em seis meses.Isto depende muito do tipo de pessoa, e se tudo correr bem no tratamento
14.04.11 @ 20:22
Comentário de: JULIA [Visitante]
doutor obrigada,pela a resposta mas assim que tirar o gesso posso optar pela a fiisoterapia para cicratizar o tornozelo
17.04.11 @ 12:42
Comentário de: Fatima [Visitante]
Muito obrigada pela gentileza da resposta!
Fique com Deus.
17.04.11 @ 17:45
Comentário de: Nikolas Perdigão [Visitante]
Dr, quebrei o metatarso protimal(ou proximal num sei ), é um ossinho mais ou menos na base do dedinho, tive de engessa-lo(até o joelho) por 39 dias, e faz hoje 5 dias que estou sem ele, mas o que ocorre é que meu pé está muito inchado (principalmente no peito do pé e no tornozelo), e dói quando eu ando (não na região fraturada) mas na sola do pé embaixo dos dedos, e hoje eu forcei um pouco mais andando, e piorou o inchaço, queria saber se isso é normal, se for quando tempo dura, caso não seja normal quero saber se é grave ou se devo procurar um médico? Obrigado, aguardo respostas. att:Nikolas Gonçalves Perdigão.

R. V deve ser reavaliado pelo seu médio assistente.
18.04.11 @ 22:14
Comentário de: milton mendes dos santos [Visitante]
olá dr.meu nome é Milton Mendes,tenho 40 anos 2001 sofri um acidente de moto no qual sofri uma pequena fratura no tornozelo direito,no primeiro atedimento foi feito um diagnostico precário,porem 15 dias depois fui atendido pelo medico do meu convênio,no qual o mesmo diagnosticou essa pequena fratura,porém o tratamento já ficaria dificil,coloquei gesso por 30 dias após fiz umas 80 sessão de fiso mas mesmo assim sinto muita dor até os dia de hoje,me recomendaram uma atrodese mas tenho mendo disso ficar pior o que eu faço dr?

R. A ´nica finalidade da artrodese neste caso, será provavelmente livrar-lhe da dor Portanto é uma decisão somente sua. A artrdese lhe privará de movimentos específicos da articulação operada. Porém, dificilmente uma pequena fraatura teria um desfecho radical. É bom pedir uma outra opinião.
19.04.11 @ 19:40
Comentário de: ligia [Visitante]
no dia 26/03 cai e fraturei o radio, segundo a TC, (sinais sugestivos de pequena tratura /avulsao do tuberculo de Liser na face dorsal do radio distal, sem desalinhamentos significatimos), Fiquei 3 semana com tala de gesso imobilizando ate o cotovelo, e ja fazem quase duas semanas que estou com IMOBILIZADOR com velcro, porem sinto dores no ante braco, da a impressao que esta entrando um liquido que queima, nao sei se veia ou nervo,ESSE TIPO DE IMOBILIZACAO, eh correta? a dor eh normal? quanto tempo devo ficar com o imobilizador?

R. Mtas vezes quando a imobilização está muito apertada, pode causar esta sensação.E esta sensação é normalmente devdo alguma interferencia no nervo. O tratamento e seu tempo está bem discutido nos vários comentários deste post, normalmente 4 a 6 semanas
21.04.11 @ 02:43
Comentário de: Camila Marinho [Visitante] Email
bom dia

eu fraturei a cabeça do rádio do braço direito.
a fratura é mínima, cerca de 3 mm.
Sinto dores no punho e às vezes sinto fisgadas no cotovelo, embora só sinta dores agudas quando mecho o braço, como por exemplo quando tenho que fazer rx.
Estou com imobilização por tala a 13 dias.
Sou atleta e gostaria de saber quanto tempo terei que ficar com imobilização e quais são os riscos de desvio, ois meu ortopedista disse que eu não poderia ficar movimentando o braço senão a fratura desalinharia.
Gostaria de saber também se sentimos algo durante o processo de calsificação.
Sou deficiente visual e utiliso muito as mãos para minhas atividades diárias, ortanto preciso que a minha imobilização permaneça por menos tempo possível.
Obrigada desde já e parabéns pelo maravilhoso trabalho.

R. O ideal é permanecer co geso por tres semanas. A seguir fisioterapia. Uma imobilização provisória pode ser usada a partir daí e mantida até seis semanas. mas lembre-se cada caso pode ser diferente. Não se sente a calcificação acontecer
23.04.11 @ 03:18
Comentário de: clecio batista [Visitante]
Boa tarde doutor.
Dr, eu cai de gosta de uma autura de uns dois metros e quebrei o brasço esquerdo na proximo ao punho que foi engessado com gesso so que o gesso esta mim dando alergia no brasço. Eu queria saber do senhor se tem outra opissão de imobilizador a não ser o gesso.
Obrigado boa tarde.

Alergis a gesso são raras, até porque antes de pôr o gesso, a extremidade é revestida com algodão, malha ou outro material, podendo se tentar opções. Há a exstencia do gesso sintético ou imobiliadores diversos, mas com eficácias menores
23.04.11 @ 13:52
Comentário de: Raquel Luzia [Visitante]
olá eu tive uma ruptura no tornozelo esquerdo pra ser mais exata no tendão de aquiles.foi parcial. será que seria um caso de cirurgia?
Eu fiz duas ressonancias e deu que tem gordura de kager, isso se tira com cirurgia ou ñ.
sinto muitas dores e ao pisar parece que estou pisando em cacos de vidros.

R. Na pratica temos visto que lesões parciais do tendão de Aquiles são bem raras. muitas vezes há confusão entre a parcialidade e o tendão do plantar. Para se optar pelo tratamento conservador, deve-se ter certeza que se há lesão total ou parcial O exame clinico é superimportante.Outra, deve-se investigar qual a causa, e se o tendão já não era doente...
26.04.11 @ 18:26
Comentário de: Julia [Visitante]
DOUTOR Parabens por seio carinho e dedicação, como ja citei fraturei o tornozelo esquero, fiquei uma semana com bota robocop e 25 dias com o gesso, essa semana tirei o gesso, e fiz rx, o medico disse que houve a cicratização ma meu pé esta mto inchado e roxo tanto do lado esuqerdo com o do direito, comecei a fisio, mas estou anciosa pois ainda manco será qeu vai demorar mto ainda para melhorar existe alguma alternativa caseira de banhosetc para eu fazer

R. fisioterapia é imprescindível. No post sobre compressas damos todas as orientações sobre como e quando elas devem ser feitas
27.04.11 @ 20:18
Comentário de: vasco [Visitante] Email
ola douctor estou um pouco preocupado. eu tive uma racha no cotovolo e andei com gesso 1mês e meio e hoje fui tirar o gesso. O médico disse que nao precisava de fazer fisioterapia para so meter o braço em cima de uma mesa e ir dobrando .. mas tenho receiu ate porqe sinto qe por baixo do cotovelo ao dobrar um pouquito ainda me doi. é normal essa dor? que posso fazer? abraço e espero ansiosamente uma resposta.

R. considerando que esteja indo bem o seu tratamento, v deve procurar um especialista da fisioterapia. È o ideal
28.04.11 @ 12:08
Comentário de: pedro [Visitante] Email
ola doutor. a minha mae caiu e fracturou o radio e deslocou um osso do carpo. no hospital "meteram-lhe" O tal osso do carpo no sitio e engessaram o braço, evitando assim a operaçao. entretanto a mao da minha mae tem vindo a inchar e perto do polegar esta inchado e duro. ela foi novamente ao hospital e disseram-lhe que é normal porque ao partir o osso causou um hematoma. poderá estar descansada ou este inchaço pode trazer problemas? cumprimentos

R. Em geral, inchaços que permitem boa movimentação dos dedos, podem ser permitidos. Deve-se ficar de repouso, mover bastante todos os dedos e manter a mõ elevada. Quando o inchaço é muito, pode ser necessário fender o gesso (abrir um ou mais centímetros, em linha reta desde a mão no seu final até o início, seja no braço ou no antebraço. Não se deve permitir dor intensa ou dormencias
30.04.11 @ 17:38
Comentário de: brian [Visitante]
olá, eu tive um entorçe no tornozelo, e chegou a trincar, fiquei com tala, e depois de uma semana coloquei o gesso por 15 dias, retirei hj, e nao sei como faço para andar, pois doi o pé e a perna, mas nao no local da fratura, gostaria de saber se é normal ou nao.

Obrigado !

R. olha se chegou a trincae, é por que foi mesmo uma fratura e não uma entorse. O tempo mínimo para tratamento das fraturas de tornozelo é trinta dias. 90 dias é o prazo para retorno ao status anterior à fratura, quando possível.Claro que estes tempos são básicos e estimativas
02.05.11 @ 14:04
Comentário de: danieli [Visitante]
oi quebrei o quinto metatarso e ainda falta um pouco pra colar e ja tem 2 meses e 6 dias e normal , usei so a bota porque tinha machucado o pe , eu ja posso andar?

R. Voç~e deve ser avaliada com Rx novos, saber sobre a consolidação e tb o exame clínico importante, antes de tomar a decisão
04.05.11 @ 10:52
Comentário de: alessandra [Visitante]
olá ,sou a Alessandra a 15 dias sofri um acidente e fraturei o radio do braço esquerdo estou com tala desde esse dia mais sinto muita dos ainda ,tenho retorno daqui a 10 dias sera que vou ter que colocar gesso totalmente ainda quanto tempo leva pra cicatrizar esse tipo de fratura,pois trabalho pegando peso .obrigada pela atenção

R. não existe tempo standard. mas dois a tres meses conforme o caso é indicado imobilização. O tratamento pode durar mais
04.05.11 @ 13:53
Comentário de: Nayara [Visitante]
Estou com tendinite nos fibulares e no tendão de aquiles.... Qual é o melhor tratamento????

R. Não existe um melhor tratamento. Mas tratamento específico, que varia de pessoa para pessoa e de caso para caso. Procure ser examinada por um médico e ele vai indicar
04.05.11 @ 21:04
Comentário de: lizandra [Visitante]
olá, sofri uma queda de moto, e o laudo do raio x apontou um traço de fratura no rádio distal, eu queria saber se uma tala removível resolve o meu problema, eu consigo mexer o pulso e os dedos, só dói um pouco.

R. Sugerimos ler os vários comentários e dúvidas deste post, pois já abordamos este assunto. Fraturas devem ser imobilizadas para seu tratamento ótimo
05.05.11 @ 13:00
Comentário de: GISLENE [Visitante]
Olá, cai de bike e quebrei o radio próximo ao cotovelo, a fratura não ficou desalinhada e estou com o braço engassado, gostaria de saber se é necessário ficar com parte da mão engessada ou posso tirar o gesso só das maõs ?

O gesso é confeccionado sob medida. E segue um padrão definido, portanto não pode ser alerado na sua forma, sob pena de ineficácia ou insucesso do tratamento
07.05.11 @ 11:09
Comentário de: Jocelia [Visitante]
doutor,quebrei o osso na altura do radio,tirei o gesso a 8 dias ,fiquei com o mesmo 24 dias.agora estou sentindo dores,febre no local e nao consigo estica-lo.Isto eta dentro do normal


R. procure realizar revisão com seu médico assistente. O tempo é curto. procure ler os vários comentários e dúvidas neste post, pois já abordamos este assunto
07.05.11 @ 16:15
Comentário de: Jocelia [Visitante]
doutor,quebrei o osso na altura do radio,tirei o gesso a 8 dias ,fiquei com o mesmo 24 dias.agora estou sentindo dores,febre no local e nao consigo estica-lo.Isto eta dentro do normal
07.05.11 @ 16:17
Comentário de: Paula [Visitante]
Dr. a 7 meses atras fraturei o tornozelo e fiquei 40 dias engessada e até hoje o local é inchado e não consigo usar salto alto e nem praticar exercicios de impacto como corrida. Isso é normal depois de 7 meses??? seria melhor fazer uma ressonancia??? obrigada, boa noite.
Paula
R. boa opção. TC pode ajudar tb
07.05.11 @ 20:11
Comentário de: Tamiris [Visitante]
Boa noite. meu caso é o seguinte, meu namorado caiu de moto e sofreu uma fratura no dedo e punho, ele foi submetido a uma cirurgia e teve q colocar pinos internos.a minha duvida é se é normal o inchaço depois de 7 dias apos a cirurgia.
r. É comum
08.05.11 @ 20:18
Comentário de: Fernanda [Visitante] Email
Olá Dr. no dia 13 de abril eu tive uma fratura no 5º metatarso do meu pé esquerdo. No raio x vê-se que há um certo deslocamento do osso com uma fratura do tipo oblíqua. O médico engessou e fiquei até hj com o gesso, na parte da manhã tive outra consulta, o médico retirou o gesso e tirou outro raio x (hj completa 1 mês de gesso), observei pouca mudança entre o raio x de hj e o de 1 mês atrás. O médico disse então que eu devo ficar 1 semana sem o gesso e depois provavelmente eu devo colocar uma bota. Esse procedimento está correto?.. Como houve um deslocamento, acredito que o osso não voltará para o lugar apenas com o gesso, estando assim o osso calcificando de maneira incorreta. É necessário a cirurgia?.. Caso eu faça somente a fisioterapia a partir da semana que vem, estando o osso calcificado incorretamente, que problemas isso me trará? Obrigada.

R. Acreditamos que após 40 dias a fisioterapia deve ser iniciada, neste caso que se optou pelo tratamento conservador
12.05.11 @ 12:09
Comentário de: Nuno [Visitante]
Doutor, tive fractura marginal do calcaneo anterior, levei tala engessada à 2 dias e vou ter de ficar com ela 4 semanas. Acontece que estou com o inicio dos dedos dos pés com sangue pisado, é normal? Visto que foi uma roda de um carrinha que passou por cima do pé? Outra duvida é quando poderei pousar o pé no chão e se depois de tirar o gesso é preciso algum tipo de reabilitação ? Obrigado

R. Fisio e reabilitação são sempre importntes, principalmente em adultos. Mas v. deve avaliar a parte da frente do pé se possivel com RX, para ter certezase ali não houve tb fraturas ou outras lesões
13.05.11 @ 07:00
Comentário de: Vanessa [Visitante]
Olá Doutor. Faz um mês que fraturei o primeiro, segundo e terceiro metatarso e tive uma subluxaçao na lateral e Três semanas após um cirurgia onde coloquei três fios de kirschner. Hoje consultei meu médico e ele disse que eu poderia tirar o gesso e substituí-lo pela bota imobilizadora, onde eu poderia tirá-la para banhar e mexer os dedos e o pé normalmente (que seria o ideal para obter os movimentos novamente) só nao poderia pisar no chão por mais um mês. Isso está certo? Eu posso realmente mexer meu pé? Eu fico insegura e com medo de sair do lugar e colar errado. Agradeço desde já pela resposta!

R. Vçê não deve pisar até retirar os fios, se eles estiverem segurando ou fixando articulação. Mas o movimento é bom quando possível
14.05.11 @ 23:12
Comentário de: Fátima [Visitante]
boa noite, meu filho de 4 anos , sofreu a cinedente , uma motoa pssou em cima do pé dele e fraturou acima do dedinho. ficou engessado por 15 dias , tirou o gesso a 5 dias , mais ele não consegue andar normal , o pé focou pra fora aou andar e esta inchando. isso é normal? por favor me ajude. obrigada !!

R. Acrditamos ser necessário reavaliar.nem sempre o primeiro atendimento é fiel a tudo. Alguns diagnósticos são feitos na reavaliação
15.05.11 @ 19:15
Comentário de: Livia Diniz [Visitante]
ha 5 dias estou usando uma tala cid 60.2 decorrente de um acidente de moto , porem estou sentindo dores ao tentar esticar os dedos das mãos e quando chega a noite sinto formigamentos e dormencia nos dedos e normal

R. receamos faltar algo neste cid. Porém v deve consultar seu médico para um novo exame, diante dos formigamentos e dificuldades em esticar os dedos
16.05.11 @ 15:58
Comentário de: lukas botinelly [Visitante] Email
olá doutor fraturei a tibia e peronio jogando futebol a 115 dias hoje tirei o gesso quinta e ele me recomendou usar bota ortopedica e hoje sem o gesso passando a mão em cima de onde foi fraturado sinto o osso um pouco pro lado isso é normal ? e sinto uns choques cabulosos quando eu movo o calcanhar pra baixo e a ponta do pé pra cima . Ele disse que daqui 3 meses eu vou poder voltar a jogar futebol será se vai ser como antes ? corre o risco de haver alguma sequela ? mt obrigado .

R. o osso não precisa ficar 100% na posição, no tratamento. Há critérios para se avaliar se se pode permitir determinados desvios. É isso que pode falar sobre a sequela. Acreditamos que para o futebol para não atletas o tempo mínimo é de 180 dias
16.05.11 @ 22:52
Comentário de: artemis oliveira bilalis [Visitante]
tive uma pancada leve num pedal de bicicleta na patela do tornozelo direito. No inicio o medico achou que seria uma lesão do nervo. Mas depois de outros RX teve um trincado pequeno no osso. Tomei 3 tipos de antiflamatorio e 20 sessões de fisiot. isso hoje já tem 1 1/2 mês. Mas doi ainda.será que não vou poder voltar as minhas atividades fisicas. jump, musculução e caminhada

R. História um pouco confusa. Não existe patela no tornozelo. Antinflamatórios são necessários por no máximo uma semana de forma aguda, para o traumatismo. Peça explicações mais cientpificas a seu médico, sobre o que está acontecendo, mas de forma que v possa entender.
19.05.11 @ 09:28
Comentário de: Andressa Cavalcante [Visitante]
Olá, Dr!
Eu fraturei o dedo anelar da mão esquerda, uma fraturinha, como disse o médico. Estou com tala há 16 dias e ainda está roxo nas juntas e dói qd tento movimentar. É normal isso depois desse tempo?
Qual o tempo mínimo para usar a tala nesse caso?
Obrigada.

R. O tempo de imobilização depende muito do tipo de fratura. Mas o ideal é que a fisioterapia se inicie o qunto antes sendo um tempo crítico, 30 dias.
24.05.11 @ 14:47
Comentário de: Renato costa [Visitante]
oi boa tarde eu cai no dia 19 de abril de uma laje de uma altura de uns quatro metros e fraturei o calcâneo esquerdo e o punho esquerdo fui ao medico ele colocou uma tala gessada nos dois ai uma semana depois voltei e coloquei gesso o medico dize que eu poderia usar bota imobilizadora no lugar do gesso só que ele não tinha la na hora ai eu arrumei uma e duas semanas depois eu mesmo tirei o gesso e a coloquei pois não consigo andar e a onde eu moro tem muntos degraus fica dificio pra descer e subir bom sinto o tornozelo doer esta inchado mas o calcaneo não cinto nada asvezes eu cinto como um shoque quando eu coloco o pé no chao a mão eu tambem tirei em casa doi um pouco mas consigo pegar peso e fazer varios movimento gostaria de saber se possa tirar a bota pra dormir e tomar banho e oque fazer para desinchar o tornozelo?brigado. hoje 24 de maio

R. Voçê deve se submeter a uma reavaliação médica o quanto antes, pois o procedimento doméstico não é correto nestes casos. Fraturas de calcaneo são bem especializadas e de dificil decisão de tratamento. Baseia-se nas radiografias e medições sistemáticas de ângulos, por exemplo. A regressão dos sintomas não implica em bom resultado
24.05.11 @ 15:21
Comentário de: natanael [Visitante]
eu quebrei o antebraço(1.3 radio)tive que fazer uma cirurgia e o medico colocou uma placa de 14 cm eu queria saber se o osso começa a colar apos 30 dias depois da cirurgia ou nao tem nada ver ?eu ja estou no 45 dias apos a cirurgia sera que ja colo?obrigado.

R obrigado por participar. Uma frat ura já começa a colar no momento em que Quando se opera a fratura pode ter um tempo maior para finalizar a consolidação
26.05.11 @ 22:36
Comentário de: Adjair [Visitante]
Ola tudo bem? a 15 dias tive uma pequena fratura incompleta na Tibia, gostaria de saber com quantos dias o osso cola? to com o gesso ate a coxa, passarei o tempo todo do tratamento com o mesmo gesso? ou o medico pode colocar outro tipo?
R. De um modo geral após algum tempo seguro, o médico troca o gesso por um menor. não hátempo específico para cura de doenças. deve ser segido com RX e exme clínico. mas fraturas de perna podem ser corrigidas por cerca de quatro meses
27.05.11 @ 21:33
Comentário de: Jessica [Visitante]
Dr quebrei o 5 metotarso do pe direito,no dia 15 o medico colocou uma tala e enfaxou, eu nao sentia incomodo nenhum, tava meio solto, mais teve um dia que meus dedos incharam e estavam ficando roxa, no dia 23 fui a outro ortopedista, eele colocou o osso no lugar e fez uma bota de gesso de vez em quando eu sinto uma dorzinha incomodando, e meu pé ainda ta inchado, devo ir a outro medico ou esse inchasso é normal?estou muito preocupada me ajudee

Obrigadaaa

Quando houver dúvidas, defendemos que se deve procurar o mesmo médico para esclarecimentos, já que ele tem responsabilidde sobre o caso. Mas inchaços são normais nas fraturas dependendo da alteração de circulação causada pela doença ou mesmo pela imobilização
27.05.11 @ 21:35
Comentário de: Anderson Reis [Visitante]
Bom dia Dr!!! Estou muito preucupado,pois fraturei a fibula no dia 28-04-2011 em dois lugares, foi engessado até a virilia,estou em repouso absoluto a um mes, só saio da cama para o banho a noite,queria saber quanto tempo para calsificaçao,sendo que o osso desalinhou um pouco.Sou militar e queria muito voltar as atividades o mais rapido possivel. Desde já Grato . . .

Quando a fratura é só da fíbula e não envolve o tornozelo, o tempo de cicatrização é rápido em torno de seis semanas. Sendo muitas vezes possível a imobilização removível após a fase de inflamação
28.05.11 @ 18:33
Comentário de: Giselle [Visitante]
Olá... Tenho 29 anos e ao bater meu pé no sofá da minha sala fraturei o quinto dedo (o dedinho) do pé direito. Fui na emergência na mesma hora e imobilizaram meu pé com esparadrapo e me pediram para retornar em 15 dias.
Gostaria de saber quanto tempo demora para calcificar uma fratura do dedinho do pé e se somente com a imobilização do esparadrapo isso vai acontecer. O médico não me deu recomendação alguma, então estou fazendo meus afazeres normalmente, sem maiores cuidados. Ainda sinto dor.
Aguardo, ansiosa, por uma resposta. Tenho 2 filhos pequenose essa fratura tem me limitado bastante, com relação a eles.
Desde já, obrigada e parabéns pela iniciativa.
Giselle.

R. Nestas fraturas, de modo geral, podem ser mantidos os hábitos do cotidiano, sem traumas ou esportes até que haja cura. Não há tempo standard, mas costuma-se deixar a imobilizção por duas a tres semanas. V deve ser reavaliada com Rx para rastrear qalquer desvio da fratura
29.05.11 @ 21:17
Comentário de: maiza moreira dos santos [Visitante]
ola ... sou maiza tenho 20 ano quebrei o tornozelo mas não foi preciso de cirurgia fiquei com meu pé engessado por 30 dias ai ele me recomendou a bota fiquei com a bota mais 10 dias mas quando eu voltei ele disse que na radiografia anterior aparecia somente o risco da fratura e que na atual já havia dado um espaço o osso havia cedido agora me passou mais 10 dias de gesso .. caso o osso não cole teria uma hipótese de cirurgia?

Se o osso não cola pode ser mesmo preciso cirurgia para corrigir a pseudoartrose
30.05.11 @ 09:36
Comentário de: Alex David [Visitante]
olá no dia 21 de abril de 2011 fraturei a cabeça do rádio, fratura classificada como mason tipo I, fiquei 5 semanas com gesso axilo palmar, agora estou com uma tala luva, porém meu braço ainda está um pouco duro, não consigo estica-lo totalmente. Gostaria de saber se isso é normal, se é viável eu movimentá-lo e se há alguma estimativa de quanto tempo ele fique nesse estado rígido?
desde de já obrigado.

R. O que podemos dizer é que este é uim tempo suficiente.Deve-se exercitar o cotovelo, sob pena de rigidez.
30.05.11 @ 10:00
Comentário de: luci de vale [Visitante] Email
estou a 6 meses com uma bota imobilizadora devido a um osso trincado no tornozelo e a ressonancia agora acusou que estou com um edema. O que será feito agora já que estou imobilizada a esse tempo e nao teve a melhora Edema em subcutâneo em tornozelo e pé


R. A sua história soa um pouco estranha. seis meses parece um pouco demais para imobilizar um segmento com osso trincado. Há tempos houve um tratamento com este tempo para Fratura de talus, porém hoje existe outras formas. Também deveriamos saber que tipo e localizaçção é o edema. Voçê deve investigar se a circulação está alterada e provocando o inchaço ou se á um componente reumático na situação
30.05.11 @ 18:48
Comentário de: julia [Visitante]
ola doutor estou me recuperando de uma fratura no tornozelo na fibula estou fazendo fisio há um mes mas ainda esta inchado onde quebrou é normal e ja posso andar com umsalto pequeno e fazer caminahda ? mas noto tb que se fico em pé muito tempo incha mais por que ?
R. Há alteração da circulação. Mas a fisio vai ajudar bastante
31.05.11 @ 21:56
Comentário de: Marcos [Visitante]
Olá Dr. parabéns pelo trabalho. Gostei dessa sua forma de ajudar os outros. Sucesso!
Tive fraturas (não expostas) nos metatarsos do pé D. (do 2º ao 4º) O tratamento iniciou com tala gessada na altura da panturrilha. No 25º dia começou uma dor fina na panturrilha, imaginei que fosse no tendão, que melhorava após massagens com gel medicinal, mas sempre retornando e gradativamente durante esses três ultimos dias, subiu para todo joelho(principalmente atrás com aparição de uma peq bolsa) e coxa. Agora dói tudo insuportavelmente. Além disso, sinto-me enjoado vez em quando. Não foi trocado a Tala e parece estar mole na região do tornozelo. Liguei pro meu ortopedista e ele disse que eu devo estar deixando o membro pendurado causando dor e isso não é verdade. Deixo-o sempre elevado, ficando pra baixo apenas nos momentos necessários(banho, alimentação, necessidades). Estou usando relaxantes muscular, mas apenas diminuem a dor. TENHO MEDO DE TROMBOSE? Por favor o senhor pode me esclarecer?
R. V deve ser revaliado, investigar infecção ou hematomas frios
01.06.11 @ 09:32
Comentário de: Marcos [Visitante] Email
Olá Dr. parabéns pelo trabalho. Gostei dessa sua forma de ajudar os outros. Sucesso!
Tive fraturas (não expostas) nos metatarsos do pé D. (do 2º ao 4º) O tratamento iniciou com tala gessada na altura da panturrilha. No 25º dia começou uma dor fina na panturrilha, imaginei que fosse no tendão, que melhorava após massagens com gel medicinal, mas sempre retornando e gradativamente durante esses três ultimos dias, subiu para todo joelho(principalmente atrás com aparição de uma peq bolsa) e coxa. Agora dói tudo insuportavelmente. Além disso, sinto-me enjoado vez em quando. Não foi trocado a Tala e parece estar mole na região do tornozelo. Liguei pro meu ortopedista e ele disse que eu devo estar deixando o membro pendurado causando dor e isso não é verdade. Deixo-o sempre elevado, ficando pra baixo apenas nos momentos necessários(banho, alimentação, necessidades). Estou usando relaxantes muscular, mas apenas diminuem a dor. TENHO MEDO DE TROMBOSE? Por favor o senhor pode me esclarecer?

R. Voçê dedeve reavaliar com médico assistente, pois não é comum tal sintoma nas fraturas de metatarso. Somente um exame clínico apurado vai definir o que está acontecendo
01.06.11 @ 10:32
Comentário de: Alessandro Rodrigo Liebel [Visitante]
Boa tarde Dr,
Tive uma fratura por avulsão (parede lateral do cubóide), (virei o pé correndo), e tirei raio-X e fui recomendado manter a bota imobilizadora por 6 semanas. No momento estou de muletas sem pisar no chao. Ele disse que em 10 dias eu poderia começar a tentar pisar no chao, para ver se consigo, e se nao doer, abandonar as muletas e manter as botas, andando com elas por 6 semanas, até abandonar e começar a fisioterapia....minha duvida está em tentar largar as muletas...10 dias nao é muito precoce? pois o pé ainda está inchado, quanto tempo seria mais prudente começar a tentar pisar sem muleta?
Muito obrigado e parabens pelo interesse em tirar duvidas de todos nós!

R. Este osso tende a cicatrizar rápido pois é do tipo esponjoso. Pode-se concluir qwue as seis semanas de imobilização é sificiente.
01.06.11 @ 12:57
Comentário de: Lucas Piassa [Visitante]
Ola doutor.
Fraturei a ulna do braço esquero per do punho, na verdade ela esta um pouco fora do lugar, achei q o medico q me atendeu foi muito radical falando que eu perderia o movimento circular do punho, fui em outro medico, e este me disse que nao haveria problema o que o senhor acha? o senhor deve ter visto muitas fraturas na ulna, perde mesmo o movimento? jah faz 30 dias q estou ingessado, nao sinto dor alguma.

R. Diminuição de movimentos pode acontecer, mas perder movimentos pela fratura de ulna não é complicação correspondente
01.06.11 @ 16:53
Comentário de: carolina [Visitante]
Boa noite! Eu tive uma fratura incompleta na falange proximal do dedo mindinho do pé esquerdo. Está imobilizado com esparadrapo e atadura. O médico da emergência disse que após 15 dias é para retirar a imobilização e voltar a vida normal que já estaria curada, sem necessitar de um retorno ao médico. Gostaria de saber se posso considerar isso verdade ou se seria necessário retornar ao médico para ver se já houve a calcificação. Obrigada!

R. Obrigado por comentar em nosso BLOG. Qualquer que seja a doença ela deve ser reavaliada pelo médico num segundo tempo, de preferencia pelo primeiro que a assistiu. Se ele te descartou, deve procurar alguem que lhe dê atenção. A fratura do dedo em 15 dias não está curada, embora a imobilização neste caso possa ser decartada
01.06.11 @ 22:05
Comentário de: Vanessa [Visitante]
É normal tirar os fios de kirschner com um mes e duas semanas apos a cirurgia? tive uma fratura no 1,2 e 3 metatarso. Tou achando meu pé meio torto, é algo normal.. que recuperarei ao longo do tempo com a fisioterapia ou o procedimento foi feito errado?

R. Não é função do BLog julgar acondutas de outros médicos. Fios de kirshner podem ser retirados neste tempo para que se proceda com a marcha. Não é possível predizer sobre rsultados de tratamento exceto sob estatísticas
02.06.11 @ 06:06
Comentário de: Simone [Visitante] Email
Olá Doutor ! Agradeço inicialmente pela iniciativa de esclarecer nossas dúvidas.
Eu li os seus comentários anteriores sobre a tempo para calcificação e sobre a imagem do rx muitas vezes não mostrar exatamente, mas estou com dúvidas e insegura quanto a minha fratura.
Em 20/04 ao descer um degrau acabei virando o pé e fraturei o 5 metatarso direito (aquele ossinho que temos na lateral do pé). Imediatamente meu pé inchou e não conseguia mais pisar. Fui para a emergência de um hospital e o médico colocou uma tala gessada e solicitou para não pisar no chão e que eu voltasse em uma semana para uma nova avaliação.
Novo rx tirado e acabei tendo que engessar. Voltei ao médico outras vezes e ele colocava o gesso de novo, pois falou que ainda estava na fase do calo fibroso.
Fiquei com gesso por 40 dias sem pisar e usando muleta. Agora ele disse que ainda não tem calo ósseo, mas me liberou para usar a bota robocop e tentar pisar um pouco.
Coloquei a bota e só estou tirando para tomar banho. Mas estou preocupada, pois meu pé está ainda inchado, todo roxo e ainda sinto dores. Não consigo pisar, já que sinto dores até em repouso.
Sinto às vezes tipo uma fisgada, às vezes dormência. Estou preocupada. Ele pediu para eu voltar em 2 semanas, ou seja, 55 dias de fratura. É normal ainda estar inchado com 40 dias e ainda eu sentir dor ?

R. Pode acontecer, pelas frequentes alterações circulatórias. Fisoterapia com profissional pode ajudar
02.06.11 @ 22:45
Comentário de: Mariana Casares [Visitante]
Bom dia Dr.
td bem?
Hoje fazem 29 dias que estou com meu pé imobilizado, fraturei o 5 metatarso, voltarei ao médico dia 9 de junho, com possivel alta para tocar o pé no chão novamente. Gostaria de saber se pelo seu parecer 35 dias são suficientes para curar este tipo de osso? Ou você acredita que ainda necessitarei usar uma bota ortopedica? Pois nao aguento mais ficar com o pé imobilizado.

Obrigada!

R. Não entendemos que tipo de bota ortopédica. Quamto à calcificação, não há tempo definido. Isto deve ser verificado somados os exames clinico e
RX.
03.06.11 @ 11:44
Comentário de: Mariana Casares [Visitante]
Bom dia Dr!!
Fraturei o 5° metatarso do pé e ja estou com o mesmo imobilizado há 29 dias, no dia 9 de junho tenho retorno no médico, com possível alta para tocar o pé no chão novamente. Gostaria de saber se no seu ponto de vista 35 dias são suficientes para curar este tipo de fratura, ou se ainda será necessário o uso de bota ortopédica? Pois não aguento mais estas talas no pé.

Obrigada!!

R. Como já falamos, não há tempo específico para cura de fraturas. mas neste tempo em geral já é possível liberar a imobilização
03.06.11 @ 11:51
Comentário de: Paula [Visitante]
É verdade que quem teve algum tipo de fratura, no frio doi?? se sim, tem algo que possa melhorar??
Obrigado

É possível. O que se pode fazer é se proteger do mesmo
06.06.11 @ 19:57
Comentário de: Daniela [Visitante]
Olá! Eu fraturei, há 35 dias, a base do quinto metatarso direito. Fiz uso da bota imobilizadora (robofoot) durante todo esse tempo. O meu médico já me liberou da imobilização, mas ainda sinto dores no pé. É normal sentir dores mesmo após o fim do tempo necessário de imobilização?

R. Não é normal, mas pode acontecer. Deve ser investigada a causa da dor
07.06.11 @ 18:17
Comentário de: Lúcia [Visitante]
Há 24 dias atrás meu namorado caiu da escada e fraturou o punho esquerdo, sendo considerada pelos médicos uma fratura gravissíma, onde ocorreu cirururgia e foi colocada placa de tataneo e parafusos. Acontece que até então o tratamento estava em ordem, ficou com meia tala, retirou os pontos, os quais estão secos e normais ele até ia começar a fazer fisioterapia em breve. Porém há uns quatro dias a mão dele inchou muito e dói muito, insuportável, ele voltou a tomar remédio pra dor e antiinflamatório, mas continua inchado e doendo. Ele só conseguiu marcar médico pro final desta semana. Gostaria de saber se é possível que ele faça nova cirurgia, se houve rejeição? O que pode estar acontecendo?`Pode ser grave?
Aguardo resposta e desde já agradeço sua atenção.
Lúcia
R. Nestes casos em que há dor INSPORTÁVEL, no pós-op, o médico deve ser logo consultado e, na impossibilidade de encontrar o seu médico, procure um pronto-socorro e avalie a fratura, inchaço e ferida.
07.06.11 @ 18:47
Comentário de: John [Visitante] Email
fiz uma cirurgia no tornozelo faz 17 dias, hoje tirei os pontos, e voltando para casa, me desequilibrei e acabei pisando com o pé imobilizado... Não senti dores e nada anormal com o pé ou com o tornozelo ocorreu, tem algum problema?

É bom radiografar e ter certeza
09.06.11 @ 21:22
Comentário de: Marcos [Visitante]
Oi Dr. fiz um comentário no dia 31.05.11 às 21:56.
Então, realmente estava com trombose provavelmente pelo que o Sr. disse: Hematoma frio, hematoma retido ou até mesmo pelo uso do gesso, segundo o angiologista. Mas, contando minha história, procurei meu ortopedista no dia 02 e escutei novamente que não era nada e que podia ser falta de exercicios, me passou relaxante muscular e voltei pra casa, com 3 dias a dor era insuportável e o injaço enorme. Procurei outro profissional e esse sim imaginou tb Trombose e me encaminhou "já com pedido de exame" para o angiologista. agora estou, além da trombose com TEP Trombo Embolia Pulmonar, Estou internado, mas graças a Deus não precisou UTI e nem vai com Fé em Deus. CUIDADO PESSOAL, NÃO DEIXEM ACONTECER ISSO! VAMOS APRENDER A PROCURAR UMA SEGUNDA E TERCEIRA OPNIÃO E VAMOS NOS CUIDAR! Abraços.
Voltarei para dizer da minh melhora e cura.
R. Acreditamo que sempre devemos comunicar o que está errado ao médico assistente, pois ele tem responsabilidade sobre isso. Este medico deve ser sempre alguem de confiança. Não necessariamente amigo, o que é bem diferente. Quando as coisas não andam bem, nem sempre é culpa do médico. Uma segunda opinião é importante para se somar conhecimentos
10.06.11 @ 23:46
Comentário de: LEANDRO DE ABREO [Visitante] Email
Dr. fraturei a base do 5º metatarso sem desvio foi uma linha de fratura segundo o radiologista a minha dúvida é: se em julho ja posso andar fraturei 11 de maio usei tala 3 semanas agora mais um 1 mes de gesso em julho vai ta ok? vai fika um calo ósseo permanente no pé? desde já muito obrigado tenho medo de que fique um calo ósseo no local.

Calo ósseo é inevitável e é maior quanto menos rígida for a imobilização. De modo geral,estas fraturas consolidam nos dois meses. recomendamos ler os diversos posts e comentários deste blog e neste Post principalmente
11.06.11 @ 13:12
Comentário de: wdson tinel [Visitante] Email
Olá Dr.. Tenho 41 anos e tive uma fratura do terço distal do rádio (fratura de Colles). Foi feita a redução da fratura e engessado o braço. Tenho feito rx semanais e não houve nenhum desvio significativo após a redução! Há inchaço na mão, é normal? hoje faz 30 dias de tratamento...qual o periodo indicado? attt wdson tinel

R. A imobilização deve permanecer até 45 dias. mas ós os trinta dias pode ser retirada periodicamente para fisioterapia. Isto depende dos RX.Edema da mão pode ser combatido movimentando-se bastante os dedos
12.06.11 @ 10:18
Comentário de: Paulo [Visitante]
Fui jogar futebol e bati o dedão no chão.ele inchou e a unha ficou rocha e quando eu toco o dedo na parte da articulação doi um pouco. O que posso fazer? Essa dor quer dizer que eu quebrei o dedo? E como eu posso tratar isso?
Eu estou colocando gelo no dedo isso resolve ou não? obrigado.

R. V deve radiografar
13.06.11 @ 09:48
Comentário de: Hercules [Visitante] · http://google.com.br
oi me chamo Hercules,sabe tomei um tombo de bicicleta so que cai sobre o lado esquerdo e eu tou com medo de que tenha trincado o osso da clavicula eu ate queria ir no medico mas tenho medo de que eles me receitem soro ou alguma injeçao o que devo fazer? ajudem

R. Voçê deve deixar esta preocupação para os médicos. Com certeza se v trincou a clavícula, isto vai doer mais que a possivel injeção. mas para lhe tranquilizar:Dificilmente se trata fraturas com injeção ou soro. E nenhum paciente se submeterá a algo que não quer. Outra procure realmente descobrir o que v. tem, pois sempre há a posibiidade de uma outra coisa que seja imediatamente necessário o tratamento ou diagnóstico
13.06.11 @ 14:47
Comentário de: fabrício [Visitante] Email
Olá doutor,
tenho 24 anos, e há um mês fraturei a fíbula devido a uma queda.Mas nao tinha percebido que havia fraturado e continuei minha vida normal. No 18 dia, fui ao medico e o raio x deu: fratura da diáfise medio distal da fíbula. Hoje já fazem 15 dias que estou engessado, sem colocar o pé no chão e 31 dias da fratura. Quanto tempo vou ter q continuar com o gesso ? Em quanto tempo poderei a voltar a pisar, dirigir, etc ? Obrigado
R. Grande parte das vezes estas fraturas são benignas. Consolidam num espaço de um mês. Leia outros posts que publicamos aqui, e os comentários
14.06.11 @ 13:52
Comentário de: joão [Visitante]
sofri fratura bilateral do tornozelo, nos maleolos. estou imobilizado aguardando a cirurgia de colocação de parafusos e placa. é normal sentir dores fortes, como se fosse uma queimação no local da fratura?

R. Dores não são normais, mas sinal de alerta e que deve ser checado
17.06.11 @ 20:57
Comentário de: Alfredo Junior [Visitante]
fraturei a tíbia e estou querendo saber quanto tempo normalmente se fica com a perna imobilizada com gesso. Obrigado.

R.Voçê pode ler os inúmeros comentários deste post que abordamos bastante este assunto em variadas situações
18.06.11 @ 22:24
Comentário de: show o blog [Visitante]
fraturei o 5 metatarso em uma aula de muai thay, usei 1 semana de tala e 3 com bota robfoot totalizando 4 semanas. Neste periodo como sou fisioterapeuta relizei atividades na agua,bicicleta, musculaçao e alongamento. Neste periodo tambem utilizei bengalas canadenses. Constatei perda de massa muscular no gastrocnemio de 1,5cm o restante das circunferencias estao de acordo com o membro contralateral. Realizo o raio x em 2 dias. Abraço
Abraço, obrigado por comentar
21.06.11 @ 22:32
Comentário de: Joana [Visitante]
Boa noite, Doutor.
Em 19/12/10 enviei um e-mail comentando que havia fraturado o 5º metatarso do pé esquerdo no dia 15/10 e que fiicaria com o pé imobilizado até 14/01/20011 quando tiraria o gesso. Foi o que aconteceu. Após este período, fiz 10 seções de fisioterapia.
Retornei ao meu trabalho no final de março.
No final de maio passei a sentir dor no pé direito. Havia resolvido marcar consulta com a médica ortopedista e pedir uma avaliação.
Inclusive ia levar o resultado do exame de densitometria. Faço tratamento há 05 anos e regrediu para OSTEPENIA.
Antes de eu passar pela médica, no dia 10 de junho, quando ia para o meu trabalho, senti uma dor intensa no meu pé direito. Simplesmente estava andando. Após consulta e realizado RX foi constatado fratura do 5º metatarso.
Estou novamente com gesso, agora no pé direito, por 30 dias.Gostaria de saber por que estou tendo estas fraturas.
Será um problema grave?
Aguardo resposta e agradeço desde já sua atenção.

R. Bem, alguem que tenha osteoporose tem prediposição a fraturas em relação a pessoas que não a tem. Mas para fraturar é mesmo necessário um trauma. Dores nas osteoporoses tem relação com traumatismo na maioria das vezes
23.06.11 @ 23:56
Comentário de: Pedro Paulo [Visitante]
Boa Tarde DOUTOR! TENHO 18 ANOS.
GOSTARIA TIRAR UMA DUVIDA!
Sofri uma fratura no metacarpo n5 da mão direita no dia 24/07/ e o médico imobilizou e encaminhou para o ortopedista , dia 27/07 passei pelo ortopedista e ele colocou no lugar e engessou , só que está doendo muito principalmente a noite,formiga a mão as vezes e dói bem em cima onde ele mecheu .
GOSTARIA DE SABER SE É NORMAL POR ESTAR RECENTEE E SE O FRIO AJUDAA A DOER??OU DEVO PROCURAR UM MÉDICO URGENTE??


R. O frio pode aumentar alguns tipos de dores. mas nÃO É COMUM DORES APÓS O TRAAMENTO INCICIAR, até porque uma das funções da imobilização é diminuir a dor. procure reavaliar com seu médico assistente
29.06.11 @ 17:07
Comentário de: francisca [Visitante]
Dr.minha filha de 3 anos escorregou com as pernas abertas e machucou o femur no ultimo dia 2 de junho .os medicos deizem que FRATURA DE FEMUR TRANSTROCANTERIANAisso é muito grave?.engesou as duas pernas com uma tala no meio e o medico disse que de 20 á 30 dias tira .mais ela quer ficar em pé isso pode? será que leva mais de 30 dias com gesso?

R. Geralmente estas fraturas na criança devem estar grudadas em seis semanas, embora a pouca idade possa surpreender positivamente. Mas é importante a posição da fratura, se há desvios angulares importantes ou cavalgamento. Neste local o poder de correção de deformidades é muito grande, mas deve se ter diligencias.
30.06.11 @ 11:13
Comentário de: humberto boaventura [Visitante]
olá, tive uma queda doméstica sobre o braço/cotovelo e o raio x apontou sinais sugestivos de fratura no radio. o médico indicou gesso po 20 dias. Já faz uma semana que estou com gesso. posso troca-lo po outro material imobilizador ? o que são sinais sugestivos de fratura? humberto da cidade canção (maringá/pr)

Quando há sinais sugestivos é porque não se tem 100% de certeza mas os sinais estão presentes e tudo indica que há fratura. Voçê deve seguir o que foi indicado pelo seu médico.
01.07.11 @ 11:21
Comentário de: Natalia Candido Ferreira [Visitante]
Boa Tarde Doutor,
Fraturei o tornozelo esquerdo no dia 17/05 (CID: S826), foi colocado uma tala de gesso e dito que não poderia pisar no chão e ficar em repouso, apenas mexendo os dedos. Permaneci assim por 3 semanas, quando foi retirada a tala de gesso mas mesmo assim fiquei sem nem encostar o pé no chão. Passada mais 1 semana, portanto completando 1 mes, poderia colocar o pé no chão, mas sem colocar o peso do corpo com o auxilio das muletas que eu ja estava utilizando e então passada mais 2 semanas foi retirada a minha muleta e eu ja poderia andar normalmente mas é claro com cuidado. Porém, o médico disse que eu não precisaria fazer fisioterapia, achei meio estranho... hoje faz extamente 45 dias e estou andando mancando, com uma dorzinha no pé e não no tornozelo, e a junta do pé esta um pouco inchada ainda.
Queria saber se eu deveria pedir ao medico que me encaminhasse para a fisioterapia?? Em quanto tempo mais ou menos eu vou conseguir andar normalmente, sem mancar?? E se eu colocar bolsa de agua quente irá ajudar a diminuir o inchasso??
Grata
R. É difícil opinar, pois não é comum o tratamento de fratura de tronozelo ser realizado com tala. É bom reavaliar com radiografias. \Acreditamos que para adultos é fundamental o pós tratamento com a terapia física.
01.07.11 @ 15:25
Comentário de: Luciano [Visitante]
Ola Dr.

No dia 26 de Junho, levei um tomo de uma escada e cai com todo o peso do corpo sobre o pé esquerdo de fraturei o maleolus da tíbia. (Aquele biquinho da tíbia, no tornozelo) No PS fizeram a radiografia e constataram a fratura.

Puseram uma tala e me encaminharam para o ortopedista.

Na Sta Casa, ele olhou a radiografia e disse: Vou engessar, e vais tirar uma nova radiografia, se a fratura chegar no lugar, ok, se não chegar só cirurgia.

Bom o fato e que ele me disse que chegou no lugar, mas para não cantar vitoria, que ela pode escapar.

Bom, vou fazer o retorno agora dia 5 de Julho para avaliar a evolução.

Mas eu estou preocupado, embora estou fazendo o repouso quase que absoluto, não botei mais o pé no chão e nas poucas locomoções, como para sair do quarto e ir
para a sala, e fazer as necessidades, estou usando um andador. O medico disse que posso usar muletas mas ainda não me sinto confiante pra usar, por isso o andador e o repouso quase absoluto.

E estou mantendo o pé pra cima e apoiado em almofadas para que não inche.

O local não dói mais como no dia da fratura, a dor diminuiu bastante, muito, mas ainda a alguns vestígios, depende da posição que apoio a bota gessada na almofada, dai acomodo melhor a bota e some completamente.

Meu maior medo e ter que fazer uma cirurgia para colocar um parafuso.

Eu sei que sem ver o paciente e a documentação é difícil, mas pergunto se é comum a fratura escapar nesses casos, mesmo fazendo o repouso total conforme o indicado.

Também perguntei ao medico o tempo de recuperação deste tipo de fratura, ele me disse em media, 90 dias. Só não entendi se e 90 dias imobilizado ou 90 dias já com a fisioterapia. Obviamente que sei que isso depende muito da minha calcificação.

Gostaria de ouvir sua opinião, sei que ela não substitui a do medico que esta me acompanhando.

Tenho 36 anos e essa é a primeira fratura, já levei muito tombo feio de bicicleta e patins (ou praticante destes esportes) e nunca quebrei nada, acho que isso explica a minha chuva de perguntas e minha insegurança.

R. Se bem imobilizado é difícil, nest tipo de fratura, haver deslocamentos extras, a tendencia é o hematoma ceder e a fratura encostar mais, mas é possível, sim. O tempo de tratamento das fraturas de tornozelo é de noventa dias, muitas vezes a imobilização é preciso nos prmeiros sessenta dias, raramente mas que isso.
03.07.11 @ 00:09
Comentário de: Arthur [Visitante]
quebrei a parte de cima da mão..uma pequena fratura..o medico disse q é 3 semanas para tirar a tala...Eu não poderia tira-la com 15 dias?

R. É sempre bom seguir a recomendação do médico. pois há responsabilidades nesta atuação. tanto do médico como do paciente
04.07.11 @ 16:11
Comentário de: Neto Vieira [Visitante]
Olá Doutor..Parabéns pelo trabalho no blog.
minha siuação é bem parecida a alguns casos ja relatados. Mas fico agradecido se puder me opinar.
Sofri um acidente no dia 02/04/11, quebrando a tíbia em 2 lugares, no rx aparece uma fissura há 5 dedos acima do tornozelo e uma fratura completa no meio da tibia com pouco desvio porem sem exposicão. No dia 06/04 fui engessado até pouco acima da coxa.
com primeiro gesso fiquei cerca de 45 dias.
retornei ao ortopedista e num novo rx ouve um alinhamento e a formação do calo osseo.
substituimos por um novo gesso do mesmo tamanho porem com o tornozelo amostra ja com o pisante, ja se foram mais 45 dias em repouso com algumas pisadas ao longo dos dias com o auxilio das muletas. A fratura principal ja nao sinto dor, mas a fissura que esta a 5 dedos do tornozelo ainda doe quando apoio com mais pressao.
Tenho que visitar o medico esta semana poes ja se passaram 90 dias com os 2 gessos a altura da coxa. Sera que vou engessar novamente agora, desta vez com um gesso tipo bota, do joelho pra baixo? E se sim, quanto tempo o Sr. acha que vou usar esta bota gessada antes de comecar a fisio?
Doutor, muito Obrigado pela atenção.
E mais uma vez Parabéns pelo blog.
Abraço.

Em geral, as fissuras tende a se consolidar, grudar dentro dos noventa dias. Consulte seu médico

05.07.11 @ 03:36
Comentário de: Sandra Regina [Visitante]
Olá Doutor, tudo bem?!
Olha eu quebrei o 5 metatarso,usei tala em uma semana e o resto o gesso.. hoje faz 50 dias e tirei o gesso, o médico disse que ta boom, criou o calo e tudo. Só que na hora pediu pra mim dar uns passos, e eu não consegui da uma dor no caucanhar, fina não sei..
ai eu to em casa colocando no gelo, massegeando e fazendo movimentos com a bola.. ele falou que só depois de 2 semanas que iriar marca a fisioterapia.
EU GOSTARIA DE SABER, SE É NORMAL SENTIR ESSA DOR NO CAUCANHAR E O QUE FAÇO PRA ALIVIAR, COM QUANTO TEMPO EU CONSIGO ANDAR, NEM QUE SEJA MANCANDO PORQUE NEM ASSIM DÁ ;/ obrigada

R. É comum . Os músculos do pé que se originam do calcanhar podem estar contraturados e sedentários. Outra hipótese é a posição da fratura no pé pou do calo que pode originar metatarsalgia. Pergunte a seu médico sobre isso...
05.07.11 @ 23:03
Comentário de: Irlane M.N.falcâo [Visitante]
Dr. BOA TARDE EU ESTIVE NO MÉDICO, COM DORES NO JOELHO DIREITO, EU ESTAVA DORMINDO E JÁ ACORDEI C ESTA DOR, ENTÂO O MÉDICO PEDIU UM RAIO X QUE NÂO DEU NADA, DIZENDO ELE ,SÓ UMA INFLAMAÇÂO DE PATÉLA ENTÂO ELE MOBILIZOU ESTA CORRETO ,O QUE MAIS POSSO FAZER OBRIGADA.
06.07.11 @ 16:22
Comentário de: mauricio telis [Visitante]
ola, fraturei a tibia e fiquei engessado uns 35 dias, o médico disse qe a fratura sarou totalmente e com excelencia, e manda eu ficar com mais um gesso até pra baixo do joelho e até na canela ( deixando o pé e o joelho livres) por mais duas semanas, e me recomendou qe andasce, mas quando eu piso, a fratura nao dói, mais doi a parte de cima do pé perto do inicio da canale e um pouco o calcanhar isso é normal ?
oqe eu faço pra aliviar essas dores ? !

R. Analgésicos comuns. Se as dores aumentarem ou persistirem, procure ser reavaliado novamente. Dores nas articulações são comunas após tratamentos de fraturas
07.07.11 @ 23:32
Comentário de: Tânia Cristina [Visitante]
Boa noite
Tenho 24 anos e há 5 dias caí e fracturei o cotovelo. Fui imadiatamente ao hospital, onde fiz raio x e me foi colocado gesso pelo ortopedista. Nunca tive grandes dores, apenas nao conseguia estender nem encolher o braço na totalidade, nem conseguia fazer o movimento de rotaçao. Não inchou nem ficou negro. O médico apenas disse que era uma fractura no cotovelo, não sei de mais especificações. A indicação inicial é que fique com o gesso durante 15 dias e depois recupere com fisioterapia. Acha que é o tratamento adequado? Pela descrição da minha lesão acha que é grave ou que posso ficar com limitações no braço?
Um grande obrigada pela sua atenção.
R. È difícil opinar assim, pois há que se saber qual osso fraturou e como foi a fratura. Em várias fraturas recomenda-se mobilidade precoce para o cotovelo (isto não significa que já houve cura!). Limitações discretas são comuns no final de tratamentos de fratura de cotovelo.
10.07.11 @ 19:53
Comentário de: marli rodrigues martins [Visitante]
Dr., boa noite. no dia 22 de junho,sofri um acidente domestico e cortei meu braço direito com vidro. fui socorrida imediatamente, onde suturaram o corte e diagnosticaram lesão tendinea do punho. fiquei internada e a cirurgia foi feita em 05 de julho. imobilizaram meu braço com faixa e tala dos dedos ate o cotovelo. sinto dores terriveis, nao consigo mover meus dedos e eles latejam demais. é necessário que seja tão apertado assim? meu cotovelo tambem esta um pouco inchado.o retorno esta marcado para o dia 19 de julho. procuro socorro antes ou esses sintomas sao normais? me ajude por favor, pois não estou mais aguentando tanta dor. obrigada pela atenção.
R. dores lancinantes não são comuns após tratamento ortopédico, principalmente quando envolve somente partes moles. portanto ´´e fundamental que se pesquise a causa da dor. solicite a seu médico para checar se está tudo bem
10.07.11 @ 22:52
Comentário de: Luciane Bomfim [Visitante]
Bem, trinquei meu calcanhar esquerdo ao pular em uma piscina. No primeiro raio x tirado no mesmo dia não constataram nada e apenas deram antiinflamatório. Como a dor continuou, fui em outro médico na segunda e coloquei tala pois constatou calcâneo trincado (levemente). Hoje, depois de 15 dias de tala e bota (robofoot)-7 dias com uma e 8 com a outra, tirei tudo e deixou caminhar com uso de muletas e daqui a dois dias tentar sem elas. A questão é a seguinte: No raio x ele viu também meus tendões e nervos? POis tenho uma dor incrível ao tentar andar e não consigo ainda firmar o pé no chão. É normal? Logo estarei andando normal?
Obrigada pela atenção
R. sugiro ler os vários comentários e respostas deste post. Uma fratura não está curada em quinze dias. Até porque as partes moles tem um tempo mínimo de cura para três semanas. Nas radiografias não se vê tendões ou nervos, mas podem haver sinais ósseos ou de partes moles indicativos de doenças ou lesões nessas estruturas
12.07.11 @ 22:35
Comentário de: Regina [Visitante]
Tenho 59 anos, torci o pé e fraturei o maléolo lateral esquerdo. Osso alinhado. Engessada até o joelho por 70 dias, sem pisar no chão. Tirado o gesso, imobilizada com robocop, coloco pé no chão, sem carga (uso muletas). Quanto tempo mais até andar normal? Tenho chance de andar normal?

R. Seis meses é um tempo razoável. Considerando as informações, sim.
13.07.11 @ 09:49
Comentário de: Andreia Ribeiro [Visitante]
Doutor, vivo em portugal e o meu marido teve uma fractura na 1ª falange, o médico engessou o pé até acima do tornozelo, mandou tirar 15 dias depois e nem passou anti-inflamatório. Não noto inchaço e mexe os dedos. Acha que foi um precedimento correcto ou depois de tirar o gesso pode ter complicações?

O Blog não tem o interesse emjulgar procedimentos. Complicações são sempre possíveis. nem sempre antinflamatórios precisam ser prescritos. Os processos inflamatórios tendem a cessar cerca de cinco a dez dias após o sinistro
15.07.11 @ 14:16
Comentário de: Mariana [Visitante] Email
Boa tarde,
Tenho 22 anos e no dia 7/6/2011 sofri um acidente de moto e sofri fratura exposta na tibia, não precisei colocar placa, nem pino, o médico disse que será tratado somente com gesso. Seria 6 semanas com gesso até a coxa, 4 semanas do joelho para baixo e 4 semanas com botinha.
Quinta-feira agora fará 6 semanas, já está formando o calo, estou sem os pontos já e está praticamente totalmente fechado os pontos, não sangra nem nada.
Será possivel a troca de gesso e seria quanto de fisioterapia?
Obrigada

Depende de pessoa a pessoa. mas a fisioterapia em 40 sessões normalmente é requerida. n
16.07.11 @ 15:11
Comentário de: Taís Paulista [Visitante]
Olá, sofri uma entorse no pé a 6 dias atrás, estou com tala, imobilizada e sem poder apoiar/pisar o pé no chão. O médico me deu 7 dias de repouso com o pé para cima e gostaria de saber se esse tempo é mesmo suficiente para a minha recuperação. Ele não me passou nenhum anti-inflamatório e estou com medo de tirar a tala e não conseguir andar normalmente. Não sei o grau da entorse.
R. leia outras perguntas e comentários deste post. V vai entender que o trauma de partes moles, em geral requer pelom menos tres semanas de tratamento, exceto se a entorse for do tipo I
19.07.11 @ 21:08
Comentário de: ROSELANDY C.DOS.S.DEMONTI [Visitante]
BOA TARDE,DR. MEU NOME É ROSELANDY MORO NA CIDADE DE TIMBÓ SC ,TIVE UM ACIDENTE DE TRABALHO NO DIA 03 DE JUNHO , TIVE FRATURA DO ARRANCAMENTO DO CUBÓIDE E LIGAMENTOS FIQUEI AS PRIMEIRAS DUAS SEMANAS COM TALAS , E DEPOIS FOI COLOCADO A BOTA DE GESSO POR MAIS 2 SEMANAS ,FOI TIRADO O GESSO MAS CONTINUO COM MUITAS DORES ,ESTOU A BASE DE REMEDIOS PARA DOR DIERETO, E POMADA CATAFLAM PARA ALIVIAR A DOR COMESEI A FAZER FISIO TERAPIA MAS NA SEGUNDA SEÇÃO TIVE QUE PARAR , O MÉDICO MANDOU EU VOLTAR PARA VER O QUE ESTA ACONTESENDO , PODES ME AJUDAR O QUE DEVO FAZER, MUITO OBRIGADO.
R. O ideal nestas fraturas, quando se tornam dolorosas no seguiumento, é avaliar com TC. Mas não ejntendemos o arrancamento. Isto significa que o cubóide saltou fora, foi fratura exposta?
21.07.11 @ 13:04
Comentário de: Renata [Visitante]
Boa Noite
Tenho 23 anos no dia 23/06 sofri um acidente de moto no qual fraturei tibia, fui ao medico o mesmo disse que meu caso era de cirurgia,mas dari pra tentar com o gesso optei por esse.
O medico colocou uma tala de gesso e solicitou ret em 15 dias ( 08/07) quando voltei o mesmo fez o raio x e disse que o osso desvio mais então colocou outra tala para mai 15 dias ( 20/07) quando voltei outro raio x e o mesmo disse q estava mesma coisa estabilizado mas estava com menos inchaço então colocou gesso ate abaixo do joelho , disse que eu tenho que ficar um mes ate dia (16/08) e que ira tirar raio x para ver se da para colocar gesso com salto pra mim poder ir pisando. Gostaria de saber quanto tempo vai depois desse outro gesso e se vou precisar fazer fisioterapia ?
R. Algumas coisas do seu relato precisam ser esclarecidas. Não é aconselhável deixar a decisão sobre "se tratar com gesso ou cirurgia", para o doente. Pois a decisão seria óbvia. Esta é uma decisão técnica, deve ser dada pelo mádico. O que acontece é que o pacientem pode não aceitar algum tratamento que tenha sido determinado pelo médico. Ou seja, não se trata de opção. Doutra forma não se pode opinar quando há desvios. O caso se tporna particular. Os desvios devem ser qquantificados, por exemplo. O médico não deve seguir o tratamento quando sabe que há desvios inaceitáveis
22.07.11 @ 22:58
Comentário de: Vitor [Visitante]
Boa Tarde
Tenho 19 anos e no dia 08/07 fraturei a fíbula na parte do tornozelo jogando futebol. Fiquei com tala durante 12 dias e agora estou com gesso e usando muletas, dia 02/07 colocarei a bota gessada com salto, queria saber se com essa bota poderei andar sem auxilio de muletas? E também gostaria de saber o tempo de fisioterapia depois que retirar o gesso sendo que terei que ficar 6 semanas com gesso sendo duas semanas com oque estou no momento e 4 semanas com a bota gessada com salto?

R. O tempo de tratamento para fratura do tornozelo gira em torno de trinta dias, talvez menos. Como será dividido o tempo depende de cada caso e, por vezes da rotina do cirurgião
26.07.11 @ 16:27
Comentário de: anapaula [Visitante] Email · http://www.orkut.com.br/Main#Home
Ola começo essa pergunta ,te párabenizando por esse trablho maravilhoso
de ajudar e tirar duvidas das pessoas..
Meu caso é o seguinte
terça feira dia 19/07 levei me desequilibrei de um banco,e na hora que fui descer pisei torto e torci meu tornozelo,fui pra um hospital publico onde moro(nova friburgo )interior do RIO DE JANEIRO. Chegando la o medicp olhou e me mandou fazer um raio x ...
e mostrei ele falou que torceu e algo relacionado a ligamneto ,nao lembro se ele falou que rompeu ou que afetou,ele nao explicou direito. Mais me mandou colocar a tala e voltar uma semana depois,poise fui esta manha ate la e nao tinha medico e o lugar que ele me mandou ir ,me falaram que nao podia fazer nada sem o pedido do medico, e eu nao tinha pois ele nao me deu.Na verdade eu nem imaginava que iam me pedir isso.Entao me revoltei foi eu e meu namorado pra casa dele e la ele tirou a tala (ja que o medico falou que ia ser tirada neste dia,e pronto)Quando tirei estava rocho em baixo do tornozelo e inchado e meio roxeado em toda a regiao
senti uns calafrios no pe
tipo como se meu pe tivesse com medo.
E CONSIGO ANDAR mancando mais consigo e amanha tenhu que voltar a trabalhar porque meu atestado venceu e nao tenhu medico..o que eu faço???

R. Voçê deve procurar novamente o médico que lhe atendeu e pedir uma solução pacífica, mesmo que seja uma orientação. Na impossibilidade, deve procurar o ministério público para solicitar seu direito ao atendimento de retorno. O retorno não indica que a imobilização será retirada, mas que o seu pé será novamente avaliado
26.07.11 @ 19:31
Comentário de: danilo [Visitante] · http://www.nobre.med.br
Ola dr. quebrei meu umero no meio do osso , a fratura é completa na diagonal , o medico vai tentar curar sem cirurgia , pois ele falou que a cirurgia corre o risco de perder o movimento da mao , se o corte for feito errado isso é verdade.
A GRADEÇO DESDE JA.
R. Toda cirurgia tem riscos. Mas isto não é motivo para se escolher o procedimento. Existem outros critérios que indicam ou não a cirurgia
27.07.11 @ 19:35
Comentário de: fabiano [Visitante] Email · http://nobre.med.br
Doutor por favor tire a minha duvida eu sofri uma fratura fiz cirurgia na fibula distalja fais 30 dias coloquei e eu retirei a tala por conta propia ainda estou andando com muletas só que sem tala sera que pode causar algum problema na cicatrizaçao , por favor me responda obrigado!
R. pode,sim. V só deve pisar com o pé doente quando for liberado para tal
30.07.11 @ 13:19
Comentário de: Elizabeth Kulian Nascimento [Visitante]
Boa Tarde Doutor, sofri uma fratura do 5 metatarso e fiquei com gesso 36 dias, sem pisar,colocando o pé para cima e andando com muletas, tirei o gesso a 20 dias e faz 1 semana que estou fazendo fisioterapia,colocando compressas e gelo, só que o meu pé continua inchado e algumas vezes tem ficado mais quente, ando e não tenho nenhuma dor, gostaria de saber se é normal e quanto tempo pode ficar assim, já voltei a trabalhar e fico sentada praticamente o dia todo tenho colocado ele num banquinho embaixo da mesa.Agradeço desde já.

R. Isto é bem comum
02.08.11 @ 14:15
Comentário de: ALINE [Visitante]
oi..quebrei minha fibula na dia 17/07/11 no dia 22/07/11 fiz cirurgia coloquei 9 pino e uma platina .na terca dia 02/08/11 o medico disse que meus pontos estao otimos e no dia 12/08/11 vou retirar.
Mas eu queria saber se eu ficar virando de um lado para outro na cama ou força o meu pe mas sem pisar pode soltar o pino?
é q as vezes tenho esta sensaçao e quanto tempo vou volta andar ao normal obrigado..
R. istonão é usual
07.08.11 @ 18:30
Comentário de: sidnei [Visitante]
fraturei a tibia e a fibula,esse osso menor rompeu todo que deve ser a fibula .e ficou alguns fragmentos,ja a tibia nao deslocou toda ,nao precisei de cirurgia estou com gesso ja tem 3 meses e 20 dias ,quanto tempo estarei andando,vou ter que fazer fisioterapia e esse osso menor demora mais pra calcificar pois disse que nao opera. atualmente estou com uma bota de gesso e pisando com auxilio de muletas
. Pode se considerar um tempo médio de 120 dias para a liberação do gesso e da deambul~ção. Mas o médico só deve liberar de acordo com os RX
10.08.11 @ 11:22
Comentário de: Rodrigo [Visitante]
Olá, tive uma leve fratura no tornozelo. O médico desde o início me recomendou o uso do robofoot e poderei pisar daqui uma semana com ele. Gostaria de saber se logo em seguida de eu começar a pisar sem nada já poderei dirigir e quanto tempo leva mais ou menos até eu poder caminhar normalmente sem marcar. Obrigado.

R. procure um fisioterapeuta antes de dirigir, para evitar problemas de propriocepção
10.08.11 @ 15:51
Comentário de: sandro martins de carvalho [Visitante]
Dr. sofri fratura simples do calcaneo, gostaria de saber se ja posso apoiar o pé no chao, ja que estou há seis semanas com o pé himobilizado. Ou pizar com a ponta do pé ira diminuir a pressão sobre o osso?
Qual o tempo medio de cura nesses casos?
R. Não há tempo standard. Mas ossos de carga devem ser bem avaliados antes da carga.
11.08.11 @ 12:46
Comentário de: sandro martins de carvalho [Visitante]
Dr. sofri fratura simples do calcaneo, gostaria de saber se ja posso apoiar o pé no chao, ja que estou há seis semanas com o pé himobilizado. Ou pizar com a ponta do pé ira diminuir a pressão sobre o osso?
Qual o tempo medio de cura nesses casos?

De um modo geral são fraturas de consolidação rápida (30 a 40 dias) Mas cada caso é diferente. Procure seguir a recomendação médica
11.08.11 @ 13:02
Comentário de: Adriano Oliveira [Visitante] Email
Boa tarde! Primeiramente gostaria de parabenizar pelo excelente trabalho...
É o seguinte tive uma lesão no tornozelo faz 5 dias, o meu médico disse que houve fratura no maléolo e a única opção seria fazer a cirurgia para colocação de placa e parafusos...Li alguns retornos que o SR deu para algumas pessoas sobre o tratamento conservador (sem cirurgia), o meu médico não deu esta opção, gostaria de saber se o tratamento conservador com utilização de gesso seria eficaz no meu caso, uma vez que o médico disse que a lesão não é grande? Estou usando bota (robofoot) sem colocar o pé no chão desde o momento da fratura ( 5 dias)...Muito Obrigado!!


R. Esta decisão é realmente do médico. Ele é responsável por problemas em relação ao seu procedimento. O tratamento conservador é reservado para casos em quie a articulação não sofreu avarias
11.08.11 @ 18:27
Comentário de: Adriano Oliveira [Visitante]
Boa noite!
Tive uma lesão no tornozelo (fratura no meléolo) faz 5 dias, estou usando bota (robofoot) sem tocar o pé no chão, meu médico disse que o procedimento é cirurgico com colocação de placa e parafusos e que não tem outra opção. Li alguns retornos que o SR deu para algumas pessoas e percebi que tem a opção do tratamento conservador, gostaria de saber se é possível efetuar o tratamento conservador no meu caso (colocando gesso) uma vez que o médico disse que lesão não é grir ande?
Obrigado!

R. Existem critérios para se indicar uma cirurgia. As fraturas são examinadas e clasificadas. A partir desta classificação tem-se a indicação ou não da cirurgia. Não se trata mesmo de opção ou escolha. Pergunte a seu médico como ele classifica a fratura e qual o significado daquela classificação
11.08.11 @ 19:05
Comentário de: ana [Visitante] Email
boa tarde tive uma fratura no pe direito o medicomadou me por gesso por tres semas quando tirar o gesso ainda vou ter que andar de moletas?

É possível
12.08.11 @ 14:57
Boa tarde, gostaria de tirar uma duvida, minha mãe a 30 dias atraz quebrou o braço direito bem no punho e teve encurtamento do nervo, o medico colocou para lugar e engessou, com 15 dias ele retirou esse gesso e colocou outro que não pega o braço inteiro, porem os dedos continuam muitoooo inchado e escuros, mas sempre que voltamos ao medico ele diz que é normal e que é da fratura mesmo, mas todo mundo que ver se admira do inchaço dos dedos, e os dedos ela não consegue mechelos por que disse que doi e não sente melhora, quando se tem encurtamento do nervo, o processo é de engessar mesmo? a recuperação é lenta assim? devo procurar outro medico para leva-la, ou esse inchaço é normal? fico preocupada, muitos dizem que não é normal...
Desde ja, obrigada
aguardo uma resposta.

R. Inchaços ou edemas são bastante comuns,voçê deve aonselhá-la a manter o membro superior elevado e mover bem os dedos. Dormências, formigamentos, dores ao estiramento dos dedos e roxeamento importante pode significar sinal de alerta e perigo.
12.08.11 @ 15:45
Comentário de: julio [Visitante]
é possivel bater raio x com gesso sintético? coloquei faz 15 dias, e estou sem dinheiro para colocar outro, mas acho que minha tibia quebrou denovo, pois dói na area fraturada. ja coloquei haste bloqueada e fixador externo, todos foram tirados por infecção

R. Sim o gesso sintético tem a propriedade de permitir uma boa visualização de radiografias. O gesso convencional também, mas não tanto como o gesso sintético
14.08.11 @ 20:43
Comentário de: erika [Visitante]
tive um entorse no pé direito, só que o meu pé virou para fora,fui no hospital,o medico mandou colocar uma tala gessada e retirar depois de sete dias,no segundo dia comecei a sentir muita dor em cima no peito do pé,fui a outro hospital,o medico mandou tirar aquela tala e agendar com o ortopedista.esperei uma semana.
colocaram outra tala mais como tenho um bebe de 7 meses nao consigo fazer o repouso necessario,essa ja é a terceirta tala e ainda sinto dores no pé e no dedão do pé,gostaria de saber se nao é melhor colocar a bota imobilizadora pois a tala quebrou varias vezes.tenho medo de ficare com sequelas,pois ja faz 21 dias desde o acontecido ,me ajudem por favor..

R. Botas imobilizadoras não são rígidas, só devem ser usadas quando o tratamento já está adiantado ou em condições especiais em que o paciente não pode usar a rotina
15.08.11 @ 16:39
Comentário de: Osvaldo Camilo Garcia [Visitante]
Sofri uma fratura na fíbola e está calcificando, tenho 18 anos, corro o risco de prejudicar os tecidos moles? Essa calosidade que está formando trará algum problema posterior? Essa calcificação não vai ocorrer fora do eixo fibular?

R. Dificilmente acontecerá coisas ruinas com tais fraturas. Mas quando próximas do tornozelo devem ser preocupação a articulação
16.08.11 @ 15:55
Comentário de: Fernando Silva de Camargo [Visitante] Email
Boa noite Dr.
Tenho 29 anos e 10 meses.

Meu problema é o seguinte: fraturei a tíbia no final de 2008 e o tratamento durou cerca de 6 meses entre vários tipos de gesso.

Dia 06/08/2011 fraturei a mesma tíbia 1cm para cima da outra fratura, fiquei 6 dias de tala até a virilha e depois disso engessei por cima dessa tala e já faz 7 dias que estou com esse tipo de gesso, no começo a dor era intensa depois foi diminuindo, as vezes eu sentia um estralo que parecia que o osso estava se deslocando no local da fratura, só que hoje isso se tornou constante, a todo momento a qualquer movimento que eu faça ou até mesmo em um simples olhar para o lado esse estralo ocorre se parecendo que o osso saiu do local correto e logo em seguida outro estralo como se o osso estivesse voltando para a posição correta o que causa uma dor muito incomoda no momento que isso ocorre, outro problema é com o gesso que parece já estar largo em cima e por causa do seu peso ao me levantar ele parece descer causando uma pressão enorme em cima da fratura e também no calcanhar deixando meu pé bastante roxo e meu dedão fica o dia todo dormente independente da posição que eu esteja.
Minhas dúvidas:

1º é normal esses estralos no local da fratura parecendo se deslocar toda hora?

2º Esse deslocamento pode prejudicar o tratamento já que a todo momento ele parece se deslocar?

3º porque nos primeiros dias não parecia se deslocar a todo instante e agora está assim?

4º é normal o gesso ficar tão apertado no tornozelo a ponto de meu dedão estar 24h dormente e se isso pode afetar em algo?

Desculpe pelo monte de perguntas Dr. mas é que estou tratando pelo SUS e em outra cidade pois a minha é pequena não tem recursos e nem médico especialista e minha consulta será somente na metade do mês que vem por isso não terei contato com meu médico até essa data.
Desde já agradeço a colaboração e compreensão.
Obrigado!!!

R. Estalos são comuns. Quando o inchaço cede, os fragmentos tendem a se mover milimetricamente. Dormências não devem ser permitidas
18.08.11 @ 01:57
Comentário de: alice [Visitante]
Olá,
Minha mãe tem 56 anos e fraturou a tíbia e a fíbula, em um acidente, próximo ao tornozelo, algo parecido com o que se vê em http://www.fighttimes.com/magazine/images/200604/med-cell-xr5.jpg

Fomos informadas que não era necessário fazer cirurgia pois estava tudo alinhado. Ela usou gesso por 18 dias enquanto estava internada e sentia muitas dores no joelho por conta do peso, mas o tornozelo não doía. Foi orientada a não pisar com este pé.

Ao sair do hospital consultou um ortopedista particular para acompanhamento da fratura conforme orientação e este retirou o gesso e colocou uma imobilização daquelas de velcro, alegando que a utilização do gesso era muito restrita e podia dar problemas de circulação.

Só que parece que o calcanhar dela não está posicionado corretamente na bota, parece que escapou pela lateral interna, em direção à outra perna, e agora de vez em quando ela sente dores no tornozelo, principalmente naquele ossinho que fica na parte lateral externa.

Me pergunto: a bota está mal colocada? Era a melhor opção de tratamento, ou foi "empurrada" já que custa caro e não é coberta pelo plano de saúde?

Agradeço desde já.

R. Se a fratura de sua mãe foi igual a foto deste site que v indicou aqui, ela é de tratamento cirúrgico.Se a opção foi pelotratamento conservador, por quialquer que seja o motivo, a imobilização rígida é recomendada num primeiro momento.
19.08.11 @ 01:08
Comentário de: César Roëntgen [Visitante]
Prezado Dr., excelente o seu blog. gostaria de tirar uma dúvida pois aqui na minha cidade é mais fácil ganhar na loteria do que conseguir uma consulta com ortopedista (mesmo em consultório particular).
Pulei do alto de uma escada de 1,5 m e senti uma queimação muito forte na base do calcanhar esquerdo; depois de 3 dias começou a doer durante a caminhada. Parado nunca doeu. Depois de 2 semanas com dificuldades para caminhar, procurei um especialista em membro inferior que disse que eu não tinha nada, apenas uma lesão muscular devido ao impacto. O pé não inchou nada, mas parece que perdeu alguns movimentos.
Como a dor não passava, depois de mais 10 dias procurei outro médico, que pediu raio-x dos dois tornozelos e não foi constatado nada de anormal.
Ele pediu a ressonância magnética, relutei em fazer pois tinha poucos sintomas, mas fiz e no laudo veio escrito "fratura com impactação microtrabecular na região posteromedial do calcâneo", como só consegui consulta para daqui a 5 dias pergunto, o que vem a ser isso?
Hoje faz 40 dias e a dor vem diminuindo a cada dia, tenho feito alongamentos e como trabalho na rua caminho cerca de 5 km por dia. Quase não sinto mais dor, mas o pé enformiga e parece que esquenta muito.
Muito obrigado pela atenção.


R. Neste caso provavelmente não vao ter influencia no tratamento. É que a fissura é tão fina que nem apareceu no RX, precisoude um exame mais sensível. Mas o tratamento provavelmente vai ser o mesmo
19.08.11 @ 20:33
Comentário de: ANDRÉ [Visitante]
sofri uma queda e bati com o cotovelo, engessei por 5 dias e tomei anti-flamatórios e nada, dói um pouco na articulação, uma infiltração resolveria?

R. Nada de infiltração.
20.08.11 @ 16:18
Comentário de: Paula [Visitante]
Olá Dr, em outubro vai fazer um ano que fraturei o tornozelo e até hoje ele doi qnd caminho muito ou faço qualquer tipo de exercicio, usar salto alto nem pensar.
É normal??senão, o que pode ser feito??
Obrigada
R. Não. Não é. Procure o médico assistente e faça uma nova avaliação.
21.08.11 @ 00:06
Comentário de: Ester [Visitante] Email
No dia 16-08, há 4 dias, consegui uma entorse em um ligamento externo do joelho, após um movimento brusco. Coloquei gelo, não ficou inchado, mas fui ao ortopedista no dia seguinte. a Análise clínica do médico é a descrita acima, mas ele pediu uma ressonância para não ter dúvidas. Além do exame prescreveu antiinflamatório e gelo três vezes ao dia e tala para imobilizar. Quando fui marcar a ressonância do joelho, descobri que estava grávida!!! Sei que por causa da gravidez, não posso tomar o remédio, nem fazer a ressonância. O que posso fazer? Devo usar a tala em todo o momento, inclusive para dormir? O gelo e o próprio organismo vão dar conta de sarar a inflamação? Ainda tenho sentido dores no mesmo local, mas não há inchaço. Como posso tratar, sem prejudicar meu bebê?

R. Imobilizaçãono joelho até sanar a inflamação é recomendado. Mas pode ser quye o médico opte por imobilizações removíveis iniciando o tratamento local precocemente e adie um diagnóstico definitivo
21.08.11 @ 01:31
Comentário de: Delci do Carmo Rondon Giovanella [Visitante]
No dia 10.08.2011 meu cunhado Valdemar caiu e fratorou o braço direito na altura do ombro.Ele teve de fazer uma cirurgia e colocar uma placa no braço.Acontece que ele está com a mão direita muito inchada e a palma da mão roxa e o outro lado muito escuro, ele tem 74 anos.Desejo saber oque se pode fazer para eliminar este problema.Ele ainda está fazendo curativos no corte e mantém o braço na tipóia conforme orientação do médico.

R. exercícios são recomendados mas avalie cuidadosamente com um médico
21.08.11 @ 19:40
Comentário de: Aline Almeida [Visitante]
Olá Dr. A um mês atrás sofri um acidente e acabei quebrando a tíbia e a fíbula esquerda. Coloquei uma tala gessada, quando fui tira-la, após 15 dias, e o médico verificou que havia criado bolhas continuei com a tala e foi aberto uma "janela" para que eu trata-se essas bolhas. As bolhas já estão secas, mas meu pé continua muito inchado. Isso é normal?

R. leia este post que v vai ter uma idéia de como combater o dedema. As bolhas, me parecem, flictenas , são comuns
22.08.11 @ 15:47
Comentário de: tadeu amorim [Visitante]
oi doutor : fratura cominutiva do calcaneo, onde esmigalhou o lateral processo osso debaixo do calcanhar e rachou em cima da fratura, sendo que foi um perfuraçao por PAF por baixo do calcanhar atrevassando do lado direito para o esquerdo do tornozelo direito, o médico não imobilizou , 11 semanas sem carga total,cicatrização o.k,ao sentir segurança e pisando normalmente, após dores na fascia plantar e no calcaneo que encontra-se alargado,hÁ sensibilidade em baixo da cicatriz como se fosse uma pressao mais sem dor,quando ao toque na cicatriz uma sensibilidade parecida com arranhões em baixo na planta,ao acordar não há dor dor forte,mas quando desenvolvendo ás vezes sensibilidade normal e ás vezes uma sensibilidade no calcanhar próximo ao tendao de aquiles,ao começar a andar andando por algum tempo com marcha normal e depois de em pé durante alguma tempo começa a mancar, dostaria de saber como vc avalia esse caso diaki ha uma semana completa tres meses, gante destas informações e saber se rompeu parte da fascia,se cloreto de magnésio pode ser usado para tentar inibir alguma inflamaçao da fascia,se corre o risco de ficar manco ou vou voltar a atividade marcha normal,se influiu no tendao de aquiles,e se pode adiantar algum exercício fisioterápico ?obrigado pela atenção um forte abraço !

R. Fraturas graves do calcâneo de u modo geral causam sequelas como alargamento do calcaneo, encurtamento de altura, claudicação artrites e dores esparsas que vão diminuindo com o tempo. Fisioterapia para alongamento dos músculos do membro afetado é válida .Boa tarde dr, volto a lhe procurar após 9 meses do acidente, o progresso tinha sido bom, tava apenas com dores musculares no tendao de aquiles algumas vezes após algum esforço,trabalhando normal,atividaades físicas tb, então de uns quinze dias pra ca forçei o pé de alguma forma que me acarretou dores no calcãneo, dores que não havia sentido nem recente ao acidente e apareceu dores também na parte da articulaçao superior ao calcanhar e que se estende ela perna e panturrilha, não to com rendimento igual no trabalho, pela manha ainda da pra segurar um pouco o incômodoi mas pela tarde ta ficando impossivel, até sentado continuo sentido dores no pe em razão de um cansasso no pe e perna que afinou, muita das vezes quando sento ao levantar sinto fortes dores nos musculos do pé no osso fraturado,como faço para aliviar as dores,e poder dar continuidade ao meu cotidiano que volto a repetir que foi afetado recentemente após alguns meses parecendo que a progressão da fratura tinha sido com sucesso,será que posso voltar a trabalhar e ter uma vida normal,precisa de cirugia, fisioterapia?obrigado pela atençao.
22.08.11 @ 18:08
Comentário de: elison [Visitante]
boa noite dr faz 1 mes que sofri um acidenter e o meu ortopentista me colokou uma bota de gesso ele falou pra fika 60 dias com ela pra ver ser o tratamento resolveu pois minha leçao foi nos dedos quebrou os 4 dedos do pe esquerdo no começo doia muito mas agora esta aliviando a dor gostaria de sabe ser podia retia ante o gesso pois encomoda muito no dia dia abraços

R. Esta retirada deve ser acompanhjada de perto pelo seu ortopentista, para evitar metatarsalgia
22.08.11 @ 21:26
Comentário de: Sheila [Visitante]
boa noite!
Parabens pelo o trabalho!
Cai jogando tenis e tive uma fissura no escafóide e quebrei também a pontinha do Ulna (essa descolou e está solta no raio x). Estou usando tala gessada em todo polegar e o gesso vai até metade do braço.
Quebrei no dia 05/8 e até hoje sinto dor. Existe um tempo médio para "calcificar" o escafóide? 25 a 30 dias são suficientes ou o Dr. acha que é preciso mais tempo?
Já me quebrei várias vezes, mas esse osso me parece muito mais dolorido e chato de curar..
obrigada pela atenção
R. Escafóide às vezes dá muito trabalho. Deoende realmente da evolução mas, dois meses é quase sempre necessário
23.08.11 @ 19:58
Comentário de: Carolina [Visitante]
Olá Doutor!
Sou uma mamãe ansiosa... rs..Tenho um filho de 3 aninhos que teve fratura incompleta da tíbia no dia 8 de agosto. Ele está com o gesso síntético desde então. Ficamos um pouco assustados pq o médico disse que leva ao menos 2 meses para começar a recuperação... E para piorar temos viagem internacional marcada para o dia 28 de setembro. O meu filho parece bem, retornaremos em consulta no próximo dia 31 (serão 25 dias imobilizado). Quando comentei com o médico que teríamos essa viagem, ele disse que até lá meu filho poderá viajar com a bota... tirar só para entrar na água... O que o doutor acha?

É bom respeitar os 40 dias de imobilização no mínimo. Mas no geral são fraturas qe colam bem nesta idade
29.08.11 @ 16:38
Comentário de: Fatima [Visitante]
Dr, já escrevei anteriormente e o senhor me esclareceu, mas vou relembrar o meu caso. Tive fratura bimaleolar, coloquei placa e seis parafusos na ´fibula e um parafuso e fios na tibia.Dia 21 de agosto fiz 5 meses de operada.
Sinto dor no local todo dia de formas diferentes (mais dor ou menos dor ao andar). Agora, além da dor, em cima da cirurgia correspondente à tíbia, apareceu dormência. O que está acontecendo?
Obrigada pela paciência.


R. dor contínua não é normal. procure investigar a posição da fratura e da síntese, se existe infecção, artrite. Avalie com seu médico
29.08.11 @ 22:43
Comentário de: Rhuan [Visitante]
Tava jogando bola pulei ,quando cai meu pe fez um estalo fiquei assustado,pelo barulho,parei de jogar fui tentar botar o pé no chão nao estava firme e doia muito quando pisava,ele inchou um poko ,eu coloquei gelo,agua morna com sal tem uma semana e ele ta desinchado ,mas ainda naum to conseguindo correr pq ele doi em baixo do dedinho mindinho na junçao do pé com o osso,é algo serio o não?


R. É necessário radiografar, moleque travesso. aproveite, e seja examinado pelo ortopedista
31.08.11 @ 17:04
Comentário de: Janete [Visitante]
Bom dia Dr. No dia 21/07, sofri uma queda e fraturei o rádio distal direito. Fiquei uma semana com tala e mais 4 semanas com o axilo-palmar e agora estou com a luva, q tirarei na semana q vem e estarei liberada para movimentos, segundo meu ortopedista. Acontece q, na 1ª vez q troquei a tala pelo gesso, nao senti dor alguma, mas dessa vez, para colocar a luva, senti dores horriveis do lado inverso, entre a ulna e a mao, na parte dorsal. Meu médico disse q podia ser cartilagem, mas nao me explicou direito. Estou traumatizada com a dor e medo de tirar a luva de gesso. e só gostaria de entender pq estou sentido essas dores nunca sentidas antes, nem mesmo no momento do trauma. O fato do gesso estar apertado pode ter lesionado algum tendao ou cartilagem? Ajude-me. Grata.

R. Gesso apertado não causa lesões de tendão. Mas pode causartranstornos circulatórios. Mas movimente-se nos segmentos que não estão incçlusos no gesso. Cheque se a circulação está ok
01.09.11 @ 12:46
Comentário de: pablo [Visitante] Email
e ae doutor, eu quebrei o escafoide e fiquei 50 dias com o gesso, dpois eu mesmo o tirei, so q meu pulso e meu dedao esta duro, e dependendo do movimento o pulso doi um poquim. O q vc me aconselha fazer?
R. fisioterapia e tratamento de dor se for o caso
01.09.11 @ 17:36
Comentário de: Fabiana [Visitante]
Olá Doutor !

Tenho uma dúvida : tive um trauma no quinto pododáctilo ( bati numa porta), tive dor moderada e não limitante , mas somente após 3 semanas de persistência da dor realizei um rx, que constatou fratura sem desvio da falange proximal do quinto dedo.Após esse tempo todo adianta realizar esparadrapagem ? Devo ainda evitar atividade física?
grata
R. Não vai ter função. Mas a doença continua. Voçê deve ter cuidado até uns três meses, no esporte ou uso de salto, por ex
01.09.11 @ 22:48
Comentário de: Paulo Henrique [Visitante]
Ola doutor. Tive uma fratura da base do 5° metatarso há 26 dias, hoje retirei o gesso para fazer uma nova radiografia (que para o médico ja era para ter sido feita ha dois dias) pois bem passarei em consulta novamente amanhã, no entanto nada mudou de uma radiografia para outra. A fratura aconteceu após um entorse que tive no dia 7 de agosto. Eu tenho duas dúvidas: a primeira é saber se é possível nestes casos usar a Robofoot, pois, estou urgentemente precisando trabalhar (meu trabalho é sentado) e segunda é saber se será necessário um procedimento cirúrgico, uma vez que, já faz todo este tempo e não houve nenhuma alteração nas radiografias, alias, apesar de eu ser leigo, parece que houve foi uma piora, pois, parece que a distância aumentou no local da fratura. No caso de ser necessário um proced. cirúrgico, a recuperação é de quanto tempo??
Obrigado.
R. Com este tempo, normalmente é possível usar bota imobilizadora sem prejuízo de desvios ou consolidação. Raramente um meta vai deixar de grudar.O calo ósseo nas radiografias de metatarso demoram a aparecer.
02.09.11 @ 01:47
Comentário de: italo bernrado cruz [Visitante]
oi DR. uso gesso e queria saber se e normal dar figadas ? quebrei o osso maleolo e coloquei geso e as vesses da umas figadas e normal ? dor eu nao sinto graças a deus !!!!
R. pode acontecer mas se a intensidad for grande procure averiguar
03.09.11 @ 14:05
Comentário de: Catarina [Visitante]
Olá Dr.. No dia 17 de Agosto cai e fiz uma fractura total da diafise do 5º metacarpiano. Fiz cirurgia em que estabilizaram a # com fio de kirshner. Fui para casa com tala de zimmer. Fiz reavaliação após 1 semana e estava tudo ok. Nunca tive dores. Na semana passada a companha de seguros transferiu o meu caso para outra clinica em que o novo médico retirou a tala de zimmer e aplicou gesso cubital. Doeu imenso pôr o gesso e tenho dores desde aí. É normal? Eles também não retiraram os pontos de sutura antes de por o gesso. A enfermeira da equipa que me fez cirurgia disse que os pontos podiam ser retirados aos 15 dias (feitos na 5ª feira da semana passada). O gesso é sem janela e tem indicação para 4 semanas. Eles deveriam ter retirado os pontos antes de gessarem? A que posso atribuir estas dores?
Agradeço antecipadamente a ajuda e aconselhamento.
R. Dores não devem ser encaradas como normal. deve-se tratá-la procurando a causa.mas é comum retirar os pontos mais tarde nas cirurgias ortopédicas. Mas casos de dor, febre, pontadas, comichões devem ser averiguados
03.09.11 @ 17:30
Comentário de: Edvan [Visitante]
Dr. sofri um acidente de trabalho, um rolo de xumbo de aproximadamente 500 kg caiu bem no meio do meu pé.esteva com bota de bico de aço e por esse motivo nao perdi meu pé, acabei tendo 4 fraturas.nao sei o nome dos ossos pq nao tinha especialista, apenas colocaram a tala para imobilizar.logo depois fui encaminhado para outro hospital, xegando la o medico informou que não precisaria operar pq os ossos estavao no lugar certo e que deveria continuar com a tala e com 7 dias procurar um ortopedista.meus dedos estao bem parecidos com o do outro pé, nao estao inxados mas so consigo mexer o dedinho, e o dedao sinto um pouco de dor quando mexo, já os outros nao mexo pq sei que precisarei por força e sinto que se tentar vai doer muito.
Na minha cidade só o tem ortopedista na segunda quando completa 12 dias com tala, eu deveria procurar um em outra cidade o mais rapido possível ou da para esperar a segunda-feira
mesmo?

O ideal é ser atendido mas rápido possível. nestes casos deve-se recorrer a secretaria de saúde do seu município. Ela tem o dever de resolver seu caso
06.09.11 @ 15:26
Comentário de: Léo [Visitante] Email
Cai de moto, obtive um trinco no meu tornozelo, porem estou com um corte na parte superior do pé, devido o acidente. Fazem 20 dias. O corte esta praticamente fechado; Mas em relação ao trinco no tornozelo. Quais serão os possiveis procedimentos médicos possiveis? Obrigado.

R. Não poderíamos dizer sem ver um exame ou saber a localização exata do traço de fratura
07.09.11 @ 13:57
Comentário de: lucio [Visitante]
ola dr. a 1 mes e 8 dias quebrei a tibia no fuebol e no pronto socorro o medico disse que era operatorio perguntei se melhorava com gesso ele disse que talvez sim mais que poderia demorar maiis , optei pelo gesso . hj nao sinto dor so os normais acima tipo , se arriar o pe fika escurecido , e se eu fika por cerca de 30 e que começa a inchar. na sua opiniao dr fiz bem em engessar

R. A decisão do tipo de tratamento em fraturas é mesmo do médico assistente e só dele. No caso da tíbia,isto é definido avaliando a personalidade da fratura, pois é uma decisão técnica. Não é uma opção.
Quando o paciente diz que não quer operar uma fratura que é cirúrgica, ele está assumindo os riscos e abonando a responsabilidade do médico
08.09.11 @ 11:41
Comentário de: Maria Gislany Mota [Visitante] Email
Boa Noite,dia 26 de Março deste ano sofri uma acidente,fui ao hospital o medico bateu o raiox onde deu que tinha ocorrido FRATURA NO MALÉOLO LATERAL,ele colocou uma tala por 15 dias sem pisar ao chão,com poucos dias eu pisei e senti muitas dores e inchou muito,no dia 10 de Abril voltei e sem bater Raiox ele disse que a fratura havia piorado e colocou uma bota gessada sem salto por mais 60 dias,e disse que só faria a cirurgia se houvesse desvio.Dessa vez realmente não pisei no chão comprei muletas e consegui uma cadeira de rodas.Com uns 43 dias que estava com o gesso escorreguei ao sair do banheiro e senti uma dor muito forte,quase desmaio enfim fui ao medico mas,não pude ser atendida pois ele estava de ferias e lá me disseram que só poderia ser com ele.No dia 10 de Junho voltei ao medico ele mandou tira r o gesso e bater raiox,me disse que a fratura estava calcificando,mas o meu pé estava muito inchado e não conseguia pisar firme ele me disse que era normal,e com a fisioterapia melhorava me passou 30 sessões,a qual eu fiz mas sentindo muitas dificuldades em pisar e dores.No dia 18 de Agosto tive que voltar ao medico para pegar uma guia para o INSS e meu pé continuava inchado e sentido dores,ele mandou bater um raiox onde ele disse que havia torcido do outro do lado do tornozelo,provalvemente no dia da queda quando estava com o gesso mas, disse que não necessitava imobilizar que eu usa-se muletas para apoiar,enfim minha fisioterapeuta acho estranho não esta melhorando e me indicou um ULTRA-SOM no dia 6 de Setembro eu fiz e deu:Pele e tecido celular subcutaneo sem anormalidades ecograficas,Tendão do calcaneo ecograficamente normal,Aumento volumetrico com diminuição da ecogenicidade dos Tendões Flexores e Extensores do pé esquerdo,Presença de pequena coleção líquida intrarticular.CONCLUSÃO:TENDINITE EM TORNOZELO ESQUERDO.Segundo o medico a TENDINITE foi ocasionada por não ter sido feita a cirurgia pelo médico que me atendeu no dia 26 de Março.Eu procurei outro médico onde o mesmo disse que não adiantava mais fazer a cirurgia pois o osso já estava calcificado,que teria agora que tratar a TENDINITE,me passou mais 30 sessões mais a cada dia que vou sinto mais dores pois faço todos os dias as vezes não aguento fazer a sessão toda sinto mais dores nos exercicios da escada,rampa,rotação do pé pra esquerda e direita e pra frente e tras,esse são os piores sinto uns estalos e fisgadas que chego a ficar imovel.Por favor me ajude.As minhas perguntas são:1.Realmente era pra ter sido feita a cirurgia? 2.A fisioterapia esta piorando ou ajudando? 3.Há algum perigo de forçar de mais o tendão e o mesmo romper e eu ficar sem movimento no pé? 4.Quando é caso de operar uma TENDINITE? Desde já obrigada.

R. As tendinites são operadas quando o tendão está comprimido por alguma outtra estrutura, podendo ser sua própria bainha, ou no caso de infecção.Normalmente não se rompe tendão do pé em fisioterapia.Não odemos dizer sobre a indicação cirúrgica, sem ver ao menos algum exame. Com todo este tempo muitas vezes é preciso fazer um tratamento de DOR paralelo ao biomecânico, pois quando a dor é crônica (se fr o caso), prejudica o tratamento
09.09.11 @ 22:02
Comentário de: Rafael [Visitante]
Doutor, Boa tarde.

No dia 11 de agosto fraturei o pé direito durante uma partida de futebol. A fratura foi na lateral do pé, perto do dedo mínimo. O pé ficou bem inchado e roxo na parte de cima e no lado. Fiquei uma semana de tala e uma semana depois foi colocado gesso. Nos 3 primeiros dias o gesso entrou em atrito com a parte de cima do pé e sentia uma dor horrível..alguns dias depois melhorou a dor e não sentia mais dor nenhuma. Eu comecei a movimentar os dedos do pé que ficaram de fora do gesso e já fazem umas 2 semanas que não sentia dor nenhuma. Na última segunda, dia 05 eu comecei a sentir uma dor exatamente no lugar da fratura e no resto da semana, no lugar da fratura quando não está com uma sensação de dolorido está latejando. A retirada do gesso está prevista para o dia 19, o que devo fazer? Esperar ou ir no ortopedista o quanto antes? Obrigado.
R. V deve procurar o médico quando o local está rôxo, em caso de febre ou dor intensa, ou dormência importante
10.09.11 @ 17:24
Comentário de: jonathan [Visitante] · http://nobre.med.br
Ola tive uma fratura na tibia fiquei 11 dias com a meia tala 15 com gesso ate a virilha e 21 dias com um gesso com salto no meu raio x disseram que minha fratura foi um risquinho de nada hj ja faz 59 dias estou sem gesso sera que ja posso começar a andar sem usar as muletas ?

R. Se voçê tiver menos de 16, é possível. Mas a consolidação de fraturas de tíbia, mesmo risquinhos está estimada em 120 dias. Porém a deambulação pode ajudar a consolidação em alguns casos, definida pelo médico
12.09.11 @ 12:28
Comentário de: Gilson [Visitante]
Gilson
fiquei com fixador durante 3 meses eai tirei
com 5 dias eu fui andaa normal eai torzi meu pé eai o osso discolo novamente eai coloquei o gesso vai colaa de novo?!?


R.Não poderíamos prever
12.09.11 @ 16:47
Comentário de: Igor de Tassio [Visitante] · http://twitter.com#igordetassio
Quebrei a tibia e a fibula a dois meses, fiquei 40 dias com gesso, nao calcificou nada, fiz cirurgia a 10 dias colocando placa e pinos na tibia, engessei mas nao aguentei e coloquei tala 12 hrs depois da cirurgia, ja posso fazer fisioterapia, pisar no chao e quanto tempo calcificara a fibula. Obg.

R. isto é bem variável. teriamos de saber o tipo de fratura. existe uma classificação. Há casos que a ciência manda deambular com três semanas. Mas há que se saber sobre a instabilidade da fratura, tipo de osso, traço de fratura e se a fixação está segura. Pôr gesso circular após uma cirurgia geralmente indica que seu médico não confiou na segurança da síntese
13.09.11 @ 13:05
Comentário de: Neusa C.P. [Visitante] Email
Boa tarde Doutor,
Minha mae fraturou o pé direito no dia 22/08, no dia 29/08 fez uma ressonancia magnética que deu o seguinte laudo: ""Exame realizado com sequencias multiplanares ponderadas em T1,T2 DP e técnicas para supressão de gordura.
Áreas de edema da medula óssea no táulus, no processo anterior do calcâneo, no cubóide, nos cuneiformes e base do 1º, 2º, 3º e 5º metatarsos.
Traços de sinal reduzido em T1 no cubóide, no cuneiforme lateral distal e na base do 2º e 3º metatarsos sugerindo representar impactação do osso trabecular (fraturas ocultas).
O ligamento de Lisfranc tem contorno mal definido e sinal elevado compátivel com lesão.
Extensa infiltração edematosa da musculatura interóssea e do dorso do pé.
O ligamento calcaneonavicular lateral também tem sinal elevado, por estiramento.
Infiltração da gordura do seio do tarso e de Kager por edema.
O tendão sugere representar lesão parcial intrassubstancial e tenossinovite.
Tendão de Aquiles com discreto espessamento fusiforme e hipersinal intrassubstancial, por tendinose.
Líquido na bursa pré-aquileana.

O médico recomendou cirurgia, mas sem carater de urgência, o plano de saude so dará a liberação no dia 15/09 (passado 1 mês e uns 10 dias da data da queda).

Esta demora pode comprometer a recuração do pé dela?

Obrigada.

R. Bem. Seria interessante saber o qe se vai fazer nesta cirurgia. Há muita descrição científica e pouca objetividade. Mas dá prá se saber que o trauma foi grande. Nós realmente não entendemos O QUE vai ser operado.
13.09.11 @ 14:43
Comentário de: Gerson Dilly [Visitante] Email
Olá,

Quebrei a Tíbia. O médico disse que têm um desvio de mais ou menos 1/5 . Este caso possibilitaria o inicia do tratamento com gesso.
Pediu para ficar com gesso até a coxa por 3 semanas. Após este tempo irei tirar outro raio-x para ver se está cicatrizando.
Eu tenho esperança de que não preciso fazer a cirurgia.
Gstaria de algum comentário e apoio .
Muito Obrigado


R. Não entendemos o 1/5. Nrmalmente medimos em graus. O importante também é saber se a fratura é instável ou não. isto reflete a probabilidade de ela se desviar durante o tratamento o que pode gerar perda de tempo.Não tenha medo de cirurgia. hoje as técnicas estão avançadas e muitas vezes vale a pena iniciar movimentos precocemente. (se for preciso)
13.09.11 @ 15:27
Comentário de: Gleidson [Visitante] Email
quebrei o quinto da mão esquerda e o ortopedista me deu 45 dias e tirei o gesso com apenas 13 dias.. e ainda sinto o osso quebrado... o que posso fazer além de ir novamente ao ortopedista?
e quais são as consequências de uma não visita ao profissional?
obs: o local não apresenta roxidão apena sinto uma leve dor.

Você não falou qual o osso. mas situações assim podem levar a deformidades e limitação de função
14.09.11 @ 02:43
Comentário de: alencar azeredo de araujo [Visitante]
eu quebrei a cabeça da fibula e ja tenho 28 dias e ainda estou com gesso, o gesso pode chegar no lugar? ou precisa operar

R. Imobilização com gesso não muda a podsição da fratura. ou pelo menos isto não é função da imobilização. Leia o post
14.09.11 @ 12:54
Comentário de: renata lopes luna [Visitante]
Boa tarde Doutor,

minha mãe tem 68 anos, sofreu uma queda e fraturou o osso radio no punho direito, levei no hospital do SUS que era masi próximo de casa, o médico muito atencioso tirou a chapa e informou que seria necessario fazer cirurgia, porem a vaga iria demorar um mes, agredeci e levei ela ao convenio da CRUZ AZUL, um médico do pronto-socorro tirou nova chapa e disse que operando ou não seu punho não ficaria mais normal, porem encaminhou para consulta de ambulatorio cinco dias depois, a doutora fez nova chapa, pediu exames e marcou cirurgia, acontece que ela estara com 25 dias de fratura, pode operar com tantos dias? seu punho ficara normal? será necessario quebra o osso novamente? por favor nos ajude, aguardo.

obrigada!

R. estas fraturas, nesta idade se acompanha de osteoporose, e, provavelmente, este foi um fator determinante. E por isso o resultado não é melhor que no adulto jovem. Porém na maioria dos casos realizando um bom tratamento a função se torna melhor do que o resltado estético. Importante é uma boa fisioterapia precoce o quanto possível. Quanto a operar ou não, não podemos opinar.
14.09.11 @ 15:25
Comentário de: Elvis [Visitante]
Tive uma fratura de fibula e refeito o ligamento do tornozelo apos torsão em uma partida de futebol, foi feito cirurgia colocado uma placa com 4 parafuso e 1 parafuso no ligamento, foi posto tala gessada por 2 dias e apos 7 dias já foi retirado todos pontos, hoje faz trinta dias apos a cirurgia e nao sinto nenhum tipo de dor os pontos totalmente cicatrizado apenas com o tornozelo um pouco inchado, terei nova avaliação daqui a 5 dias e creio que ira liberar para caminhar sem ajuda de amuletas, 35 dias é um prazo consideravél a voltar a caminhar devido tal fratura.

R. Ideal é sempre iniciar com muletas, de preferência com o profissional da fisio
14.09.11 @ 18:43
ola doutor! tive uma queda da escada no trabalho e torze o pe eo tornozelo foi ao medico e deu entorsee distençao do tornozelo fiquei 7 dias de tala mais quando ponho o pe no chao doi e vai ate o joelho volto a trabalha amanha so q tem q ser de salto alto isso pode afetar pois ele ficar ainda anchador . me de respostas. obrigado.

R. fica a impressão de que este tempo é curto. As entorses que podem ser tratadas com bom resultado em uma semana são as do tipo I
16.09.11 @ 13:52
Comentário de: Marcio [Visitante] Email
ola Dr. a mais ou menos 40 dias quebrei meu tornozelo onde ele saiu muito do lugar o medial maleoulos e a tibia embaxo do tornozelo, foram colocados 6 parafusos e uma placa dolado de fora do pé mais 2 parafusos do lado de dentro do tornozelo, so que com um mês o medico me mandou tirar a tala pra começar a mecher o pé sem colocar no chão, mais não consigo mecher meu pe so meche um pouco ele esta duro, isso é normal? e quando mexo doi, não consigo mover ele pra cima, sera que volta com a fisioterapia, estou preocupado, sera com quanto tempo volta ao normal? sinto que meu pé esta preso. será que volta ao normal? vo andar normalmente? ....

Desde ja Agradeço...

R. É comum a rigidez inicial, mas também é comum a fisioterapia surtir logo efeito e conseguir mobilizar gradativamente o tornozelo. Procure informações com o seu médico se a posição dos parafusos está OK
16.09.11 @ 13:56
Comentário de: Dayana Rodrigues [Visitante]
Boa noite.
Fraturei o 5º osso do pé direito no último dia 8/9. Estou engessada, com recomendações de repouso total. Contudo, há uns dois dias passei a sentir uma espécie de dormência (cãibra) na panturrilha, coisa que até então nunca senti. Notei que esse sintoma começou após o período de medicamento recomendado pelo médico. O gesso já está largo, consigo movimentar os dedos normalmente, mas gostaria de saber se isso é normal? Tenho medo que isso se torne algo mais sério...
Aguardo a resposta.
Agradeço a atenção.

R. Caibras quando se imobiliza o pé podem ser normais, dependend da predisposição. mas procure ser reavaliada
16.09.11 @ 22:59
Comentário de: Guilherme [Visitante]
Olá Doutor!
Quebrei o Tornozelo esquerdo dia 13 de agosto e Tirei o Gesso agora dia 16 de setembro, só que ele esta bem inchado ainda e Nao consigo mover o pé normalmente, o pé nao levanta pra cima , no raio x o medico disse que o osso Ja esta encaixado no lugar , mais quando eu vou andar sinto umas dores suportaveis e ando mancando , o que devo fazer pra melhora isso ' ?

R. Não force, procure um fisioterapeuta para gradativamente dar andamento a sequencia.
19.09.11 @ 00:31
Comentário de: nayanna [Visitante]
Olá, torci meu tornozelo dia 02/09, no momento, senti muita dor. Porém, no outro dia nao senti mais dor, mas o pe inchou bastante. Tomei antiinflamatóro por
5 dias.
Quando foi dia 13/09 (12 dias depois da torção) procurei um médico me queixando de haver instabilidade no meu pé, pois estava torcendo o pé com frequencia,
mas nao sentia dor e o inchaço quase nao existia mais. Então ele mandou-me fazer uma radiografia, a qual nao acusou nenhuma fratura. Entao ele me mandou
colocar uma bota de tala po 15 dias e prescreveu um antinflamatoro. Então, eu disse q ele que eu tinha uma viagem no final de semana e que hoje eu iria
imobilizar. Imobilizarei, mas quando for quinta tenho aula pra dar, sexta tenho aula pra assistir, sabado tenho viagem, proxima semana tenho dois
casamentos pra ir no final da semana, ja estou ciente de que irei de rasteira. COMO é dificil ficar em repouso nos dias de hoje. Como vc ver no inicio
da semana ficarei em repouso, mas quando chega a quinta tenho compromissos. O que eu faço? Obrigada

R. Neste caso a decisão é sua. Ou tratra adequadamente, ou se arrisca a sequelas
19.09.11 @ 11:40
Comentário de: Rod [Visitante]
Tive uma entorse no tornozelo esquerdo a 6 semanas. Ficou bastante inchado, com hematoma, perdi a estabilidade, e senti muita dor. A 1a visita clinica nao viu nenhuma fratura (raio X). Entao imobilizei com uma bota e fiz o tratamento com gelo, pe pra cima, repouso, e sem colocar o pe no chao durante aproximadamente uns 15 dias. Fiz uma RM e deu Hipersinal do talus - compativel com contusao ossea., Derrame articular tibio-talar (anterior e posterior), Aspecto de tendinite no tendao flexor longo, Estiramento do ligamento fibulo-talar. Continuei com a bota por um total de 40 dias e retirei a 5 dias atras. Estou fazendo contraste 2x por dia (durante 30 dias) mas o medico nao pediu fisioterapia (parece q ele nao eh muito fã) mas pediu para fazer so o contraste e alguns movimentos durante esse tratamento. Nao seria melhor fazer fisioterapia profissional para ajudar a recuperacao? O contraste vai ser suficiente para colocar meu tornozelo em um ponto para eu voltar a fazer meus exercicios? Eu tenho uma vida bem ativa, pratico esportes, etc.
R
R. Fazer como você: Eu não sou fã de contraste. Procure um profissional da fisiot para tratar os sinais consequentes da doença.
20.09.11 @ 13:59
Comentário de: Paulo Roberto Belém [Visitante]
Bom dia Dr. Tive uma subluxação na mão, no polegar direito. O metacarpo do ficou deslocado metade da base do trapézio por conta de um trauma. No dia posterior à lesão, procurei o serviço público de saúde da minha cidade. A base do meu polegar estava inchada e eu não conseguia fazer movimentos de articulação com o mesmo. Fui atendido por um orto que ao analisar minha chapa, somente imobilizou com uma tala receitando nisulid. Eu percebi que ele imobilizou na mesma posição em que eu cheguei a ele, mas não quis indagá-lo, afinal, ele era o profissional. Ele me receitou a ficar com essa tala durante 07 dias e que eu a retirasse em casa. Assim o fiz, mas vi que a lesão so havia desinchado e eu ainda não mechia o dedo com habilidade, além de eu ter percebido que havia um osso "estufado". Retornei a um outro profissional, agora particular, e o mesmo, analisando minha mão e a mesma chapa que o primeiro orto solicitou, me deu este diagnóstico de subluxação, recomendando que fosse feito a redução dessa luxação e a imobilização com gesso O problema foi que o procedimento foi realizado após 09 dias da lesão.. Já estou com o gesso a 15 dias e será retirado com 21 dias. Após isso, serei submetido a sessões de fisio para recuperar os movimentos por completo do dedo. A recuperação neste caso é demorada? Tem algum risco? Obrigado

Grosso modo a recuiperação se dá de 30 a 90 dias após alta dos procedimentos
21.09.11 @ 09:42
Comentário de: carlos [Visitante] · http://nobre.med.br/http://
Ola dr tenho 19 anos hj ja faz 70 dias que quebrei a tibia gostaria de saber se é normal todo vez que tento andar sem muletas sentir dores no lugar da fratura i também gostaria de saber por quanto tempo aproximadamente minha perna e meu tornozelo ficarão inchados ?
R. Isto varia. Mas dores no local da fratura indica que a consolidação ainda não se efetivou nos seus 100%
22.09.11 @ 10:38
Comentário de: Adalberto [Visitante]
Olá Doutor, em uma queda de dois metros de altura tive um traço incompleto de fratura do tálus do tornozelo do pé esquerdo, (não apareceu em rx), sem deslocamento, mas até que fosse constatado através de resson. mag., levou um mês para que eu imobilizasse o pé com a bota tipo robofoot, e estou há trinta dias usando a bota sem retirar nem para banho. Gostaria de saber se esta bota terei o mesmo resultado do gesso, e se estou em tratamento certo. Por determinação do médico vou permanecer imbolizado com a bota por 60 dias. Obrigado

R. Se a fratura não apareceu no RX, presume-se que ela é benigna, sem deslocamentos importantes. A bota imobilizadora pode surtir efeito. Mas esse osso, o talo, deve ser bem avaliado, pois ele apresenta muitas vezes riscos de necrose
22.09.11 @ 21:09
Comentário de: Nildo Rosa [Visitante]
olá doutor, eu sofri um acidente de moto e fraturei a tibia e fibula. Fiquei engessado até a verilha por 27 dias, e logo após a retirada do gesso o médico me colocou na minha perna o Tutor de Sarmiento e me pediu pra começar a pisar no chão, mas meu tornozelo e pé estão inchados e muito doloridos demais, não consigo pisar porque a dor é terrível no pé e tornozelo. Gostaria de saber se isso é normal na recuperação. Desde já agradeço de coração.
R. Não é normal. procure elevar o pé por algumas horas, de repouso pisando somente quando houver conforto. Não se aprece. Mas investigue principalmete se a dor é em repouso
23.09.11 @ 00:29
Comentário de: leandro [Visitante]
oii
eu tenho 16 anos e quebrei o braço na região do pulso e fiz cirurgia, os medicos colocaram um pino. eu quebrei dia 26 de agosto e vou presisar ficar com o gesso até o dia 3 de outubro, dai vou tirar tbm o pino.
queria eu saber quanto tempo devo continuar cuidando desta fratura, porq os meus amigos tão presisando de mim pro time de futsal,mas tenho duvidas de quando poderei jogar sem riscos de quebrar o braç denovo
????

Riscos sempre haverão. Mas tr~es meses é o tempo mínimop após alta dos procedimentos
23.09.11 @ 10:21
Comentário de: Lu [Visitante] Email
Olá, Dr. Há quase um mês tive uma fratura na falange no 5º dedo do pé, o tratamento foi realizado com imobilização juntando-se o dedinho ao 4º dedo, como o médico recomendou. Após 5 dias, no retorno, o médico tirou raio-x e disse que estava havendo cicatrização. Retornei para a consulta quase 4 semanas depois da fratura, e para minha surpresa o médico não pediu o raio-X, apenas retirou meu curativo e disse que a cicatrização ocorreu, já que faziam quase 4 semanas. Eu disse que ainda sentia dor quando encostava essa parte do pé no chão, e agora meu pé está inchado e não consigo utilizar sapatos normais sem mancar. Posso utilizar sapatos fechados após 1 mês da fratura?
Obrigada pela Atenção!
R. De modo geral o uso de salto alto pode causar dor nestes casos até tres meses
23.09.11 @ 19:42
Comentário de: Nildo Rosa [Visitante]
Ola Dr, eu estou usando o tutor de sarmiento pra tibia faz 10 dias, e a cada dia que passa ele aperta muito que não consigo movimentar de dor. Eu gostaria de saber se eu posso soltar o tutor de sarmiento um pouco porque a dor ta apertado e prende a circulação é horrivel que só fico deitado não consigo nem sentar. Aguardo resposta. Muito obrigado.
R. deve usar um tutor com a medida certa e checar se está bem indicado
24.09.11 @ 08:34
Comentário de: Renato Dias araujo [Visitante]
Bom dia . sofri uma queda com a mão espalmada e no momento senti uma dor suportavel para o momento , no dia seguinte acordei com o cotovelo inchado vermelho latejando e pulso dolorido perto do dedo polegar.
Fui a um medico ele fez RX e não constatou nada no punho , porem me disse poderia haver alguma lesão no escafoide e que no momento não seria possivel visualisar, quanto ao cotvelo tambêm não houve nem fratura e nem luxação visivel .
No entanto ele me imobilizouco tala axilopalmar e luva incluindo dedo polegar e me disse para voltar depois de 15 dias ,para novo RX ,ai pergunto está correto tal procedimento.
Obrigado
R. Não vimos nada de errado. Voçê acha?
24.09.11 @ 10:58
Comentário de: Andre [Visitante]
Ola DR.
Estou preocupadissimo com meu filho de 4 anos, ele estava brincando em um playground de um restaurante qdo uma crinaça o empurrou do escorregador e ele caiu sobre o braço fraturando o osso ulna perto da articuçao do cotovelo. procurei os hospitais da regao e nao tinha ortopedistas de pralntao no final de semana , onde foi realizado na hora o raio x e imobilizaçao do braço para voltarmo na segunda pela manhda para avaliaçao do ortpedista. esse rocedimento é normal? e outra é uma fratura complicada? que exige um cuidado maior? tem pergo de sequelas, precisa de anestesia geral para ser feita a reduçao da fratura? por favor espero sua resposta para minimizar minha preocupaçao e da minha esposa...grato pela ajuda e pela sua boa vontade...abraços...
R. Lamentamos, mas não podemos opinar sem ver diretamente. Porém o procedimento foi feito desta forma pela inexistencia do profissional no fim de semana, pelo que v disse, mas clareo que isso não é a melhor forma. Lute pela presença de ortopedista tb no fim de semana na sua cidade.
24.09.11 @ 18:32
Comentário de: jose carlos [Visitante]
olá doutor , agradeço pela presteza nas respostas . dia 15/08 caí do telhado 3 metros sobre o lado esquerdo , tive fraturas : pé , costelas , bacia e 2 fraturas no umero proximial ( sem desvio ) . tratamento com uso de tipoia ;ultimo raio-x com 28 dias a fratura não tinha colado , com 35 dias sob orientação medica retirei a tipoia , porém sinto fortes dores esporádicas na cabeça do umero ( muito tempo deitado com braço esticado , ao movimentar-se de um repouso , ao movimentar a musculatura sobre a cabeça do umero ) são dores fortes de curta duração . vou iniciar a fisioterapia e tenho medo de romper a fratura .
pergunto :
1- essas dores esporádicas é normal devido ao tempo de imobilização ?
2-a risco da fratura ter deslocado após 28 dias e a fisioterapia pode agravar .
grato !

R. às vezes mesmo sema franca consolidação a fisio pode ser útil. As dores tb podem ser combatidas com a fisio
25.09.11 @ 06:50
Comentário de: pATRICIA [Visitante]
Olá tive uma fratura na fibula ,altura do tornozelo fiquei com o geso 6 semanas e retirei o médico disse que estava tudo bem ,o que acontece é que tem inchado muito durante o dia ,é normal ,no local da fratura doi um pouco tbm ,devo faser fisio?]
R. Boa idéia
25.09.11 @ 17:48
Comentário de: claudineia Rodrigues da Silva [Visitante]
Ola dia 19 de agosto de 2011 fui vitima de capotamento de veiculo, quebrei a clavicula esquerda, o medico receitou somente uso da tipoia, tratamento conservador ,Eu ainda sinto dores na clavicula.O que fazer para melhorar?Depois da fisioterapia voltara ao normal? e fratura do osso femur da perna direita, cirurgia com fixação de placa, devido estar gestante não posso tomar nenhum tipo de medicamento.Os medico disseram que é 60 dias sem colocar o pé no chão. Isso está correto? Quando voltar a andar irei andar normal?Posso fazer algum exercicio para ajudar a andar depois?
DEsde ja quero agradecer esse site.
um abraço
R. exercícios são sempre benvindos. Mas grosso modo 60 dias é pouco para fraturas de femur tratadas com placa
26.09.11 @ 11:11
Comentário de: leila [Visitante]
dr ha dois dias torci o tornozelo grau dois sem fratura. estou com bota imobilizadora com indicacao pra tres semanas e muletas, usando gelo. Pperguntas: posso ou nao pisar durante esse tempo? posso fazer alguns exercicios de musculacap? apos as tres semanas estando tudo bem quando posso voltar a usar salto alto e andar em esteira tipo vida normal? obrigada.
R. Em geral não deve pisar. Mas exercícios são possíveis
26.09.11 @ 11:48
Comentário de: Adriana [Visitante]
Fraturei a fibula na altura do joelho e estou com gesso desde 14/09 marcado para retirada dia 11/10. Minha perna esta preta na região um pouco acima do tornozelo, estou um pouco preocupada, não sei se procuro o médico ou se é normal. Gostaria deuma orientação. Obrigada.
R. É bom reavaliar
26.09.11 @ 19:30
Comentário de: jessica [Visitante]
ola, faiz 4 meses q fraturei o umero direito, naum fiz cirurgia, pois o medico me disse q naum iria precisar por conta da minha idade (19 ano). Mais tenho medo d naum voltar ao normal, e naum poder pegar peso, por q meu trabalho tenho q pegar peso, quero saber c vai voltar mesmo. Desde ja agradeço
R. Grosso modo, a força muscular fica preservada, se não houve lesãomuscular ou tendinosa
27.09.11 @ 21:35
Comentário de: johnny Lincol [Visitante] Email
Bom dia! fraturei o 4° metatarso durante os 15 primeiros dias usei gesso cobrindo os dedos com excessão do polegar apos a revisão o medigo colocou o gesso deixando meus dedos livres. Me desculpe a pergunta mais isso eu não perderia parte da imobilização?
R. Não entendemos. Metatarso é no pé. e polegar na mão. Ficou difícil opinar
29.09.11 @ 03:58
Comentário de: Nina [Visitante]
Olá Doutor, fracturei a base do 5º metatarso e estive com bota gessada até há 2 dias atrás, o médico disse para usar meia elástica e iniciar carga de 10Kg e ir aumentando progressivamente.
Não tenho dores e quase consigo assentar o pé no chão normalmente, como posso ir progredindo? Como não tenho dores sinto-me tentada a ir treinando o andar, mas tenho medo de estar a precipitar-me e atrasar a recuperação.
Obrigada pela atenção.


R. Não temos a mínima idéia de como v vai calcular e graduar estes dez quilos. Mas sugiro o tratamento convencional sem riscos. Gesso por trinta dias e sem pisar. A seguir uma reavaliação
30.09.11 @ 08:20
Comentário de: roberto [Visitante]
Caro Dr
Eu fraturei o úmero e o radio em uma queda que sofri há 1 mes e 3 dias, e minha mão ta trincada, saindo couro, pq?
R. Porque a queratina descamou?
30.09.11 @ 17:20
Comentário de: Janderson [Visitante]
Boa noite. Eu tive uma ruptura total do tendão de Aquiles, fiz a cirurgia e já estou a um mês com o pé imobilizado por gesso. Na segunda voltarei ao médico para trocar o gesso e a posição do pé. Gostaria de saber se nessa troca já posso usar a bota imobilizadora no lugar de outra bota de gesso, pois o gesso é muito desconfortável e além disso sou muito peludo e ficar com um mês sem higienizar a perna já está me incomodando. Desde já agradeço.

R. grosso modo botas imobilizadoras não substituem gesso, pois a estabilidade é diferente
01.10.11 @ 03:32
Comentário de: Lucia salgado [Visitante]
Boa noite, minha mãe tem 79 anos e um avc e fraturou o punho direito, foi feita a redução de fratura, em seguida o gesso do ombro ate os dedos, só que os dedos esta muito inchados e doloridos. O gesso foi trocado com 15 dias, agora tem tem quase 40 dias. Gostaria de saber se e normal o edema dos dedos.

R. É comum. Mas deve ser investigado e intensioficar oa movimentos
02.10.11 @ 22:03
quebrei o meu braço mas mesmo um tempo depois ele dói e como o hospital da cidade estava em greve não ingessaram apenas colocaram uma tala ja fazem 6 meses que quebrei oque devo fazer?fui em um médico ele disse q era normal doer mas sera q é necessario colocar pino ou gesso ou fazer uma cirugia?

Não é normal doer, e nem comum após o período de inflamação que é de cerca de 5 a dez dias. faça uma nova avaliação e se não conseguir acesso atratamento procure órgãos do governo ou do judiciário para conseguir seu tratamento.
05.10.11 @ 08:01
Comentário de: Julia [Visitante]
Olá. Eu fraturei quatro metatarsos, em um acidente de moto. Tive que fazer uma cirurgia e coloquei fio de Kishinner, porém meu pé não foi imobilizado e também não posso pisar com ele. Já faz 24 dias e não vi muita mudança em um metatarso(3°), que foi o qual estava mais fraturado, que até saiu do lugar. O meu ortopedista disse que tiraria esses fios somente com 45 dias, será que até lá ja estará bem colado?
Ou pode demorar mais tempo para andar?
Obrigado.


R. As radiografias costumam trair a imagem da consolidação no pé.. Siga a recomendação médica
07.10.11 @ 02:24
Comentário de: LU [Visitante] Email
É POSSIVEL EU CAUSAR UMA LUXAÇÃO/ENTORSE EM UMA FALANGE DOS DEDOS DA MAO E NAO SENTIR MUITA DOR? CAUSAR MESMO INTENSIONAL MENTE? SE ANTES SEU TOMAR UM ANALGESICO ADIANTA? E AO ENGESSAR DEVO FICAR QUANTO TEMPOCOM A MAO/ DEDO IMOBILIZADO? DEVO TOMAR ANTIFLAMATORIO?
R. Dores são subjetivas e depende de cada pessoa. É desaconselhável provocar lesões em si mmesmo
09.10.11 @ 15:20
Comentário de: Roner [Visitante]
Boa tarde!

Bom, eu fiquei de pé em uma cadeira um pouco maior do que as normais e cai e bati com a mão direita no chão. Fui no médico e de acordo com o raio-x eu tive um pequeno trinco em um dos ossinhos do punho. Já fazem 8 dias que estou com uma luva de gesso e irei retornar ao médico quando completar 15 dias, tomei Alginac 1000 de 15 comprimidos e já acabaram, eu devo comprar outra caixa? Não sinto praticamente nenhuma dor, só umas pulsasões bem fracas no punho bem deves em quando. Irei se recuperar rápido? Irei conseguir realizar os movimentos do punho normalmente?

Grato
R. Geralmente a inflamação dura até cinco dias. Observe os tempos de cicatrizações das fraturas que sempre mencionamos aqui no blog
10.10.11 @ 14:00
Comentário de: Ronan Flávio [Visitante]
Fraturei a tíbia no dia 5 se setembro passado... hoje, em torno de 5 semanas após o engessamento que chega proximo a virilha, ainda sinto o osso mover-se levemente na altura da fratura. Isso é normal? Afinal, minha perna parece ter afinado, o gesso está mais folgado do que nas primeiras semanas.
Aguardo resposta! Obrigado!

R. Isto é realmente comum
12.10.11 @ 14:34
Comentário de: eliana isabel santana paiva [Visitante]
quebrei meu dedinho minguinho a dor insuportavel ele quebrou e saiu e ainda entortou para o lado quase angulo de posiçao tiveram que fazer reduçao tomei anestesia estou medicada ate amanha e gostaria de saber se vou ter que ingessar o pe todo e calcanhar pois daqui a oito dias serei madrinha de casamento da minha sobrinha estou com dor e sta enchado obrigado


R. De mum modo geral, não se precisa imobilizar o pé todo se a fratura foi somente no dedo. Mas vai dar muito trabalho se usar salto alto. Observe tb o tempo de cicatrização das fraturas muitasd vezes discutidas aqui no blog
13.10.11 @ 16:26
Comentário de: marcos [Visitante] Email
Doutor jogando bola quebrei tibia e a fibula, tirei o raio x, o medico falou que nao precisava de cirugia, colocar no local e engessar ate a metade da coixa a sim fez, ja estou com 16 dias, nunca andei de muleta porque sinto balançar os ossos dentro da perna, sinto dor meu tornozelo quando mexo a perna, tenho de ficar so deitado, esperando o retorno com 45 dias.
15.10.11 @ 02:35
Comentário de: Revson [Visitante] Email
Kra cai de moto e trinquei a fíbula não chegou a ser uma fratura completa..o medico engessou ate a altura do joelho.
Estava indo tudo bem o repouso ate eu estar tomando os remédios. Ontem dia 14/10/2011 parei de tomar os remédios por orientação do médico e hoje dia 15/10/2011 quando estou deitado com o pé elevado ou sentado da mesma maneira não sinto tanta dor..mas quando levanto para ir ao banheiro de muletas não aguento a dor. queria saber se isto é normal ou não. Agradeço !
R. pode acontecer, sim. procure baixar o pé gradativamente,
15.10.11 @ 20:31
Comentário de: leandro [Visitante] · http://www.orkut.com.br/Main#Home
boa tarde dr:
tive uma fratura do 5 osso metatarsal causado por acidente de moto no dia 17/09
fiquei 15 dias de tala, voltei para uma nova consulta dia 03/10 e tive q fazer uma cirurgia e foi colocado FIOS DE KIRSCHNER
estou com 12 dias de cirurgia tenho consulta dia 26/10,nao doi + e consigo mexer o dedo sem sentir dor isso é normal???
nao apoio o pé no chao mas mexo o dedo com os vios sem dor, quanto tempo sera q ficarei com os FIOS DE KIRSCHNER
dia 26/10 estarei com 3 semanas de cirurgia.sera que meu osso ja colou????

R. de um modo geral de 30 a 40 dias
17.10.11 @ 16:17
Comentário de: Carla [Visitante]
Boa noite
Há 17 dia cai e fraturei o úmero esquerdo. Inicialmente o braço foi imobilizado com pinça de confeiteiro. Após treze dias de imobilização a tala estava frouxa e foi substituida. Porém os edemas que não mais existiam voltaram novamente, e hoje já fazem 5 dias e o edema na mão não diminui. Passo por períodos mais confortáves, sem dor. Porém em alguns momentos sinto queimação no local da fratura. Sinto tamém o movimento dos ossos e cotovelo apesar de estarem imobilizados. Gostaria de receber alguma orientação.
R. Grande parte das vezes o edema da mão é devidoa tipóia que faz pressão no antebraço. Procure movimentar bastante os dedos e a mão. Certifiqu´-se que não há desvios importantes. Pequenos desvios podem ser aceitos nesta fratura. Queimação pode acontecer quando de uma imobilização. Mas deve ser investigado como está a pele




19.10.11 @ 00:24
Comentário de: fabiana [Visitante]
Doutor, fraturei o 5º pododáctilo( falange proximal sem desvio) há 2 meses e meio. Realizei esparadrapagem e tenho usado calçado com solado grosso ( recomendação ortopedista devido local da fratura), porém ao rx não houve mudança em relação ao inicio e nem sinal de calo ósseo. Mantenho dores no local até hoje.O ortopedista pediu tomografia para visualizar se tem calo ósseo e devido a dor , também falou em cirurgia caso o mesmo ainda não esteja formado. é incomum não visualizar consolidação após quase 3 meses da fratura?nesse caso a cirurgia tráz benefício?
obrigada
R. sim, nas fraturas do pé por vezes o calo não é tão visível no RX e nem mesmo às vezes na TC (que tb é rx) Pode ser feito Rx digital que vai ter tanta eficiencia quanto. Estes casos dificilmente precisa de cirurgia. Mas o que determina é a dor
19.10.11 @ 19:04
Comentário de: fabio [Visitante] Email
ola olha um pequeno osso da mao quebrou ou trincou nao muita coisa quero saber quanto tempo p tira o gesso
R. depende de muitos fatores
20.10.11 @ 09:30
Comentário de: ricardo [Visitante]
meu filho tem tres anos e fraturou a tibia e ficou dois meses com a perna engessada é normal apos a retirada do gesso ele nao conseguir andar normalmente e quanto tempo leva para ele andar normalmente?
R. ele pode estar receoso, sim ter medo
20.10.11 @ 14:51
Comentário de: andres [Visitante]
DOTOR boa tarde, jogando bola fiz uma entorse no tornozelo esquerdo, mas so passado um mes de lesao começei a fisioterapia andei e depois de 4 meses de lesao como ainda doia a fazer alguns movimentos resolvi ir ao medico e fazer uma ecografia que dizia: rotura parcial do ligamento perónio-astragalo anterior com 5.1mm de estensao; e rotura antero-externa da capsula articular com 3.2mm.
Agora passados 5 meses de lesao fui a 2 ortopedistas 1 me disse pa fazer alguns exercicios de fortaleciento e o outro pa por uma tala gessada .
minha duvida é ja nao e 1 pouco tarde demais para por o gesso?
nao sei o que fazer!

R. É verdade. V deve somente proceder com a reabilitação. Mas pode haver sequelas de instabilidade
21.10.11 @ 17:50
Comentário de: Paula [Visitante] Email
Dr Bom Dia !
Levei um tombo e quebrei 3 dedos do pé direito . O 2o 3o e 4o dedo.
Meu médico pediu para usar aquela bota robotfoot, porém é muito ruim de andar. Estou usando uma bota normal com uma meia e não estou apoiando muito o pé no chao. To de muleta. O sr acha que terei problemas? Meu dedo já calcificou ? Faz 15 dias que cai.
Obrigado

R. Não seu dedo não calcificou com este tempo
22.10.11 @ 07:08
Comentário de: Patricia [Visitante]
quebrei o tornozelo e fiquei de gesso durante 22 dias e agora que tirei meu pé ta inchado e tb quando ando doí um pouco.sera que preciso de fisioterapia? isso é normal?
R. è comum. Fisioterapia pode ajudar após o médico liberar
24.10.11 @ 13:53
Comentário de: monique [Visitante]
bom dia fui atropelada dia 22-10-11 e fraturei a tibia queria saber quanto tempo vai levar para eu ficar boa estou com a perna engessada o medico pediu para eu não colocar o pé no chão ,eu irei ficar normal depois disso...

R. Bem, são perguntas bem subjetiva. Nenhum médico pode dizer se alguem vai ficar normal ou quanto tempo,etc. O papel dele é cuidar
25.10.11 @ 08:22
Comentário de: marcus [Visitante]
Ola Doutor meu nome é Marcus e quebrei o 5º Metatarso do pé direito estou com o gesso, faz 3 dias mas infelizmente está apertando e machucando muito gostaria de saber se poderia subistituir o gesso pela bota imobilizadora pois não estou aguentando a dor que o gesso está causando...... sem mais obrigado

R. Aproveite e leia o post e os comentários. Mas v deve consultar seu médico acercad deste aperto, para corrigi-lo
26.10.11 @ 20:40
Comentário de: Cristiano [Visitante]
Doutor, no dia 06/10 me acidentei de moto, bati minha perna no carro(do joelho para baixo) levei 13 pontos na parte de traz do tornozelo(bem onde o tendão estica a pele). Não houve nenhuma fratura pelo que o raio-x revelou, somente rasgou a pele. fikei 10 dias de cama com o pé elevado para não ter tanto inchaço,(mas meu pé ficou desmunhecado)para baixo devido não poder elevar ele para que os pontos não abrissem, agora dia 28/10, ja consigo andar razoavelmente bem(ainda mancando, mais o ortopedista disse que como não teve fratura eu deveria tentar andar para não atrofiar mais), mas desde a batida meu dedinho minguinho do pé esquerdo esta dormente(formigando) parece que doi as vezes. Tirando que agora consegui voltar meu pé no nivel de 0º graus pelo que o medico disse, mais ainda não consigo dobrar o pé(dobrar para cima em direção ao joelho pois parace que repuxa tudo). Ainda tenho algum inchaço na perna tbm, e meu joelho tbm tem um parte amortecida. Sera que é grave, e queal exame precisaria fazer para verificar se foi algum nervo ou outra coisa que o raio-x não mostra.?
R. Pode ser. QWuando indicada a eletroneuromiografia pode ajudar
28.10.11 @ 08:29
Comentário de: delcio pereira da silva [Visitante] Email
oi,tem tres dias que fraturei a tibia,fui no medico,e ele so colocol geso,agora,tnho dificuldades de ir ao banheiro para tomar banho e usa o vaso sanitario,por causa do peso do geso,o que tenho que faser para nao agrava a situaçao da fratura por casa do peso do geso.

R. Certamente não é o peso do gesso que decidirá o futuro de sua fratura. Mas já que está dexsconfortável retorne e converse com seu médico
29.10.11 @ 11:57
Comentário de: Fabiana [Visitante]
Olá,
Fui vítima de um assalto em que o ladrão me jogou ao tentar arrancar minha bolsa para frente, resultado, perdi o equilíbrio devido ao tamanco de plataforma e acabei com 3 dedos do pé quebrado. Fui ao médico ortopedista e foi colocado um botinha com meia perna de gesso (tala). Entretanto, sinto que meu pé esta muito inchado e dedos roxos apesar de não ter pisado pois ando aos pulos e me segurando. Doi muito quando estou dormindo que parece que estão arrancando as unhas. Tomo os medicamentos conforme prescrição médica e, só vou voltar ao médico dia oito para mais acompanhamento, o que fazer? A tragédia aconteceu no dia 25/10 ao sair da escola em que exerço a profissão de arteeducadora. Ele me seguiu de lá até na portaria do prédio onde moro, uma rua lateral a escola.

R. Neste post damos várias dicas de como combater o edema e roxeamento
29.10.11 @ 17:58
Comentário de: Jéssica Rodrigues [Visitante]
Boa Noite.Doutor a 5 anos atrás fraturei o dedo do meio do pé esquerdo, como eu estava atordoada com a situação e eu tinha 15 anos, eu não sei bem qual osso que foi, sei que ele ficou totalmente deitado em cima dos outros dedos (formava um ele de ponta cabeça)então, na época o médico colocou no lugar e colocou uma tala e pediu pra eu ficar 15 dias, e depois voltar la, mas no dia seguinte eu tirei a tala (irresponsabilidade minha), e continuei minha vida normal e nunca voltei, hoje depois de 5 anos,o meu dedo é totalmente curvado ( como o bico de um águia) e tenho sentido muita dor,como se eu tivesse quebrado ele de novo, mas no máximo que eu fiz é andar normalmente, não posso usar salto, e nem tênis, e sinto muito formigamento, mas não quero ir ao médico atoa. Quero saber se devo me preocupar, se isso é normal ou não?
Obrigada!

R. sempre há alguma forma de ajudar
29.10.11 @ 22:46
Comentário de: Pereira [Visitante] Email
Olá,

inicialmente gostaria de deixar aqui meus parabéns pelo blog e pelo precioso trabalho que notamos nas postagens, nas repostas aos comentários, na proposta de interação e todo conjunto em si.

Li diversos comentários desta postagem e percebi que as respostas são didáticas e tendem a elucidar muitas questões, inclusive me auxiliaram indiretamente. Pois, tenho algumas dúvidas e gostaria de compartilhar e, se possível, observar um retorno.

Quebrei o pé esquerdo na madrugada do dia 2/10. Fui a um médico de emergência que o engessou e recomendou não tornar a pisar no chão. Na ocasião, não conseguiu precisar o diagnóstico, dado o inchaço e o raio-X que não apresentou completamente o problema. Indicou que, caso quisesse, poderia trocar o gesso por bota imobilizadora (robofoot). Assim o fiz no dia seguinte, pois havia uma em casa.

O primeiro diagnóstico foi suspeita de fratura. Dois dias depois, fui avaliado por um ortopedista que, após novos exames, percebeu realmente duas fraturas no calcâneo. Contudo, sem necessidade de intervenção cirúrgica.

Seguindo a orientação médica, nos primeiros dias, utilizei um antiinflamatório. Nas duas primeiras semanas, fiz compressas com gelo e mantive o pé em quase todo o tempo para cima do nível do joelho.

No retorno, após quinze dias, foi realizado novo raio-x e fui dispensado de manter o pé para o alto e fazer compressas. O organismo estava reagindo bem e não foi constatada complicação. Eis que precisei tomar ainda alguns comprimidos de antiinflamatório para aliviar dores e breve inchaço no joelho.

Agora, praticamente um mês depois, ainda sinto dores no pé (mas não tanto), contudo, tenho percebido que em alguns dias ele fica bastante inchado na parte de cima e à frente, antes dos dedos, e um pouquinho na região do calcâneo. Em alguns momentos, também fica um pouco roxeado nesta mesma região do inchaço. O que faço para aliviar o inchaço e as dores é retomar o pé para cima, mesmo para dormir, deixando-o sobre um travesseiro.

A previsão é que ainda mantenha o pé imobilizado, sem pisar desde o primeiro dia, com auxílio de muletas, por mais duas semanas e, em seguida, realize algum tipo de fisioterapia. Eis que tenho cinco perguntas:

é normal, em alguns momentos e não constantes, sentir dores, estas na região lateral do calcanhar e na parte superior do pé mesmo passado já quatro semanas do acidente?

é comum tal inchaço eventual na parte superior do pé e perto dos dedos? seriam causados pelos tecido moles, já que no raio-x não apareceu fratura?

tais questões são preocupantes, já que estou imobilizando a região, não pisando e seguindo o tempo estimado de recuperação? Poderiam ser vistas como sinal de complicação da fratura?

Enfim, agradeço a atenção e a possibilidade de compartilhar aqui minha situação. Obrigado.

R Dores podem aparecer ate seis meses, mas elas vao diminuindo dia-a-adia. Toda vez que temos fraturas as partes moles tb sogfrem, possivelmente houve lesoes na parte da frente do pe, principalmente se o mecanismo envolveu torcao. Se os sintomas persistirem cabe a ressonancia. mas a conduta de seu medico segue um bom protocolo
30.10.11 @ 21:22
Comentário de: felipe [Visitante] Email
Oi Doutor, quebrei o quinto dedo do pé esquerdo e o medico me deu 35 dias de repouso, ja estou 28 dias e não sinto absolutamente nada de dor e dia 08/10 tenho que voltar la na clínica para retirar o gesso, gostaria de saber se quando eu voltar na clínica para retirar se tem o risco de ele engessar de novo o meu pé ?

Se a fratura for no dedo, de modo geral se imobiliza com bandagem adesiva
01.11.11 @ 09:12
Comentário de: Luciana [Visitante]
Ola! Meu esposo sofreu acidente de moto,e teve fratura incompleta da tíbia esquerda, fratura fíbula esquerda, o médico mandou conservar o gesso até 30dias, será que vai precisar trocar o gesso e ficar por mais tempo?
geralmente sim
02.11.11 @ 22:02
Comentário de: leandro [Visitante]
olá.meu nome é Leandro!

tive uma entorse no dois lados do tornozelo bem no ligamento grau 2.
passei 12 dias com o gesso e só fazia piorar e meu pé ficou roxo e inchado,ai o fisio meu recomendou a bota começei a usá_la a duas semana e fazendo fisioterapia a quase três semanas.
gostaria de saber se posso ir tentando colocar o pé no chão,pq ja tem um més que tõ sem andar e com a amuleta e a bota imobilizadora.
sem mas fico no aguardo.

uma boa noite

A literatura de livro ainda fala de cicatrizacao em 3 a 6 semanas, devendo a entorse II ser imobilizada neste tempo
03.11.11 @ 17:53
Comentário de: Pablo Lopes Dávalos [Visitante]
Bom Dia
torci o pé no dia 10/10/2011 e fui ao medico, que me disse que nao passou de um torçao, me pediu para ficar com a tala por 14 dias, porem retirei sem sua permissao 7 dias apos o torçao, sou praticante de karate e muay thai e fiquei desesperado ao saber que nao conseguiria voltar a competir, por isso tirei.Meu meu retorno era dia 24, fui ate ele caminhando e ja sem tala e ele me disse que na verdade tinha ocorrido uma fratura da fibula e me recomendou ficar mais 15 dias com uma bota imobilizadora (robocop) para apos isso ele me mandar fazer fisio.Fiquei assustado e fui a outro medico no dia 30/10/2011. Ele tirou um novo raio x e me disse a mesma coisa, que a fibula estava quebrada e precisava imobilizar NAO com a bota e sim com gesso, fiquei mais assustado ainda pois eu estava andando, saindo e tudo mais porem mancando e com pouca dor. Enfim coloquei o gesso circular no dia 01/11/2011 e tenho que ficar por mais 29 dias..queria saber sua opiniao, sera que vou chegar la no retorno e ele vai me imobilizar por mais dias ou vai me encaminhar pra fisio ? fratura da fibula distal é algo grave ? o gesso na parte do calcanhar esta um pouco mole e so se passaram alguns dias, é normal ?
agradeço muito desde ja e aguardo uma resposta.

No geral este tratamento dura 2 a 3 meses. deve fazwer rx periodicamente
04.11.11 @ 08:36
Comentário de: Parisotto [Visitante]
Bom dia, quebrei o meu braço direito a uns 90 dias... tirei o gesso ontem e minha mao nao meche, é como se nao reagisse ao comando q dou de movimento. isso é normal ? Obrigado

Nao eh comum
05.11.11 @ 08:27
Comentário de: Loiara [Visitante] Email
olá, sou professora de ballet, em um exercício, em que utilizava meia ponta, eu torci o calcanhar direito, e coloquei meu peso todo em cima da falange media do meu dedo indicador do meu pé esquerdo, fui ao hospital e o medico me deu uma injeção para dor, tirou um raiox me disse que eu tinha luxação, falou coloque gelo e xau.
Mais meu dedo AINDA está meio zul, roxo, vermelho e preto, muito enxado,e não consigo dobrar, está doendo muito, e ele esta quase do tamanho do dedão. Quais os riscos que corro? O medico foi imprudente? Qual é a opinião do senhor a respeito do meu caso?
Muito obrigado desde já, e parabéns pelo blog!


Luxação é coisa que mecece cuidados. Pois o ossso sai mesmo do local correto e necessita ser relocado. Mas sinais de roxeamento significa que houve derrame vascular no local, pode acontecer em qualquer trauma principalmente nas entorses (torções) .Não é nosso interesse tecer comentários sobre a conduta do médico.
06.11.11 @ 02:17
Comentário de: Leonnardo Pinatto Merisse [Visitante]
eu lasquei um pedaço do osso do pé direito e o medico falou que eu podia usar a bota e eu tirei o gesso e coloquei a bota esta certo?
R se ele falou...
06.11.11 @ 10:54
Comentário de: danillo pacheco [Visitante] Email
doutor dia 06/11/2011 sofri uma pequena queda de moto e cai sobre o ombro esquerdo de de 2 dias fui ao PS e fiz um raio x onde comprovou que tive uma luxação onde a cavicula afastou um pouco cerca acho que quase 1 cm, o medico assim pediu um segundo raio x do ombro direito para se comparar ai ele falou que tinha que fazer uma cirurgia fiquei meio cismado e resolvi não fazer pois o medico parecia ser inexperiente, o braço dói um pouquinho bem pouquinho e consigo fazer quase todos os movimentos.Pensando nisso doutor sera que seria necessário fazer mesmo a cirurgia? a e lembrando que no ombro que aconteceu a luxação sinto um caroço que parece ser o osso, ficarei grato doutor se puderes me ajudar pois estou desesperado e não estou usando nada para tratar.

Pela sua descricao, voce parece ter tido uma luxacao acromioclavicular. As tipo IV e V devem ser operadas. Pergunte ao medico qual eh o tipo, pesquise na internet sobre estas luxacoes
10.11.11 @ 18:43
Comentário de: Bruno M. [Visitante]
Oi tudo bom, gostei do desenvolvimento do site. Mas o meu caso é de fratura do 5º metatarso (bastante abordada nessa pagina), na minha foi uma transição de Jones e a de Estress (fratura simples, sem desvio ósseo). Acontece que depois das consultas periodicas, depois de 6 semanas, o meu ortopedista retirou o gesso (valendo-se da clínica, pq no RX n reveleva a consolidação total, mas um cmeço d calo ósseo)... mas mesmo assim, ele tirou e pediu pra me usar sobrepeso (sem andar normalmente por 2 semanas) - totaliza aqui 8 semanas - Só que no inico n tinha dor, agora tem uma dorzinha enjuada (nada que seja muito forte, mas depois q ando um pouco - sinto uma queimação, desconforto, mas da p andar sem incomodar muito)... a dor é poca no local, mas na vdd tem mais nas outra regioes do pe (perto) - pelo menos parece. Eu sou atleta de Judô, e o médico disse p eu ficar mais 1 mes e meio sem treinar além dos 8 meses (inclusive fraturei la, por besteira. Gostaria de perguntar se é normal isso, pois mesmo a dor n sendo intensa (mais um incomodo do que dor), eu fico com medo de andar normal. Fico com medo de apoiar e não melhorar, sei la. O que você me aconselharia. Pois costumo andar na piscina, e as vezes coloco agua quente, quente e gelo. Muito Obrigado pela atenção. e desculpe tantas perguntas

A reabilitacao tambem deve incluir outras partes do membro inferior. Naio esqueca perna, coxa, os alongamentos, a corrida, com tenis. Mas acho oito meses demais. No geral as atividades esportivas sao liberadas aos poucos logo apos dois ou tres meses dependendo do caso. use analgesicos para evitar ficar com dor e evitar dor cronica
11.11.11 @ 17:25
Olá Drº, há 18 dias fraturei os três dedos do meio do pé direito. Estou sendo avaliada pelo SUS, no primeiro momento fiquei com uma tala de gesso e sem poder apoiar o pé no chão durante 15 dias, ao retornar para avaliação outro ortopedista pediu um novo raio x e mandou engessá-lo novamente e não passou medicação nenhuma, enquanto que o primeiro médico havia passado diclofenaco sódico e dipirona. Depois de gessado o pé senti menos dores só que continuo com a mesma medicação orientada pelo primeiro e meus dedos continuam roxos e inchados. Tenho que retornar no dia 30/11. O acidente aconteceu no dia 25/11 no dia em que fui agredida por um assaltante ao retornar de meu trabalho. Devo continuar tomando os mesmos medicamentos? Por favor, me dê uma luz!
Atenciosamente aguardo a sua resposta.

Antinflamatorios no trauma devem ser evitados apos sete dias. analgesicos podem ser tomados na dose de analgesicos, como a dipirona. Atente para os cuidados com o gesso mencionados neste post. pois 'e a essencia do tratamento
13.11.11 @ 08:01
Comentário de: juliane [Visitante] Email
Doutor minha sobrinha de 1 ano e meio escorregou no molhado e caiu com uma perna meio desajeitada não chorou e até agora (5 dias depois) não se maldice de dor mais etá mancando. É estranho não dói em lugar algum, não está roxo, ela anda, dança e pula mais ela está mancando. Estamos todos muito preocupados procuramos um médico mais só tem vaga prá daqui a dez dias. O que pode ser e o que devemos fazer? POR FAVOR RESPONDA URGENTE!!!

Deve ser investifgado a lesao com o exame fisico feito pelo medico. muitas vezes, neste caso a lesao pode estar na tibia ou no quadril
13.11.11 @ 23:52
Comentário de: Erica [Visitante]
Ola!! Sofri uma torçao no tornozelo, e a primeira vez que fui ao medico, ele passou uma tornozeleira com reforço lateral, mas eu nao aguentava nem coloca-la e sentia muitas dores ao dormir. Procurei outro medico, com 1 semana depois e ele disse que é um caso de tendinite e passou uma tala pra mim. Algumas horas depois que sai do consultorio minha perna começou a coçar e ficou irritada. Tirei a tala imediatamente (sem consultar meu medico) e coloquei uma bota imobilizadora (do tipo robofoot). Ja vi aqui em outros posts que a bota nao substitui o gesso, mas no caso da tala? Devo me preocupar por te retirado a tala? Eh necessario que eu pague outra consulta ou posso ficar assim até o retorno (em 10 dias)? Tem 2 dias que estou com a bota e nao a retiro nem para o banho e nem pra dormir. Sinto muitas dores e estou tomando um anti-inflamatorio.
Muito obrigada pela atençao!!!

Nao eh comum sentir muitas dores depois do quinto dia. a reavaliacao eh importante para identificar a real causa das dores
14.11.11 @ 08:27
Comentário de: patricia [Visitante] Email
ola,tive uma luxacao no tornozelo direito o meu osso saiu do lugar dava pra ve-lo atras da pele o meu pé ficou delado.fui ao medico e eles pucharam e colocaram no lugar e ja faz 15 dias estou de gesso na parte de baixo do pé e tala em cima e o medico disse pra eu tirar em casa,mas ainda esta enchado e doendo nao tenho firmeza sem essa tala o que eu faço??

R. se foi mesmo uma luxacao, eh importante fazer revisao bem feita, para evitar ou minimizar sequelas
17.11.11 @ 12:23
Comentário de: Valda Salles [Visitante]
Fraturas do Terço Médio do quinto Metatarso do meu pe direito (Diafisárias).Foi uma fratura fechada,ocorreu qdo cai da escada de casa.Gostaria de saber quantas semanas preciso ficar com o gesso,pois nao sinto mais dor e consigo mexer os dedos,no entanto nao consigo pisar o gesso ja esta todo mole por baixo do pe,hoje faz 2semanas ou seja 16dias q estou com o pe no gesso.Devo esperar quanto tempo pra retirar o gesso?demora muito para o osso calcificar?Tenho 26anos e peso 65kilos......grata

R.Em regra 30 a 40 dias.Mas nao eh exato
17.11.11 @ 12:38
Comentário de: ana [Visitante]
Olá,
Tive uma fratura de patela e nao precisei de cirurgia, mas vou ficar com gesso por pelo menos 6 semanas. Já se passaram 2 semanas e como minha perna emagreceu, qdo fico em pé o gesso pesa e faz pressao sobre o joelho. Gostaria de saber se isso pode atrapalhar a recuperaçao. Existem outros cuidados que devo ter com a perna engessada para auxiliar a recuperaçao, tipo ativar a circulaçao com massagem na coxa ou algo assim? Obrigada, Ana.

R. Atenda as recomendacoes de seu medico. Mas exercicios, logo quando possi'vel, eh necessa'rio
20.11.11 @ 01:06
Comentário de: Pereira [Visitante]
Muito obrigado pela resposta e atenção. Parabéns pelo site. Abraços.
28.11.11 @ 14:39
Comentário de: Claudel [Visitante]
Olá doutor, tenho 46 anos, preiso de sua ajuda, cai na escada e tive uma fratura no 5º metatarso do pé esquerdo fiquei 35 dias co tala de gesso e muletas sem pisar com o pé, o segundo RX mostrou uma pequena calosidade na parte superior do metartarso o médico disse que que a evoluçaõ estava normal mandou que eu aguardasse mais 30 dias, não convenciada consultei outro ortopedista este recomenda cirurgia para reduçaõ e colocação de dois pinos juntando a parte óssea que n consolidou, segundo ele n mais vai consolidar e os pinos ficarão para sempre, eu ando sem muletas, sinto um poco de dor no dedinho e em toda planta do pé, não fiz fisoterapia, não posso calçar nada que bata em cima do dedo, sinto um desconfroto na panta do pé onde passa o metatarso....minha dúvida a colocação desses pinos se faz realmente necessaria?vou andar normal sem sentir dor depois?poderia a fratura se consolidar sem os pinos?será que o fato de não ter se consolidado é sinal de alguma deficiência de cálcio, ou suapeita de osteoporose ? muito obrigada

R. Não poderíamos avaliar o caso sem ver os exames ou examinar clinicamente
29.11.11 @ 06:14
Comentário de: ANA [Visitante]
BOM DIA DR..
MINHA SOBRINHA TEM 3 ANINHOS E QUEBROU A PERNINHA UM PALMO ABAIXO DO JOELHO.VAI FAZER 30 DIAS DIA 03/12.RETORNAMOS AO MÉDICO ONTEM E TIRANDO O RAIO X ELE FALOU QUE ELA AINDA VAI FICAR COM O GESSO UNS 30 DIAS...E FALOU QUE ESSA RECUPERAÇÃO É DE 60 A 90 DIAS ENGESSADO..É NORMAL????ELA NÃO RECLAMA DE DORES,MEXE A PERNA,SE ARRASTA..É NORMAL ESSE PERÍODO TODO COM GESSO ATÉ PRÓXIMO A VIRILHA???
R. ele está sendo precavido
30.11.11 @ 06:32
Comentário de: Felipe [Visitante] Email
Bom dia, sofri as seguintes fraturas na fibola, e no maléolo, na fibula coloquei uma placa com 4 parafusos e no maléolo 1 parafuso minha fibula com 25 dias de operação ja esta 70% de calcificaçao , ja o maléolo nem sinal de melhora, nao fui imobilisado so enfaixado ja retirei os pontos... existe alguma coisa que eu possa fazer pra acelerar o processo ?
R. Parece que não. Acompanhe com seu médico
30.11.11 @ 13:23
Comentário de: Weslei Alves [Visitante]
Olá tenho 16 anos, tive uma fratura na tibia incompleta, no dia 1 de novembro, no dia 2 fui ao medico, no raio-x a fratura estava na mesma direção, separado apenas por uma media distancia, tive que por gesso ate a virilia. O retorno foi dia 22. Tirei outro raio-x o medico falou que estava me recuperando bem, mas que ainda não tava 100% recuperado, e me falou que preciso mas de 5 semanas para voltar lá! Será que ate la minha fratura ja estará 100% curada? Em quanto tempo em media poderei ter q ficar para voltar a jogar futebol?
OBRIGADO

R. Quando tudo sai bem e segue-se o tratamento, o tempo estimado de liberação para ativiades comuns, sem excessos, ao cotidiano é 120 dias, sem excessos.Para o futebol,depende muito do tipo de fratura, teria que se avaliar.
30.11.11 @ 17:52
Comentário de: Rosangela de Jesus Alfieri [Visitante] Email
Boa noite Dr! Faz aproximadamente 45 dias que quebrei o osso de dedinho do pé direito, acontece que faz uma semana que tirei o gesso e o meu pé está muito inchado principalmente na região do tornozelo, estou andando com auxilio de uma muleta, estou fazendo fisio em casa mesmo pois o médico não pediu sessões de fisio, estou apenas colocando meu pé na água quente por meia hora duas vezes ao dia só que não estou vendo melhoras, a minha preocupação é que volto ao trabalho daqui a 10 dias.
A miinha dúvida é não conseguir desempenhar minha função pois trabalho em pé.
Devo procurar o médico novamente?
Será que vai demorar muito para voltar ao normal, pois pratico atividades físicas?
Devo tomar algum medicamento?
Eu estou usando spray a base de diclofenaco mas sem resultado.
Desde já agradeço e parabenizo pela iniciativa tendo em vista esclarecido milhares de pessoas, fico no aguardo de sua atenção.

R. teríamos de saber qual o osso
30.11.11 @ 22:10
Comentário de: Tiago [Visitante] Email
Ola Dr. quebrei o punho direito e tava com desvio, o medico colocou no lugar com uns puchao e engessou, ja faz 3 dias que estou com o gesso e continua doedo um pouco tomo remedio e a dor nao passa e normal essa dor nos primeiros dias.
R. Não é comum dores importunar muitos dias após a fratura imobilizada. V deve procurar nova avaliação
01.12.11 @ 06:24
Comentário de: Andinho [Visitante]
Tive uma microfissura no metatarso do dedinho do pé esquerdo e o médico me recomendou q eu ficasse com uma bota gessada por 21 dias, mas não sinto dor nenhuma e a dor q eu sentia antes ñ era tão insuportável assim. Já fazem 11 dias que eu estou com essa bendita bota, eu posso tirar ela?


R. Não deve até a permissão de seiu médico ou em caso de emergencia médica
01.12.11 @ 11:41
Comentário de: vinicius do amaral teixera [Visitante] Email
boa noite cai de moto e tive uma pequena fatura,classificada como fisura ou algum nome do tipo fiquei com tala uma semana e agora não foi preciso gesso de acordo com o médico está melhorando porém agora tirei a faixa e estou evitando caregar peso porém gostaria de saber quando poderei retomar minhas atividades fisicas como natação,corrida e academia?

R.Não entendemos qual o osso,. Mas leia o post e os comentários, pois certamente v vai encontrar a resposta
01.12.11 @ 22:14
Boa Tarde. Tenho 22 anos e escorreguei no barro há 07 dias e tive uma fissura ao nível do maléolo externo. Fui atendido pelo SUS e no primeiro dia o médico pediu para não pisar e colocar gelo o dia todo, foi o que eu fiz. No outro dia com o resultado do raio x, o ortopedista do SUS examinou por uns 10 min. e disse que foi uma luxação e torção. Colocou uma bota de gesso até o começo do joelho e disse pra ficar 40 dias. Fiquei desconfiado e procurei um ortopedista particular, este, por sua vez tirou o gesso, examinou e disse que foi realmente uma fissura no tornozelo, mas sem luxação e que eu deveria ficar com o pé imobilizado por 21 dias. Ele aproveitou a parte de tras do gesso, colocou no meu pé e enfaixou. Depois disso meu calcanhar começou a queimar feito brasa. Certo dia no banho ele molhou um pouco. Será que o gesso feriu a pele? Isso é normal? Gostaria de uma orientação. Ah, só consigo dormir com um ventilador soprando meu pé. Aguardo resposta

R. Voce deve examinar a pele quando houver sensação de queimação. mas escolha o médico de sua confiança e, não pelo tipo de escolha que ele definiu
03.12.11 @ 12:55
Comentário de: sonia [Visitante]
oi doutor ,meu filho tem 16 anos e quebrou o 5º metatarso da perna direita numa pacada forte na moto pegou só de raspão mas fez esse estrago, o médico mandou fica com a tala durante duas semanas e mas duas com gesso, gostaria de saber quando ele voltar, agora ao médico vai mandar fazer fisioterapia e tb quando ele pode fazer suas atividades normais sem nenhum problemas?

R. Se tudo correr bem e realizado o tratamentp, esta recuperação é em torno de seis semanas
04.12.11 @ 03:34
Comentário de: andressa arruda [Visitante]
Ola boa tarde tenho 21 anos e me chamo ANDRESSA, quebrei o pe o quinto osso (metatarso) foi um acidente cujo pisei numa pedra e tive este ocorrido! estou me tratando no hospital barata ribeiro, ja estou com a bota gessada a um mes e alguns dias. GOstaria de saber se essa fratura demora muito a colar ? se tem alimentos que ajudam a colar o osso? aguardo resposta pois estou muito triste passei meu aniversario de gesso e tenho medo de passar o natal gessada .

R. Não há remédios que ajudam a consolidação e que apresentem evidencia científica comprovada e definida. Mas estes tipos de fratura colam em geral em 6 a oito semanas
06.12.11 @ 11:19
Comentário de: Daniela [Visitante] Email
Olá Doutor! Quebrei meu pé, o navicular, há 2 meses, usei o gesso por 45 dias, tirei o gesso, e segundo o médico está tudo ok. O que me incomoda é que meu pé continua muito inchado, desde cedo, e sinto dor para caminhar em lugares de piso irregular. A cor da minha perna é mais avermelhada, Isso é normal?

R. estas fraturas costumam passar muito tempo a doer. mas investigue a vermelhidão, muitas vezes é sinal de infecção.
07.12.11 @ 14:57
Comentário de: Ronald [Visitante]
Bom dia, tenho 27 anos, pratico futebol aos domingos e dia 13 de novembro caí sobre meu braço onde fraturei o rádio do braço esquerdo próximo ao pulso, fui encaminhado para o pronto-socorro da rede pública onde sob averiguação do ortopedista fui comunicado que deveria fazer uma cirurgia.
Logo após a redução e colocarem o gesso, eu saí (pois deveria esperar um tempo para operar) e fui procurar outro ortopedista onde foi me passado que essa fratura poderia ser tratada em como conservador (gesso). Um dia depois de pôr o gesso, fui obrigado a voltar para fender o gesso pois minha mão inchou muito e o dedão ficou roxo. Após 17 dias voltei a esse ortopedista onde ele removeu o gesso (um bou abaixo do ombro) e colocou uma luva gessada (abaixo dos cotovelos) e devo voltar após 3 semanas sob o risco de poder tirar o gresso. Agora minhas dúvidas:
1 - O tratamento está sendo feito corretamente?
2 - Por se tratar de fratura instável, corro risco mesmo após esse tempo?
3 - Meus dedos não estão tão inchados mas apresentam leve diferença, é normal?
4 - Ainda corro o risco de perder a redução usando essa luva gessada ou após coloca-la é sinal que vai se consolidar corretamente?
5 - As opiniões diferentes sobre cirurgia procedem?
6 - Terei sequelas da fratura, como perda de força, dores, desvio?

Obrigado antecipadamente pelas respostas...

R. Não temos a intenção de julgar o tratamento de médicos. Cada um faz o tratamento que entender melhor para seu paciente e é reponsável pela conduta tomada. Mas há sim critérios para se decidir se e quando operar. Peça informações concretas. Pergunte porque deve operar, qual o grau de desvio para o qual deve ser indicada a cirurgia na sua fratura. Ou o que acontecerá se não operar quais as possíveis sequelas com ou sem cirurgia. E quais possíveis sequelas do procedimento, pois certamente cirurgia não é inóqua. Hoje os pacientes ajudam o médico a tratar e decidir sobre o futuro do tratamento
09.12.11 @ 11:05
Comentário de: Daniel guimarães [Visitante]
Tive uma fratura de tíbia i fíbula exosta fexada,ja estou a 1 mês e 15 dia com uma fxçao externa q sera retirada no dia 28 de dez e sera colocado gesso,gostaria de saber o tmpo q irei ficar con gesso? grato

R. provavelmente até haver sinais francos de estabilidade na sua fratura
09.12.11 @ 14:10
Comentário de: lucélio galeno [Visitante]
olá DR. tive uma fratura do 4º metacarpo da mão direita na qual a fratura foi na diagonal bem no meio do osso e me colocaram gesso por trinta dia, gostaria de saber qual melhor tratamento p essa fratura se é gesso ou cirurgia, uso de pinos etc? e a parti de quanto tempo o osso calcificará e o que ajuda a calcificar? desde já agradeço!!
R. Cada fratura tem sua indicação cirurgica. Ou seja o tipo de fratura, de osso,de desvio é quem diz se há necessidade de cirurgia ou nnão
11.12.11 @ 18:24
Comentário de: Rafael [Visitante]
Boa tarde e parabéns por partilhar de informações na rede.
Tive uma fratura diafisiária do quinto metatarso a exatos 11 dias e estou imobilizado com uma tala. O ortopedista disse que seria melhor eu operar, pois logo ja começo a fisioterapia e a recuperação é mais rápida. Será mesmo ou pode haver ai um pouco de precipitação envolvendo uma questão financeira? Gostaria muito de algumas explicações antes do meu retorno com ortopedista. Muito obrigado

R. Quando há desvios significativos a cirurgia está indicada prá evitar problemas como a metatarsalgia, por exemplo.
13.12.11 @ 13:19
Comentário de: samira de paula cotoski pacheco [Visitante]
Boa tarde doutor, meu nome é Samira no dia 11/12/11, na parte da manhã eu cai do degrau da casa da minha, avó de mais ou menos uns 30 cm de altura escutei imediatamente os ossos do meu pe esquerdo estralarem, senti uma dor terrivel, nao aguentando levantar do chão, meu pe esquerdo ficou muito inchado, aparecendo dois edemas parecendo dois calos enormes em cima do peito do pe e na lateral esquerda do pe (esquerdo), fui levada ao ps de um hospital em Belo Horizonte, onde todos que viam achavam que eu havia quebrado o pe, realizando o raio x, foi concluido que era uma lesão e fratura incompleta no 5, (nao escreveu o que) segundo o medico, ortopedista receitou o uso de muletas durante 4 semanas, não pisar, disse que era desnecessario o uso do gesso, receitou flotac 70 mg, durante 5 dias e disse que iria ficar assim mesmo, porem estou sentindo muitas dores, e estou usando as muletas tomando o medicamento, porem comprei uma bota ortopedica por conta propria e quando a uso a dor diminui bastante, ´porem quando retiro para tomar banho, dormir ou colocar o gelo, sinto fortes dores e meu pe esquerdo incha muito. Doutor este diagnostico esta correto? Engessar o pe neste caso seria realmente desnecessario? Ainda não procurei outro especialista. As 4 semanas de muletas sem colocar o pe no chão é correto? Em relação as dores quando retiro a bota é normal? Posso continuar a utilizar a bota e as muletas para firmar mais meu pé? Agradeço desdo já e aguardo anciosa as respostas. Samira de Paula C. Pacheco (30 anos) Obs, faço atividades fisicas regularmente há 5 anos pratico spining e aulas de localizada de 2 a 6 feiras e corrida de rua aos domingos 6 Km. Quando posso retornar as minhas atividades fisicas? E necessario fazer fisioterapia apos o tratamento e retornar as atividades fisicas? Obrigada desde já.

R. Grosso modo fraturas são tratadas com gesso ouu operando, exceto para casos especiais. Po´rem o tempo de tratamento médico fratura de pé neste caso, mesmo as incompletas é de 6 a oito semanas. A seguir acompanhamento e fisio. Esta pode ser iniciada antes as vezes
13.12.11 @ 14:34
Comentário de: tiago [Visitante]
Ola Doutor,

Trinquei o osso do tornozelo e estou usando a bota (robot foot). Tiro para fazer gelo diariamente. e fico um tempo deitado sem a bota. Posso mexer o pé em circulos sem apoiar no chão ou isso prejudica o tratamento? Não doi e eu nunca apoio o pé no chão.
R. Isto realamente depende do tempo de lesão
14.12.11 @ 09:23
Comentário de: Lucas ferreira [Visitante] Email
Ola. Quebrei o dedo minguinho. Entre o começo do dedo e o fim da mao. To com a tala gessada a 17 dias. Sera que posso tirar ja? Qual a diferença da tala gessada e do gesso inteiro? Obg se puder responder minha duvida.

R. V provavelmente socou alguem. Muito destas fraturas podem ser tratadas com tala, mas deve-se ter certeza que ela não folgou, soltou ou quebrou. O gesso é mais seguro. Isso é por causa da posição em que se deve imobilizar tais fraturas. A fratura não consolida antes de trinta dias
15.12.11 @ 03:29
Comentário de: Raul [Visitante]
Boa noite,

Dr, quebrei o calcanhar dia 20/11, fiquei com uma tala por 3 semanas, depois disso foi colocado gesso, ja faz uma semana q estou com o gesso. Minha duvida seria quanto tempo aproximado nestes casos leva para voltar a andar normalmente, visto que nao estou colocando o pé no chao. Tenho essa duvida pois tenho uma viagem marcada para dia 04/03 e caso nao de terei q cancelar. Desde ja agradeço

R. Por se tratar de osso de carga, o tempo estimado é de dois a 4 meses. Mas a fratura costuma consolidar em um a dois meses. (fratura de calcaneo
16.12.11 @ 19:07
Comentário de: Jéssyca Paula [Visitante] Email
Ola Doutor estou com uma duvida;
Trinquei o tornozelo coloquei gesso fiquei 3 semanas, tem 20 dias que tirei o gesso estou fazendo fisioterapia ja estou andando melhor mas ainda mancando o medico me passou 10 sessoes ja estou na oitava mas voltei a trabalhar e meu pe esta inchando muito nao sei se é normal estou colcando gelo mas nao ta resolvendo voce sabe me informa se é normal ficar assim mesmo depois de tanto tempo ou se preciso de mais repouso?
R. Leia outros comentários neste post.V vai obter respostas. Use a fisioterapia
19.12.11 @ 15:33
Comentário de: Weslei [Visitante]
Doutor, tive uma fratura incompleta na tibia esquerda dia 01 de novembro. Fui ao medico, um dia apos o ocorrido, ele engessou minha perna ate a virilha, e falo que não precisaria fazer cirurgia. 20 dias depois, voltei la, tirei outro raio-x e ele falo que ainda nao tinha voltado ao lugar, que faltava um pouquinho para voltar, dia 27 de dezembro, é quando vou tirar o gesso e fazer outro raio-x, nas primeiras duas semanas sentia dor. Mas ja faz mais de um mês que não sinto dor, quanto tempo acha que tenho que fazer fisioterapia? queria saber quando poderei voltar a praticar esporte, atividades do dia-a-dia! Muito Obrigado.

R. Se a fratura foi incompleta é pouco provável queela tenha saído do lugar. Mas se saiu, é pouco provável que volte sem intervenção, pois não se pode garantir ou esperar que ela se mova sozinha dentro do gesso de forma efetiva.Quando tudo corre bem o tempo estimado e seguro é de seis meses.
20.12.11 @ 15:53
Comentário de: LEONARDO [Visitante]
Boa tarde doutor, sofri uma fratura de úmero distal no dia 20/10/2011, e felizmente consegui me tratar com método conservador por 60 dias, e logo retirei o gesso, mas segundo o meu ortopedista, só deverei fazer a fisioterapia três semanas após essa retirada do gesso que se deu no dia 20/12/2011, que segundo ele me informou, as partes estão bem fixadas porém ainda é possível ver a linha da fratura no RX de perfil, logo gostaria de saber se é normal o cotovelo ficar tão rígido, que parece que vai quebrar novamente o úmero quando forçado, pois o médico me orientou a movimentá-lo esticando e flexionando o braço, mas a dor é muito intensa no cotovelo, então gostaria de saber se existe algum procedimento que facilita ou anestesia o local para executar os movimentos de pré-fisioterapia. Obrigado e fique com Deus

R. Um fisioterapeuta pode ajudar. Esta informação deve ser passada para ele, que vai saber conduzir. Uma saída boa muitas vezes é usar órtese até uma segurança maior. Parece-me que seu médico propôs é que não se fizesse cinesioterapia no momento. Mas fisioterapia não é só isso.
23.12.11 @ 12:25
Comentário de: Guilherme Pimenta [Visitante]
Correndo em via publica, virei o pé esquerdo em um buraco no asfalto, fui ao hospital, o medico confirmou um fratura no terço medio do 5º metatarso, indicou anti-inflamatórios e bota imobilizadora por 45 dias, com retorno para reavaliação. Em casa o que devo fazer?
Com 7 dias as dores reduziram 50%, os exercícios de fortalecimento devem ser feito a partir de quando?

R. Dê uma lida neste post mesmo que v comentou. Tem muitas informações pertinentes; leia tb os comentários erespostas de outros leitores
24.12.11 @ 10:41
Comentário de: sandoval [Visitante]
ola dr tive uma fratura no metatarso do pe no menor dedo passei uma semana com a tala e já faz 8 dias q estou com o gesso o medico falou q devo retirar na terceira semana, mais sinto dor as veses e meus dedos incham chegando a ficar rocho devo procuralo antes (grato).
R. Dores importantes ou roxeamento dos dedos merecem nova consulta
29.12.11 @ 17:23
Comentário de: Soraia [Visitante]
Ola, dia 5 de dezembro parti o tornozelo, já tirei os pontos, ando de muletas, mas estes dias escorreguei e bati devagar com o calcanhar no chão, não tenho o pé inchado mas dói me o tornozelo, parece que está apertado. Será que piorei ao bater com o calcanhar?

R. É possível
30.12.11 @ 22:35
Comentário de: Orlando Coelho [Visitante] Email
Olá Dr! sou fisioterapeuta faz dois meses que contrataram os meus serviços para um clube de futebol profissional, tenho um atleta que já tinha feito duas RM a pedido do médico que lá está pois o mesmo sentia dores nos adutores foi trata pelo massagista do clube que ainda permanece no mesmo e de nada valeu pois os sintomas continuavam, aí eu pedi para se repetir novo RM e o resultado foi que o mesmo padece de um pubalgia, eu já tratei alguns atletas com o tratamento convencional correntes russas,tns,ultra-sons,passes ligeiros de osteopaticos nos tecidos moles e gelo quer no abdomem e nos adutores, queria saber se existe cura a 100% do mesmo! sabendo que quem contrai uma lesão destas fica sempre debilitado da pubis. obrigado e parabens ela sua brilhante página.Abraço

R. Existe controvérsias, mas é um tratamento difícil. Mas há sim pacientes que se tornam totalmente assintomáticos com o tratamento ou com o tempo, inclusive sem déficit muscular. Não se deve esquecer do diagnóstico diferencial: ITU,roturas, lesão de cartilagem
02.01.12 @ 19:01
Comentário de: Patrícia Oliveira [Visitante]
Olá,minha mãe tem 60 anos faz 7 dias ela caiu por cima do pé que inchou muito na hora e ela chorou de dor.e de acordo com o médico ela quebrou o osso do pé e por pouco não precisou de uma cirurgia ele engessou até o joelho o problema é que ela acha que deveria estar sentindo muita dor e por não estar sentindo,ela acha que o médico errou o diagnóstico,ela pode fazer um novo raio x sem tirar o gesso?Preciso convencê-la de que é perigoso forçar o pé no chão o gesso dela nem é daquele que tem saltinho,ou seja não é para ela pisar mesmo.Minha mãe é muito ativa e por isso fica difícil segurála quieta .Por favor me de uma resposta para que eu possa mostrar a ela para que ela se convença.Obrigado.

R. Sim, ela pode fazer um RX sem tirar o gesso. Mas quando imobilizada a fratura melhopra mconsideravelmente a dor em muitos casos.
07.01.12 @ 10:33
Olá Doutor! Boa tarde.
No dia 8 de dezembro, há exatamente um mês, fraturei os terços médios do 2º, 3º e 4º metatarsos do pé direito. Criei até um blog meio que para desabafar, onde se o senhor quiser pode ver as fotos dos Raios X. http://eagoraomeupe.blogspot.com/

Na primeira semana usei uma tala e da segunda semana até hoje estou usando gesso. Vi nos comentários acima que é normal não reparar progresso no raio x, o que foi o meu caso. Entretanto, da quarta semana até hoje o meu pé vem inchando, o que não estava acontecendo antes. Não o apoio no chão, nem deixo ele pra baixo. Isso é normal também? As vezes também sinto, no lugar da fratura, um movimento involuntário. Outra coisa, olhando o ângulo frontal do raio-x percebe-se que os ossos estão alinhados, mas olhando o ângulo lateral, vejo que há um desalinhamento. Será que os ossos voltam ao normal naturalmente?
Ah. Estou sendo atendida em um hospital público e tenho medo de o médico não me indicar fisioterapia mesmo que ela seja necessária, pois acho que o hospital não oferece. Se fosse o caso, eu daria um jeito de pagar. Será que é necessário fisioterapia no meu caso?
Muito obrigada!!!

R. Vi seu RX. O desvio de inclinação ou angulação em direção plantar pode não ser aceito. Neste seu caso parece não haver. Mas tem de se acompanhar de perto, de preferencia semanalmente. Nem sempre as radiografias serão confiáveis para definir a consolidação óssea nas fraturas de metatarsos. O médico termina se guiando pelo tempo. Fraturas deste tipo são instáveis, podem mover até o início da consolidação. Fisioterapia quase que invariavelmente são necessários para o adulto neste caso
08.01.12 @ 15:21
Comentário de: wander [Visitante] Email · http://www.yahoo.com.br
tive uma fratura na fibula, fiquei com a calha por 50 dias e ao tirar nao consigo andar, faz quatro dias e não consigo caminhar, posso pisar sem medo?

R. Numa fratura de fíbula tratada co m tala, provavelmente há algo mais a se fazer. Tome mais informações com seu médico
09.01.12 @ 16:16
Comentário de: maria cecilia [Visitante] Email
dia 25/12/11 eu sofri uma fratura de maléolo lateral tornozelo direto, e no dia 28/12/11 eu coloquei a tala e fiquei com ela até o dia 03/01/12 neste dia eu coloquei o gesso e meu médico mandou eu voltar após 3 semanas, eu gostaria de saber se quando eu voltar ao médico ele ira tira o gesso.?

R. Esta forma de condução varia mas o temom estimado de recuperação é de 90 dias
11.01.12 @ 15:35
Comentário de: BETO [Visitante]
tive uma fratura de moto.(FRATURA DISTALDA FIBULA )perto do tornozelo quebrou como se fosse um (V)quanto tempo de recuperaçao.estou usando bota ortopedica so tiro para tomar banho..esta certo

R. Esta é uma forma de tratamento. Mas o tipo de fratura é quem determina o tratamento
13.01.12 @ 13:34
Comentário de: Luciano [Visitante]
Boa tarde, dr.

Tive fratura exposta da tíbia no dia 18 dez, fiz cirurgia e colocaram fixador externo. Até o momento, não houve sinal de infecção, pois usei antibióticos por quase 15 dias. Gostaria de saber qual é o tempo médio de calcificação e, após esta, como será o andamento do tratamento. Quando poderei pisar, se poderei, e em quanto tempo estarei andando novamente. Obrigado pela sua atenção, tenho 32 anos e me considero um cara saudável.

R. É preciso saber se o tratamento iniciado com fixador externo foi definitivo, ou foi só o primeiro tempo preparatório para um novo procedimento. Serm esta informação é difícil opinar.
13.01.12 @ 14:17
Comentário de: Luiza [Visitante]
Boa tarde;

Na verdade farei uma pergunta e ficarei grata se puder responder.

Meu pai tem 88 anos e numa queda quebrou o osso do ombro (imagino que a clavícula). O médico imobilizou com tipoia mas, ele vem sentido muita dor no local. Gostaria de saber se é possível outro tipo de imobilização que pudesse minimizar a dor ou outro tratamento mais eficiente.

Grata;

Luiza Prudente

R. Teoricamente nesta idade procura-se a imobilização mais confortável e indicada. Pode ser um velpeau, tipóia ou mesmo umaimobilização em OITO.Para clavícula. Mas a decisão deve ser do médico que acompanha o doente
15.01.12 @ 12:27
Comentário de: Elton [Visitante]
Gostaria de saber sobre oque é a pseudoartrose , quais tratamentos a no Brasil , é que eu ja fiz 2 cirurgia no Umero e na ultima o osso não se consolidou e estou ja faz 1ano com ele assim e meu medico disse que tenho isso.Gostaria de saber se o tratamento com a haste é melhor para esse tratamento.

R. Pseudoartrose é a formkaçõ de uma falsa articulação em decorrencia da não consolidação da fratura. Ou seja, quando o osso não colou. Não há tempo determinado para a conmsolidação de qualquer osso, mas estimado. Tratamento disponível no Brasil, sobretudo nas capitais e cidade importantes de cada estado. Pode ser tratado de várias formas, inclusive com haste, mas é precisso tratar a localização do osso onde se encontra a lesão.
15.01.12 @ 18:04
Comentário de: Renata Cordeiro [Visitante] Email
Bom dia, quebrei a fíbula e pequena fratura no tornozelo do lado de dentro da perna esquerda, fiz cirurgia pus placa e 8 parafusos e o maior deles retiro apx entre o dia 12 e 16 de fevereiro, cai dia 22/12/2011, operei dia 23/ 12 meu médico me acompanha toda semana, retirei os pontos com 25 dias, e outro raio x, o calo já está se formando, estava com tala que é trocada toda semana desde qndo operei, mas esta semana estou com bota engessada, e retorno após uma semana da bota tb, o ortopedista me disse q a evolução está muito boa, meu repouso é abssoluto, sempre com a perna elevada, só me levanto com muletas p banho, banheiro, mas o enfermeiro comentou q qndo retira a tala e põe a bota gessada, é q o paciente teve uma regressão, então se tenta outro tratamento ( bota gessada ), a colocação da bota é a última fase da consulta semanal, e meu médico que é maravilhoso, estava em emergência e não obtive a oportunidade de tirar essa dúvida a respeito deste comentário, e preciso aguardar mais 5 dias, porém já li que em caso de cirurgia coloca se a tala até o pé desinchar por completo e depois desse tempo o gesso inteiro, estou um pouco aflita, se o sr puder me responder já agradeço, e desculpe pela extensão do texto, muito obrigada mesmo,. Renata

R. Não há regra específica. Mas quando se opera a imobilização pode ser por pouco tempo até a inflamação ceder. Aí segue-se fisio. mas a critério médico.
21.01.12 @ 10:54
Comentário de: Sielen [Visitante]
Olá Dr., fraturei o maleolo lateral onde foram colocados dois pinos, após duas semana retiraram os pontos colocarm o gesso, porém as esoreações que sofri no tornozelo não estão totalmente curadas e o local da cirurgia qula é o mesmo lugar das escoreações dói bastante, como se esrivesse encostando no gesso. por estar fechado dentro do gesso a cirurgia e/ou os ferimentos podem vir a me causar danos como por exemplo inflamação? Obs já estou a 3 dias com o gesso e 17 de cirurgia. Att.Sielen

R. Não é o fato de imobilizar com ferida que estimula inflamaçõ ou infecção. Mas deve-se tratar a ferida. O gesso quando pprovoca atrito pode causar ferida
23.01.12 @ 11:49
Comentário de: Rafael Beber Nuñez [Visitante] Email
Boa tarde Doutor, fraturei o quinto metatarso do pé direito e estou apenas com a bota robocop. Na sua opinião, posso retirar a bota para banhos e colocar gelo na fratura ou engessar o pé seria o mais indicado. Obrigado

Este tipo de imobilização permite tal procedimento. Porém deve-se atentar para o tipo e o tempo de tratamento da fratura.
23.01.12 @ 15:38
Comentário de: ROBERVAL [Visitante]
a 46 dias fiz cirurgia de fibula,maléolo e reconstrução de ligamento,quais os sintomas de infecção e rejeição da cirurgia?

Febre, vermalhidão no local e dor importante são os principais sinais
26.01.12 @ 01:12
Comentário de: Lorena [Visitante] Email
Ola Dr.
Meu irmão foi assaltado e sofreu uma pancada na mao esquerda, quebrando os 3 últimos dedos na parte que une os dedos a mao. O dedo anelar esta com um rebaixamento, visivelmente, nessa parte. O medico optou por uma cirurgia na qual serão utilizados fios de ouro para corrigir a fratura nesse dedo. A fratura aconteceu há uma semana. Porém, o medico já adiou a cirurgia por duas vezes, dizendo que a mao ainda precisa desinchar um pouco. Gostaria de entender isso melhor. Por que o inchaco interfere nesse tipo de procedimento?
Obrigada!

R. O médico pode estar com medo do aparecimento de flictenas. Mas não vejo o inchaço como um problema frequente.
27.01.12 @ 14:48
Comentário de: rene [Visitante]
ola doutor no ultimo dia uinze cai e tive uma luchacao do punho esquerdo foi feita reducao um dia depois fui ao especialista em maos e atraves do rx foi constatada uma fratura no osso piramidal em qutro pedacos o especialista disse que nao ia fazer cirurgia pois os fraguimentos eram pequenos e poderiam sair do lugar por isso ia acompanhar a calsificacao quato tempo leva para calsificar estes tipos de fraturas obrigado.

R. O piramidal é um osso muito pequeno. É difícil ele se partir em quatro pedaços. Mas se assim o for a dificuldade de consolidação é grande, pois ele sofre influência do liquido sinovial do tendão. Mas é possível o tratamernto conservador, desde que não haja dor persistente.
28.01.12 @ 11:09
Comentário de: lazara flavia ( Visitante ) [Visitante] Email
Bom dia, gostaria que o Sr. me exclarece algumas duvidas. Eu levei um acidente de moto e tive uma fratura no meu joelho e estou com uma tala na perna so doi quando firmo a perna tem 01 semana quanto tempo posso por o pe no chao para firmar?

R. Se teve fratura do joelho a estimativa de carga é de 02 a 4 meses, depende do tipo de fratura. Tala é tratamento provisório: pergunte a seu médico quando vai ter início o tratamento definitivo
03.02.12 @ 09:45
Comentário de: Nadiane [Visitante]
Tive uma fissura no osso do pé direito, mas não quiseram engessar. Isso é normal?

Ontem, ao descer os degraus de uma escada, pisei e falso. Achei que tinha apenas torcido, mas começou a doer muito, comecei a sentir calafrios, até que fui para uma clínica de meu convênio. Como não havia ortopedista, quem me atendeu foi um clínico geral, que além de mal ter olhado para o meu pé, pediu uma radiografia. Quando ele viu o raio X, disse que tive uma pequena fissura no osso, dizendo que eu não havia quebrado. Tomei uma injeção de Voltarem e fui dispensada. Ao ir tomar a medicação, os enfermeiros olharam para o meu pé e viram que estava bem inchado. Um enfermeiro me disse em off para eu procurar um ortopedista.

Perto de casa existe um hospital público, porém não tem ortopedista. A minha dor não passava. Passei em outra clínica "conveniada a outra que já tinha passado". O médico disse que realmente tive uma pequena fratura no peito do pé, e me deram outra injeção, dessa vez bem mais forte que a outra. Detalhe: ele também era clínico geral, pois lá também não tinha ortopedista.

Acontece que hoje acordei com três bolotas no pé, de tão inchado. A dor deu uma amenizada, mas ainda continua muito inchado.

Sei que engessar é horrível, mas achei estranho não engessarem. Estou preocupada. Será que é por que as clínicas eram ligadas em si e não queriam gastar comigo ou não havia necessidade mesmo?

Li que fissura é o mesmo que fratura, porém uma fratura incompleta. Aqui perto de casa NÃO HÁ ORTOPEDISTA. Será que vale a pena eu me locomover para um hospital mais distantes e procurar um ortopedista ou o procedimento que foi tomado pode ser considerado correto?

Meu pé está parecendo uma bola...

R. Com certeza, procure um ortopedista prá ter certeza de sua fratura. E mais procure as autoridades de sua cidade prá contratar este profissional que é imprescindível noss dias de mhj
03.02.12 @ 14:17
boa noite doutor, meu filho tem dois anos, e fraturou a tibia. Hoje faz vinte dias que estava de gesso, e foi tirado um raio x , tirou o gesso e colocou uma tala engessada, mais ele é muito eletrico e movimenta muito com a perna, e esta reclamando de dor.o medico pediu para ficar mais dez dias com a tala. sera que mais dez dias com a tala ele se recupera bem e ja pode voltar a andar? e quanto a dor que esta sentindo?
muito obrigado.

R. A decisão é do médico conforme o RX. Mas fraturas de perna nesta idade o ideal é respeitar 30 dias de imobilização rígida. mas depende do RX
03.02.12 @ 21:28
Comentário de: Luciano [Visitante]
Oi Dr,

Havíamos dialogado isso:
Boa tarde, dr.

Tive fratura exposta da tíbia no dia 18 dez....

R. É preciso saber se o tratamento iniciado com fixador externo foi definitivo, ou foi só o primeiro tempo preparatório para um novo procedimento...Informo que o fixador é definitivo, segundo meu médico, depois disso partiremos para fisioterapia, que já estou fazendo para alongar tornozelo e fortalecer coxa.

R. De um modo geral,com fixador definitivo, e se a fratura é estável, a deambulação podeser iniciada em trinta dias. Fisioterapia precoce. Quando a fratura é de classificação instável, recomenda-se o dobro do tempo. Mas deve ser acompanhado por RX. As fraturas expostas tem dificuldades na cicatrização em relação ás fraturas fechadas. portanto não se pode falar em quanto tempo finalizará o tratamento. Boa sorte
05.02.12 @ 18:47
Comentário de: Greyce Kelly [Visitante]
Ola!!
Eu trinquei o osso do pé ( se eu nao me engano ele se chama metatarso) gostaria de saber em média qual o tempo para curar osso trincado... Ja estou com a bota ortopedica há 20 dias.

R. Neste mesmo postr temos muitas peruntas e respostas sobre este assunto. vai lhe ajudar. Não há tempo padrão
07.02.12 @ 07:43
Tive uma entorse no tornozelo, o médico recomendou gesso por sete dias e um remédio para tomar em três dias. Após 24 horas já deixei o pé no chão sem fazer força e, com 48 horas, já andava para todo lugar de casa. Agora, com 96 horas, estive sentindo dor no tornozelo e o pé muito inchado. Suspendi a perna para ver se diminuía o inchaço, melhorou, mas a dor continua. Além disso, noto que o gesso está meio mole embaixo, deixa rastro por onde eu ando. Será que eu teria que continuar a usar mesmo após os sete dias?
R. Nós abordamos aqui mesmo neste blog sobre o tipo e tempode imobilização. suigiro que leia o post e os comentários
07.02.12 @ 19:35
Comentário de: Juliani [Visitante] Email
Olá.
Quebrei a fíbula e a tíbia em vários lugares. Fiz cirurgia e coloquei no total 22 pinos. Fico deitada com a perna para cima o tempo todo, só coloco para baixo para ir ao banheiro. Acontece que meu pé, na parte superior, ainda está muito inchado, mesmo após quatro semanas da cirurgia. Quanto tempo é normal ficar inchado e roxo após uma cirurgia?
R. écomum, mas deve ser avaliado
08.02.12 @ 17:40
Comentário de: Dione Medina [Visitante]
Olá doutor. Fraturei o osso do tonozelo (acho que é Fíbuloa o nome) na parte de dentro do pé... Na verdade trincou bastante mas não quebrou totalmente, nem ofendeu as articulações... ESTOU COM O PÉ ENGESSADO ATÉ O JOELHO. Será que preciso de cirurgia??
E o meu pé cortou também estou com uns pontos no local, e o médico engessou assim mesmo e não deixou aquela janela para trocar curativos,,, pode dar algum problema?? infecção, por exemplo?

R. Se não houver nenhum sinal de que há alguma coiis]a errada,o curativo pode ser trocado somente na troca de gesso, uma vezque presume-se que não há contaminação interna, e eventual contaminação se dá pelo próprio contato. Não há porque ter infecção se não houve contato com a região interna
09.02.12 @ 06:37
Comentário de: Efson Aragão [Visitante]
recentemente tive uma fratura obliqua na tibia de traço simples completa, e estou fazendo tratamento com imobilização por gesso ate a virilha, gostaria de saber o tempo medio para minha recuperação e se haverá necessidade de fisioterapia após a recuperação? além disso o meu gesso esta meio folgado na região da coxa, é preciso trocar o gesso?
R. Geralmente o gessoo deve se inspacionado a cada quinze dias. Deve ser trocado somente em caso de necessiade ou de previsão no tratamento. Às vezes é melhor mantê-lo mesmo folgado, sob pena de ter a fratura deslocada na hora da troca.
09.02.12 @ 20:21
Comentário de: Breno [Visitante]
oi, eu rompi o ligamento e coloquei uma tala de gesso, so que meus dedos estão ficando roxos o que eu faço?
R. depende do ligamento
11.02.12 @ 09:44
Comentário de: BRUNO MIGUEL [Visitante] Email
Tive uma lesão ligamentar no tornozelo em set/2011, imobilizei por 18 dias. Como ainda estou com dor na dorsiflexão do mesmo,fiz uma ressonancia em janeiro e o resultado é que estou com edema ósseo no maleolo medial. O médico passou então imobilização com bota ortopedica por 30 dias inicialmente. Pergunto, há medicação para combater esse edema ósseo, e se essa nova imobilização ajuda alguma coisa na melhora do ligamento talo fibular e deltoide e por último, pode-se retirar essa bota pra dormir? obrigado dr.

R. Quando acontece as lesões, jah abordamos aqui, há necessidade de imobilização rígida por pelo menois trinta dias. Outros trinta dias para imobilizador removível com início da reabilitação. Este é o tratamento tradicional, podendo ser mudado a critério mmédico conforme evolução
11.02.12 @ 15:39
Comentário de: claudia, [Visitante]
olá doutor
como o o dr. procede quando a cirurgia d maleolo lateral sem sindesmose, placa e 7 pinos. mais ou menos quanto tempo sem começar apoiar o pé no chao.


R. A idéia é de dois a tres meses
13.02.12 @ 19:32
Comentário de: Tiago Santos [Visitante] Email
Olá Doutor,
quebrei o escafóide no polo proximal faz 30 dias e estava usando gesso até o ombro. Hoje o médico disse que a fratura está se recuperando bem e deixou apenas uma "luva" no local, porém sem certeza de sucesso, ou seja só esperando para saber. Queria saber se pode ser prejudicial eu fazer uma viagem com o braço engessado mesmo com a tipóia e se posso vir a ter problemas como o osso não colar.
Obrigado!!

R. O escafóide tem dificuldades de cicatrização principálmnente no polo proximal. Mas independe da sua viajem. A dificuldade vai ser a mesma
14.02.12 @ 16:11
Comentário de: Suzy [Visitante]
Boa Tarde,
Tive uma torção no pé esquerdo na noite do dia 30/01 voltando do trabalho, mas só fui ao ortopedista dois dias depois dia 01/02. Este pediu raio-x, disse que não houve fratura e me passou anti-inflamatórios Feldenes e mandou fazer uma atadura de faixa e ficar em repouso por 3 dias. Fiz isso e quando tirei-a o pé continuava inchado, o tornozelo com um hematoma horrível, fora a dor pra movimentar o pé e o dedinho. Voltei neste dia 04/02 ao médico e este por sua vez pediu outro raio-x do tornozelo, confirmou que não houve fratura, mas sim uma luxação nos ligamentos, mas mandou eu comprar a robofoot e me afastou da empresa por mais quatorze dias para que eu pudesse usá-la e me mandou continuar com os anti-inflamatórios dando uma opção também com o Flotac. Não pude comprar esta, mantive enfaixado e em repouso por mais quatro dias dia 08/02 e voltei a outro ortopedista, leveis os raios-x e como não pude comprar a bota e este sim mandou engessar, me mandou para o INSS e aumentou o prazo que eu já tinha de atestado para deixar engessado até dia 29/02, me afastando assim ao total por sessenta dias e disse que após retirar o gesso irei fazer sessões de fisioterapia. Ontem 13/02 voltei ao mesmo pois o gesso estava me machucando, ele mandou retirar e fazer novo raio-x, e engessar novamente só desta vez a bota não começa abaixo do joelho e sim do meio da perna até o pé e tem salto, disse que ainda está roxo, dolorido e inchado porque a lesão foi na carne, no nervo. Manteve o prazo do gesso até dia 29/02 e os mesmos remédios. Tenho de ir na empresa ainda essa semana para levar a carta do médico com o pedido de afastamento e a papelada do CAT pois será dada entrada como acidente de trabalho e ainda vou marcar a perícia. Gostaria de saber se o ocorrido foi no tendão, ligamentos, no músculo porque no osso ainda bem que não houve nada, e como devo proceder com o final do tratamento na volta para a empresa?? Desde já agradeço.

R. Esta é uma dúvida de sua consulta. O tratamento deve envolvere fisioterapia
14.02.12 @ 17:48
Comentário de: patrick [Visitante] Email
sofri uma fratura no tornozelo apenas na tibia fiz a cirurgia e fiquei de tala depois de 15 dias coloquei gesso e volto ao medico apos 30 dias sera que ele vai mandar continuar com o gesso?
(e uma preocupação é que 2 dedos do pé abaixo da lesao estao com sensibilidade na pele esta melhorando mais estou preocupado pois ja fais muito tempo após a cirurgia
R. temos abordado nas respostas a este post sobre o tempo de cicatrização
15.02.12 @ 05:54
Comentário de: claudia, [Visitante]
ola dr.

existe algo p tomar ou passar p amenizar uma cicatriz d cirurgia d maleolo lateral. estou com ela a 60 dias, n ficou quelodi, mas ficou feia.

obrigado

R. Existe. pergunte a seu médico ou um cirugião plástico
16.02.12 @ 12:28
quebrei a pontinha do maleolo medico disse que teria que ficar 40 dias, eu acho que ja esta bo p tirarm meu pé incha as vezes quando fico muito tempo de pé, mais o normal... hj dia 17, 10 dias antes do prazo para tirar,,,, mais nao quero mais isso aqui no meu pé. se eu tirar corro alguem risco?
R. Sim
16.02.12 @ 19:03
Comentário de: Telma [Visitante]
Oi Dr. boa noite!
estou muito preocupada com minha mãe, ela tem 77 anos E QUEBROU O TORNOZELO, está inchado e o médico não passou nenhum anti-inflamamtório, ela tá com uma bota sem salto. Será necessário uso desses remédios, qual procedimento devo tomar, quanto a cuidados e as demais coisas. Por favor me ajude estou muito aflita.
R. antinflamatórios devemser eceitados com muita cautela na terceira idade. Não é imprescindível no tratamento das fraturas
21.02.12 @ 21:14
Comentário de: Patricia Silva [Visitante]
Dr. preciso de sua ORIENTAÇÃO, tenho um menino de 12 anos, fraturou o osso do punho, acho que o nome é fratura do radio do punho direito, algum assim, o médico teve que voltar o osso para o lugar e engessou o braço da altura um pouc acima do cotovelo até o dedo polegar e aconselhou ficar assim por 30 dias.Meu filho por inpaciencia e alegando estar com os dedinhos inchados e doloridos rasgou a parte do gesso que envolve a maozinha, veja o Sr. que transtorno, qdo cheguei do trabalho até chorei de nervoso. O que devo fazer? Terá que fazer um novo gesso?? O médico pode pedir para fazer um novo gesso?? Me ajude por favor
R. Não se deve retirar o gesso sem ordens médicas exceto em casos de emergência. A fratura deve ser de novo avaliada
26.02.12 @ 13:50
Comentário de: eli [Visitante]
Uma pessoa quebrou a perna E e passou seis semanas engessado. Quando retirou o gesso, sua coxa E estava com metade do diâmetro da coxa D. Por que isso aconteceu? O que terá que fazer para voltar ao normal?


Retorno as atividades proporciona recuperação do volume do músculo, se não houve lesão neurológica
28.02.12 @ 17:28
Comentário de: Sheila Raquel [Visitante]
Dr.EDEMA ÓSSEO NO MALÉOLO MEDIAL E LATERAL SE EQUIVALE A UMA MICROFRATURA, O TRATAMENTO É O MESMO DE UMA FRATURA, NÃO ACHEI MUITOS TÓPICOS SOBRE ESSE TEMA QUE ME INCOMODA, O SENHOR PODERIA ME ORIENTAR
R. edema ósseo é sinal de que houve traumatismo no local
29.02.12 @ 09:09
Comentário de: Efson Aragao [Visitante]
olá Doutor, meu medico disse que eu iria passar 1 mes com o gesso ate a virilia e dpois diminuiria o gesso, só que quando voltamos ao hospital após tirar a radiografia ele disse que eu iria passar mais 2 semanas com gesso ate a virilia, gostaria de saber o prazo maximo para a recuperação total da minha fratura da tibia e como posso ajudar no processo de calcificação que pelo visto esta lento.
R. Não trabalhamos com prazos para doenças. mas stima-se que quando tudo asi bem as funções relativas ao cotidiano estão de volta em 4 meses
02.03.12 @ 20:06
Comentário de: MArcel [Visitante]
Tive uma distensão na panturrila, e senti muita dor, fui ao medico ele me emedicou antiinflamatorio e fisioterapia, mas meu pé esta roxo e inchado esses sintomas vão desaparcer é necessário fazer um raio x para diagnosticar melhor
R. isto é sinal de hematoma. as partes moles devem ser avaliadas melhor









05.03.12 @ 23:29
Comentário de: Jésus [Visitante]
Bom dia Doutor!!!

Passei por uma cirurgia no dia 28 de novembro de 2011 onde sofri uma fratura exposta em minha perna esquerda. Foram colocados oito parafusos em minha perna e uma placa de platina e assim engessado por 3 meses.
Estive recentemente a uma consulta médica de acompanhamento onde ele autorizou a retirada do gesso mais que eu necessitava do uso da bota ortópedica e desde então tenho feito o uso da mesma.

Na verdade esses ultimos dias tenho tirado ela com frequencia em casa e para dormir salvo casos que eu vá me movimentar muito que ai eu volta colocar.
Tenho fé em Deus e no médico que está tratando de mim que meu tratamento está no fim para que eu possa começar a etapa da fisioterapia.
Mais de qualquer forma gostaria de uma opinião profissional do senhor.
Acha que existe algum agravante em retirar a bota ortopedica ao dormir e casos em que fico parado ou me movimento pouco dentro de casa?
enho medo de que isso possa atrasar esse doloroso processo de recuperação.
Aguardo sua resposta e desde já Muito Obrigado.Jésus Ferreira
R.
De modo geral, não. mas isso depende se a fratura ficou suficiente mente rígida. isto quem avalia é seu médico
14.03.12 @ 02:32
Comentário de: Angela [Visitante]
Ola Dr. Meu filho de 1 ano e 8 meses fraturou a tibia ao cair da escada (70 cm de autura) da cama da irma, quando o vi estava de pe segurando na escada e sem choro, mas a perna estava com o joelho bem a frente do resto da perna, acredito entao que tenha sido uma fratura completa na regiao prox. ao joelho. Levei para uma emergencia ortopedica e o medico movimentou bastante a perna , examinando o joelho e acreditava nao ter sofrido nenhum dano, apos RX constatou que havia uma fratura e imobilizou com tala! Gostaria de saber se nao seria melhor ter colocado gesso. ?Meu filho esta a 5 dias com a tala e nao fica quieto, tenta ficar de pe , rasteja e o gesso ja esta folgado. O que devo fazer? No caso de molhar o gesso, o mesmo deve ser trocado? Obrigada!
R. Nesta idade é possível tratamento com tala, mas deve ser visto e reexaminado criteriosamente
15.03.12 @ 17:53
Comentário de: Edna [Visitante] Email
Boa tarde, tive uma entorse no dia 07/02, fui ao pronto atendimento do HC que mesmo diante do inchaço não imobilizou, 02 dias depois fui a outro medico que colocou tala de gesso por 4 dias. Em consulta com ortopedista ele recomendou uma tornozeleira e após uma semana 10sessões de fisioterapia, das quais fiz 05. Consegui uma especialista em pé e após ressonancia, disse que preciso fazer uma artroscopia, pois houver rotura no ligamento talofibular anterior e calcaneofibular, a segunda opção é usar bota imobilizadora mas ela disse que pelo tempo não e certeza que vai melhorar a instabilidade, o que fazer? Estou com o tornozelo inchado ainda, so melhora quando faço repouso.

R. A opção cirúrgica nestes casos de lesão ligamentar importante pode ser cogitada dependendo do paciente e sua rotina diária. Mas aopção de tratamento conservador pode cicatrizar quando obedecido os critérios de imobilizações e levando em conta o tempo de cicatrizaçãode partes moles
26.03.12 @ 12:17
Comentário de: Camila Fortaleza [Visitante]
Oie Dr.!
HOje faz 14 dias que em um acidente de moto torçi meu tornozelo. No mesmo dia fui ao Hospital, foi tirado um Raio-X onde foi constatado que não havia quebrado nada, apenas torçido. O médico não me informou nada sobre o grau da lesão, apenas me perguntou se eu preferia engessar ou usar uma bota imobilizadora, e me passou um antiinflamatório (Aceclofenaco de 12 em 12 hrs), e me disse que eu podia pôro pé no chão . Optei pela bota (por achar mais cômodo). No mesmo dia tive que viajar, mesmo ele não me dizendo nada sobre colocar gelo e usar muleta, optei por fazê-los. Nos primeiros dias usei gelo apenas quando ia dormir...Só que nesses dias mesmo com a muleta, eu o forçava um pouco. Só no quarto dia, depois de ver ele todo roxooo, começei a pôr gelo mais vezes (umas três ao dia). Como o roxo permanecia (mais detalhe: sem dor nessas áreas, apenas na parte acima do "ossinho do tornozelo" na parte interna, que por acaso tem uma "bola que dói"),me recomendaram por compressas de água morna. Coloquei e após uns três dias o roxo saiu... Enfim, o problema é que: confesso não ter usado a tal botinha o tempo todo, fico com ela pouco tempo, a maior parte do tempo fico com o pé levantado (na altura do joelho), evitando por o pé no chão (andando na base de pulinhos!).O pé está desinchado, mas o que me preocupa é que a tal "bolinha acima do ossinho do tornozelo na parte interna" : ela continua aqui. Consigo pôr o pé no chão (não dói), mais ando com um pouco de dificuldade por conta dessa "bolinha" que está rígida e não me permite movimentar o pé direito ( sempre dói nesse lugar quando eu o movimento), andando com o pé meio "arqueado pra frente" e mancando. Volto amanhã ao médico para que ele analise, só que estou com um pouco de medo de ter prejudicado o tratamento, e ando com dificuldade, o que me deixa mais apreensiva. Isso juntando com os comentários de ERROS MÉDICOS por parte desse médico que me atendeu,já que foi em um Hospital Público. POr favor, me responde. É normal essa "bolinha" persistir por quase quinze dias? Eu devia ter engessado? E a pergunta que não quer calar: quanto tempo vai demorar para o meu tornozelo ficar bom??
Desde já agradeço os esclarecimentos...e peço desculpas pelas expressões usadas no texto...

R. As decisões sobre o trtatamento devem ser do próprio médico. por exemplo se vai usar bota imobilizadora ou gesso circular. Nas entorses do tornozelo grau II o tratamento com imobilização rígida deve prevalecer nos primeiros dias. Recomendações de repouso absoluto devem ser seguidas. OIbserve as recomendações deste post. Estima-se 90 mdias para a recuperação das entoreses do tornozelo quando se seguiu as recomendações
29.03.12 @ 21:06
Comentário de: Jordean da Silva [Visitante]
Bom dia Dr eu me chamo jordean e fraturei a fibula esquerda e já estou com 22 dias com a bota de gesso e queria saber quanto tempo poderei ficar com a bota de gesso? Já sinto a bota bastante folgada e nao sei se isso e bom ou ruim, nao sinto dor graças a Deus.c

R. Bota folgada é sinalde reavaliação. O tempo estimado é de 60 a 90 dias
02.04.12 @ 11:08
Comentário de: catia [Visitante] Email
ola doutor, sou a cátia estou com uma grande duvida levei meu filho no ortopedista, poi ele caiu bateu o braco em um galho de arvore e criou um carosso, tiramos raio x e felizmente nao quebrou, mas ele passou compressas e eu me esquecir se foi fria ou morna e agora ele esta viajando e foi em uma hospital publico, por favor me ajude.
R. Procure ler nosso post sobre as compressas
04.04.12 @ 14:29
Comentário de: Paula [Visitante]
Olá, tive uma fratura obliqua na fibula, logo acima do tornozelo, estou com uma tala de gesso e gostaria de saber quanto tempo levará em média para eu poder tirar o gesso e voltar a caminhar? tenho 22 anos e uma alimentação saudável, isso agiliza a recuperação?
Obg.

A estimativa para a cura de fraturas de tornozelo é de tres a quatro meses. mas depende do caso
04.04.12 @ 14:56
Comentário de: Ana Santos [Visitante] Email
Fraturei o metatarso no pe direito, estive com gesso 1 mes, tirei-o na 3-feira dia 03/04/12 hoge 6-feira o meu pe esta ainda muito inchado enao consigo andar, o tendao de tras da perna esta completamente presso nao consigo andar, nao sei o que fazer, estou com medo, o que e que eu faço???
R. O quadro requer uma nova avaliação do seu médico.
06.04.12 @ 10:01
Comentário de: Carla [Visitante]
Oi...
Tive fratura Exposta de Tíbia na perna esquerda e estou com Fixador Externo há 1 mês e 20 dias, meu médico pediu pra mim decidir se quero colocar gesso após retirar os fixadores ou colocar uma haste com parafusos...
Gostaria de saber qual o melhor procedimento pois sou Diabética e estou meio em dúvida...
Obrigado
R. Esta não deve ser uma decisão sua, mas do médico. Ele é que,m tem de decidir e se responsabilizar por tal decisão. Seu dever é colaborar com o tratamento.
16.04.12 @ 18:21
Comentário de: Fernanda Moura [Visitante]
Olá Boa Noite...Nasci com um pé torto devido a postura na barriga da minha mãe,fiz a cirurgia para endireitar o pé e usei gesso por muito tempo, fiz fisioterapia e consegui caminhar normalmente...Mas fiquei com uma perna mais fina que a outra (devido ao GESSO) e menor por diferença de centimetros, e gostaria de saber se malhando teria como recuperar a ''grossura'' da minha perna para ficar igual a outra que é normal, ou ficar menos perceptivel essa ''finura''?? Obrigada pela atenção!


R. A hipotrofia da panturrilha e a diferença no comprimento da perna faz parte da doença pé torto congênito, não foi por causa do gesso. Musculação ajuda, mas não recupera totalmente. Uma solução para o adulto é usar a prótese de silicone para a panturrilha. Diferenças de comprimento grandes podem ser tratadas comm alongamento cirúrgico
16.04.12 @ 22:40
Comentário de: Andreia Costa [Visitante]
Primeiramente parabéns pelo blog!!! Tenho um conhecido que teve fratura de calcanho e o ortopedista nao o imobilizou, colocou apenas um tecido acolchoado e encaminhou o paciente para o ambulatorio para que fosse decidido o tratamento. Sendo que ele só consegui o agendamento para 6 dias após a fratura. Desta forma, gostaria de saber se isso poderá prejudicar a recuperação do referido paciente? Obrigada!

R. Com relação especificamente à frautra não há muita emregencia. mas fique atento ás partes moles.
30.04.12 @ 18:42
Comentário de: Sônia [Visitante]
Olá, meu marido fraturou os maléolos e está com gesso há 5 semanas. Retorna ao médico de 15 em 15 dias, sendo feito o Raio-x. Ele nunca retirou o gesso que foi colocado e este está folgado. Parece não imobilizar mais nada a perna. Isso é normal!
R. deve se procurar corrigir esta irregularidade
02.05.12 @ 21:37
Comentário de: Sandra [Visitante]
Olá Bom dia...Eu quebrei o 5° metatarso amanhã vai fazer 45 dias fiquei 15 dias com gesso e 30 dias com bota imobilizadora sem pisar, olhei o meu raio x e parece que o meu osso ainda está meio afastado mas como não entendo gostaria de informação,quando se quebra e o osso afasta so forma uma fibrose ou ele fica grudadinho igual antes,qual é procedimento para este caso só cirurgia e se for qquanto tempo leva.
R. geralmente há consolidação óssea, mas há dificuldades de se ver a cura na radiografia, nos ossos do pé
08.05.12 @ 10:24
Comentário de: Silvana Aparecida Santos Baron [Visitante] Email
Dr. boa noite, fraturei o maleolos lateral esquerdo em 13/02/2012 fiquei 45 dias com o robofoot e após esse periodo fiz 20 sessões de fisioterapia, porem como continuo sentindo muita dor meu medico solicitou a Ressonancia para ver o que estava acontecendo e o resultado é esse ai:
Fragmento ósseo junto ao contorno anteroinferior do maleolo fibular,
medindo cerca de 1,0 x 0,4 cm, sem edema de sua medular.
Demais estruturas ósseas de forma e sinal medular normais.
Não há sinais de lesões osteocondrais do domus talar.
Não há sinais de sinovite.
Alteração de sinal de aspecto cicatricial do ligamento talofibular
anterior, sem descontinuidades bem evidentes, estando o mesmo inserido
no fragmento ósseo acima descrito.
Demais estruturas ligamentares sem anormalidades apreciáveis.
Leve tendinopatia do fibular longo no segmento perimaleolar.
Demais planos miotendíneos sem particularidades.
Fáscia plantar íntegra.
Edema da tela subcutânea nas regiões perimaleolares.

Sobre esse resultado preciso ficar apreensiva ou é tranquilo o tratamento, será que terei que fazer alguma cirurgia.

Pergunto isso porque a minha consulta é no final do mês ainda.

Obrigada.

R. É necessário saber se houve fratura, se este fragmento é decorrente de frautra ou não. Daí pode se programar o tratamento
09.05.12 @ 01:00
Comentário de: Diego Felipe [Visitante]
Ola. eu trinquei meu pulso, e o medico colocou um gesso da mao ate um pouco antes do cotovelo, deixando os dedos e o polegar de fora, e meu polegar começou a ficar dormente. Eu queria saber se isto e normal ou o medico apertou meu gesso demais? obrigado
R. Não é bom ficar com o dedo dormente, é bom revisar
21.05.12 @ 16:39
Comentário de: Sandra [Visitante] Email
oi eu comecei a sentir uma dor no pulso muito forte fui no pronto socorro e o medico disse que podia ser tendinite me medicou e me liberou e pediu para marcar com um ortopedista para fazer alguns exames e ver direito qual era a origem da dor, então eu fui no medico no outro dia ele tirou um raio x da minha mão e engessou eu achei estranho ele fazer isso sendo que eu não tenho nenhuma fratura esse procedimento é correto?
R. imobilizações com gesso ou outra podem ser feitas para diminuir a dor
21.05.12 @ 18:26
Comentário de: everton [Visitante]
ola tenho dores no tornozelo abaixo do osso aonde passam os ligamentos,meu pé nao esta inchado mais doi quando piso,oque podera ter acontecido? meu ortopedista disse que nao era nescesario engessar pois nao ouve fratura e nem inxaço... isso esta correto?
R. fraturas ocorrem normalmente após raumatismo, exceto nas patológicas
24.05.12 @ 23:40
Comentário de: nayara [Visitante]
Sofri um acidente de carro 2 meses fraturei braco direito acima do cotovelo estava gravida de 8meses e por isso nao pude fazer cirugia agora o medico disse que nao precisa mas e normal.Tem alguma coisa que posso usar pra melhorar alem do gesso que ja uso a 2 meses e ja formou o calo osseo.demora pra mim me recuperar.

R. Normalmente a fratura estará grudada em três meses, e os tratamentos são na maioria das vezes sem cirurgia. recuperação total está estimada em oito meses. isto depende muito do tipo de frautra,da idade e de outros fatores
13.06.12 @ 12:14
Comentário de: anderson camargo [Visitante]
ola, Tive uma fratura exposta no meio da tibiana perna direita com fraguimentacao na parte de tras do osso, estou a 40 dias com fixador externo, vi no raio x que a tibia nao esta alinhada esta uns 6 milimetros pro lado direito, o medico disse que isso nao era problema,percebi tambem que a perna esta creio que um centimetro para tras, tenho me incomodado bastante vendo menha perna torta, gostaria de saber, e possiver que seja feito alguma regulagem no fixador? e um fixador de 6 astes ,3 acima da fratura e 3 abaixo, apostando 45graus para esquerda, estou notando por esses dias uma febre de 37,5. 38 nao tenho iguas nem vermelhidao, sinto que a regiao da fratura esta.sempre mais quente, a a fibola nao foi mexida,ela quebrou em duas partes tres dedos acima do tornozelo e tres mais tres.dedos acima outra fratura,o medico disse que nesse osso nao se mexe. mas como a tibia ficou 6 milimetros para direita e 1 centimetro para tras a fibola nao se posicionol bem ficando torto e me incomodando . oque voce acha que devo fazer?


V pode consultar uma segunda opinião, que não faz mal a ninguém. mas desvios de cinco graus ou deslocamentos de 06mm tendem a não interferir com a função. Muitas vezes o fixador é utilizado como preparação para uma segunda intervenção. E é possível revisar o fixador.
21.06.12 @ 08:55
Comentário de: Daniel Brito [Visitante]
Olá,desloquei minha ulna caindo sobre o punho,eu coloquei o gesso por um período de tempo mas após a retirada percebi que o osso não "colou" no local,não sou médico mas é muito evidente.posso ver,comparar com o meu outro braço e já se passaram 2 anos após o acontecimento. Apenas queria saber se é possível que com o crescimento,o braço volte ao normal pois tenho 14 anos e não cresci o bastante nesses 2 anos.

se possível,responder por e-mail. Ficarei muito agradecido.

Deslocamentos são luxações, o osso sai de sua posição normal no encaixe da junta. O tratamento é a manipulação para retorno a posição normal,e, às vezes cirurgia. Mas costumeiramente fraturas podem ser corrigidas pela natureza, inclusive nos adolescentes. mas é necessário quantificar o grau de desvio para ter déia se o tempo até a maturidade vai ser suficiente para a correção acontecer.
06.07.12 @ 02:22
Comentário de: Leticia [Visitante] Email
Olá, gostaria se possivel tirar uma dúvida!
Fraturei o 1º metatarso na altura do peito do pé, fiquei com com a tala pouco mais de uma semanae sem tirar novo raiox o médico mandou engessar e retornar após 21 dias, meu pé ainda está um pouco inxado no peito do pé onde houve um corte porém onde fraturou não sinto dores.
Gostaria de saber se é comum precisar de cirurgia nesse tipo de fratura?
O gesso que foi feito está muito pesado é normal?
Foi colocado saltinho para eu pisar após 3 dias, é normal poder pisar neste tipo de fratura? O correto não seria repouso total? Faço estas perguntas pois devido a emergencia do acontecido tive que ir para um hospital publico e pelo visto continuar todo tratamento lá porém o atendimento é sempre muito rápido sem maiores esclarecimentos.
R. nestas fraturAS é possível deambular, mesmo diante da fratura, mas depende do caso se há intensa lesão de partes moles, e do tipo de fratura
13.07.12 @ 22:36
Comentário de: Fabiana M [Visitante]
Ola, no diagnostico da ressonancia do meu pé esquerdo consta: fratura junto a porção volar da base do segundo metatarsal com edema/contusão na medular óssea adjacente. Ha tb edema em partes moles adjacentes e na medular da porçao mais volar e distal do cuneiforme intermedio provavelmente relacionado a contusao ossea. Sesamoide medial do halux bipartido com edema na medular dos fragmentos relacionados. O medico receitou bota por 15 dias e 20 sessoes de fisioterapia, mas ainda sinto dor no "peito"do pé. Nao seria gesso mais adequado?
R. preferimos tratar fraturas com gesso. Mas hoje já se tem tratamentos com imobilizadores nas fraturas completas. mas as lesõese de partes moles. que muitas vezes nececssita de imobilização fixa e rígida por pelo menso tres semanas
16.07.12 @ 20:49
Comentário de: thaís reis [Visitante]
OLA´HA ALGUNS DIAS APARECEU EM MINHA MÃO DIREITA UM CISTO SINOVIAL MUITO DOLOROSO QUE AFETAVA OS NERVOS DO BRAÇO TODO.O MÉDICO COLOCOU UMA LUVA DE GESSO, SÓ NÃO ESTOU AGUENTANDO DE ALERGIA.O QUE FAZER? DEPENDO DO SUS E A PRÓXIMA CONSULTA SÓ DAQUI UM MES,NEM DURMO MAIS,TO DESEPERADA!
R. procure uma melhor avoaliaçã, pois cisto sinovial não é muito doloroso. e nem se trata com gesso. A dor aparece em raras ocasiões. Pode haver alguma inflamação ou infecção necessitando ser tratada
30.07.12 @ 14:20
Comentário de: DAVID GUERRIERI [Visitante]
fraturei o quinto dedo da mao direita,coloquei gesso e o gesso em uma semana folgou,depois disso fiz uma imobilizacao em casa mesmo ,posso continuar ou tenho que retornar para colocar o gesso novamente
R. retorne ao médico e explique a ele o que aconteceu. Não assuma reponsabilidades, deve deixar a critério médico
04.10.12 @ 09:29
Comentário de: Gisele [Visitante]
Olá, qebrei o "pé", Fibola, maleolo e metatarso no dia -2 .09.2012 e estou ate hj dia 04.10.2012 so com a tala esperando desinchar o meu pe, vou toda semana no hospital, faço raiox e os osss estao alinhados mas o pe muito inchado, é normal????
R. pode acontecer
04.10.12 @ 17:38
Comentário de: Raphael [Visitante]
Doutor dese o mês 07 tinha torcido meu pé só que quando me dirigi ao hospital foi informado por o raio- x que não tinha quebrado hospital sem ortopedista e fui para casa como indicado com o pé roxo tomei anti flamatorios e certo só que quando passou quatro meses torci meu pé na escada do serviço fui aomedicos me avaliaram e condisseram que tinha um fratura fiquei com uma tala imobilizadora 12 dias só que sem muleta o medico optou por aparelho gessado e com muletas para não fazer a cirurgia já conto com 20 dias de aparelho gessado será que precisarei mais quando tempo de aparelho gessado não sinto dor no meu pé .?
R. o segmento, escolhido este tratamento, é cerca de 45 dias no todo
06.10.12 @ 13:10
Comentário de: Ana Maria [Visitante]
Olá douto, Boa Tarde!
Terça-Feira estando na minha residencia estava sentando no centro da sala quando derrepente caí e apoei-me com a mão no chão e machuquei o femo do lado direito, no dia seguinte caí na ranpa da minha casa desta vez como escorreguei bati com a cabeça na parede batí com o joelho esquerdo no chão e agora sinto comose estivesse espinho quando toco até mesmo com o tecido da calça jeans, e incomoda ao andar. que conselho terei para que não venha a ter mais danos e não sentir mais dores? Muito Obrigado pela atenção. Tenho sessenta e um anos.
R. Sempre deve ser encorajado movimentos e tratamento local. mas tenha certeza que não houve fraturas, procure avaliação rediográfica que é rotina
06.10.12 @ 13:27
Comentário de: Tiago Luis [Visitante]
Sofri um acidente de moto em 27 junho onde fraturei o tornozelo direito, na lesão perdi uma casca do talus e rompi todos os ligamentos e tendoes e minha arteria por pouco nao rompeu ela só dobrou como pode perceber foi muito grave, fikei com o fixador ilizarov até 03/10 coloquei meia tala e dia 11/10 vou colocar gesso com salto e fikar 30 dias... só keria saber se vou ter os movimentos de volta do tornozelo direito...
R. Só podemos responder sabendo que estruturas foram rompidas e examinando=o diretamente. procure um fisioterapeuta para estabelecer um prognóstico do ponto de vista de reabilitação. e peça um LAUDO MÉDICO, ou relatório. Só fique satisfeito se o documento estabelecer quais as lesões, como foi o tratamento e qual o objetivo e o significadoda lesão
10.10.12 @ 15:48
Comentário de: Flaviane [Visitante]
Olá, fraturei a tíbia esquerda e fiquei 50 dias com um gesso até a metade da coxa para consolidação do osso até trocar por outro. Quando fiz a troca do gesso, o novo foi colocado até a altura um pouco abaixo do joelho porém com o pé virado para o lado, ou seja um pouco torto. A solicitação de virar um pouco o pé durante a colocação do gesso foi feita pelo médico após análise do raio-x, porém quem colocou este novo gesso foi um enfermeiro. Minha dúvida é se meu pé ficará torto pois ficarei de 30 a 60 dias com este novo gesso e ao estticar a perna centralizando os joelhos, percebo o pé direcionado para o lado e se não ficarei com a perna diferente após término do tratamento? Outra dúvida é que estou com o joelho sem poder dobrar após retirada 1º gesso, só conseguirei dobrar após fisioterapia, e até mesmo em relação a primeira dúvida mencionada, a fisioterapia resolverá caso o pé fique torto?
Agradeço a atenção.
R. Fisioterapia não resolve questões de desvios. V deve questionar o médico.tirar esta dúvida com ele. pergunte qual o motivo de rodar o pé. Muitas vezes isto realmente é preciso quando na avaliação dos RX se coonstata rotação interna. o fato de o pé apresentar aspecto de desvio não significa que o osso está coma aquela rotação após o procedimento.
24.10.12 @ 01:08
Comentário de: Simone Nunes [Visitante]
Dia 8/10/2012 torci o pé e fraturei o 5º metatarso, a fratura com desvio, o osso separou do outro, fui para o hospital e o médico apenas colocou uma tala com faixa e pediu ara que eu procurasse um ortopedista, no outro dia fui ao ortopedista e ele disse que meu caso era cirurgico, mais eu fiquei insegura e procurei em outra cidade a opinião de outro profissional, que tentou por 3 vezes a redução do osso, não ficou perfeito, mais aproximou bastante, colocou tala e pediu para eu voltar uma semana depois e colocou gesso e disse para eu voltar dia 8/11/2012. A pegunta é esse osso pode vir a não calcificar?Esse osso pode ter deslocado novamente?Há possiblidade de eu voltar no dia 8 e o médico optar par fazer uma cirurgia? Obrigada.
R. qualquer fratura pode não grudar. Mas dificilmente esta é uma complicação deste tipo de fratura
26.10.12 @ 00:17
Comentário de: Danilo Albuquerque [Visitante] · http://nobre.med.br
Olá Dr quebrei a ´tibia em um lugar só, não fiz cirurgia fiquei um mes com gesso até a virílhia depois foi trocado por um com salto e até a altura do joelho já se passou um mes piso no chão sem forçar muito no meu retorno agora, tenho chances de poder retirar o gesso? e quais serão os metodos depois para que eu possa pisar sem ter medo de quebrar de novo?

R. a consolidação é em cerca de tres a seis meses. mas se permite a carga imobilizada muitas vezes a partir de quarenta e cinco dias a critério médico
07.11.12 @ 12:02
Comentário de: gladston viana [Visitante]
Boa noite.
Tive uma fratura no calcanhar, pé esquerdo. porém após Raio-X, o ortopedista optou por engessar.. Acontece que a bota de gesso esta com uma espessura muito fina e " mole " exatamente no CALCANHAR . . Seria este o padrão, uma vez que quem fez a colocação do gesso foi o próprio ortopedista ????? No aguardo, agradeço antecipadamente ........

R. É comum o gesso ceder e perder sua consistencia nesta região. recomenda-se recauchuta-lo
23.06.13 @ 19:04
Comentário de: reinilda [Visitante] Email
olá, há 25 dias , escorreguei num degrau fui ao ortopedista e ele me disse que no raio - x era possível visualizar uma fissura no maléolo lateral, tornozelo esquerdo. fiquei 17 dias com o pé imobilizado com gesso aberto, quando retornei ao médico ele colocou um gesso circular fechado na perna toda e pediu 15 dias. será que em 15 dias ficarei boa para colocar o pé no chão até então só posso andar com moletas e não coloco o pé no chão
R. O tempo de tratamento destas fraturas gira em torno de 40 a 90 dias. o tempo de gesso é apenas uma etapa
03.07.13 @ 10:34
Comentário de: lidiane [Visitante]
oi doutor tive uma fratura no punho esquerdo operei e coloquei 3 fio k com 5 semanas o medico retirou os fios e deixou mais uma semana com a tala ,so que ainda doe muito principalmente nos dedos,a possibilidade do osso sair do lugar depois da retirada dos fios ou essa dor e normal?

O osso pode sair do lugar após retirada do pino quando não houve tempo para a cura óssea, mas não está relacionada com dores. A dor está relacionada geralmente com processos inflmatórios
07.07.13 @ 20:30
Comentário de: jjonata [Visitante] Email
boa noite eu tive uma fratura no radio porem provavelmente por negligencia medica meu braço entortou e acabou calcificando . eu sei q pode fazer cirurgia e que também tem probabilidade de remodelar já q tenho 13 anos . gostaria de saber :(1) o que e remodelar.(2) quais são as prováveis sequelas de eu não fazer cirurgia (3)e quais são se eu a fizer

A remodelação ocorre com muita eficácia nas crianças e adolescentes. A estrutura óssea se corrige pela natureza. A eficácia é maior quanto mais jovem for a pessoa e quanto mais próximo a ifratura for da extremidade do osso. Mas não se vece confiar na remodelação óssea. Seu médico deve se basear em critérios para indicar ou não a cirurgia. Se houver indicação de cirurgia, a opção do paciente pelo tratamento sem cirurgia será um risco.
07.07.13 @ 20:58
Comentário de: lucas mendes [Visitante]
oi, eu quebrei 4 dedos do pé direito, e o médico operou o meu pé ja faz dois mês, e a mais ou menos uns 20 dias ele colo uma bota de gesso, mais ontem eu tirei a bota sem ele mandar, tem augum tipo de exercicio que eu possa fazer, para o dezenvouvimento dos meus dedos?
pois eles estão duros, é asim mesmo ?

Nao se deve retirar a imobilizacao sem ordem medica, salvo nas emergencias. Voce deve fazer uma nova consulta a seu medico e reavaliar o resultado da cirurugia
11.11.14 @ 16:14

Esse post tem 4434 feedbacks esperando moderaçăo...

Deixe seu comentário


Seu endereço de e-mail năo será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail năo será exibido.))